A importância de uma foto!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A importância de uma foto!

Mensagem por Maurício_Expressão em Ter Fev 21, 2012 11:19 pm

Uma foto é algo que considero sensacional.

Foto não é uma coisa tão preocupante a ponto de capturar a alma das pessoas que nela estão, como pensavam os indígenas.

Mas foto captura algo muito mais verdadeiro, real e sólido, que transcende as imagens: Foto captura um instante do tempo e o congela, para sempre.

Os fatos mudam com os anos. Ou melhor a percepção de um fato muda com o passar do tempo.
Uma coisa que você achava legal, passa a ser muito mais legal na sua percepção se não existe uma foto que registrou isso.

Um show em que você tocou, e que você achou que foi sensacional, se não tiver fotos, com o tempo, na sua memória, pode ter sido num palco maior e mais bonito, com mais público e na sua concepção ele pode ser melhor do que foi na realidade.

Mas também pode acontecer o contrário: um show que você achou que não foi tão legal, de repente, revendo fotos desse show, você percebe que sua percepção estava errada, e que na realidade as fotos podem mostrar que o show foi na realidade muito melhor do que você se lembrava.

Essa é na minha opinião a maior mágica das fotos: o instante, com todos os detalhes está lá, capturado nas imagens. Sem imaginação, sem suposições. O instante foi congelado e retirado do tempo para ficar em suas mãos.

Por isso eu sempre digo o quanto é importante registrar seus shows, ensaios, apresentações e eventos musicais. Depois de 10, 20 ou 30 anos as fotos deixam de ser só fotos... passam a ser registros de uma vida!

Quando sai de São Paulo para estudar Engenharia no Vale do Paraíba, no final dos anos 70, fui para uma pensão. Influência de meu pai que morou em pensão quando solteiro.

Eu queria morar em uma república de estudante. Isso era problemático segundo meu pai, pois para montar uma república eu teria que assinar contrato de locação e colocar o documento no meu nome e se o pessoal da república desse calote, quebrasse o imóvel ou outro problema qualquer só eu iria responder judicialmente... Era a mais pura verdade.

Mas mesmo assim, contra sua experiência, montei uma república diferente.
Explico: havia gente de várias partes do Brasil estudando em minha escola de Engenharia, pois na época era gratuíta (vestibular era Fuvest), mas havia também uma escola técnica de 2º grau com gente de várias cidades.
Éramos 3 da Engenharia e 2 caras do Técnico.

Acredito que para os caras do Técnico, era muito legal participar de uma república de caras mais velhos.
Éramos exemplos. E nossa república era a única que tolerava essa mistura entre os caras da Engenharia e as “crianças”....

A gente era mais polido, nos cumprimentávamos apertando as mãos. Falávamos mais baixos. E isso com o tempo foi sendo naturalmente imposto para o pessoal do Técnico.
Nossa república era muito frequentada pelo pessoal do Técnico.
Tenho certeza que por causa disso, nossa República era uma referência na escola.

E como em toda República, tem som sempre tocando, introduzi o Rock and Roll para meus colegas.

Paulo, do técnico, um japonês feio, que sempre perguntava sobre as bandas das fitas e LP's que eu levava para a República era um dos mais interessados em música.

Quando disse que tocava numa banda de rock e o convidei para um show em São Paulo, mesmo morando no interior, ele pegou um ônibus e apareceu de manhã em casa, ajudando a carregar a perua, descarregando o PA e montando no palco e depois carregando de novo as caixas na Kombi.

Ao final do show, que segundo me lembro, nem foi tanto legal assim e nem tinha tanta gente, ele veio me cumprimentar eufórico dizendo que estava surpreso e que não esperava que o show fosse o que foi. Me disse que ter assistido esse show iria mudar sua vida...

Nem dei importância e pensei que a empolgação fosse a emoção do momento, pois achei que esse foi o primeiro show que ele tinha assistido na vida e estava emocionado.

Nunca tirei uma foto com ele... Se achava feio e não gostava de fotos.

Ele passou a se vestir como eu (Jeans, batas coloridas, botas de cano alto, enfim, como eu me vestia). Tentou aprender a tocar baixo, como eu. Mas parece que não tinha o dom musical ou a cara de pau que eu tenho.
Então passou a construir instrumentos.

Lindos. Maravilhosos. Teve aulas com luthieres famosos do Brasil e até para o Japão foi aprender a fazer guitarras, baixos e violões. Foi para Europa comprar Jacarandá da Bahia (acredite, é mais fácil comprar essa madeira para escala na Europa que no Brasil).

Gastava grande parte de seu salário de seu emprego formal na sua lutheria.

Mantivemos intenso contato quando estava no Brasil e correspondência quando estava no exterior ao longo dos anos.

Quando se casou (com uma linda garota, para surpresa de todos, pois ele não era um cara bonito), fui um dos convidados de honra. Quando adotou 2 crianças (o casal não podia ter filhos), eu sempre fui um dos primeiros a ver os bebês.

Por coincidência, trabalhava fabricando foguetes, como eu, para se sustentar.

Mas ele trabalhava para uma estatal e eu em empresa privada. Desenvolvíamos a mesma tecnologia. Mas nunca trocamos uma palavra sequer sobre nossos trabalhos. Conheci toda a equipe dele em numerosos churrascos na casa dele e nunca ninguém da equipe dele comentou nada sobre trabalho comigo e nem eu com eles.

Esse respeito era necessário, não só pelas cláusulas contratuais mútuas de sigilo, mas pelo respeito que nutríamos um pelo outro.

Era um artista com madeira. Além de instrumentos, fazia esculturas e quadros onde em vez de tinta, era a textura e cor da madeira que faziam os desenhos em machetaria, como uma espécie de quebra-cabeças.

Tenho 2 quadros dele.

Sua morte foi muito sentida por mim. 48 h entre passar mal e sua morte.

Mexendo em gavetas nesse feriadão de carnaval, achei suas cartas.

Tenho quadros que ele fez, as cartas, e tenho uma linda guitarra (a primeira que ele fez e que é uma preciosidade).
Essa guitarra foi a viúva que me deu. Ela me falou que eu teria que ficar com ela pois eu era o cara que tinha introduzido o Paulo no mundo da música.
Mas não tenho uma foto de Paulo Yamazato.

Que falta faz uma foto nessa hora...


Última edição por Maurício_Expressão em Qua Fev 22, 2012 4:04 pm, editado 1 vez(es) (Razão : erro digitação)
avatar
Maurício_Expressão
Moderador

Mensagens : 6401
Localização : São José dos Campos - SP (Brazil)

http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/expressao

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por Cantão em Ter Fev 21, 2012 11:33 pm

Putz , arrepiei com esse texto Mauricião...uma grande verdade...tem horas que uma foto faz uma falta danada... claps
avatar
Cantão
Moderador

Mensagens : 17971
Localização : Bauru

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por GeTorres em Ter Fev 21, 2012 11:53 pm

Cantão escreveu:Putz , arrepiei com esse texto Mauricião...uma grande verdade...tem horas que uma foto faz uma falta danada... claps

Bateu firme Maurício! Principalmente para aqueles que do mesmo modo que eu, você e o Cantão, entramos na categoria "dos enta"!

Ou melhor, a turma "Vintage" do forum!!!
avatar
GeTorres
Membro

Mensagens : 4678
Localização : Potim SP (Serra da Mantiqueira & Vale Histórico)

http://luthieiragetorres.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por edumoraes em Qua Fev 22, 2012 12:05 am

Comecei a ler o texto despretenciosamente e me peguei emocionado lendo o final, a vida é assim, vivemos de recordações e as fotos nos ajudam muito trazer à tona essas na nossa memória.

valeu Maurício, bela reflexão...
avatar
edumoraes
Membro

Mensagens : 3969
Localização : Província de Campinas-SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por Eliseumohr em Qua Fev 22, 2012 12:34 am

Fiquei emocionado !
As vezes a vida nos prega essas peças!.

Toda vez que vejo fotos de meus primeiros shows com minha primeira banda, aquela que montei com meus melhores amigos , vejo que ÉRAMOS FELIZES E NÃO SABIAMOS!
avatar
Eliseumohr
Membro

Mensagens : 1314
Localização : pva do leste MT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por Pedroswaldo em Qua Fev 22, 2012 1:54 am

É Mauricião, é bem isso mesmo...

Sinto muita saudade de várias fotos que perdi com o passar dos anos ( mudanças). Sinto muita saudade de fotos que não tirei também.

Valeu pelo texto.
avatar
Pedroswaldo
Membro

Mensagens : 1128
Localização : GPS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por Leandro Jeronimo em Qua Fev 22, 2012 1:54 pm

muito forte isso, que reflexão. ..

eu joguei basket na minha adolescência e fui federado, mas infelizmente meus pais e eu ñ registramos nenhum momento na época que eu vestia o uniforme de um clube p/ disputar uma partida da base, hoje tenho filhos e um de 8 anos, as vezes comparitlho com ele minhas experiencias da época que eu jogava, falo pra ele dos treinos, da ansiedade antes de um jogo, partidas, viagens,vitorias, derrotas, comemorações e etc.... e percebo o quanto uma foto faz falta pra eu relembrar esses momentos e poder mostrar p/ os meus filhos um dos momentos mais importantes da minha formação.....

Mauricio ao ler sua historia a primeira coisa que veio a mente, foi esse momento tão importante da minha vida e que infelizmente ñ tenho nada registrado também....

abraço !!!
avatar
Leandro Jeronimo
Membro

Mensagens : 720
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por afonsodecampos em Qua Fev 22, 2012 8:02 pm

A foto é o menos importante dessa história Marurício!

De valor mesmo, ficaram as lições de uma verdadeira e linda amizade. Essa bagagem fica com você e também foi com o Paulo, para todo o sempre.

Já perdi muitos amigos e alguns primos, gente que nasceu e cresceu comigo. Eles estão em minhas orações, são lembranças sadias e incrivelmente vigorantes.
avatar
afonsodecampos
Membro

Mensagens : 4464
Localização : Belém do Pará

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por SHIP ROOM ESTUDIO em Qui Fev 23, 2012 10:35 am

Obrigado por compartilhar ... claps

SHIP ROOM ESTUDIO
FCBR-Parceiro
FCBR-Parceiro

Mensagens : 2187
Localização : .

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A importância de uma foto!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum