Frederico Heliodoro - Dois Mundos (2012)

Ir em baixo

Frederico Heliodoro - Dois Mundos (2012)

Mensagem por LuCaSbass em Dom 30 Dez 2012, 11:01

<p style="text-align:center;"><img class="aligncenter" alt="" src="https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/196164_482617938457637_795164636_n.jpg" width="522" height="521" /></p>
Esse é o segundo CD do contrabaixista e compositor mineiro <strong>Frederico Heliodoro</strong>. Apesar de jovem, Heliodoro vem se destacando na cena da música instrumental com seu trabalho solo e acompanhando artistas como Toninho Horta, Leo Gandelman, André Mehmari, entre outros. Nesse disco, ele conta com a companhia do mineiro <strong>Felipe Continentino</strong> na bateria e dos brasilienses <strong>Pedro Martins</strong> na guitarra e <strong>Felipe Viegas</strong> no piano.

Produzido por <strong>Daniel Santiago</strong>, o disco é impecável do início ao fim. A primeira faixa, <strong>"Burian"</strong>, inicia com um belíssimo coro e se desenvolve com um arranjo que destaca ainda mais a bela melodia, repetida de maneiras diferentes durante a faixa. <strong>"Agulhas Negras 2"</strong> é um tema bastante agitado, com diversos climas diferentes. Os jovens músicos se revezam em melodias e improvisos, com destaque para os solos de piano e guitarra de Felipe e Pedro.

Em seus 8 minutos de duração, <strong>"Cloudfall"</strong> possui um clima sombrio em seu tema inicial, seguido de um arranjo ao melhor estilo do jazz contemporâneo, com acordes de sonoridade forte, contrabaixo colado com o piano e bateria bastante agitada. A cozinha faz uma excelente cama para o desenvolvimento dos improvisos de piano e guitarra. <strong>"Alegria"</strong> é uma balada com momentos onde se percebe a influência da música mineira, do folk e do rock no trabalho de Heliodoro. Além da bela melodia, destaque para trabalho de contrabaixo de Heliodoro e o solo de piano de Viegas.

A faixa-título, <strong>"Dois Mundos"</strong>, tem como destaque o talentosíssimo guitarrista Pedro Martins, de apenas 18 anos, que executa a melodia com bastante personalidade e faz um solo impecável. <strong>"Dayzeland"</strong> nos remete aos temas do grupo <em>"Brian Blade Fellowship"</em>, com um arranjo que preza pela dinâmica e destaca ainda mais a melodia. Nessa faixa, Heliodoro também executa um excelente improviso de contrabaixo acústico.

<strong>"Agulhas Negras 1"</strong> é, para mim, o ápice do disco. Com uma melodia épica e mais um arranjo excelente, a música possui uma das melhores performances do quarteto registradas no álbum. A dinâmica apresentada pelo grupo, as convenções, os solos de guitarra e contrabaixo: tudo impecável e irretocável.

O disco se encerra com duas pequenas faixas: <strong>"Simple Like This"</strong> traz um coro acompanhado por guitarra, contrabaixo e bateria em mais uma belíssima e introspectiva melodia. Já <strong>"Vinheta"</strong>, que encerra o disco, apresenta uma pegada mais rock'n'roll.

Sem dúvida alguma, esse é um dos melhores discos do ano. Músicas que prezam pela simplicidade e por belas melodias executadas por quatro jovens já maduros musicalmente e com uma produção de alto nível. Recomendadíssimo!

<strong>Teaser</strong>

<iframe src="http://player.vimeo.com/video/54226466" width="500" height="281" frameborder="0" webkitAllowFullScreen mozallowfullscreen allowFullScreen></iframe> <p><a href="http://vimeo.com/54226466">Frederico Heliodoro | Dois Mundos</a> from <a href="http://vimeo.com/user9745351">Amanda de Mendonça</a> on <a href="http://vimeo.com">Vimeo</a>.</p>
avatar
LuCaSbass
Membro

Mensagens : 10829

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum