Experiência com cabos coaxiais rígidos

Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Mascis em Dom Fev 09, 2014 4:09 am

Gente seguinte,

Alguem aqui tem experiência em usar como patch cable(interconexão de pedais), cabos coaxiais rigidos tipo cabo da tv a cabo (cabos de rf, telefonia celular, etc)?

Em tese esses cabos tem uma blindagem muito superior a qualquer cabo de audio que conheço, excelente resistencia mecânica, baixa capacitancia e o core sólido evita alguns artefatos de alta frequência (que pro baixo são irrelevantes). De toda forma, são bem baratos e é possível usa-los com excelentes resultados para conexões de pedais. Porém nunca tive a oportunidade de compará-los com os George Ls da vida. Alguem tem algum experiência nesse sentido?
Mascis
Mascis
Membro

Mensagens : 260
Localização : Natal - Sao Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por JAZZigo em Dom Fev 09, 2014 11:09 am

^
 :hmm: Não sou técnico ou especialista, mas, se não me engano, o núcleo desses cabos possui 75 ohms, uma resistência relativamente alta para o áudio. Acho que você teria uma perda significativa de sinal. Faça o teste e nos diga! Wink
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 12482
Localização : Asa Norte, Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Fernandão C em Dom Fev 09, 2014 1:32 pm

Também não sou especialista, mas cabos para áudio devem ter 50 ohms e não 75, pelo menos é o que está nas cartilhas de "audiofilia", audiófilos nem sonham em usar cabos de 75 ohms. O porque eu não sei. Se bem que o sinal de áudio comum é bem diferente do sinal de um instrumento, que também é diferente do sinal de pedais, enfim, com a palavra algum especialista.
Fernandão C
Fernandão C
Membro

Mensagens : 111
Localização : São Paulo/Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por subgrave em Dom Fev 09, 2014 1:55 pm

Não sei quais são os valores usuais áudio, só sei que quanto menos ohms melhor.

subgrave
Banido

Mensagens : 3034
Localização : República Rio-Grandense

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Thales_Sr em Dom Fev 09, 2014 3:45 pm

Eles não tem 75 ohms não. Ao autor do tópico: Em tese, devem funcionar muito bem, mas nunca testei.
Thales_Sr
Thales_Sr
Moderador

Mensagens : 7389
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por JAZZigo em Dom Fev 09, 2014 4:40 pm

^
Não entendi. Por que vem escrito então 75 ohms?

Experiência com cabos coaxiais rígidos DSC03387
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 12482
Localização : Asa Norte, Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Fernandão C em Dom Fev 09, 2014 4:50 pm

Thales me explique isso melhor, porque está gravado 75 ohms nestes cabos? Você quis dizer que eles são para 75 ohms e não que tem 75 ohms, foi isso?


edit. oops, repeti a pergunta, mas tem um complemento, tá valendo.
Fernandão C
Fernandão C
Membro

Mensagens : 111
Localização : São Paulo/Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Thales_Sr em Dom Fev 09, 2014 10:00 pm

Explicando:
Esse tipo de cabo coaxial é usado para transmissão de VHF e UHF, faixas de frequência muito distantes dos 20 Hz - 20kHz que trabalhamos. As leis nessa faixa de frequência são diferentes.

Por exemplo, a resistência (não impedância) de um fio em DC é uma coisa, quando o sinal é na faixa de MHz, essa resistência aumenta, devido ao efeito pelicular: A corrente não mais flui por todo o fio, mas somente pela sua superfície, "aumentando" sua resistividade.

Voltando ao caso do cabo: Esse valor indicado no cabo é sua impedância característica, esse efeito também só se manifesta nessas faixas de frequência extremamente altas. Para as faixas de frequência que trabalhamos, esse cabo é exatamente o que já conhecemos: Um cabo com uma "alma", e uma blindagem coaxial, de baixa resistência.
Thales_Sr
Thales_Sr
Moderador

Mensagens : 7389
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por allexcosta em Dom Fev 09, 2014 10:07 pm

Rígido por rígido não é melhor usar isso que nem cabo tem?

Experiência com cabos coaxiais rígidos 176150
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 45607
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por JAZZigo em Dom Fev 09, 2014 10:22 pm

Thales_Sr escreveu:Explicando:
Esse tipo de cabo coaxial é usado para transmissão de VHF e UHF, faixas de frequência muito distantes dos 20 Hz - 20kHz que trabalhamos. As leis nessa faixa de frequência são diferentes.

Por exemplo, a resistência (não impedância) de um fio em DC é uma coisa, quando o sinal é na faixa de MHz, essa resistência aumenta, devido ao efeito pelicular: A corrente não mais flui por todo o fio, mas somente pela sua superfície, "aumentando" sua resistividade.

Voltando ao caso do cabo: Esse valor indicado no cabo é sua impedância característica, esse efeito também só se manifesta nessas faixas de frequência extremamente altas. Para as faixas de frequência que trabalhamos, esse cabo é exatamente o que já conhecemos: Um cabo com uma "alma", e uma blindagem coaxial, de baixa resistência.
 drunken 

Tenho muito o que aprender ainda. Valeu, Thales! up
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 12482
Localização : Asa Norte, Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por JAZZigo em Dom Fev 09, 2014 10:23 pm

allexcosta escreveu:Rígido por rígido não é melhor usar isso que nem cabo tem?
Esse tipo de conector é um porcaria, "ótimo" para dar estalos e detonar os jacks dos pedais.
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 12482
Localização : Asa Norte, Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por cK em Dom Fev 09, 2014 11:34 pm

Thales_Sr escreveu:
Por exemplo, a resistência (não impedância) de um fio em DC é uma coisa, quando o sinal é na faixa de MHz, essa resistência aumenta, devido ao efeito pelicular: A corrente não mais flui por todo o fio, mas somente pela sua superfície, "aumentando" sua resistividade.

Agora me dei conta que pelo cabo passa uma corrente na frequência das notas, também de forma alternada, tipo DC. <-- Ainda preciso decidir se isso é uma afirmação ou uma interrogação...
Mas fiquei mesmo em dúvida sobre esse lance de aumentar a resistividade. Eu achava que a corrente sempre fluía sobre e apenas sobre a superfície do fio.
Quais são as características elétricas que estão envolvidas nos captadores e cabos?
Resistência, impedância, capacitância e o que mais? Quero dar uma pesquisada...



cK
cK
Membro

Mensagens : 332
Localização : Sul, tchê!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Boss2K em Seg Fev 10, 2014 12:39 am

Mascis escreveu:Alguem aqui tem experiência em usar como patch cable(interconexão de pedais), cabos coaxiais rigidos tipo cabo da tv a cabo (cabos de rf, telefonia celular, etc)?

Dá uma lida aqui:

http://www.diystompboxes.com/smfforum/index.php?action=printpage;topic%3D27006.0

Mascis escreveu:Em tese esses cabos tem uma blindagem muito superior a qualquer cabo de audio que conheço (...)
Você já experimentou os Monorail?

"It is intended for applications that require seldom movement like pedalboard patches, studio patches, guitar cavity wiring, pedal wiring, etc."

Super Compact: Fits in small spaces few other cables can travel; even inside components for internal wiring
0.155" Outer Diameter: Backwards-compatible with many solder-less plugs
IGL™ Copper conductor: Fatigue-free midrange and highs
Solid Core Primary Conductor: Tight, articulate bottom with midrange clarity and speed
20 awg Conductor Size: Large enough to communicate punch and authority, small enough to avoid skin effect anomalies
98% Shield Coverage: Outstanding noise rejection
Spiral Shield: Parallel conductor geometry minimizes strand interaction compared with braided shields
Low Capacitance: May be used in long runs without high-frequency roll-off

Experiência com cabos coaxiais rígidos MR-NEU

Experiência com cabos coaxiais rígidos Mr-sc

http://best-tronics.com/mm5/merchant.mvc?Screen=CTGY&Store_Code=BMI&Category_Code=MONORAIL

Boss2K
Membro

Mensagens : 7918
Localização : Brasília, DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Mascis em Seg Fev 10, 2014 3:35 am

Thales_Sr escreveu:Explicando:
Esse tipo de cabo coaxial é usado para transmissão de VHF e UHF, faixas de frequência muito distantes dos 20 Hz - 20kHz que trabalhamos. As leis nessa faixa de frequência são diferentes.

Por exemplo, a resistência (não impedância) de um fio em DC é uma coisa, quando o sinal é na faixa de MHz, essa resistência aumenta, devido ao efeito pelicular: A corrente não mais flui por todo o fio, mas somente pela sua superfície, "aumentando" sua resistividade.

Voltando ao caso do cabo: Esse valor indicado no cabo é sua impedância característica, esse efeito também só se manifesta nessas faixas de frequência extremamente altas. Para as faixas de frequência que trabalhamos, esse cabo é exatamente o que já conhecemos: Um cabo com uma "alma", e uma blindagem coaxial, de baixa resistência.

Thales, isso bate exatamente com o que sei a respeito. Alias é justamente pelo efeito pelicular, que muitos audiófilos evitam cabos flexíveis, optando sempre que possível por fios rígidos, pois como o cabo flexível tem vários filamentos, a superfície se torna bem maior, gerando mais interferência. Isso vale até para os cabos de energia que alimentam os equipamentos. Mas concordo com você que os efeitos disso em um cabo de instrumento seriam imperceptíveis.

Me lembro também de ter lido uma vez que grande parte das propriedades de um condutor em uma distância inferior a três pés (o que daria a grosso modo, um metro) seria irrelevante para aplicações de áudio. Vi inclusive um cara que fez um teste conceitual cego em um sistema hi-fi, ligando os equipamentos com um pedaço de cabide de roupas desentortado e pouquissimas pessoas notaram a diferença.  Shocked 


JAZZigo escreveu:
allexcosta escreveu:Rígido por rígido não é melhor usar isso que nem cabo tem?
Esse tipo de conector é um porcaria, "ótimo" para dar estalos e detonar os jacks dos pedais.

Concordo Jazzigo, o cabo flexivel acaba fazendo papel de "amortecedor" entre os pedais, não transferindo choques mecânicos de um para o outro de forma a darem bem menos problema com o tempo nos chacoalhões que a pedalboard leva. Fora isso com esses conectores os pedais não ficam alinhados bonitinhos, porque a furação dos jacks nunca bate. Mas ai já é coisa de quem tem TOC.

Boss2K escreveu:

"It is intended for applications that require seldom movement like pedalboard patches, studio patches, guitar cavity wiring, pedal wiring, etc."

Super Compact: Fits in small spaces few other cables can travel; even inside components for internal wiring
0.155" Outer Diameter: Backwards-compatible with many solder-less plugs
IGL™️ Copper conductor: Fatigue-free midrange and highs
Solid Core Primary Conductor: Tight, articulate bottom with midrange clarity and speed
20 awg Conductor Size: Large enough to communicate punch and authority, small enough to avoid skin effect anomalies
98% Shield Coverage: Outstanding noise rejection
Spiral Shield: Parallel conductor geometry minimizes strand interaction compared with braided shields
Low Capacitance: May be used in long runs without high-frequency roll-off


Este cabo é exatamente um cabo coaxial de core sólido, como os que eu estou falando! Ele só tem a bitola mais fina que os cabos padrão de tv a cabo, mas são parecidos com outros cabos para trasnmissão de sinais de alta frequencia. Como por exemplo pigtails de antena wifi. Smile

Isso é uma boa notícia, significa que tem empresa comercializando esses cabos especificamente para o publico músico. Infelizmente não tenho como fazer um teste comparativo, mas já me motivou a fazer o que a minha mãe chama de "invencionices". Vou pesquisar uns plugues bons e confeccionar uns cabinhos minimamente decentes pra fazer umas brincadeiras! hehehe  headbang
Mascis
Mascis
Membro

Mensagens : 260
Localização : Natal - Sao Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Mascis em Seg Fev 10, 2014 3:52 am

Gente apenas pra acrescentar,

O cabo com o qual pretendo fazer os meus cabinhos é o cabo padrão RGC-58 (vende no mercado livre a R$ 2,00 o metro).

Algumas características deste cabo:

Diâmetro: 5mm (fininho, mas o monorail é mais fino, 3.9 milimetros)
Resistência elétrica: 0,02 ohms por metro (pra quem estava preocupado com os 75 ohms de impedância característica, esse cabo tem 50 ohms de impedância caracteristica, mas o que importa é a resistencia elétrica, que citei acima e é desprezível)
Raio mínimo de curvatura: 2,5 cm não curva mais que uma moeda de 25 centavos senão pode danificar o fio rigido central.
Capacitância: 82 picofarads por metro (semelhante aos melhores cabos profissionais de instrumento disponíveis no mercado)

Edit (esqueci de acrescentar):

Bitola do condutor central (rigido): 1,02mm (o monorail é 20AWG ou 0,81mm)
Mascis
Mascis
Membro

Mensagens : 260
Localização : Natal - Sao Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Fernandão C em Seg Fev 10, 2014 6:00 am

Compreendido, em parte, é efeito skin, em fios rígidos a resistência aumenta conforme aumenta a frequência, "desequilibrando" o cabo, na teoria o cabo perderia agudos, mas para nosso uso é irrelevante, seria mais um voodoo de audiófilo.

Em cabos de sinal hi end não se usam fios rígidos, justamente por causa desse efeito, atualmente cabos de sinal são fabricados com fios de várias bitolas diferentes para "equilibrar" o tal efeito (fonte: Jorge Knirsch), que aparentemente segundo o Thales, e eu acredito, é irrelevante nas frequências de áudio e no comprimento dos cabos que usamos em pedais.

"...O maior problema da resistência ôhmica de um cabo é que ela não é constante para todo o espectro dos sinais de áudio e vídeo, devido ao seu efeito pelicular, também chamado de efeito Skin. Ou seja, se usarmos dois fios rígidos, um positivo e outro negativo, o efeito Skin causa um aumento da resistência à passagem da corrente, à medida que a freqüência do sinal sonoro aumenta, e isto trás, já de saída, uma não linearidade no cabo. Veja um exemplo na Fig. 1. Observe que, no eixo horizontal do gráfico, está o espectro do som, que vai de 20 a 20.000Hz, perfazendo toda a gama das freqüências audíveis para o ser humano. E, no eixo vertical, está a resistência ôhmica do cabo à passagem do sinal destas várias freqüências. Verifiquem que, no cabo deste exemplo, há uma menor resistência para a passagem do sinal das freqüências mais baixas e uma maior resistência para a passagem das freqüências mais altas. Imaginem agora como o sinal de entrada deverá estar saindo deste cabo!
       Este é um dos principais problemas a serem resolvidos, pois acarreta várias conseqüências de difícil solução. Resumindo, um bom cabo deve apresentar a resistência ôhmica mais baixa possível e esta deverá ser constante, independentemente do valor da freqüência sonora do sinal..."


Jorge Knirsch

http://www.byknirsch.com.br/artigos-04-10-cabos2.shtml

Vale uma experiência eu acho, os cabos são baratos e muito resistentes, e o que importa é o que nos dizem nossos ouvidos.
Fernandão C
Fernandão C
Membro

Mensagens : 111
Localização : São Paulo/Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por allexcosta em Seg Fev 10, 2014 7:53 am

Vocês estão preocupados com as perdas que os curtíssimos cabos de ligação entre pedais podem causar enquanto sempre serão usados um ou 2 cabos longos tradicionais? É isso mesmo?
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 45607
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por fschmidt em Seg Fev 10, 2014 11:02 am

^

Não posso concordar mais, e foi justamente o que pensei na hora que comecei a ler o tópico. Não só isso, mas existem vários aspectos no meio do caminho que vão afetar mais o seu sinal do que um cabo. Rede elétrica com ateramento, blindagem do instrumento, fonte do pedais isolada, qualidade dos cabos entre instrumento / pedais e pedais / amplificador, qualidade do amplificador em si, qualdade dos pedais entre si, qualidade do DI que você vai usar para mandar para FOH, PA's que a casa utiliza, etc.

Minha primeira opinião é que isso é olhar para formiga enquanto o elefante passa nas suas costas.

Se for mais barato do que um cabo George L's, ou similar, ou ainda, se for mais barato que que um par de plugs Amphenol e um pedaço de Canare, tudo bem.

Mais ainda que vale mais como experiência do que como regra.
fschmidt
fschmidt
Membro

Mensagens : 280
Localização : Sorocaba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Fernandão C em Seg Fev 10, 2014 12:31 pm

"Há mais mistérios entre os dedos e os falantes do que sonha nossa vã filosofia". Tudo merece atenção, na devida proporção.
Fernandão C
Fernandão C
Membro

Mensagens : 111
Localização : São Paulo/Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Boss2K em Seg Fev 10, 2014 12:39 pm

" ... It's not in ohms/foot because it's actually an impedance (imaginary component), not a resistance (real component). Impedance in this case is probably mostly due to the characteristics of the dielectric (the stuff between the core and the shield) ... "

Boss2K
Membro

Mensagens : 7918
Localização : Brasília, DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por fschmidt em Seg Fev 10, 2014 1:02 pm

Fernandão C escreveu:"Há mais mistérios entre os dedos e os falantes do que sonha nossa vã filosofia". Tudo merece atenção, na devida proporção.

Não discordo, de forma alguma. Mas acho que antes de olharmos para uma parte, devemos ter certeza que isolamos todo o resto.
fschmidt
fschmidt
Membro

Mensagens : 280
Localização : Sorocaba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Thales_Sr em Seg Fev 10, 2014 2:44 pm

cK escreveu:
Thales_Sr escreveu:
Por exemplo, a resistência (não impedância) de um fio em DC é uma coisa, quando o sinal é na faixa de MHz, essa resistência aumenta, devido ao efeito pelicular: A corrente não mais flui por todo o fio, mas somente pela sua superfície, "aumentando" sua resistividade.

Agora me dei conta que pelo cabo passa uma corrente na frequência das notas, também de forma alternada, tipo DC. <-- Ainda preciso decidir se isso é uma afirmação ou uma interrogação...
Mas fiquei mesmo em dúvida sobre esse lance de aumentar a resistividade. Eu achava que a corrente sempre fluía sobre e apenas sobre a superfície do fio.
Quais são as características elétricas que estão envolvidas nos captadores e cabos?
Resistência, impedância, capacitância e o que mais? Quero dar uma pesquisada...
cK, é isso aí, o sinal que passa nos cabos se dá em forma de uma corrente extremamente baixa, de forma alternada (AC - alternating current).
Nessas frequências que a gente tá acostumado a trabalhar, pode-se dizer que a corrente trafega por todo o fio. À medida que vamos "invadindo os MHz", o efeito pelicular se torna mais pronunciado e temos que levá-lo em consideração.

Todo equipamento elétrico/eletrônico tem essas três características: Resistência, Capacitância e Indutância. Para fazer uma melhor abordagem matemática, foi criado o termo "IMPEDÂNCIA", que é um valor complexo (alguém lembra da aula sobre números complexos, láaa no segundo grau? é um número que tem uma parte real e outra imaginária. Eu achava que isso era mentira), em que a resistência é a parte "real", e a capacitância e indutância são a parte "imaginária" desse número.

Para nosso uso diário, várias simplificações são feitas e funcionam muito bem. Mas à medida que você vai chegando a alguns limites (cabo extremamente longo, frequências muito altas, etc), as simplificações começam a falhar por causa de efeitos que normalmente desprezamos (como esse efeito pelicular, ou a capacitância parasita dos cabos), aí temos que usar modelos mais complicados.

Mascis escreveu:Me lembro também de ter lido uma vez que grande parte das propriedades de um condutor em uma distância inferior a três pés (o que daria a grosso modo, um metro) seria irrelevante para aplicações de áudio. Vi inclusive um cara que fez um teste conceitual cego em um sistema hi-fi, ligando os equipamentos com um pedaço de cabide de roupas desentortado e pouquissimas pessoas notaram a diferença.
Pois é, no tocante a audio eu procuro sempre ser prático: Na teoria, A é superior a B (e custa 5x mais). Na prática, dá pra ouvir essa diferença? Não? Então não esquenta com isso.
Thales_Sr
Thales_Sr
Moderador

Mensagens : 7389
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Thales_Sr em Seg Fev 10, 2014 4:01 pm

Fernandão C escreveu:Compreendido, em parte, é efeito skin, em fios rígidos a resistência aumenta conforme aumenta a frequência, "desequilibrando" o cabo, na teoria o cabo perderia agudos, mas para nosso uso é irrelevante, seria mais um voodoo de audiófilo.

Em cabos de sinal hi end não se usam fios rígidos, justamente por causa desse efeito, atualmente cabos de sinal são fabricados com fios de várias bitolas diferentes para "equilibrar" o tal efeito (fonte: Jorge Knirsch), que aparentemente segundo o Thales, e eu acredito, é irrelevante nas frequências de áudio e no comprimento dos cabos que usamos em pedais.

"...O maior problema da resistência ôhmica de um cabo é que ela não é constante para todo o espectro dos sinais de áudio e vídeo, devido ao seu efeito pelicular, também chamado de efeito Skin. (...)

Jorge Knirsch

http://www.byknirsch.com.br/artigos-04-10-cabos2.shtml

Vale uma experiência eu acho, os cabos são baratos e muito resistentes, e o que importa é o que nos dizem nossos ouvidos.
Interessante o texto, e é legal alguém estudar a fundo esse tema. Mas para nossa parte prática, o que importa é o seguinte:
O sinal vai sair do captador do baixo, uma fonte de sinal com resistência de saída na faixa de 10k. Vai passar pelo cabo, que tem lá sua resistência, e vai encontrar a entrada do amplificador, que tem uma resistência de no mínimo 500k.
O que vale, nesse caso, é o divisor de tensão existente nessa ligação, pois essa é a tensão que o amplificador vai "ler". Digamos que em DC a resistência do cabo é de 1 ohm (é bem baixa, mesmo). Assim, teremos um divisor de tensão 500.000/(500.000+10.000+1) = 0,9803902345289519%. Pronto, sabemos que mais que 98% do sinal chega ao amplificador.
Para termos uma mudança de timbre causada pelo cabo, a atenuação em outras faixas de frequência deve ser diferente dessa que temos em DC (no caso, deveríamos fazer o estudo com 20 Hz que é a menor frequência que ouvimos, mas para simplificar fazemos em DC).
Digamos que a resistência do cabo aumenta 10 vezes devido ao efeito pelicular (exagerando para efeitos de demonstração).
Nosso divisor de tensão se torna 500.000/(500.000+10.000+10) = 98,03729338640419%.

A diferença na atenuação, causada por um aumento na resistência do cabo em 10 vezes, é 0,0017300664910018%. Ou seja, pouco mais de um milésimo de um porcento. E isso considerando uma resistência de entrada "baixa", para um amplificador de instrumento. Tem muito mais coisa que varia muuito mais com a frequência, que vai dar muito mais efeito no timbre do que a resistência do cabo.
Thales_Sr
Thales_Sr
Moderador

Mensagens : 7389
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Fernandão C em Seg Fev 10, 2014 5:00 pm

Claríssima explicação. Essa briga se cabos mudam ou não o som entre os audiófilos já é famosa. Em testes cegos cabos de 10 dólares "tocaram melhor" que cabos de 1000 dólares, há centenas de testes assim. Uma perda de 2% de sinal mataria um audiófilo do coração, mas não é o que importa a princípio, o que importa é que o sinal seja plano, ou seja, 0,0017300.....% de atenuação numa faixa de frequência específica é completamente irrelevante mesmo, como você já havia dito. Só para começar, a quantidade de conexões num setup comum, a qualidade dos plugs e jacks, o tipo de metal usado, sua montagem, solda, etc., devem desequilibrar muito mais o sinal do que o seus números sobre cabos mostram.
Fernandão C
Fernandão C
Membro

Mensagens : 111
Localização : São Paulo/Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Mascis em Ter Fev 11, 2014 1:19 am

allexcosta escreveu:Vocês estão preocupados com as perdas que os curtíssimos cabos de ligação entre pedais podem causar enquanto sempre serão usados um ou 2 cabos longos tradicionais? É isso mesmo?

fschmidt escreveu:^

Não posso concordar mais, e foi justamente o que pensei na hora que comecei a ler o tópico. Não só isso, mas existem vários aspectos no meio do caminho que vão afetar mais o seu sinal do que um cabo. Rede elétrica com ateramento, blindagem do instrumento, fonte do pedais isolada, qualidade dos cabos entre instrumento / pedais e pedais / amplificador, qualidade do amplificador em si, qualdade dos pedais entre si, qualidade do DI que você vai usar para mandar para FOH, PA's que a casa utiliza, etc.

Minha primeira opinião é que isso é olhar para formiga enquanto o elefante passa nas suas costas.

Se for mais barato do que um cabo George L's, ou similar, ou ainda, se for mais barato que que um par de plugs Amphenol e um pedaço de Canare, tudo bem.

Mais ainda que vale mais como experiência do que como regra.


Sim Alex e schmidt, é um questionamento altamente relevante esse de vocês!

No meu entender, todos os elementos da cadeia merecem atenção igual. Aquele pequeno cabinho entre dois pedais, se tiver uma solda mal feita, pode acabar com todo o seu som de 30 mil dólares (sonha! haha). Da mesma forma, não adianta, como o Alex falou, investir em cabinhos de conexão caríssimos e ligar a pedaleira ao ampli e ao baixo usando cabos xing ling de 20 metros cada.

As interconexões entre pedais, são particularmente sensíveis porque são frequentemente o maior amontoado de conexões mecânicas e soldas de toda a cadeia. Alem disso, pra quem tem muitos pedais true bypass, os cabinhos acabam funcionando como um único grande cabo.

No caso específico deste tópico, a intenção é achar uma alternativa bem mais barata do que as conexões de butique (george Ls são vendidos a 350 reais o conjunto de 5 conexoes aqui no br) com um desempenho semelhante. Um plug p10 mono switchcraft custa 5 reais na stewmac, um cabinho desse sai a 40 centavos (ou menos) por um pedaço de 20 cm. Em tese, alguem com boa prática de solda, consegue fazer uma excelente conexão de pedais por aproximadamente 20 reais, o que sairia bem mais barato que um george L que custa 70 reais a conexão.

Acho um teste interessante que pode trazer uma alternativa de custo benefício altamente atrativa. Dando certo pretendo testar cabos para ligar a pedaleira ao ampli usando os RGC 213, esse sim o cabo de net, ele é altamente resistente, mas é muito rigido, então não há condicões de usá-lo para ligar o instrumento na pedaleira, mas a pedaleira no ampli pode ser viável. Quem sabe? Se a gente não testar não tem como saber. As vezes arriscar quebrar a cara vale a pena. Smile


Mascis
Mascis
Membro

Mensagens : 260
Localização : Natal - Sao Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por allexcosta em Ter Fev 11, 2014 7:43 am

http://www.musiciansfriend.com/accessories/musicians-gear-pedal-coupler-cable-angled

http://www.musiciansfriend.com/accessories/planet-waves-classic-series-right-angle-patch-cable-3-pack

http://www.musiciansfriend.com/accessories/live-wire-1-4-angle-1-4-angle-6-patch-cable-3-pack
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 45607
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por GusVCD em Ter Fev 11, 2014 10:09 am

allexcosta escreveu:http://www.musiciansfriend.com/accessories/planet-waves-classic-series-right-angle-patch-cable-3-pack
Comprei exatamente esses na promoção em dezembro na Amazon, mais por conta de padronização e estática. Já chegaram e estão no armário esperando tempo e paciência para mexer nos pedais. Enquanto isso, tocando com os coloridinhos vagabas sem nada a reclamar.

Experiência com cabos coaxiais rígidos Imagem_23772
GusVCD
GusVCD
Moderador

Mensagens : 10932
Localização : Sede FCBR em Santos-SP.

http://www.myspace.com/mundovcd

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por DenisLM em Ter Fev 11, 2014 3:43 pm

na minha (pouca) experiência, o que realmente faz diferença é a impedância do primeiro pedal da cadeia (que fique sempre ligado ou não seja true bypass) e claro um cabo descente do baixo até lá. e estou falando de instrumento passivo.
ativo normalmente já tem uma baixa impedância direto do baixo.

o resto na minha opinião e experiência precisa ser um cabo de qualidade para evitar ruídos e mal contatos. fora isso não vejo necessidade nenhuma de cabos caríssimos.
DenisLM
DenisLM
Membro

Mensagens : 4664
Localização : Sammamish - WA - USA

http://soundcloud.com/denislm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por fschmidt em Ter Fev 11, 2014 4:01 pm

Mascis escreveu:
allexcosta escreveu:Vocês estão preocupados com as perdas que os curtíssimos cabos de ligação entre pedais podem causar enquanto sempre serão usados um ou 2 cabos longos tradicionais? É isso mesmo?

fschmidt escreveu:^

Não posso concordar mais, e foi justamente o que pensei na hora que comecei a ler o tópico. Não só isso, mas existem vários aspectos no meio do caminho que vão afetar mais o seu sinal do que um cabo. Rede elétrica com ateramento, blindagem do instrumento, fonte do pedais isolada, qualidade dos cabos entre instrumento / pedais e pedais / amplificador, qualidade do amplificador em si, qualdade dos pedais entre si, qualidade do DI que você vai usar para mandar para FOH, PA's que a casa utiliza, etc.

Minha primeira opinião é que isso é olhar para formiga enquanto o elefante passa nas suas costas.

Se for mais barato do que um cabo George L's, ou similar, ou ainda, se for mais barato que que um par de plugs Amphenol e um pedaço de Canare, tudo bem.

Mais ainda que vale mais como experiência do que como regra.


Sim Alex e schmidt, é um questionamento altamente relevante esse de vocês!

No meu entender, todos os elementos da cadeia merecem atenção igual. Aquele pequeno cabinho entre dois pedais, se tiver uma solda mal feita, pode acabar com todo o seu som de 30 mil dólares (sonha! haha). Da mesma forma, não adianta, como o Alex falou, investir em cabinhos de conexão caríssimos e ligar a pedaleira ao ampli e ao baixo usando cabos xing ling de 20 metros cada.

As interconexões entre pedais, são particularmente sensíveis porque são frequentemente o maior amontoado de conexões mecânicas e soldas de toda a cadeia. Alem disso, pra quem tem muitos pedais true bypass, os cabinhos acabam funcionando como um único grande cabo.

No caso específico deste tópico, a intenção é achar uma alternativa bem mais barata do que as conexões de butique (george Ls são vendidos a 350 reais o conjunto de 5 conexoes aqui no br) com um desempenho semelhante. Um plug p10 mono switchcraft custa 5 reais na stewmac, um cabinho desse sai a 40 centavos (ou menos) por um pedaço de 20 cm. Em tese, alguem com boa prática de solda, consegue fazer uma excelente conexão de pedais por aproximadamente 20 reais, o que sairia bem mais barato que um george L que custa 70 reais a conexão.

Acho um teste interessante que pode trazer uma alternativa de custo benefício altamente atrativa. Dando certo pretendo testar cabos para ligar a pedaleira ao ampli usando os RGC 213, esse sim o cabo de net, ele é altamente resistente, mas é muito rigido, então não há condicões de usá-lo para ligar o instrumento na pedaleira, mas a pedaleira no ampli pode ser viável. Quem sabe? Se a gente não testar não tem como saber. As vezes arriscar quebrar a cara vale a pena. Smile

Me mostra como resolver todos esses problemas - que tendem a ter um resultado mais significativo e infelizmente necessitam de mais recursos - do que cabos. Entra no redco.com e faz as contas. Dá para fazer cabo MUITO barato, mesmo importando.

Agora me fala como fazer um DI de qualidade barato, ou um cabo de instrumento barato que eu realmente fico impressionado.

Não estou dizendo não faça o seu teste, quem sou para dizer isso? Mas eu acho que você não vai achar a resposta que você tanto quer.
fschmidt
fschmidt
Membro

Mensagens : 280
Localização : Sorocaba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por fheliojr em Ter Fev 11, 2014 4:31 pm

DenisLM escreveu:...fora isso não vejo necessidade nenhuma de cabos caríssimos.

http://www.sonicstate.com/amped/2014/01/28/namm-2014-6000-dollar-guitar-cable-analysis-plus/
fheliojr
fheliojr
Membro

Mensagens : 9709
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por JAZZigo em Ter Fev 11, 2014 4:34 pm

Adicionar, subtrair ou substituir pedais de tamanhos diferentes com rapidez e ao meu bel-prazer na pedalboard, fazendo e refazendo cabos milimetricamente sob medida e sem necessidade de solda. Quanto vale isto?! IMO, vale cada centavo que se paga pela qualidade e versatilidade dos cabos tipo George L’s, Lava e similares. E depois que a gente se acostuma com eles, fica difícil voltar atrás. Fio de antena de TV?!... nem pensar!!! :hmm:
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 12482
Localização : Asa Norte, Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por GusVCD em Ter Fev 11, 2014 4:42 pm

fheliojr escreveu:
DenisLM escreveu:...fora isso não vejo necessidade nenhuma de cabos caríssimos.

http://www.sonicstate.com/amped/2014/01/28/namm-2014-6000-dollar-guitar-cable-analysis-plus/

$6000 - that's a lot of cheese.
GusVCD
GusVCD
Moderador

Mensagens : 10932
Localização : Sede FCBR em Santos-SP.

http://www.myspace.com/mundovcd

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por fschmidt em Ter Fev 11, 2014 6:37 pm

JAZZigo escreveu:Adicionar, subtrair ou substituir pedais de tamanhos diferentes com rapidez e ao meu bel-prazer na pedalboard, fazendo e refazendo cabos milimetricamente sob medida e sem necessidade de solda. Quanto vale isto?! IMO, vale cada centavo que se paga pela qualidade e versatilidade dos cabos tipo George L’s, Lava e similares. E depois que a gente se acostuma com eles, fica difícil voltar atrás. Fio de antena de TV?!... nem pensar!!! :hmm:

+1.

Eu não investiria dinheiro na idéia do cabo "de antena de TV". Mas com certeza quero ver o que acontece.
fschmidt
fschmidt
Membro

Mensagens : 280
Localização : Sorocaba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por DenisLM em Ter Fev 11, 2014 6:45 pm

GusVCD escreveu:
fheliojr escreveu:
DenisLM escreveu:...fora isso não vejo necessidade nenhuma de cabos caríssimos.

http://www.sonicstate.com/amped/2014/01/28/namm-2014-6000-dollar-guitar-cable-analysis-plus/

$6000 - that's a lot of cheese.

 facepalm 

na bassnw tem um cabo de força que custa $799, usado!  drunk 
(Shunyata Research Anaconda Alpha AAL1051 6' AC Power Cable - $799.00)
http://www.bassnw.com/usedamps.htm
DenisLM
DenisLM
Membro

Mensagens : 4664
Localização : Sammamish - WA - USA

http://soundcloud.com/denislm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Mascis em Ter Fev 11, 2014 9:32 pm

Eu acho que fui pego em um fogo cruzado aqui.

De um lado, o povo que acha que qualquer arame de amarrar saco de pão serve.

Do outro, o povo que usa cabos de butique e que acha que usar "cabo de antena de tv" é uma gambiarra tosca.

Estou apanhando dos dois lados. kkkkk.

Assim como creio que seja pra muita gente aqui, isso pra mim é um passatempo, um hobby. Nem tudo precisa ser necessário ou fazer sentido. O negocio é se divertir. Smile

Mascis
Mascis
Membro

Mensagens : 260
Localização : Natal - Sao Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por JAZZigo em Ter Fev 11, 2014 10:13 pm

Mascis escreveu:Assim como creio que seja pra muita gente aqui, isso pra mim é um passatempo, um hobby. Nem tudo precisa ser necessário ou fazer sentido. O negocio é se divertir. Smile
No meu caso, com certeza, depois de decidir aposentar-me da música "compulsoriamente" e retornar à minha cidade natal, aos 40... agora é só diversão!  bounce 
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 12482
Localização : Asa Norte, Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Mascis em Qua Fev 12, 2014 10:21 am

JAZZigo escreveu:
Mascis escreveu:Assim como creio que seja pra muita gente aqui, isso pra mim é um passatempo, um hobby. Nem tudo precisa ser necessário ou fazer sentido. O negocio é se divertir. Smile
No meu caso, com certeza, depois de decidir aposentar-me da música "compulsoriamente" e retornar à minha cidade natal, aos 40... agora é só diversão!  bounce 

Eu tambem sou um profissional aposentado Jazzigo. No meu caso, a coisa "cresceu" demais, virei mais empresário do que músico, tava me estressando demais e sem o devido retorno. Chegou a um ponto de desgaste tal que quando me "aposentei", após o último show, cheguei em casa, encostei o bag com o baixo em um canto de parede e lá ele ficou intocado por quase 4 anos.  tears 

O que aconteceu para a sua aposentadoria "compulsória"?

Este sou eu, desviando o assunto do tópico que eu mesmo criei.  Maluco 
Mascis
Mascis
Membro

Mensagens : 260
Localização : Natal - Sao Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por JAZZigo em Qua Fev 12, 2014 3:22 pm

Mascis escreveu:Este sou eu, desviando o assunto do tópico que eu mesmo criei.  Maluco 
Pois é, vamos deixar esse papo para outra ocasião. Wink
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 12482
Localização : Asa Norte, Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Mascis em Qui Fev 13, 2014 6:15 am

Besta
Opa, pedimos desculpa pela inconveniência up
Mascis
Mascis
Membro

Mensagens : 260
Localização : Natal - Sao Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experiência com cabos coaxiais rígidos Empty Re: Experiência com cabos coaxiais rígidos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum