Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por greengo em Seg Mar 05, 2012 9:50 am

Bom dia, pessoal.
Resolvi fazer esse post em vista da minha indignação com uma gig que participei ontem.

Uns conhecidos meus me ligaram no começo da semana passada pedindo uma ajuda, pois o baixista deles tinha saído da banda na semana do show e eles já tinham PAGO pra tocar.
Ok, resolvi dar uma força para os caras, mas achei estranho a história de "pagar pra tocar"
Ensaiamos no meio da semana, o resultado me surpreendeu, a banda boa e bem entrosada. No final do ensaio conversávamos sobre o set list e o vocalista me deu alguns ingressos do show e falou: Esses são pra você vender, se quiser, ou dar, ´porque a gente já pagou por eles.
Aí fui descobrir que os caras PAGARAM MESMO pra poder tocar e ganharam ingressos no valor correspondente. Fiquei puto, falei pra eles que era um absurdo, onde já se viu pagar pra tocar.

Chegamos ontem ao Hangar Bar, aqui em Curitiba, por volta das 19h30. O show estava marcado para as 20h, tinha um público considerável até.
A primeira decepção foi quando pedi um chopp da Diabólica (excelente cerveja curitibana) e a mulher me serve num copo de plástico. Embora essa parte nada tenha a ver com a parte musical, foi onde tudo começou. Depois de tomar o chopp e ver escutar um dos shows, ouvi o chamado da natureza e fui ao banheiro. Chegando lá, tirando o fedor, me deparo com ISSO (quem tiver 'nojinho' não abra)
Spoiler:
Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Scaled.php?server=444&filename=530939898

Isso foi o prelúdio de um desastre ENORME
Ok, saí do banheiro e voltei pra mesa com minha namorada e ficamos alí até umas 20h30, pois o evento atrasou. Quando fui levando as coisas para o palco, o 'produtor' do evento veio me dizer que ainda haveria uma banda antes. Era um festivalzinho de várias bandas. Fui falar com o vocalista e ele me disse assim: "Então, vai ter outra banda, porque parece que os cara não iam vir tocar, mas aí já tinham pago e daí resolveram vir. Mas eles vão tocar só 15 minutos, o produtor falou que não vai passar"

Sabe quando o ÓDIO sobe, então, aí foi o momento que eu explodi, e comecei a falar pro vocal: Velho, como isso? É um absurdo vocês pagarem pra estar num evento de 'fezes', Se os caras pagaram pra estar aqui, vocês também, então o que difere eles de vocês? Se fossem 15 minutos de espera, tudo bem, mas a banda que está no palco vai levar 10/15 minutos pra sair, essa banda antes da sua leva mais 10 pra entrar, 15 pra tocar e 10 pra sair. Vai mais uma hora aí, e veja como o pessoal tá indo embora, o show vai ser praticamente particular.
Falei que dveriam desistir e pedir o dinheiro de volta, mas eles insistiram em tocar.

Depois do falatório e desabafo, saí e fui tomar uma cerveja.
Esperamos a nossa vez, entrei no palco rapidinho, baixo já afinado, so conectei os cabos no case de pedal e ampli e começamos.
Tinha um público sofrivel, no máximo 15 pessoas, mas que responderam bem e aproveitaram o show. Quando estávamos na 4ª ou 5ª música (de 11) veio um cara dizer pro guita que só íamos tocar mais UMA música. Aquilo me revoltou de um jeito que me deu vontade de desligar tudo e ir embora, mas por respeito à quem eu ofereci ajuda e ao público, fui tocar mais aquela música.
Mal terminamos de tocar os caras já foram desligando a iluminação e 'fechando a casa' literalmente expulsando o público presente.
Guardei minhas coisas, me despedi dos caras da banda, cumprimentei algumas pessoas que vieram falar comigo e fui embora.

Aí eu fico pensando, como alguém tem capacidade de cobrar pra uma banda tocar, e ainda por cima não oferecer o mínimo de estrutura decente. Tudo bem, a maioria eram bandas adolescentes, mas mesmo assim, esses adolescentes estão levando público para o seu evento, consumindo no su estabelecimento.
Eu nunca tinha visto tamanho descaso em toda a minha vida.

Desculpem o texto enorme, mas eu precisava desabafar!

Um abraço.
greengo
greengo
Membro

Mensagens : 281
Localização : Curitiba - PR

https://www.facebook.com/felipe.gusinski

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Christian em Seg Mar 05, 2012 10:42 am

pera aí deixa eu ver se eu entendi? você pagaram pra tocar? ta de sacanagem, no máximo tocar de graça., pra dar um força e tal, mas pagar pra tocar, na boa eu não iria de forma alguma. Eu acho que isso é um crime cara.
Christian
Christian
Membro

Mensagens : 3066
Localização : Brasilia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Cayo Castro em Seg Mar 05, 2012 10:43 am

Bem vindo ao mundo de um músico freelancer...
Em Curitiba, no Acre, Campo Grande, em São Paulo e em vários lugares do mundo... Wink


PS. Com exceção da parte de pagar pra tocar que nunca tinha visto. Mas se levar em consideração que era autoral, até se entende....
Cayo Castro
Cayo Castro
Membro

Mensagens : 4411
Localização : Rio Branco - AC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por greengo em Seg Mar 05, 2012 10:52 am

Christian escreveu:pera aí deixa eu ver se eu entendi? você pagaram pra tocar? ta de sacanagem, no máximo tocar de graça., pra dar um força e tal, mas pagar pra tocar, na boa eu não iria de forma alguma. Eu acho que isso é um crime cara.
Então, cara.
Eu não paguei, porque fui só quebrar um galho para os caras, nem os ensaios eles deixaram eu ajudar a pagar, embora eu tenha insistido, mas eles pagaram pelo show sim.
Eu acho que você encontrar uma situação dessas mas sendo remunerado ou nao, é ruim. Agora, encontrar essa falta de respeito e ainda por cima pagar por isso, é muita sacanagem.

Cayo:
Eu sei que a cena musical, muitas vezes, não oferece a estrutura adequada, com a minha banda já passei por muitas situações ruins, mas ver, não apenas uma, mas várias bandas pagando pra tocar, me revoltou muito.

Pelo o que eu andei pesquisando, a prática aqui em Curitiba tá sendo muito mais presente do que eu imaginava.
Conversei com um garoto aqui do trabalho que falou de um show em que eles pagaram cerca de R$:1000,00 pra tocar com o CPM22, um set de 15 minutos. Mas o show foi cancelado, por incomptência da produção, e eles nem viram a cor do dinheiro de volta.

EDIT: Não era autoral, era cover de System Of a Down, apenas.
greengo
greengo
Membro

Mensagens : 281
Localização : Curitiba - PR

https://www.facebook.com/felipe.gusinski

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por CaQuinhO em Seg Mar 05, 2012 11:02 am

O máximo que eu já vi foi tocar sem cachê, e dividir a bilheteria com a casa.
Mas pagar pra tocar?

Tem que ser muito inexperiente e bobo pra aceitar isso...
O pior é que você pegou o bonde andando, não aceitava isso, mas como era um favor, teve que engolir.
CaQuinhO
CaQuinhO
Membro

Mensagens : 2012
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Cayo Castro em Seg Mar 05, 2012 11:04 am

^ Realmente, mas é aquele negócio... muita banda, tocando cover ainda. O empresário tem a casa, a banda tem a vontade. Dá nisso.

Eu nunca paguei pra tocar. Nem em banda cover e nem em autoral. Mas situações adversas, são bem frequentes.
Cayo Castro
Cayo Castro
Membro

Mensagens : 4411
Localização : Rio Branco - AC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por fma em Seg Mar 05, 2012 11:10 am

O dono do bar é um comerciante... se ele chegou numa situação que ele lucra com entrada do público, bebida e dinheiro das bandas oferecendo serviço barato e estrutura barata, é tudo vantagem que ele não vai querer mudar.
Um boicote coletivo seria uma boa, mas as bandas que estão começando vão continuar precisando de espaço para tocar e talvez não arrumem em outro lugar, se sujeitando a essa única possibilidade.
Meus alunos sempre contam histórias parecidas com essa.
fma
fma
Membro

Mensagens : 440
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Fernando Zadá em Seg Mar 05, 2012 11:14 am

Já rolou isso comigo com banda autoral quando era moleque no extinto Aeroanta aqui em Sampa.
Um povo organizava o festival chamava bandas para tocar e rolava esse esquema de vender ingresso para viabilizar a sua participação. Como a banda queria e eramos super inexperientes participamos de dois que se chamavam Festival Fama os dois lá noa Aeroanta.
O primeiro rolou a mesma coisa e tocamos domingo quase 2h da manhã a sorte é que tínhamos um público razoável mas foi bem punk parecido com o que contou.
Pra melhorara ainda o cara vendia os videos depois pras bandas!! Rssss
A primeira vez que tocamos foi num festival que armamos nesse mesmo esquema na FAAP aqui em Sampa para viabilizar tocar e que deu até lucro!!! Rssss
Mas detalhe:
eu deveria ter uns 16, 17 anos no máximo e nem de longe pensava em música de forma profissional. Inclusive outro dia descobri que tenho esses videos eu tocando guitarra cabeludo e mandando ver num som pesado com direito a solos em two hands e etc... Rsss Uma hora dessas vou colocar no youtube!!!!!
Fernando Zadá
Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10804

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por allexcosta em Seg Mar 05, 2012 11:15 am

Banda começando pagar pra tocar ou tocar de graça (que também tem custo) é perfeitamente normal. Oferta e procura...

Se eu fosse descrever algumas das gigs que já fiz você ia achar essa gig maravilhosa. Só pra ilustrar, já subi pra tocar em caminhão improvisado de palco empurrado por uma PT380 e depois dormi ao ar livre em cima de caixa de som... Ah, e até hoje espero o cachê...

Enfim, como diria Einstein, é relativo...
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 45224
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por greengo em Seg Mar 05, 2012 11:16 am

Foi o que eu falei pros caras.
Velho vai nos bares de Rock'n'Roll da cidade e seja cara de pau, fale com o produtor do lugar, eles sempre precisam de banda nova, se o show for bom, eles chamam novamente. Mas não espere um show toda semana.
A piazada na ânsia de conseguir tocar apela pra isso.
Vocês, uma boa parte como musicos já experientes conseguem entender a minha revolta ao saber que essa prática tem sido recorrente aqui em Curitiba.
E quem cobra não é o dono do bar, são micro produtoras que organizam esses shows e alugam o espaço da casa. Eu já toquei no mesmo bar, mas por evento organizado por eles, e recebemos cachê, backline bacana, alguém da produção perto do palco pra ajudar em qualquer coisa.
Andei pesquisando aqui e tem MUITA gente que anda pagando pra tocar.
greengo
greengo
Membro

Mensagens : 281
Localização : Curitiba - PR

https://www.facebook.com/felipe.gusinski

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por greengo em Seg Mar 05, 2012 11:24 am

Detalhe: Essas produtoras pegam sempre horários alternativos em que a casa não funcionaria, geralmente a tarde. Então devem pagar um valor muito pequeno pelo aluguel, ou as vezes nada, pois o dono do bar lucra muito com o consumo (inclusive vi menores comprando bebida alcoólica no balcão).

Já toquei em várias gigs de graça, digo que a maioria delas, as vezes por bar liberado pro pessoal da banda, mas pagar pra tocar 20 minutos é demais pra minha cabeça.
greengo
greengo
Membro

Mensagens : 281
Localização : Curitiba - PR

https://www.facebook.com/felipe.gusinski

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Eliseumohr em Seg Mar 05, 2012 1:06 pm

Isso só pode ser coisa de muleque!

Aqui tem muito disso, mulecada quer tocar a qualquer custo, o cache nos bares caiu muito depois que a mulecada começou a tocar por metade do valor e pelo dobro do tempo!
a garnde maioria são sustentados pelo pai , não vivem de música ou não precisam daquela micharia, então o negócio é so diversão e bagunça, o que acaba acostumando mal os donos de estabelecimentos!


quem sofre são músicos profissionais que precisam tocar pra "sobreviver"!
Eliseumohr
Eliseumohr
Membro

Mensagens : 1314
Localização : pva do leste MT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Thales_Sr em Seg Mar 05, 2012 1:13 pm

Na boa, pagar pra tocar é um absurdo, pra mim... Até tocar de graça eu achava "normal", mas pagar é f***
Thales_Sr
Thales_Sr
Moderador

Mensagens : 7379
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por CaQuinhO em Seg Mar 05, 2012 1:24 pm

ELISEUMOHR escreveu:Isso só pode ser coisa de muleque!

Aqui tem muito disso, mulecada quer tocar a qualquer custo, o cache nos bares caiu muito depois que a mulecada começou a tocar por metade do valor e pelo dobro do tempo!
a garnde maioria são sustentados pelo pai , não vivem de música ou não precisam daquela micharia, então o negócio é so diversão e bagunça, o que acaba acostumando mal os donos de estabelecimentos!


quem sofre são músicos profissionais que precisam tocar pra "sobreviver"!

Aqui a gente não tem muito desse problema.
No bar em que músicos profissionais costumam tocar, esses moleques iniciantes não tocam, e vice-versa.

Aliás, existe um ou outro que poem os moleques pra tocar também, mas geralmente os poe na 3ª ou 4ª feira, e os profissionais recebem cachê diferente dos moleques e tocam nos dias e horários privilegiados.
CaQuinhO
CaQuinhO
Membro

Mensagens : 2012
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por allexcosta em Seg Mar 05, 2012 1:28 pm

Thales_Sr escreveu:Na boa, pagar pra tocar é um absurdo, pra mim... Até tocar de graça eu achava "normal", mas pagar é f***

É uma simples aplicação da lei de oferta e procura.
Se tem mais gente querendo pagar do que banda pra tocar o cachê é bom, se começa a ter mais banda do que gente que pague as bandas tocam de graça. Se tem mais banda ainda querendo tocar só pagando mesmo.
Hoje em dia o contratante não arrisca mais como antigamente e só quer banda que comprovadamente traz público.
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 45224
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por YellowBoy em Seg Mar 05, 2012 1:29 pm

Isso rola por aqui também, tem um amigo meu que produzia alguns eventos e disse que em shows maiores algumas bandas compravam uma certa quantidade de ingressos pra poder tocar, se conseguisse vender tudo, massa, caso contrario fica no prejuizo mesmo.
YellowBoy
YellowBoy
Membro

Mensagens : 857
Localização : Recife - PE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Fernando Zadá em Seg Mar 05, 2012 1:35 pm

Isso porque no caso que citei ainda rolava uma parceria com um produtor que vinha com aquele velho golpe de que tinha gostado da banda e etc e queria colocar a gente em uma coletânea de rock e marcava uma reunião. Você chegava lá o cara queria vender essa participação na coletânea você adquirindo uma quantidade de cópias onde logicamente já estavam embutidos custos de estúdio mais lucro pra ele.
Deve rolar muito disso ainda em certas casas mas como já comentaram não chega a interferir no mercado profissional pois o alvo é outro.
Fernando Zadá
Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10804

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por CaQuinhO em Seg Mar 05, 2012 1:36 pm

Eu já fico puto com calotes que minha banda toma. Hoje em dia temos tomado muito mais cuidado com isso, mas eu já tenho, no mínimo, uns 600,00 em calotes tomados por aí. E tem gente aqui do fórum, certamente, que soma uma quantia muito maior.

Essas práticas, então.... Me deixam mais chateado ainda.


Mas é como allex disse: tem gente pagando e sorrindo, então os empresários não tem motivos para pararem a prática. empresários nada mais são do que pessoas que se aproveitam de oportunidades de mercado. Se há demanda pra o negócio X, então ele aproveita isso.
CaQuinhO
CaQuinhO
Membro

Mensagens : 2012
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por andremega em Seg Mar 05, 2012 2:19 pm

esse lance de pagar pelos ingressos já vi de monte. Esses festivais de um montão de bandas prefiro não ir nem de platéia, já me estressei muito com isso, seja como musico, seja como sonorizador.
andremega
andremega
Membro

Mensagens : 2877
Localização : Paraíba - Patos/João Pessoa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por allexcosta em Seg Mar 05, 2012 2:22 pm

Desculpa, mas às vezes parece que tem gente que vive em um mundo de fantasias. onde fadinhas e duendes perambulam pra lá e pra cá e lindos unicórnios correm à beira de belos riachos e matas virgens.
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 45224
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por CaQuinhO em Seg Mar 05, 2012 2:34 pm

^ Pôneis malditos.
CaQuinhO
CaQuinhO
Membro

Mensagens : 2012
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por RodrigoBR em Seg Mar 05, 2012 2:42 pm

Eu ja paguei pra tocar sim, mas em enventos da igreja, festivais que visavam arrecadar grana pra missionários, e mesmo assim concorríamos a premios, como guitarras, e violões. Fora isso nunca.
RodrigoBR
RodrigoBR
Membro

Mensagens : 848
Localização : Belo Horizonte

http://www.palcomp3.com/rodrigobs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por greengo em Seg Mar 05, 2012 3:00 pm

^Em questão beneficente eu até concordo em pagar, afinal é doação.
Mas é como o Allex disse, lei da oferta e procura, por mais revoltante que seja, infelizmente essa prática é mais comum do que eu pensava.
greengo
greengo
Membro

Mensagens : 281
Localização : Curitiba - PR

https://www.facebook.com/felipe.gusinski

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Cayo Castro em Seg Mar 05, 2012 4:14 pm

allexcosta escreveu:Desculpa, mas às vezes parece que tem gente que vive em um mundo de fantasias. onde fadinhas e duendes perambulam pra lá e pra cá e lindos unicórnios correm à beira de belos riachos e matas virgens.

Onde eu assino?
Eu até entendo o empresário... o mundo não precisa de mais uma banda cover do SOAD poke
Cayo Castro
Cayo Castro
Membro

Mensagens : 4411
Localização : Rio Branco - AC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Maurício_Expressão em Seg Mar 05, 2012 10:31 pm

Realmente existem casas (até boas) que vendem um dia ruim (por exemplo a terça-feira), para um produtor (ou promoter) que põe 3 ou 4 bandas para tocar, sendo que essas bandas tem que vender 50 ou 100 convites cada, por exemplo.
É uma forma disfarçada da banda pagar para tocar e o produtor ter faturamento (mesmo a casa estando vazia).
Acho isso um escândalo, mas tem banda que se sujeita a isso, pois não haveria esse esquema se as bandas nunca topassem pagar para tocar.
Como dito anteriormente: lei da oferta e procura.

Eu nunca toco num esquema desse (pagar para tocar, seja vendendo ingresso, comprando DVD com gravação do show ou participação no CD ou o que inventarem), por mais Chique que seja a casa ou por mais que venham falar que vai ser bom para a banda o esquema.

Por outro lado sei que existe uma tremenda máfia em cidades como a minha (500.000 hab) em que só tocam determinadas bandas em casas com público cativo (e mesmo assim, só no meio da semana, pois final de semana é banda de "São Paulo"...).
Não sei como furar essa máfia, mas uma coisa eu sei, participar desses esquemas numa casa dessas faz com que o banda fique queimada e dono real do estabelecimento nunca irá contratar sua banda pois você já pagou para tocar lá, então o cara nunca irá pagar para sua banda tocar novamente lá.
Maurício_Expressão
Maurício_Expressão
Moderador

Mensagens : 6699
Localização : São José dos Campos - SP (Brazil)

http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/expressao

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Stefano T. em Ter Mar 06, 2012 12:01 am

greengo escreveu:
Bom dia, pessoal.
Resolvi fazer esse post em vista da minha indignação com uma gig que participei ontem.

Uns conhecidos meus me ligaram no começo da semana passada pedindo uma ajuda, pois o baixista deles tinha saído da banda na semana do show e eles já tinham PAGO pra tocar.
Ok, resolvi dar uma força para os caras, mas achei estranho a história de "pagar pra tocar"
Ensaiamos no meio da semana, o resultado me surpreendeu, a banda boa e bem entrosada. No final do ensaio conversávamos sobre o set list e o vocalista me deu alguns ingressos do show e falou: Esses são pra você vender, se quiser, ou dar, ´porque a gente já pagou por eles.
Aí fui descobrir que os caras PAGARAM MESMO pra poder tocar e ganharam ingressos no valor correspondente. Fiquei puto, falei pra eles que era um absurdo, onde já se viu pagar pra tocar.

Chegamos ontem ao Hangar Bar, aqui em Curitiba, por volta das 19h30. O show estava marcado para as 20h, tinha um público considerável até.
A primeira decepção foi quando pedi um chopp da Diabólica (excelente cerveja curitibana) e a mulher me serve num copo de plástico. Embora essa parte nada tenha a ver com a parte musical, foi onde tudo começou. Depois de tomar o chopp e ver escutar um dos shows, ouvi o chamado da natureza e fui ao banheiro. Chegando lá, tirando o fedor, me deparo com ISSO (quem tiver 'nojinho' não abra)
Spoiler:
Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Scaled.php?server=444&filename=530939898

Isso foi o prelúdio de um desastre ENORME
Ok, saí do banheiro e voltei pra mesa com minha namorada e ficamos alí até umas 20h30, pois o evento atrasou. Quando fui levando as coisas para o palco, o 'produtor' do evento veio me dizer que ainda haveria uma banda antes. Era um festivalzinho de várias bandas. Fui falar com o vocalista e ele me disse assim: "Então, vai ter outra banda, porque parece que os cara não iam vir tocar, mas aí já tinham pago e daí resolveram vir. Mas eles vão tocar só 15 minutos, o produtor falou que não vai passar"

Sabe quando o ÓDIO sobe, então, aí foi o momento que eu explodi, e comecei a falar pro vocal: Velho, como isso? É um absurdo vocês pagarem pra estar num evento de 'fezes', Se os caras pagaram pra estar aqui, vocês também, então o que difere eles de vocês? Se fossem 15 minutos de espera, tudo bem, mas a banda que está no palco vai levar 10/15 minutos pra sair, essa banda antes da sua leva mais 10 pra entrar, 15 pra tocar e 10 pra sair. Vai mais uma hora aí, e veja como o pessoal tá indo embora, o show vai ser praticamente particular.
Falei que dveriam desistir e pedir o dinheiro de volta, mas eles insistiram em tocar.

Depois do falatório e desabafo, saí e fui tomar uma cerveja.
Esperamos a nossa vez, entrei no palco rapidinho, baixo já afinado, so conectei os cabos no case de pedal e ampli e começamos.
Tinha um público sofrivel, no máximo 15 pessoas, mas que responderam bem e aproveitaram o show. Quando estávamos na 4ª ou 5ª música (de 11) veio um cara dizer pro guita que só íamos tocar mais UMA música. Aquilo me revoltou de um jeito que me deu vontade de desligar tudo e ir embora, mas por respeito à quem eu ofereci ajuda e ao público, fui tocar mais aquela música.
Mal terminamos de tocar os caras já foram desligando a iluminação e 'fechando a casa' literalmente expulsando o público presente.
Guardei minhas coisas, me despedi dos caras da banda, cumprimentei algumas pessoas que vieram falar comigo e fui embora.

Aí eu fico pensando, como alguém tem capacidade de cobrar pra uma banda tocar, e ainda por cima não oferecer o mínimo de estrutura decente. Tudo bem, a maioria eram bandas adolescentes, mas mesmo assim, esses adolescentes estão levando público para o seu evento, consumindo no su estabelecimento.
Eu nunca tinha visto tamanho descaso em toda a minha vida.

Desculpem o texto enorme, mas eu precisava desabafar!

Um abraço.
A última vez que toquei no Hangar Bar foi em 2008, eu tinha 17 pra 18 anos e foi num desses festivais de banda, na época ainda não pagava pra tocar, mas também não viamos a cor do cachê. A banda não era minha, estava quebrando um galho pra um amigo. A falta de estrutura é tanta, e o palco é tão baixo, que no meio do show um dos guitarristas desativou o pedal de Wah que não iria usar, e o colocou do lado da caixa de retorno (na frente do palco), no meio da música ele olha e cadê o pedal? Furtaram o pedal dele no meio do show. Esse show foi a gota d'água pra mim. Já tinha sofrido muito nos quatro anos precedentes com a cena local, molecada, sempre tocando Hard Rock, Classic Rock ou Blues, mas desde 2007 (ano em que fecharam algumas casas famosas como o Aquarela Bar e o Rock Society) a coisa vem indo por água abaixo de uma maneira absurda.

Eu estava no ano de vestibular, e brigava quase todo dia com meus pais pois eu queria fazer Produção Sonora na UFPR ou Música na Belas Artes e eles queriam de qualquer maneira que eu seguisse uma carreira "de verdade" (na opinião deles, Economia, Medicina, Direito ou qualquer Engenharia). Depois desse show falho, no qual quase resultou porrada entre as bandas no final, um acusando o outro não só do furto, mas por terem ocorrido danos em um ampli lá que nem sei de quem era, desisti de qualquer tipo de carreira profissional relacionada às artes e entrei pro curso de Direito. A segurança que tenho hoje em dia é absurda, mesmo não sendo tão apaixonado pelo Direito quanto sou pela música, encontrei uma facilidade enorme no curso, inclusive quase passei em um concurso público pra técnico judiciário, tendo estudado apenas durante duas semanas. Consegui fazer contatos políticos e amizades importantes nesses 4 anos de faculdade e o leque de portas que se abriram pra mim é muito maior que o dos meus ex-colegas de banda que resolveram seguir a carreira musical (aliás, ambos largaram os respectivos cursos ano passado e estão cursando engenharia esse ano).

Sei que para a maioria dos colegas de fórum meu post pode até parecer ofensivo, visto que temos por aqui MUITOS profissionais do ramo musical, mas em Curitiba, aliás, no Paraná todo, qualquer coisa que envolva arte é um mercado completamente morto e os que prestarem dedicação exclusiva a isso irão literalmente passar fome. A menos que você tenha uma banda de baile com estrutura (dinheiro) ou seja um cantor sertanejo com um empresário que invista uns 200mil entre jabás de radio e tv.
Stefano T.
Stefano T.
Membro

Mensagens : 484
Localização : Curitiba - PR

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=3591919909565

Voltar ao Topo Ir em baixo

Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal) Empty Re: Música: Serious Business (Pelo menos deveria ser tratada como tal)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum