Considerações sobre Homestudio

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Qui Nov 03, 2011 9:21 am

Uma pergunta recorrente que tem chegado através de MP, é: "O que é necessário para montar um bom Homestudio?".

Eu não sou um profissional do ramo, e nem um expert no assunto, sou apenas alguém que gosta muito desse assunto e procuro estudar com seriedade... aqui no Fórum existem vários amigos com muita experiência no assunto, e dessa forma estou abrindo esse tópico para fazer algumas considerações acerca da pergunta, e pedir para que os mais experientes no ramo colaborem com suas opiniões e conhecimentos. A idéia é fazer um tópico que sirva como guia geral para quem pretende montar um Homestudio.


Espaço

Tenha em mente que para montar um Homestudio não é necessário que você tenha o mesmo tratamento acústico de um estúdio de ensaios, com paredes duplas e revestimentos caríssimos. Independente do tmanho do espaço eu acho importante analisar as frequências que sobram dentro do local onde você montará o seu Homestudio. Na maior parte dos casos, a acústica mínima pode ser resolvida com placas de Sonex nas paredes e teto, e Basstraps nas quinas das paredes. O tratamento aqui não é para vazamento de som, mas sim para evitar que a sua captação via microfone, fique parecendo uma gravação feita dentro de um banheiro.

Caso não seja possível colar placas de Sonex nas paredes e teto, uma outra alternativa que funciona super bem são os Biombos. Você pode pegar um Biombo de 3 ou 4 partes, e revesti-las com Sonex. Em particular, gosto muito dessa solução, é uma excelente opção para gravação de Voz, Metais e principalmente Contrabaxo Acústico.

Outro aspecto importante sobre o espaço, é a escolha da interface de áudio.


Interface

O cara recebeu uma grana extra, foi até a Rua da Carioca e comprou uma interface M-Audio Pro Fire 2626, e um conversor ADAT, foi pra casa feliz pacas, dizendo: "agora vou gravar em 24bits com taxa de 196khz, vai ficar o bicho!". O amigo em questão só esqueceu de um pequeno detalhe. O Homestudio dele ocupa o espaço do tamanho de um quartinho de empregada, e o que ele acha que vai fazer com *26* canais dentro de um espaço onde mal circulam 3 pessoas? Vai gastar quanto em pré-amp pra alimentar isso tudo?

Vai gravar bateria acústica em casa?
Vai gravar uma big band em casa?
Tem espaço pra alocar uma Orquestra de Cãmara em casa?

Todas as respostas foram "não" ?

Ahhh, ok... então esqueça a Pro Fire, e passe a pensar numa interface de 2 ou 4 canais, quiçá 6 no máximo.

Hoje eu trabalho com uma interface com 8 canais, que me dá a flexibilidade de gravar uma percussão em casa, e transportá-la pro estúdio de ensaios quando preciso gravar uma bateria acústica, ou fazer gravações ao vivo. Mas, meu espaço em casa é pequeno, algo insignificantemente maior do que um quartinho de empregada. Quando preciso gravar em casa com no mínimo 4 pessoas, tenho que espalhar músicos e cabos pela casa, é um transtorno!

Considere sempre a hipótese de gravar canais separados. Numa interface "pequena", você pode gravar primeiro o violão e voz pra fazer a função de guia da música, e em seguida gravar os outros instrumentos separadamente. O mais importante numa boa interface, não é necessariamente a quantidade de canais que ela tem, mas sim a resolução do conversor digital, e a taxa de amostragem. Nestes dois quesitos, tente buscar uma interface que trabalhe com resolução de 24bits e taxa de pelo menos 96khz. Isso já vai te dar uma boa qualidade de áudio.


Pré-amplificadores

Teoricamente, você deveria ter um pré para cada entrada da sua interface. Algumas boas interface do mercado como as principais linhas da M-Audio, já vêm com o tal pré Octane, proprietário da empresa. Mas, pré é como microfones, podem variar de acordo com a aplicação. acredito que para Homestudio, um Tube Pré de 2 canais resolva bem o problema.


Computador

Isso é assunto polêmico, daria pra escrever um livro... mas vamos tentar considerar algumas coisas.

Não há nada que você faça num MAC, que você não consiga fazer no Windows. A diferença é que no MAC você trabalha com mais segurança, confiabilidade e qualidade. No Windows é preciso ter paciência para conviver com travamentos, bugs, conflitos de memória e uma multitarefa muquirana. Considere também que alguns aplicativos só existem versões para MAC, como por exemplo o Logic Pro.

Pra não ficar travando esse chato embate de MAC x Windows, vamos considerar que um computador razoável para trabalhar em casa sem maiores problemas, deve ter um bom processador, um Intel i3 ou i5 estão de excelente tamanho pro propósito. Pelo menos uns 4GB de memória RAM, ou 8 para ficar beeeem confortável. Deve ter pelo menos 2 HDs internos, um para o sistema operacional e aplicativos, e outro para os dados (fragmentos de áudio). É prudente também manter um HD externo para backup. Considere que você vai trabalhar com um multipista que exibe os dados na horizontal, então um monitor de 19 ou 22 polegadas é muito bem-vindo, e com certeza você irá forçar muito menos seus olhos do que tentar trabalhar num monitor de 15 polegadas.


Microfones

Esse é outro assunto extenso. Mas, definitivamente, evite esses microfones baratinhos e de baixa qualidade. Está na dúvida do que comprar? acha que existem muitas opções? então amigo, vá nos clássicos. Shure SM57 para captação de instrumentos, e Shure SM58 para voz... esses não falham. Existem melhores? sim, existem, vários... porém, são muito mais caros, é preciso ponderar até que ponto vale a pena colocar em seu Homestudio um microfone que custe 3 mil Reais.

Muitas pessoas optam por comprar condensers para gravar voz em Homestudio. Particularmente eu acho isso um erro. Homestudio não tem a acústica necessária para a utilização de um condenser, em geral ele acaba captando muito mais do que deve nesse tipo de ambiente... e nem adianta ficar acordado até as 3hs da madrugada achando que assim vai ter silêncio absoluto.... antes de mais nada, ao utilizar um condenser voê deve considerar os aspectos de acústica da sala onde esse micrfone será utilizado. O dinheiro utilizado naquele Audio Technica fodástico, pode ser melhor empregado em outros equipamentos.

Um bom microfone para voz e dois bons microfones para captação de instrumentos, são suficientes para as necessidades de um Homestudio. É correto pensar que, principalmente com relação a gravação de voz, seria bom ter opções de microfones para cobrir timbres e faixas de frequências diferenciadas (voz masculina e voz feminina por exemplo), o problema aí é apenas de custo em relação ao retorno obtido. Se estiver com dinheiro sobrando, então estude mais sobre esse assunto e faça os investimentos que achar correto.

Não esqueça também de investir em pedestais, e pelo menos um Pop Filter.


Monitoração

Esse é um investimento importante. Fidelidade do som captado é um dos fatores de sucesso pra uma gravação e mixagem bem sucedida. Existem várias opções excelentes nomercado (e bem caras também). Mas, um clássico dos estúdios e que resolvem super bem pra um Homestudio, são os monitores ativos da Yamaha, hoje, na faixa de mil Reais é possível comprar um par de HS50.

Evite mixar utilizando fones de ouvidos, principalmente aqueles que isolam completamente o ambiente. Deixe os fones de ouvidos para aquelas situações em que você precisa gravar com o mínimo possível de vazamento de som. Pra esses casos, invista em 2 ou 3 AKG K-44, são fones muito baratos e muito honestos, irão cumprir perfeitamente o pepel a que se destinam, da mesma forma que um Roland de mil Reais. Evite gastar fortunas com fones para utilização em Homestudio.


Cabos

Ao invés de comprar: Solda, ferro de soldar, alicate de corte, sugador de soldas, conectores Neutrik e metros de cabos Sparflex, utilize esse dinheiro para comprar bons cabos prontos disponíveis no mercado. Se o dinheiro não está sobrando pra comprar aqueles Monsters e Georges da vida, então vá de Planet Waves mesmo, esses cabos são excelentes, e por preços bem legais. Procure comprar tantos cabos quanto sua interface suporta, e tanto para atender a quantidade de microfones que você tem.


Software

Esse quesito é questão mesmo de gosto, ou então o que atende aquela máxima: "O melhor software é aquele que você sabe usar". Durante muitos anos (de 2000 a 2010) eu fui usuário do Cakewalk/Sonar, em 2011 quando migrei pro MAC, passei a ser usuário do Logic Pro. No período de Cakewalk, ainda utilizei Pro Tools e Cubase.

Gravação e mixagem: Pro Tools, Cubase, Sonar, Reaper, Logic Pro e outros... o importante é que você busque saber sobre os recursos e caraterísticas dos multipistas disponíveis no mercado, e veja qual o que melhor lhe atenderá. Todos eles seguem o mesmo princípio, o grande diferencial estará nos algorítimos de conversão, na flexibilidade e recursos para edição e na qualidade dos plugins nativos. Alguns softwares possuem versões apenas para MAC, como o caso do Logic Pro.

Masterização: T-Racks, Soundforge, Adobe Soundbooth e outros. Entre esses 3 que conheço, em termos de quantidade de opções e qualidade dos algorítimos de conversões, eu considero o T-Racks imbatível.

É isso... com essa mínima orientação dá pra começar a brincar em casa com a arte da gravação, mixagem e masterização. Pra quem curte o tema, vale a pena buscar sites e revistas especializados, estudar muito é sempre o melhor caminho.


Agora vamos aguardar outras contribuições para o enriquecimento técnico desse tópico.


Última edição por ClaudioBass em Qui Nov 03, 2011 11:17 am, editado 1 vez(es)
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por malka_aff em Qui Nov 03, 2011 10:19 am

Agora eu vou é aguardar a grana pra compra essas coisas ae!!
avatar
malka_aff
Membro

Mensagens : 6156
Localização : -29.923239,-51.141623

http://www.nikolasgomes.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Gomba em Qui Nov 03, 2011 10:58 am

O que você falou sobre os condensers foi muito bom. O que eu vejo de coisa que podia ser feita com um SM57 e um antipuff pra ficar ótimo o cara fez num Samson que tem som ruim e que estragou a gravação do cara...

Uma dica pra quem tem ou quer ter estúdio. Fuja de Behringer (a não ser que seja pra estúdio de ensaio e só você mexa na mesa). Vai estragar seu som e só vai te dar dor de cabeça.
avatar
Gomba
Membro

Mensagens : 5947
Localização : Niterói-RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Jhun em Qui Nov 03, 2011 12:09 pm

Olá galera,

Aqui no meu estúdio estou trabalhando bastante com gravações de ensaio ao vivo. O pessoal vem ensaiar, grava o ensaio pra ver como estão tocando e ouvir os erros/acertos a hora que quiser.

Bom, como é uma gravação de ensaio ao vivo muitas pessoas podem dizer que o som fica ruim e não há como regular o volume dos instrumentos caso necessário.

Até certo ponto isso é verdade, porém com alguns recursos a mais podemos driblar esses paradigmas.

Uma boa aquisição pra driblar esse problema dos ajustes de volumes é a interface Fast Track Ultra 8R que tem 8 canais pré-amplificados para gravação de cada canal independentemente.

Faço algo do tipo aqui no estúdio:

Canal 1 - Mic Over (Bateria L)
Canal 2 - Mic Over (Bateria R)
Canal 3 - Mic (Bumbo)
Canal 4 - Hartke Bass Attack (Baixo)
Canal 5 - DI (Guitarra/Violão/Teclado)
Canal 6 - DI (Guitarra/Violão/Teclado)
Canal 7 - DI (Guitarra/Violão/Teclado)
Canal 8 - Behringer Xenyx 2442 (Vozes)

Bom, sempre haverá vazamentos entre os mics de voz e dos da bateria, porém quase irrelevantes numa gravação desse tipo.

Isso é só uma das opções que essa interface oferece. Da pra gravar uma bateria completa com cada tambor em um canal diferente, porém ainda não fiz esse teste.

Bom, espero ter contribuido de alguma forma para este fórum que já suguei tanto conhecimento. Laughing

avatar
Jhun
Membro

Mensagens : 210
Localização : Cotia-SP

http://www.estudiodojhun.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Qui Nov 03, 2011 12:45 pm

^ Tente usar um Kit-5 de bateria da Shure, sem os Over, ainda te sobram 3 canais pra gravar guitarra, baixio e voz. Se for o caso, use 4 microfones pra batera... um pela esquerda pegando tambor/condução, outro pelo centro pegando tons/ataque, outro pela direita pegando caixa/contratempo e o quarto direto no bumbo.

Pra gravar ensaio nesse formato eu não gosto de usar overs.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Bass_shoW em Qui Nov 03, 2011 1:44 pm

Gomba escreveu:
Uma dica pra quem tem ou quer ter estúdio. Fuja de Behringer (a não ser que seja pra estúdio de ensaio e só você mexa na mesa). Vai estragar seu som e só vai te dar dor de cabeça.
como assim? explica melhor Gomba
avatar
Bass_shoW
Membro

Mensagens : 170
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Gomba em Qui Nov 03, 2011 3:28 pm

Muito simples, componentes e mão de obra baratos = produto nem sempre bom. Behringer adora dar problema. Os microfones tem uma timbragem muito estranha, os prés valvulados são boosters de transistor...
avatar
Gomba
Membro

Mensagens : 5947
Localização : Niterói-RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por malka_aff em Qui Nov 03, 2011 3:36 pm

já tive um pré mic-200

e aquilo era uma porcaria!!!
avatar
malka_aff
Membro

Mensagens : 6156
Localização : -29.923239,-51.141623

http://www.nikolasgomes.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por NESCAU em Qui Nov 03, 2011 3:39 pm

eu já tive um pré mic 100. O bichinho era guerreiro e se pagou umas 10x. Só vendi porque peguei um controlador com placa pré e o escambau... Very Happy
avatar
NESCAU
Membro

Mensagens : 2122
Localização : Criciúma, SC, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Bass_shoW em Qui Nov 03, 2011 3:51 pm

^é o tipo da coisa por aqui o pessoal fala bem da Behringer tipo não é uma das melhores arcas claro mas quebra o galho entendeu?
avatar
Bass_shoW
Membro

Mensagens : 170
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Jhun em Qui Nov 03, 2011 5:12 pm

Sobre marcas de equipamentos, sempre haverão os mais renomados que são referência.

As vezes para um home studio um produto da behringer é o ideal.

Estava para adquirir o condensador da Behringer, mas optei por um kit da CAD.

Como sou novato, pra mim está atendendo as expectativas. Até o momento não passei sufoco com nenhuma marca em específico, exceto meteoro (uma vez).



avatar
Jhun
Membro

Mensagens : 210
Localização : Cotia-SP

http://www.estudiodojhun.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Qui Nov 03, 2011 5:46 pm

Eu na realidade não tenho um home studio, tenho um "quarto sobrando estudio"

Eu sou daqueles contra a montar bateria (programar), porém não critico quem gosta e adota esse metodo, mesmo porque reconhece ser muito prático.

Sendo assim, procuro um estudio legal pra gravar a bateria acustica, levo a sessão pra casa,e faço o resto lá.

com esse metodo não preciso de investimento nesse quarto, dentro do possivel ele esta "equilibrado".

Tenho dois SM57 que microfono caixa de baixo e guitarra e outro condenser que uso tbem para instrumentos, mais na maioria da vezes para voz

Uso o Pro Tools 9, com uma serie de Plugins "alternativos".

resumindo para pequenas gravçoes não é necessario muito investimento.

o mais dificil mesmo e tirar a mulher de casa....qdo vou gravar algo rsrsrsrsrs!!!!
avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Jhun em Qui Nov 03, 2011 6:01 pm

J.Adalberto

O que você vem utilizando de plugins?

Eu uso bastante o Antares Auto-tune pra voz e aquele plugin freeware que vem com o Sonar ("voice-sei-lá-o-que").

Pra guitarras e baixo estou usando bastante o compressor da sonitus e o Amplitube.

Pra bateria que está meio complicado, uso compressor da sonitus, não consegui achar um "noise-gate" legal e também outros "alternativos" adquiridos num DVD Duplo lá na Santa Efigênia.

avatar
Jhun
Membro

Mensagens : 210
Localização : Cotia-SP

http://www.estudiodojhun.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Gomba em Qui Nov 03, 2011 6:03 pm

jhun, mandei mp.
avatar
Gomba
Membro

Mensagens : 5947
Localização : Niterói-RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por malka_aff em Qui Nov 03, 2011 6:04 pm

eu tenho um behringer uca 200


ja tenho um home estudio??? Very Happy
avatar
malka_aff
Membro

Mensagens : 6156
Localização : -29.923239,-51.141623

http://www.nikolasgomes.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Qui Nov 03, 2011 6:51 pm

Jhun escreveu:
Sobre marcas de equipamentos, sempre haverão os mais renomados que são referência.
As vezes para um home studio um produto da behringer é o ideal.

J.Adalberto escreveu:
resumindo para pequenas gravçoes não é necessario muito investimento.

O investimento, está diretamente ligado a qualidade do produto final de áudio que você deseja alcançar. Gravar voz, microfonar caixas sem o mínimo ou nenhum tratamento acústico, vai te dar uma qualidade diferente daquele local onde há um tratamento adequado.

Captar áudio numa interface Behringer, não vai te dar o mesmo resultado que a captação numa Digi, Tascam, M-Audio e outras. Já tive a curiosidade de comparar gravando uma Behringer FCA 202 com uma Fast Track Ultra 8R... o resultado final é uma covardia, o áudio captado com a Behringer me dava a sensação de ter um travesseiro na frente da caixa. Um bom conversor AD/DA não custa baratinho como uma interface Behringer.

Mas, enfim... tudo depende do propósito e dos resultados que você está buscando... hoje eu cheguei num estágio de total falta de paciência com equipamentos que não tenham um mínimo de qualidade... prefiro ficar sem, do que compar algo que não me dê o resultado esperado.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Qui Nov 03, 2011 6:57 pm

É preciso tomar um pouco de cuidado com alguns "bons negócios" ou "boas oportunidades" que aparecem. Na maioria das vezes, investir em um equipamento de uma marca mais confiável, mesmo que um modelo mais simples, pode ser melhor.

Por exemplo, um microfone C3000 (condensador da AKG) custa um pouco mais que um Samson, mas ainda tem um preço relativamente acessível (cerca de R$1.200,00) e é muito mais versátil e não tem ruídos como o Samson.

Investir em equipamentos versáteis e que terão vida útil maior é sempre bom negócio, se a verba permitir. Investir em equipamentos que só servem para gravar um tipo de coisa é muito luxo, na minha opinião.

avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Qui Nov 03, 2011 9:19 pm

ClaudioBass escreveu:
Jhun escreveu:
Sobre marcas de equipamentos, sempre haverão os mais renomados que são referência.
As vezes para um home studio um produto da behringer é o ideal.

J.Adalberto escreveu:
resumindo para pequenas gravçoes não é necessario muito investimento.

O investimento, está diretamente ligado a qualidade do produto final de áudio que você deseja alcançar. Gravar voz, microfonar caixas sem o mínimo ou nenhum tratamento acústico, vai te dar uma qualidade diferente daquele local onde há um tratamento adequado.

Captar áudio numa interface Behringer, não vai te dar o mesmo resultado que a captação numa Digi, Tascam, M-Audio e outras. Já tive a curiosidade de comparar gravando uma Behringer FCA 202 com uma Fast Track Ultra 8R... o resultado final é uma covardia, o áudio captado com a Behringer me dava a sensação de ter um travesseiro na frente da caixa. Um bom conversor AD/DA não custa baratinho como uma interface Behringer.

Mas, enfim... tudo depende do propósito e dos resultados que você está buscando... hoje eu cheguei num estágio de total falta de paciência com equipamentos que não tenham um mínimo de qualidade... prefiro ficar sem, do que compar algo que não me dê o resultado esperado.

Concordo plenamente...

de equipamentos bons se extrai som bom.

uma sala tratada se tem resultados superiores.

mas pra mim home studio, é onde se registram ideias.

mas qdo se quer de fato um produto final....tem que se recorrer a estudios profissionais com equipos de ponta.

resumindo pra mim home estudio é pra gravar demos qdo muito.
avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 7:41 am

J.Adalberto escreveu:
resumindo pra mim home estudio é pra gravar demos qdo muito.

OK, respeito sua opinião... acredito que pra você um home estudio sirva somente pra demos e registros de idéias.

Mas... de bastante tempo pra cá, muitas coisas disponíveis na mídia e no mercado fonográfico, são produzidas em home estudio. Só pra citar um exemplo, o último CD da Avril Lavigne com o título "Goodbye Lullaby", foi gravado e produzido no home estudio da própria cantora!

Pra quem se lembra da Revista Home Studio, tinha uma página que trazia resenhas de CDs comerciais totalmente produzidos em Home Estudio.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Sex Nov 04, 2011 9:13 am

Verdade Claudio,

esse exemplos que vc citou são muito bons. Porém, estava falando na realidade de custo de equipamentos bons.

claro se vc tiver acesso aos melhor equipamentos e conhecimento para manipula-los em seu home vc poderá produzir coisas de qualidade, assim como os citados.

Creio que para nossa realidade, os homes nao dispõe de equipamentos top, o que pode denegrir o resultado final.
avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Tonante em Sex Nov 04, 2011 9:20 am

Interessante essa discussão sobre conceito de home estudio...

Se você observar alguns artistas nacionais, vai ver que praticamente todos tem estudio em casa... Jota Quest, Skank, Frejat, Jhon (Pato Fu), Latino, Buchecha... pessoal do sertanejo então nem se fala...

Na minha opnião o conceito e home estúdio está muito próximo a definição do J.Adalberto, que é gravar idéias e demos em casa com equipamentos simples e eficientes... já esses que citei acima na minha opnião não tem home estúdio, e sim um Estúdio de ponta em casa...
avatar
Tonante
Membro

Mensagens : 3470
Localização : BH

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 9:25 am

J.Adalberto escreveu:
Creio que para nossa realidade, os homes nao dispõe de equipamentos top, o que pode denegrir o resultado final.


^ Sim, neste aspecto você tem razão... aqui no Brasil você não compra uma interface Apogee Rosetta 800 por menos de 10 mil Reais. No Mercado Livre você encontra uma pré AVALON AD2022 por quase 9 mil Reais... aí sim, eu acho muita grana pra investir num home estudio, é preciso ter um retorno que justifique isso.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Sex Nov 04, 2011 10:16 am

Tonante escreveu:Na minha opnião o conceito e home estúdio está muito próximo a definição do J.Adalberto, que é gravar idéias e demos em casa com equipamentos simples e eficientes... já esses que citei acima na minha opnião não tem home estúdio, e sim um Estúdio de ponta em casa...

legal Tonante, essa é a ideia, os caras que citou tem de fato um Studio e casa!!!

eu penso que home no sentido de pequeno e com poucos recusros... serve bem para fazer uma pre-produção por assim dizer, e depois fechar em condições melhores que se tenha a grana pra isso.

avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por nukebass em Sex Nov 04, 2011 10:39 am

ClaudioBass escreveu:[...]Evite mixar utilizando fones de ouvidos, principalmente aqueles que isolam completamente o ambiente. Deixe os fones de ouvidos para aquelas situações em que você precisa gravar com o mínimo possível de vazamento de som[...]
Desde que comecei como entusiasta de tecnologia de áudio, há uns 7 anos atrás, que isso é praticamente uma regra no meio. Porém, com a popularização de Mp4 Players, iPod's, celulares com Mp3 e outros dispositivos com fones de ouvido, me vieram dúvidas quanto a isso... Creio que a mixagem deva acompanhar essas mudanças. Quando concluíamos uma mix, era praxe ouvirmos a mesma em diversos lugares, como som da sala, som do carro, no DVD com a saída direto pra TV, etc. Mas hoje, creio que a grande maioria das produções são ouvidas em fones de ouvido.

E agora? É a mesma mix? Creio que não!

Tentem comparar (em fones de ouvido) produções pré 2005 e produções pós 2005. Notem que as produções PÓS 2005 soam bem melhor em fones! Porque boa parte delas foram mixagens "pensadas" com isso.

Mas minha dúvida permanece, pois não sei se mix voltadas para fones de ouvido devem ser feitas em fones de ouvido, ou se devem ser feitas da maneira tradicional, porém, apenas sendo preocupadas com os fones.

O que sei, por experiência própria, é que um cuidado especial deve ser dado à ambiência.
Quando você tenta mixar com fones, a tendência é exagerar muito nisso.
Aí você só se dá conta quando colocar pra tocar em caixas de som.

EDIT: Btw, tópico MUITO bom! Valioso!
avatar
nukebass
Membro

Mensagens : 1339
Localização : Fortaleza

http://nukebass.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Sex Nov 04, 2011 10:58 am

entao NuKe,

acredito sim que a galera que anda mixando por ai esteja, bem mais preocupado em mix tendo o fone de ouvido como alvo.

o lance de mix com fone ao meu ver, é que na realidade não é "natural" pois qdo vc esta estudano um musica sem o fone, seus ouvidos captam o som como um todo, quero dizer o seguinte o som proveniente do lado diretio tbem acaba sendo captado por seu ouvido esquerdo e vice-versa, o que confere a "atmosfera" da musica

qdo vc esta com fones isso nao acontece, acaba ficando tudo meio "seco"
avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por nukebass em Sex Nov 04, 2011 11:06 am

Tudo bom Adalberto?

Pois então, acaba sendo uma questão de ambiência e pan, não é?

Meu medo de mixar em monitores é porque o resultado pode ser desastroso se a sala não estiver equilibrada e os monitores forem "mentirosos". Aliás, isso é meio que um mito, não é? Essa coisa de monitor 100% de resposta flat.
avatar
nukebass
Membro

Mensagens : 1339
Localização : Fortaleza

http://nukebass.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Sex Nov 04, 2011 11:30 am

nukebass escreveu:Tudo bom Adalberto?

Pois então, acaba sendo uma questão de ambiência e pan, não é?

Meu medo de mixar em monitores é porque o resultado pode ser desastroso se a sala não estiver equilibrada e os monitores forem "mentirosos". Aliás, isso é meio que um mito, não é? Essa coisa de monitor 100% de resposta flat.

de verdade não sei se a questão é tão simples assim não!!!

vamos aguardar o que a galera tem a dizer sobre isso...

Agora em relação aos nonitores esse é o grande dilema. o grande segredo da mix é isso, conseguir uma mix "Média", isso que soe bem em "quase" todos os lugares/equipamentos.



avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Jhun em Sex Nov 04, 2011 12:41 pm

Esses dias ouvi que a mixagem com determinado monitor/fone é um treinamento.

1º) Pegue os CD's e músicas referências, aquelas que você acha com um som ideal para seu objetivo.

2º) Ouça bastante coisa que você selecionou em seu monitor/fone, a partir daí você cria uma referência.

3º) Quando você for mixar suas músicas você já terá um ponto de partida com seu próprio monitor.

Logicamente que o caminho fica mais fácil se você tiver um monitor que não dê "coloração" no som.

Por exemplo, a maioria dos fones tem uma resposta de frequência muito estranha: um pico de ~10db abaixo dos 200hz, uma resposta "meio" flat dos 200 aos 10k e uma queda muito acentuada a partir dos 10k.

A gente poderia agregar uma sessão de áudio aqui no fórum, seria bem legal. Very Happy
avatar
Jhun
Membro

Mensagens : 210
Localização : Cotia-SP

http://www.estudiodojhun.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 1:19 pm

nukebass escreveu:
Tentem comparar (em fones de ouvido) produções pré 2005 e produções pós 2005. Notem que as produções PÓS 2005 soam bem melhor em fones! Porque boa parte delas foram mixagens "pensadas" com isso.

Tenho percebido isso também, inclusive nos CDs de Jazz com formações de Piano, Baixo Acústico e Bateria.

nukebass escreveu:
O que sei, por experiência própria, é que um cuidado especial deve ser dado à ambiência.
Quando você tenta mixar com fones, a tendência é exagerar muito nisso.
Aí você só se dá conta quando colocar pra tocar em caixas de som.

Eu ainda adoto o modo "clássico", mixo pelos monitores, e no máximo duas músicas por dia. Mas, confesso que ao terminar a mixagem, vou para os fones dar uma conferida no som. O fone, em geral, mostra alguns sons/ruídos que passam despercebidos nos monitores.

Quando eu "acho" que estou satisfeito com a mixagem, aí eu ouço as músicas em várias fontes: Carro, home theater, MP3 player, 3 fones diferentes, até no player daTV... depois de todas essas audições, quase sempre me convenço de que ainda não está bom, e tem algo que precisa ser melhorado (é um inferno).

J.Adalberto escreveu:
nukebass escreveu:Tudo bom Adalberto?

Pois então, acaba sendo uma questão de ambiência e pan, não é?

Meu medo de mixar em monitores é porque o resultado pode ser desastroso se a sala não estiver equilibrada e os monitores forem "mentirosos". Aliás, isso é meio que um mito, não é? Essa coisa de monitor 100% de resposta flat.

de verdade não sei se a questão é tão simples assim não!!!

vamos aguardar o que a galera tem a dizer sobre isso...

Concordo que essa questão não é tão simples, principalmente em se tratando de home estudio, onde quase em 100% dos casos você não tem o tratamento adequado da sala... da mesma forma que também não acredito em 100% de resposta flat. Faça um teste: coloque pra tocar uma música que já esteja mixada por você, considerada como finalizada. Ouça a música até a metade, com o som saíndo apenas pelos monitores. Agora, coloque duas latinhas de refrigerante (vazias) bem na frente de cada falante dos monitores... perceba a alteração no som.

Quanto ao PAN, eu não vejo uma maneira de mixar sem trabalhar muito com esse recurso. Dificilmente você verá uma música mixada por mim com algum instrumento no centro do PAN, até a voz eu costumo abrir, nem que seja 5%.

J.Adalberto escreveu:
Agora em relação aos nonitores esse é o grande dilema. o grande segredo da mix é isso, conseguir uma mix "Média", isso que soe bem em "quase" todos os lugares/equipamentos.

Tenho muita vontade de um dia poder mixar numa sala tratada com sistema de som Surround, igual aquela do estúdio do Joabi. Posso estar errado, mas acredito que um produto final mixado em Surround, irá soar bem em qualquer outro sistema, inclusive fones de MP3 Players.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Jhun em Sex Nov 04, 2011 1:47 pm

ClaudioBass escreveu:
Quanto ao PAN, eu não vejo uma maneira de mixar sem trabalhar muito com esse recurso. Dificilmente você verá uma música mixada por mim com algum instrumento no centro do PAN, até a voz eu costumo abrir, nem que seja 5%.

Nossa, só de pensar na voz uns 5% pra algum lado já me começa a me dar calafrios...

... eu acho que tenho aquela sindrome da simetria. (Isso existe?)

Tipo, se eu esbarro a mão esquerda na porta, tenho que esbarrar a direita em alguma coisa.

Se eu coço a mão direita, logo tenho que coçar a mão esquerda... Shocked

Será que isso tem tratamento?

ON-TOPIC: Sobre o PAN costumo ser mais conservador, frequencias graves e voz principal no centro, e o restante vai ajustando conforme a intenção.
avatar
Jhun
Membro

Mensagens : 210
Localização : Cotia-SP

http://www.estudiodojhun.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 2:10 pm

^ Mas se você tiver um vocalista com o timbre por exemplo do Emilio Santiago, e colocar a voz no centro junto com o baixo, tem grandes chances de ficar embolado.

Outra coisa que não consigo fazer de forma alguma, é juntar bumbo e baixo no centro, pra mim, isso mata a mixagem. Utilizo os dois aberto, um pra cada lado... e, excepcionalmente neste caso, a voz pode ficar ao centro, mesmo assim ainda curto abrir a voz uns 5% na direção do bumbo!

avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Jhun em Sex Nov 04, 2011 2:22 pm

^ Interessante, vou testar essa configuração em alguma mixagem aqui.

No caso da relação bumbo/baixo você abre 100% cada um para um dos lados ou não tem uma fórmula precisa para isso? Por exemplo, pode ser 60-40 e 40-60 ou 70-30 e 30-70.

avatar
Jhun
Membro

Mensagens : 210
Localização : Cotia-SP

http://www.estudiodojhun.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Sex Nov 04, 2011 2:33 pm


Tá bem legal esse tópico...

Sobre o lance de Fone x Monitoração, também sou adepto de monitores, mas faço conferência em todos os lugares que consigo antes de entregar um trabalho. Sempre carrego para meu iPod para ver como vai soar, mas não faço a mix exclusiva para MP3 player. Quando uma mix "cai no mundo" é simplesmente impossível prever em quais sistemas ela será ouvida, e cada sistema acaba tendo sua limitação. Uso um sistema que estou acostumado e confio.

abs,



avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 2:39 pm

Jhun escreveu:^ Interessante, vou testar essa configuração em alguma mixagem aqui.

No caso da relação bumbo/baixo você abre 100% cada um para um dos lados ou não tem uma fórmula precisa para isso? Por exemplo, pode ser 60-40 e 40-60 ou 70-30 e 30-70.


Não há uma fórmula precisa, costumo guiar pelo ouvido mesmo (e também pelo analisador de frequências do Logic). Por exemplo, a última mixagem que fiz, um dos experimentos que gostei foi:

Bongô-grave: -30%
Violão: -20%
Shake: -5%
Voz: + 5%
Bongô-agudo: +20%
Baixo: + 30%


Não deixei nada no centro. As frequências do Bongô-grave dão suporte para as frequências agudas do Violão (equilibra o canal esquerdo). As frequências graves do Baixo dão suporte para as frquências do Bongô-agudo (equilibra o canal direito). A voz da cantora e o Shake, têm timbres médios, então abri os dois em 5%, e todo o conjunto trabalha da seguinte forma:

(L) --> grave --> agudo --> médio - médio <-- agudo <-- grave <-- (R)

Ao terminar a mixagem, ativo no Logic o Channel-EQ do Master Out, e ligo o analisador de frequências pra ver se a onda está com a linearidade que eu quero.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Sex Nov 04, 2011 2:46 pm

Jhun escreveu:^ Interessante, vou testar essa configuração em alguma mixagem aqui.

No caso da relação bumbo/baixo você abre 100% cada um para um dos lados ou não tem uma fórmula precisa para isso? Por exemplo, pode ser 60-40 e 40-60 ou 70-30 e 30-70.


essa distriuição bumbo 100% para um lado de baixo 100% para o outró, é no minimo exotica...

eu sou adepto de colocar os dois no centro mesmo, e descongestionar o centro trabalhando as frequencias.
avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Sex Nov 04, 2011 5:06 pm

Voltando ao assunto tratamento acústico, achei esse video no youtube:

avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Sex Nov 04, 2011 5:26 pm

ClaudioBass escreveu:
nukebass escreveu:
Tentem comparar (em fones de ouvido) produções pré 2005 e produções pós 2005. Notem que as produções PÓS 2005 soam bem melhor em fones! Porque boa parte delas foram mixagens "pensadas" com isso.

Tenho percebido isso também, inclusive nos CDs de Jazz com formações de Piano, Baixo Acústico e Bateria.

Para mim isso tem um pouco a ver com o rumo que as masterizações têm tomado. Principalmente quando se busca maior volume, um dos meios é deixar menos graves (que seguram os compressores na master) e valorizar os médios. Isso torna a música mais estridente e distorcida (mesmo que não se ouça essa distorção), porém nos fones é difícil perceber e a mix tende a soar mais clara, mas, na minha opinião, é só impressão mesmo.

ClaudioBass escreveu:
J.Adalberto escreveu:
Agora em relação aos nonitores esse é o grande dilema. o grande segredo da mix é isso, conseguir uma mix "Média", isso que soe bem em "quase" todos os lugares/equipamentos.

Tenho muita vontade de um dia poder mixar numa sala tratada com sistema de som Surround, igual aquela do estúdio do Joabi. Posso estar errado, mas acredito que um produto final mixado em Surround, irá soar bem em qualquer outro sistema, inclusive fones de MP3 Players.

Cláudio, no nosso caso, a função da monitoração surround é só para DVDs, já que o formato do CD não comporta mais do que 2 canais de áudio, e o 5.1 tem 6 canais. Mixar em surround tem muitas diferenças mesmo, o espaço sonoro disponível é completamente diferente do estéreo, e, apesar de existir há um bom tempo, ainda não existe um padrão para o surround. Quase sempre usam-se as caixas traseiras para ambiências, público e efeitos secundários. Pouca gente distribui instrumentos principais nas caixas traseiras.


avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 5:39 pm

^ Pela minha falta de conhecimento sobre o assunto, acabei me expressando mal. O "surround" que me referi, foi em termos de ter um woofer central mandando aquele grave encorpado, daqueles que fazem a mola do falante trabalhar. Acho que se conseguir fazer uma mixagem soar bem com um par de monitores e mais um woofer, é provável que vá soar bem em outros sistemas... mas isso é só viagem da minha cabeça, coisas que gosto de testar, experimentos!
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Sex Nov 04, 2011 5:54 pm


Agora entendi. É que quando ouço a palavra surround já relaciono automaticamente com 6 canais (ou mais).

Seu raciocício está correto mesmo. Normalmente dá-se o nome de Main Field à esse tipo de monitoração que você citou e de Near Field para as caixas pequenas.

Montar um Main Field decente exige cuidado e um bom investimento, aleem de espaço físico. Apesar de alguns estúdios insistirem que esse é o chamado "Som para Cliente" (para impressionar o cliente), na verdade um bom Main Field é uma ferramenta essencial para ouvir o que está acontecendo na música, principalmente em regiões onde as caixas menores não respondem.

Imaginem mixar um bumbo, um baixo, um vaso de percussão, alfaias de maracatu, todos instrumentos com muita informação de frequência abaixo de 80Hz, usando só uma caixa pequena que começa a responder adequadamente apenas a partir de 100Hz (como as conhecidas NS10), por exemplo.
Fica muito complicado, mas, apesar disso, técnicos experientes conseguem um bom resultado pela prática e por conhecerem muito bem suas caixas. No fim isso conta muito, mas ter a possibilidade de ouvir tudo dá muito mais segurança.

abs,

avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Gomba em Sex Nov 04, 2011 6:01 pm

ClaudioBass escreveu:^ Mas se você tiver um vocalista com o timbre por exemplo do Emilio Santiago, e colocar a voz no centro junto com o baixo, tem grandes chances de ficar embolado.

Outra coisa que não consigo fazer de forma alguma, é juntar bumbo e baixo no centro, pra mim, isso mata a mixagem. Utilizo os dois aberto, um pra cada lado... e, excepcionalmente neste caso, a voz pode ficar ao centro, mesmo assim ainda curto abrir a voz uns 5% na direção do bumbo!


Claudio, tem que ver isso ai. Normalmente nesse caso você usa um exciter ou algum reverb etereo que jogue a voz do cara pro cantos, mas o cantos tem que tar no mesmo volume das duas vias. Bumbo e baixo mesma coisa, mas ai é mais equalização que qualquer outra coisa. Mas tem que tomar cuidado na hora de usar esses efeitos porque corre o risco de você jogar pra mono e ter cancelamento.

--

Quanto à discussão de homestudio, ivete sangalo tem um estudio dentro de casa que ela tem usado pra gravar tudo. O projeto foi do Renato Cipriano da WSDG (fez o projeto do Reuel, do estúdio do Diante do Trono, das salas da cidade da música, de sonorização do Mineirão, etc). Isso pra mim é um estúdio-de-ponta-localizado-coincidentemente-dentro-de-uma-casa e não um homestudio.

http://po.wsdg.com/portfolio.asp?id=IveteSangalo
avatar
Gomba
Membro

Mensagens : 5947
Localização : Niterói-RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por J.Adalberto em Sex Nov 04, 2011 6:13 pm

Gomba escreveu:
ClaudioBass escreveu:^ Mas se você tiver um vocalista com o timbre por exemplo do Emilio Santiago, e colocar a voz no centro junto com o baixo, tem grandes chances de ficar embolado.

Outra coisa que não consigo fazer de forma alguma, é juntar bumbo e baixo no centro, pra mim, isso mata a mixagem. Utilizo os dois aberto, um pra cada lado... e, excepcionalmente neste caso, a voz pode ficar ao centro, mesmo assim ainda curto abrir a voz uns 5% na direção do bumbo!


Claudio, tem que ver isso ai. Normalmente nesse caso você usa um exciter ou algum reverb etereo que jogue a voz do cara pro cantos, mas o cantos tem que tar no mesmo volume das duas vias. Bumbo e baixo mesma coisa, mas ai é mais equalização que qualquer outra coisa. Mas tem que tomar cuidado na hora de usar esses efeitos porque corre o risco de você jogar pra mono e ter cancelamento.


tai uma coisa se lê e ouve em todo lugar: cancelamento, qdo se coloca a mix em mono....

de verdade Gomba. eu não tenho a menor preocupação com isso!!!
avatar
J.Adalberto
Membro

Mensagens : 3453
Localização : São Paulo

http://www.joaoadalberto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 6:28 pm

Gomba escreveu:
ClaudioBass escreveu:^ Mas se você tiver um vocalista com o timbre por exemplo do Emilio Santiago, e colocar a voz no centro junto com o baixo, tem grandes chances de ficar embolado.

Outra coisa que não consigo fazer de forma alguma, é juntar bumbo e baixo no centro, pra mim, isso mata a mixagem. Utilizo os dois aberto, um pra cada lado... e, excepcionalmente neste caso, a voz pode ficar ao centro, mesmo assim ainda curto abrir a voz uns 5% na direção do bumbo!


Claudio, tem que ver isso ai. Normalmente nesse caso você usa um exciter ou algum reverb etereo que jogue a voz do cara pro cantos, mas o cantos tem que tar no mesmo volume das duas vias.

Não é o meu caso... vou pelas vias mais simples!
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Sex Nov 04, 2011 8:11 pm


Pessoal, na opinião de vocês, qual o instrumento mais complicado de se chegar num bom resultado na mix, partindo de uma gravação que esteja bem feita? É só uma curiosidade...



avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Claudio em Sex Nov 04, 2011 8:13 pm

^ Trompete e Bumbo.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15155
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Gomba em Sex Nov 04, 2011 8:58 pm

Bateria, algumas percussões e sopros em geral. Piano também é um problema.

J.Adalberto escreveu:tai uma coisa se lê e ouve em todo lugar: cancelamento, qdo se coloca a mix em mono....

de verdade Gomba. eu não tenho a menor preocupação com isso!!!

Eu tenho. Já trabalhei algumas vezes operando P.A's onde a ligação feita foi em mono ou com cluster central sem repetiroda L e R dos lados. Numa dessas alguém precisa fazer um playback ou apresentar algum numero de dança e a musica tá cheia de cancelamentos... E aí?
avatar
Gomba
Membro

Mensagens : 5947
Localização : Niterói-RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Sex Nov 04, 2011 9:32 pm


Eu também me preocupo bastante com o cancelamento em mono. Um check-mono é simples de se fazer. Tem muitos lugares que ainda são mono e, no fim das contas, a gente nunca sabe onde o som vai tocar.

Respondendo minha própria pergunta, sobre o que é mais difícil, acho a voz o mais difícil e trabalhoso, mesmo estando bem gravada.


avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Gomba em Sex Nov 04, 2011 9:42 pm

O problema de voz nem é na captação e equalização, que são relativamente fáceis de fazer... a edição, se o 'canário' (gostei dessa nomenclatura) for bom, também nao precisa... O problema maior da voz é o dono dela... Muita gente não sabe usar a garganta como instrumento e acha que cantar é só falar afinado...

--

Uma frase: 'tá na dúvida? vai de sm57.'


Última edição por Gomba em Sex Nov 04, 2011 9:47 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Gomba
Membro

Mensagens : 5947
Localização : Niterói-RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Sex Nov 04, 2011 9:48 pm


Pois é, além de tudo o que o Gomba falou, se tudo isso estiver OK, é preciso que a mensagem esteja 'inteligível' e a região ocupada pela voz é a que tem maiores concorrentes (caixa, guitarras, violões, outros instrumentos solo, cordas, teclados, etc)

Além do mais, para a maioria das pessoas, o que vão perceber de fato numa música é a voz, por isso tenho cuidado especial.

avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Gomba em Sex Nov 04, 2011 10:12 pm

Mais alguns detalhes de microfones:

O corpo do microfone influi no timbre dele. Quanto maior o corpo, mais graves ele tem, quanto menor, menos graves. Ou seja, se você usar um u87, um tlm103 e um km 183 pra gravar um contra-baixo acústico, muito provavelmente você vai ter um som mais encorpado usando o u87. Agora e você vai gravar um flautim, um km 183 provavelmente te dê uma captação melhor. (apesar de que os melhores resultados que eu obtive com sopro foi usando dinâmicos, mas é só pra ilustrar)

Outra coisa muito importante num microfone é o padrão polar. Se você não tem uma sala muito bem tratada, não use microfones omnidirecionais pra nada exceto overall de bateria ou captação de coral. Procure sempre os cardióides ou supercardióides (alguns microfones te dão a opção de escolher qual padrão). Pra 90% do que você vai gravar, microfones cardióides são suficientes.
Quando a sala é muito boa, foi projetada por um engenheiro e coisa e tal, eu gosto de usar um microfone pegando ambiência (pra gravar bateria, violão e voz, principalmente). No violão fica um Condensador cardióide na boca, um supercardióide apontado pra 12a casa e um outro microfone omni atrás o violonista no alto pegando ambiencia.

Mais uma coisa: ajustes de fase. Se você vai colocar 2 microfones opostos um ao outro, inverta a fase de um deles senão vai rolar um baita dum cancelamento na mix. Exemplo: Caixa de bateria. Normalmente pra gravação (eu gosto de usar no palco também) você microfona a caixa com 2 microfones. Um na pele em cima e outro pra pegar a esteira por baixo. Experimentem fazer essa captação sem inverter a fase de um deles e outra invertendo. É um absurdo a diferença. A caixa morre.

Pelo amor de Deus, tomem cuidado com o que vocês microfonam com qual microfone. Não tentem microfonar contratempo ou usar overall de batera com aquele microfone dinamico 'profissional' da leson. Não vai ficar bom o som nunca. Não fica com o sm58...
E, por favor, nada de meter um sm81 dentro do bumbo e esperar que ele saia inteiro depois de tanta pressão sonora repetidas vezes por minuto. Condensadores são microfones MUITO frageis e sensíveis.
Mesma coisa é usar condensador pra captar caixa de instrumento. Fica bom, mas tem que ter um dinâmico quase colado na falante e o condensador mais longe um pouco. A pressão sonora pode danificar o condensador.

Quando for gravar instrumento de corda microfonado, não tenha medo de aumentar o volume do amplificador. Pra você ter uma captação confortável, você precisa de som alto. Pra gravar uma bateria bem, você precisa de um baterista com pegada. Pra você gravar um cantor bem, você precisa de alguem que saiba botar a voz pra fora!

Galera de mais experiência, se eu falei alguma bobeira, por favor, me corrijam. To aqui mais pra aprender do que pra ensinar!
avatar
Gomba
Membro

Mensagens : 5947
Localização : Niterói-RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por joabi em Sex Nov 04, 2011 11:25 pm

Gomba escreveu:

...se você usar um u87, um tlm103 e um km 183 pra gravar um contra-baixo acústico, muito provavelmente você vai ter um som mais encorpado usando o u87. Agora e você vai gravar um flautim, um km 183 provavelmente te dê uma captação melhor. (apesar de que os melhores resultados que eu obtive com sopro foi usando dinâmicos, mas é só pra ilustrar)

Esse assunto de microfones merece até mesmo um tópico específico, porque dá pra ficar falando muito deles.

Meu ponto de partida antes de sair microfonando é sempre ouvir o instrumento e o músico tocando. Decidir entre microfones não é uma tarefa tão simples, principalmente porque o posicionamento influencia demais no timbre resultante, mas é muito comum eu optar por combinações contrárias, por exemplo: instrumento estridente (ex.: flautim) com mic mais macio (para amenizar o que já existe em excesso), o mesmo para o caso dos graves.

Na minha lista de melhores microfones estão o U87 (Neumann) e o C414 (AKG). Apesar de terem bastante coloração (como todo bom microfone), funcionam bem em quase tudo, principalmente o C414. Talvez estejam fora do orçamento de um estúdio caseiro, mas para um estúdio de pequeno porte (que já tenha uma sala com tratamento básico), investir num par de C414 é um excelente diferencial.

Todo mic é fabricado com um propósito e é bom saber o que o fabricante do seu mic diz sobre ele. Em geral, dá para se pensar em microfones dividindo-os em 2 grandes grupos: microfones para captação de perto e para captação de longe. A diferença principal está na resposta de agudos. Microfones para captação distante têm mais agudo para compensar a perda no ambiente. Microfones para captar de perto (close) têm os agudos mais contidos, já que o som próximo da fonte sonora é mais equilibrado.

Microfones Omnidirecionais são um capítulo à parte. Devido ao processo de fabricação dos mics de condensador, todos eles têm uma leve acentuação nos agudos, geralmente entre 8kHz e 12kHz. Omnis são os que conseguem as curvas mais planas entre os tipos de padrão polar, geralmente reduzindo bastante a resposta de agudo do microfone. Isso o torna um excelente candidato para posicionamentos próximos, devido ao timbre geralmente ficar apagado demais quando estão distantes da fonte sonora. Particulamente, gosto muito dos omnis em situações REALMENTE próximas, como vozes, violões, etc. Já tive gratas surpresas usando dessa forma. Não me lembro de ter usado omni a mais de 1 metro de distância... acho que vem muito som indireto.


avatar
joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 5946
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Considerações sobre Homestudio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum