Conexões instantâneas com a música ...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Conexões instantâneas com a música ...

Mensagem por Boss2K em Dom Mar 24, 2013 6:50 pm

<iframe width="640" height="360" src="http://www.youtube.com/embed/mrEk06XXaAw" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Bolero (Boléro, no título original francês) é uma obra musical de um único movimento escrita para orquestra por Maurice Ravel. Originalmente composta para um Ballet, a obra, que teve sua première em 1928, é considerada a obra mais famosa de Ravel. Composta entre Julho e Outubro de 1928 no Tempo di Bolero, moderato assai ("tempo de bolero, muito moderado"), o Bolero tem um ritmo invariável (escrito para semínima = 72, ou seja, com a duração teórica de catorze minutos e dez segundos), e uma melodia uniforme e repetitiva. Deste modo, a única sensação de mudança é dada pelos efeitos de orquestração e dinâmica, com um crescendo progressivo e uma curta modulação em mi maior próxima ao fim, mas retorna ao dó maior original faltando apenas oito compassos do final. A origem do Bolero provém de um pedido da dançarina Ida Rubinstein, que encomendou a Ravel a criação de um balé a caráter espanhol. Ravel pensou poder arranjar alguns extratos de Iberia, um conjunto de peças para piano de Isaac Albéniz, mas ele não pôde obter os direitos de fazer como desejava, pois Albéniz havia dado os direitos de arranjo a seu pupilo Ferdinand Enrique Arbos. Em vez disso, Ravel compôs uma nova obra.


<iframe width="640" height="360" src="http://www.youtube.com/embed/PJNp5UKRtbQ" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Carmina Burana significa Canções de Benediktbeuern. Em meio à secularização de 1803, um rolo de pergaminho com cerca de duzentos poemas e canções medievais, foi encontrado na biblioteca da antiga Abadia de Menediktbeuern, na Alta Baviera. Havia poemas dos monges e dos eruditos viajantes em latim medieval; versos no vernáculo do alemão da Alta Idade Média, e pinceladas de frâncico. O erudito de dialetos da Baviera, Johann Andreas Schmeller, editou a coleção em 1847, sob o título de Carmina Burana. Carl Orff, filho de uma antiga família de eruditos e militares de Munique, ainda muito novo familiarizou-se com esse códice de poesia medieval. Ele arranjou alguns dos poemas em um “happening” – as “Cantiones profane contoribus et choris cantandae comitantibus instrumnetis atque imaginibus magics”- de canções seculares para solistas e coros, acompanhados por instrumentos de imagens mágicas. A obra já é vista no sentido do teatro musical de Orff, como um lugar de magia, da busca de cultos e símbolos.

Boss2K
Membro

Mensagens : 7917
Localização : Brasília, DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexões instantâneas com a música ...

Mensagem por Tarcísio Caetano em Dom Mar 24, 2013 8:12 pm


Tarcísio Caetano
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 5530
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexões instantâneas com a música ...

Mensagem por Boss2K em Dom Mar 24, 2013 9:19 pm

^Sim ... perfeito Tarcísio ... Obrigado!

Boss2K
Membro

Mensagens : 7917
Localização : Brasília, DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexões instantâneas com a música ...

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:19 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum