Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Zubrycky em Sex Out 31, 2014 9:02 am

Olá a todos!

Em tempos de discórdia e intolerância, eis algo que julgo relevante.

"Vamos fazer o seguinte: Agora gostaria de falar sobre coisas que nos unem e destacam nossa similaridade ao invés de nossas diferenças, porque isto é tudo que se ouve hoje em dia, sobre diferenças...É tudo que a mídia e a política fica falando, as coisas que nos separam, que nos fazem diferentes uns dos outros.

Essa é a maneira que a classe dominante atua em qualquer sociedade, eles tentam dividir o resto das pessoas, eles mantêm as classes baixa e média brigando entre si para que eles, os ricos, possam fugir com toda a grana.

É coisa razoavelmente simples, mas que funciona.

Qualquer coisa diferente, é sobre o que eles falarão: Raça, religião, etnia, nacionalidade, emprego, renda, educação, status social, sexualidade - qualquer coisa para nos manter lutando entre nós - para que eles possam continuar indo ao banco".

Com a palavra, George Carlin.

avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9710
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Out 31, 2014 9:22 am

claps
Cuidado Zubrycky, vc será acusado de ser comunista e de querer que o Brasil vire Venezuela ou Cuba....
Laughing Laughing Laughing
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Zubrycky em Sex Out 31, 2014 9:51 pm

hide
avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9710
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Sex Out 31, 2014 10:56 pm

Através da célebre frase "O povo unido jamais será vencido", facilmente concluímos que o povo desunido sempre será vencido.

Isso é um tanto quanto óbvio, penso eu...

O mundo está dividido entre 2 grupos, eles e nós, elite e povo.

Muita gente acredita na lenda de que nós temos direitos enquanto seres humanos. Não temos...

Os senhores desse mundo (família Rothschild, membros do grupo Bildeberg, cúpula da maçonaria, etc...) simplesmente nos toleram, mas a verdade é que eles fingem nos dar direitos e nós fingimos tê-los.

Qualquer um de nós sumiria da face da Terra sem deixar rastros fosse esse o desejo de algum membro dessa elite.

Desunir o povo é, disparado, a maneira mais fácil e barata de mantê-lo ocupado o suficiente para que não incomode as festas nababescas que as elites promovem todos os dias mundo afora.

Junta uma carninha de segunda na churrasqueira, algumas latinhas de cerveja na geladeira, o esporte preferido na TV e já viu... Mais fácil e barato que ter escravos...
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Dom Nov 02, 2014 9:47 am

^ Certa vez ouvi uma psicóloga dizer que este negócio de teoria da conspiração (Família Rockefeller, Clube de Bilderberg, o domínio do judeus e da maçonaria e os iluminati, Os Protocolos dos Sábios de Sião, os mistérios do 11 de setembro, etc.) é uma questão de problemas não resolvidos na infância, uma espécie de resposta às lacunas e ao não aceitamento das tragédias, questões sociais, etc.

Verei se acho o vídeo.


Última edição por Moshe Bar Elohim em Dom Nov 02, 2014 9:56 am, editado 2 vez(es)
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Dom Nov 02, 2014 9:53 am

^ Aí você está misturando coisas reais com ficção...

Dominação judia da mídia mundial, grupo Bildeberg, maçonaria ter fundado os EUA e coisas assim são reais como qualquer outra notícia.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Dom Nov 02, 2014 9:57 am

^Foi você quem começou.
Mas enfim...

Achei:
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Dom Nov 02, 2014 9:59 am

allexcosta escreveu:^ Aí você está misturando coisas reais com ficção...

Dominação judia da mídia mundial, grupo Bildeberg, maçonaria ter fundado os EUA e coisas assim são reais como qualquer outra notícia.
Não existe "dominação judia da mídia mundial". O que existe é dominação capitalista mundial. Marx já observava no século XIX que o Capital "...não tem pátria, nem moral..."
Já o infame "Protocolos dos 7 sábios de Sião" é um livro apócrifo escrito no século XIX pela polícia secreta do Czar russo com o objetivo de combater movimentos subversívos e servir de base à política anti-semita do Estado czarista
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Dom Nov 02, 2014 10:05 am

A propósito, falando de maçonaria...

O cabra entra acreditando que vai melhorar seu "network", vai ajudar os pobres (até hoje essas porcaria de Rotary, Lions, Maçonaria inventam isso) e tal... Aí chega no grau 30 tem que se prostrar diante do diabão lá com cara de bode, o tal de Baphomet...

Aí cai a ficha né? Não pode mais sair...

Sempre houve grupos que dominavam o mundo, por que deixariam de existir hoje?

E os judeus mandam e desmandam em Hollywood. Na verdade, em todos os EUA. Dominação capitalista? Sim... É a mesma coisa que dominação zionista. Os judeus são donos do capital, dos meios de comunicação, etc... Joga uma bomba lá em Israel pra ver se os EUA, a Inglaterra, a NATO e Cia limitada não batem na sua porta.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Dom Nov 02, 2014 10:19 am

Pensamento Mágico.
24:23
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Dom Nov 02, 2014 10:25 am

Sobre o vídeo...

Não tenho tempo pra assistir os 1:13h, mas vi a mulher lá falando em pessoas que repassam vídeos e textos que recebem sem uma mínima análise de conteúdo.

Não faço isso... Nunca fui leviano.

Comecei a conversar sobre 9/11 após vários meses de pesquisas sobre o caso, após assistir o WTC7 sendo demolido e bombeiros de NY evacuando ruas minutos antes do prédio cair. Li entrevistas de membros da 9/11 truth e tantas outras evidências.

Aliás, é bem fácil taxar qualquer pessoa que questiona a notícia dada no Jornal Nacional de leviana ou que teve problema na infância. Essa estratégia de ridicularizar quem vai de encontro ao sistema ou sequer tenta pensar por si próprio é antiga e não cola mais.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Dom Nov 02, 2014 10:34 am

Moshe Bar Elohim escreveu:Pensamento Mágico.
24:23

Desculpem o post duplo.

Vi que você editou sua mensagem e colocou o tempo. Assisti ao trecho sobre o pensamento mágico. Conhecia o conceito, mas não acredito que se aplique.

As coisas que escrevi acima são reais, nada de mágico nelas. As famílias ricas, a proteção extra a Israel, o bodão da maçonaria e sua influência nos governos do mundo. Tudo isso é real e palpável...
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Dom Nov 02, 2014 10:38 am

Ninguém disse que não se deve questionar. Nem te chamou de leviano ou tentou te ridicularizar (principalmente da minha parte). Citei o vídeo fazendo um link com algumas das teorias que já vi você defender, como a do homem na lua, etc. Achei ele interessante para conhecimento. É direito de cada um acreditar ou não no que quiser.

Mas beleza, Allex.
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Dom Nov 02, 2014 10:44 am

Moshe Bar Elohim escreveu:Citei o vídeo fazendo um link com algumas das teorias que já vi você defender

Bem, como vi um "^" na sua mensagem, imaginei que você estava se referindo às coisas que escrevi exatamente acima.

Falando especificamente sobre aquele texto, existe sim uma elite mundial do bodão que simplesmente nos tolera, mas que eliminará qualquer um de nós que estiver no seu caminho.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Dom Nov 02, 2014 10:58 am

^ "^" sempre referir-se-á ao post da pessoa acima e ao que ela escreveu, no caso, você mesmo.

As referências englobam tanto quelas teorias de outros posts quanto estas, mesmo que em algumas ou todas (dependendo do ponto de vista) não sejam teorias. Família Rothschild, membros do grupo Bildeberg, cúpula da maçonaria, etc. tem tudo a ver com o vídeo. Quem tiver tempo, paciência e puder assistir o vídeo todo acho que será de alguma importância (foi para mim).

Para alguns (não estou dizendo eu), as coisas que você escreveu são teorias conspiracionistas sim. Mesmo que supostamente documentadas, supostamente provadas, supostamente reais, supostamente palpáveis...


Última edição por Moshe Bar Elohim em Ter Nov 04, 2014 11:59 am, editado 1 vez(es)
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Dom Nov 02, 2014 12:57 pm

^ Se a Fender, a Ibanez, a Gibson, a Yamaha, a Cort e a Samick fizessem uma reunião secreta todo ano, seria razoável acreditar que estariam discutindo os rumos do mercado de instrumentos musicais.

Agora, quando os maiores políticos, banqueiros e empresários do mundo fazem uma reunião secreta, não é razoável acreditar que estão discutindo os rumos do dinheiro e do poder do mundo?

No seu texto, eu moveria as aspas para a palavra "supostamente"...
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Zubrycky em Dom Nov 02, 2014 8:08 pm

allexcosta escreveu:Através da célebre frase "O povo unido jamais será vencido", facilmente concluímos que o povo desunido sempre será vencido.

Isso é um tanto quanto óbvio, penso eu...

O mundo está dividido entre 2 grupos, eles e nós, elite e povo.

Muita gente acredita na lenda de que nós temos direitos enquanto seres humanos. Não temos...

Os senhores desse mundo (família Rothschild, membros do grupo Bildeberg, cúpula da maçonaria, etc...) simplesmente nos toleram, mas a verdade é que eles fingem nos dar direitos e nós fingimos tê-los.

Qualquer um de nós sumiria da face da Terra sem deixar rastros fosse esse o desejo de algum membro dessa elite.

Desunir o povo é, disparado, a maneira mais fácil e barata de mantê-lo ocupado o suficiente para que não incomode as festas nababescas que as elites promovem todos os dias mundo afora.

Junta uma carninha de segunda na churrasqueira, algumas latinhas de cerveja na geladeira, o esporte preferido na TV e já viu... Mais fácil e barato que ter escravos...

Concordo plenamente.

Eis aqui um episódio da série 'The Outer Limits" que é uma alegoria (Peço desculpas para quem não domina o inglês... Não encontrei nenhuma versão legendada ou dublada) que resume muito bem o que penso a respeito do papel desempenhado pelas pessoas comuns neste mundo.

avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9710
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Ter Nov 04, 2014 12:11 pm

allexcosta escreveu:^ Se a Fender, a Ibanez, a Gibson, a Yamaha, a Cort e a Samick fizessem uma reunião secreta todo ano, seria razoável acreditar que estariam discutindo os rumos do mercado de instrumentos musicais.

Agora, quando os maiores políticos, banqueiros e empresários do mundo fazem uma reunião secreta, não é razoável acreditar que estão discutindo os rumos do dinheiro e do poder do mundo?

No seu texto, eu moveria as aspas para a palavra "supostamente"...
Yes sir. Removido.
Não quero mais falar sobre isto. Deixa estar. grin
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Zubrycky em Qua Nov 05, 2014 4:52 pm

Sobre algumas das coisas que foram discutidas aqui, eis aqui um filme que vale a pena ser visto.
avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9710
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por subgrave em Qua Nov 05, 2014 5:20 pm

Zubrycky escreveu:
Essa é a maneira que a classe dominante atua em qualquer sociedade, eles tentam dividir o resto das pessoas, eles mantêm as classes baixa e média brigando entre si para que eles, os ricos, possam fugir com toda a grana.

allexcosta escreveu:
Desunir o povo é, disparado, a maneira mais fácil e barata de mantê-lo ocupado o suficiente para que não incomode as festas nababescas que as elites promovem todos os dias mundo afora.

Fui só eu que vi isso descaradamente em prática na recente disputa eleitoral?


subgrave
Banido

Mensagens : 3034
Localização : República Rio-Grandense

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Qui Nov 06, 2014 11:37 am

Zubrycky escreveu:Sobre algumas das coisas que foram discutidas aqui, eis aqui um filme que vale a pena ser visto.
Não estou entendendo. scratch  
Já é a segunda vez que você coloca filmes sobre alienígenas. O primeiro era todo em inglês (não entendi nada) e mostrava um alienígena numa banheira Razz . Por não entender nada de inglês e ver um alienígena tomando banho numa banheira Razz , desisti e só vi até a parte que o cara entra no caminhão e deita numa cama Razz .
Este "Eles Vivem" pelo menos está dublado, tem atores conhecidos, mostra a realidade de muita gente que vive jogada pelas ruas, o desemprego, condição social, a paisagem da cidade cheia de prédios (linda) dos EUA; achei legal.

(a) Você acha que são os alienígenas que controlam o mundo?
(b) Os alienígenas entendem mais de economia do que os terráqueos?
(c) Os homens mais ricos do mundo (Rockefeller, Bilderberg, etc.) são alienígenas (estilo a lá MIB)?
(d) Todos, na verdade, somos alienígenas mas não sabemos que somos?
(e) Os alienígenas tem um plano de invasão e domínio dos terráqueos, estilo filme Sinais?
(f) N.D.A.

avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Qui Nov 06, 2014 12:51 pm

point point point point point point
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Zubrycky em Sex Nov 07, 2014 12:50 am

Moshe Bar Elohim escreveu:
Zubrycky escreveu:Sobre algumas das coisas que foram discutidas aqui, eis aqui um filme que vale a pena ser visto.
Não estou entendendo. scratch  
Já é a segunda vez que você coloca filmes sobre alienígenas. O primeiro era todo em inglês (não entendi nada) e mostrava um alienígena numa banheira  Razz . Por não entender nada de inglês e ver um alienígena tomando banho numa banheira  Razz , desisti e só vi até a parte que o cara entra no caminhão e deita numa cama Razz .
Este "Eles Vivem" pelo menos está dublado, tem atores conhecidos, mostra a realidade de muita gente que vive jogada pelas ruas, o desemprego, condição social, a paisagem da cidade cheia de prédios (linda) dos EUA; achei legal.

Bom, para deixar as coisas bem claras, nas duas ocasiões em que coloquei filmes sobre alienígenas ("The Deprogrammers" aqui e "Eles Vivem" lá no Cineclube Zubrycky) eu me referi aos mesmos como sendo alegorias sobre o mundo no qual vivemos, de forma que os seres extraterrenos aqui apresentados são uma representação simbólica e não algo a ser interpretado literalmente.

Sou um amante de ficção científica e uma das coisas que mais me fascina nesse tipo de literatura é o modo como os autores se valem de alegorias para falar de nossa sociedade.

"Eles Vivem" e "The Deprogrammers" podem ser interpretados como pequenos tratados sobre o condicionamento profundo e sistemático da experiência humana por parte de uma elite oculta que secretamente controla, manipula e explora as massas. Nos dois filmes, os governantes são retratados como uma raça completamente diferente, que enxerga os demais seres humanos como sendo criaturas inferiores.

Infelizmente não consegui encontrar uma versão dublada ou legendada de "The Deprogrammers", o que é uma pena porque este episódio da segunda encarnação televisiva do clássico seriado "The Outer Limits" é uma das melhores parábolas que conheço sobre como a classe dominante manipula as massas.

Eu mesmo teria subido esse episódio no youtube, caso eu o tivesse aqui ou dublado ou legendado. Mas só tenho aqui a versão em inglês mesmo, de forma que seria inútil colocá-la na internet dessa forma.

Sobre a cena da banheira: Ela é muito importante para a trama porque, além desta cena ser retomada mais adiante, ela mostra logo no início do episódio como a humanidade foi ali reduzida a escravos (Todos chamados, sem exceção e pejorativamente, de "Jollem") sem vontade, manipulados e programados para aceitar sem questionar todas as ordens de seus mestres alienígenas e também mostra o grau de submissão daqueles escravos perante àquele alienígena (Afinal de contas, ninguém tomaria banho diante de algo que lhe seja minimamente ameaçador).

De qualquer forma, fico feliz em saber que você gostou de "Eles Vivem".

Moshe Bar Elohim escreveu:
(a) Você acha que são os alienígenas que controlam o mundo?
(b) Os alienígenas entendem mais de economia do que os terráqueos?
(c) Os homens mais ricos do mundo (Rockefeller, Bilderberg, etc.) são alienígenas (estilo a lá MIB)?
(d) Todos, na verdade, somos alienígenas mas não sabemos que somos?
(e) Os alienígenas tem um plano de invasão e domínio dos terráqueos, estilo filme Sinais?
(f) N.D.A.

N.D.A., embora eu tende a concordar com as alternativas "a" e "b" se as palavras "alienígena" e "terráqueos" forem substituídas, respectivamente, por "elite financeira" e "massas".

A elite que comanda esse mundo é, ao meu ver, meramente humana.

Além do mais, não é preciso haver, de forma alguma, a presença de uma raça alienígena para nos escravizar e nos manipular... Afinal de contas, a raça humana definitivamente não precisa de ajuda de outro planeta para causar dor e sofrimento para os membros menos privilegiados da raça humana.

A história mostra muito bem isso, mostrando o quão verdadeiras são as antigas palavras do dramaturgo romano Plauto que afirmam que “o homem é o lobo do próprio homem”.
avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9710
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Rico em Sex Nov 07, 2014 6:40 am

Impressionante como eu não consigo crer em nada dessas coisas. Os maçons que conheço são pessoas boas que tem em Deus (ou o Grande Arquiteto, como eles chamam), o fundamento de sua doutrina, orgulhando-se de figuras históricas que eram maçons.

Orgulham-se por exemplo, da construção do Templo de Salomão e do trabalho na pedra, que uma vez moldada representa a própria lapidação da alma, moldando o caráter e criando uma sociedade justa.

Essas famílias, Et's, judeus, 11/9... Tudo me parece muito Hollywood. Enquanto a gente perde tempo com isso, o Edir Macedo enche os bolsos, a Globo sonega milhões em tributos federais, e a sociedade mostra seu pior lado, xenófobos, racistas, homofóbicos...

Enfim, é só minha opinião, mas eu não me preocuparia muito com essas coisas...
avatar
Rico
Membro

Mensagens : 2250
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 8:21 am

Impressionante como eu não consigo crer em nada dessas coisas. Os maçons que conheço são pessoas boas que tem em Deus (ou o Grande Arquiteto, como eles chamam), o fundamento de sua doutrina, orgulhando-se de figuras históricas que eram maçons.
2
São apenas teorias da conspiração cujo verdadeiro propósito é alimentar mentes paranóicas e esconder os verdadeiros culpados de sempre....
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 07, 2014 8:55 am

Rico escreveu:Os maçons que conheço são pessoas boas que tem em Deus (ou o Grande Arquiteto, como eles chamam), o fundamento de sua doutrina, orgulhando-se de figuras históricas que eram maçons.

Não sei bem como discutir isso sem quebrar regras do fórum e provavelmente não me pronunciarei mais sobre o assunto, mas como a maçonaria não se considera uma Religião, talvez seja ok dizer isso...

Maçons se ajoelham diante desse brother aqui:



Interprete isso da maneira que quiser e sinta-se à vontade para desacreditar dessa informação.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 9:37 am

Allex,
Maçon algum "se ajoelha para isso aqui". Isso é difamação de certas seitas evangélicas neo-pentecostais cujas motivações e objetivos, são, no mais-das-vezes, torpes...
Aparentemente vc conhece pouco sobre o que É maçonaria atualmente, sobre o que ela FOI no passado no mundo e no Brasil em particular, nem no contêxto sócio-político-ideológico em que ela surgiu na Europa dos século XVII e XVIII; por isso reproduziu certas "propagandas" espalhadas por aí pela Igreja Católica e (hoje) por essas seitas. Não acredite nisso, e não é nada disso.
Grande parte da minha família pertence ou pertenceu à essa "irmandade", exceto eu; mas muito ajudei à esses meus familiares em pesquisas de caráter histórico-filosófico. Ademais, a décadas frequento "lojas" maçônicas, e, no "salão" (Sanctum, Colunas do Norte e do Sul), e não existe nenhuma estátua como essa lá. Aliás, o que tem, além de certos símbolos maçônicos (que passam longe disso aí), é um púlpito com a Bíblia (em países islâmicos, o Alcorão).
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 07, 2014 9:49 am

Baphomet é revelado na cerimônia do grau 30.

Estrela de 5 pontas é um símbolo comum bem antes.

Cortar o dedo do caboclo pra fazer pacto de sangue hoje não existe mais, porém foi substituído por um ritual similar.

Maçons não falam sobre essas coisas por medo de morrer. As ameaças de morte pra aqueles que revelam seus segredos são bem reais.

A propósito: eu sequer sabia que igrejas protestantes falam sobre esses assuntos. Não faz diferença alguma pra mim.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 10:11 am

A propósito: eu sequer sabia que igrejas protestantes falam sobre esses assuntos. Não faz diferença alguma pra mim.
Não Igrejas Protestantes. São Neo-Pentecostais. Um aluno meu (hoje professor, e protestante), foi quem me alertou para essa diferença fundamental.
Baphomet é uma representação simbólica da ligação entre o terreno e o divino e do papel do ser humano nessa ligação e nessa responsabilidade, não é um "diabo". Ademais é uma citação à Ordem dos Cavaleiros Templários, extinta por ordem do rei Felipe IV e do Papa Clemente V, que foram acusados de "adorarem" à satanás e de práticas homossexuais (acusação conveniente, naquela época, para quem queria se apoderar das riquezas da Ordem - A Maçonaria atual invoca uma "ligação" com a Ordem).
Essa é outra representação do "baphomet", existente inclusive em um convento!
http://pt.wikipedia.org/wiki/Baphomet#mediaviewer/File:Baphomet.Tomar.jpg
Essa figura que vc postou acima foi inventada por um ocultista do século XIX, Alphonse Louis Constant, vulgo Eliphas Levi


Última edição por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 10:16 am, editado 1 vez(es)
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 07, 2014 10:15 am

“Lucifer, the Light-bearer!  Strange and mysterious name to give to the Spirit of Darkness!  Lucifer, the Son of the Morning!  Is it he who bears the Light, and with its splendors intolerable, blinds feeble, sensual, or selfish souls?  Doubt it not!”

Morals and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry - Albert Pike (1871)

Por mim tô nem aí se alguém acha legal essa parada de capiroto ou o que quer que seja.
Complicado é se transvestir de organização que ajuda os pobres. Pura baboseira de gente que precisa ter o ego massageado 24 horas por dia e se sente superior aos outros por participar de uma sociedade secreta com aperto de mão combinado, roupa assim e assada, palavras e senhas secretas, passa a noite dentro de caixão brincando de vampiro, etc...

Enfim, deixa isso quieto.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 10:21 am

allexcosta escreveu:“Lucifer, the Light-bearer!  Strange and mysterious name to give to the Spirit of Darkness!  Lucifer, the Son of the Morning!  Is it he who bears the Light, and with its splendors intolerable, blinds feeble, sensual, or selfish souls?  Doubt it not!”

Morals and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry - Albert Pike (1871)

Por mim tô nem aí se alguém acha legal essa parada de capiroto ou o que quer que seja.
Complicado é se transvestir de organização que ajuda os pobres. Pura baboseira de gente que precisa ter o ego massageado 24 horas por dia e se sente superior aos outros por participar de uma sociedade secreta com aperto de mão combinado, roupa assim e assada, palavras e senhas secretas, etc...

Enfim, deixa isso quieto.

Cara, essa é uma obra exotérica e simbólica...
No mais, eu concordo que esse negócio de Ordens exotéricas são bobagem (embora eu não julgue ninguém por isso, nem faça juízo-de-valôr). Mas daí a inferir que elas são "poderosas" num mundo como o nosso... É outra coisa.....
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 10:27 am

http://editorayod.com.br/loja/index.php/colec-o-moral-e-dogma-graus-simbolicos-inefaveis-capitulares-e-filosoficos-part-i-e-part-ii.html
Compra aí Allex! Quem sabe vc não se torna Grão-Mestre.... Daqui, vc já é....
Ri Muito Ri Muito Ri Muito
Pra descontrair.....
up
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 10:29 am

Amigos, minha intenção ao questionar não era discorrer para o tema religiões. Mas como maçonaria (ainda que os maçons e alguns não a tenham por religião) faz parte, ou pelo menos na teoria faz, do assunto domínio, dinheiro, poder, etc. acho válido discutir sobre ela.

Zubrycky, o filme Eles Vivem foi muito legal e, a partir dele, concordo com tudo que você disse em seu último post. Somos meio que dopados pelo sistema. Mas não tem jeito. Hoje, assim como bem retratou o filme, só os mendigos ou os que estão à margem social, que não vêem televisão, não acessam redes sociais, não tem celular, casa, família, etc. é que não fazem parte do sistema e são menos afetados por ele.
Desculpa se fui meio irônico em meu último post, mas a intenção foi esta mesmo, questionar. Não estava entendendo a coincidência dos alienígenas. Fiquei satisfeito com sua resposta. Se tiver mais filmes sobre estas coisas... curto muito filmes do estilo anos 70/80 que mostram os EUA, a cidade, os carros, a paisagem geral dos grandes centros e com histórias cativantes.



Última edição por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 11:10 am, editado 2 vez(es)
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 07, 2014 10:46 am

Mauricio Luiz Bertola escreveu:Cara, essa é uma obra exotérica e simbólica...

Sei lá o que dizer então.

Te mostro uma citação de um livro escrito por um dos maçons mais famosos da história e você me diz que é uma obra "esotérica e simbólica"?

O que é isso? Quer dizer que capiroto não é capiroto?

Tenho a sensação de que se um maçon da alta cúpula (sim, porque grau 33 é, na verdade, o primeiro grau) te disser com todas as letras que os caras dominam o mundo e fazem festas pro cramulhão você vai argumentar que o cara simplesmente estava usando palavras simbólicas, que dominar o mundo significa ter controle sobre seu próprio eu e que fazer festa pro cramulhão é um simbolismo relacionado à nossa vontade de sermos eternas crianças.

Chega uma hora que o argumento acaba. Nem tudo é símbolo de alguma coisa.

Há uma grande chance de que quando alguém te diz "a gente curte Lucifer", a verdadeira mensagem dessa frase seja "a gente curte Lucifer". Faz sentido?
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 11:16 am

^ Allex, meu pai é grau 33...
E o máximo que ele é, é oficial de marinha aposentado lutando contra as agruras da 3ª idade.....
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 4:42 pm

Eles tem algumas coisas bem interessantes...
(não fazendo apologia)
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 5:11 pm

Outras:
Os versos de ouro de Pitágoras

1. Honra em primeiro lugar os deuses imortais, como manda a lei. Os deuses ou espíritos imortais são os grandes instrutores da humanidade. A lei referida aqui é a lei da evolução, que guia simultaneamente o cosmo e cada ser que vive nele.
2. A seguir, reverencia o juramento que fizeste.No seu aspecto mais profundo, o juramento ou voto é simplesmente a decisão tomada em nosso próprio coração, de seguir o caminho da  sabedoria
3. Depois os heróis ilustres, cheios de bondade e luz. Os heróis ilustres são seres de alto grau de evolução, embora ainda não tenham chegado à completa libertação espiritual.
4. Homenageia então os espíritos terrestres, e manifesta por eles o devido respeito. Os espíritos terrestres são os homens bons e sábios.
5. Honra em seguida a teus pais, e a todos os membros da tua família.
Cumprir os deveres familiares e ter um comportamento equilibrado no plano
emocional garante uma boa parte da tranqüilidade básica necessária à busca
da sabedoria divina. Mas o desapego é igualmente importante.
6. Entre todos os outros, escolhe como amigo(a) aquele que se distingue por sua virtude.
(Na sua obra intitulada "Ditos e Feitos Memoráveis de Sócrates", Xenofonte
conta que Sócrates aconselhou a Cristóbulo: "Fica tranqüilo, procura
fazer-te bom e, uma vez bom, põe-te à caça dos corações virtuosos."(3))
7. Aproveita sempre tuas suaves exortações, e segue o exemplo das tuas ações virtuosas e úteis.

(Os pitagóricos buscam ensinar pelo exemplo).
8. Mas evita, tanto quanto possível, afastar-te do teu amigo(a) por um pequeno erro.
9. Porque a força é limitada pela necessidade.
10. Lembra que todas essas coisas são como eu te disse.
11. Mas acostuma-te a vencer essas paixões: primeiro, a gula; depois a preguiça, a luxúria e a raiva, a inveja e a ambição desmedida. (Segundo Hierocles, "essas são as paixões que devemos restringir e manter dominadas, para que elas não possam descompor e obstruir a nossa razão.")
12. Nunca faças junto com outros, nem sozinho, algo que te dê vergonha.
13. E, sobretudo, respeita a ti mesmo.
14. Pratica a justiça com teus atos e com tuas palavras.
15. E estabelece o hábito de nunca agir impensadamente.
16. Mas lembra sempre um fato; o de que o destino estabelece que a morte virá a todos;
17. E que as coisas boas do mundo são incertas, e, assim como podem ser conquistadas, podem ser perdidas.
18. Suporta com paciência e sem murmúrios a tua parte, seja qual for,
19. Dos sofrimentos que o destino determinado pelos deuses lança sobre os seres humanos.
20. Mas esforça-te por aliviar a tua dor no que for possível,
21. E lembra que o destino não manda muitas desgraças aos bons.
22. O que as pessoas pensam e dizem varia muito; agora é algo bom, em seguida é algo mau.
23. Portanto, não aceites cegamente o que ouves, nem o rejeites de modo precipitado.
24. Mas, se forem ditas falsidades, retrocede suavemente e arma-te de paciência.
25. Cumpre fielmente, em todas as ocasiões, o que te digo agora:
26. Não deixes que ninguém, com palavras ou atos,. Te leve a fazer ou dizer o que não é melhor para ti.
28. Pensa e delibera antes de agir, para que não cometas ações tolas,
29. Porque é próprio de um homem(mulher) miserável agir e falar impensadamente.
30. Mas faze aquilo que não te trará aflições mais tarde, e que não te causará arrependimento.
31. Não faças nada que sejas incapaz de entender,
32. Mas aprende tudo o que for necessário aprender, e desse modo terás uma vida feliz.
33. Não esqueças de modo algum a saúde do corpo,
34. Mas dá a ele alimento com moderação, o exercício necessário e também repouso à tua mente.
35. O que quero indicar com a palavra moderação é aquilo que não te provocará mal-estar.
36. Acostuma-te a uma vida decente e pura, sem excessos.
37. Evita todas as coisas que causarão inveja.
38. E não cometas exageros no uso de bens materiais. Vive como alguém que sabe o que é honrado e decente.
39. Não ajas movido pela cobiça ou avareza. É excelente usar a justa medida em todas essas coisas.
40. Faze apenas as coisas que não podem ferir-te, e decide antes de fazê-las.
41. Ao deitares, nunca deixes que o sono se aproxime dos teus olhos cansados, 42. Enquanto não examinares com a tua consciência mais elevada todas as tuas ações do dia.
43. Pergunta: "Em que errei? Em que agi corretamente? Que dever deixei de cumprir?"
44. Recrimina-te pelos teus erros, alegra-te pelos acertos. (Cada dia da vida é a imagem em miniatura de uma vida inteira. Pela manhã cedo temos a vitalidade de uma criança, e à noite sentimos o cansaço de alguém que é muito velho. A revisão pitagórica nos permite avaliar o carma
plantado e o carma colhido durante aquele dia. Desse modo podemos dormir mais completa e profundamente, e com a consciência em paz. O estudante da sabedoria esotérica fica, assim, livre para o aprendizado que ocorre durante o sono do seu corpo físico. Porque, como se sabe, certos sonhos podem ser  fonte importante de ensinamento espiritual.)
45. Pratica integralmente todas essas recomendações. Medita bem nelas. Tu deves amá-las de todo o coração.
46. São elas que te colocarão no caminho da Virtude Divina. (O termo virtude - areté, em grego - não é algo a ser cultivado superficial ou artificialmente. Areté, explica Platão, é aquela atividade própria e específica de uma determinada coisa ou pessoa. A virtude de uma bicicleta
é o movimento, a virtude de um peixe é nadar, e a virtude de um médico é curar. Assim, também, a virtude divina da alma humana é uma característica e uma vocação essencial da parte superior e racional do indivíduo).
47. Eu o juro por aquele que transmitiu às nossas almas o Quaternário Sagrado,
48. A fonte da Natureza, cuja evolução é eterna.
(O Quaternário Sagrado é a tétrade ou tetraktys (em grego), o quatro sagrado
pelo qual juravam os pitagóricos. "Aquele que transmitiu o Quaternário" é o Mestre, cujo nome se evitava pronunciar em vão. Geometricamente, a apresentação da tétrade sagrada dos pitagóricos é a seguinte:
.
. .
. . .
. . . .
A primeira linha da figura representa a unidade e o divino. A segunda linha, a dualidade e a materialidade. A terceira linha significa a tríade, o eu imortal em evolução, que reúne em si a unidade e a dualidade. E a quarta linha simboliza a tétrade ou perfeição, que expressa a vacuidade e a plenitude. Presente na figura está também a década, ou dez, a soma total dos pontos, que simboliza o cosmo).
49. Nunca comeces uma tarefa antes de pedir a bênção e a ajuda dos deuses.
50. Quando fizeres de tudo isso um hábito,
51. Conhecerás a natureza dos deuses imortais e dos homens,
52. Verás até que ponto vai a diversidade entre os seres, e também aquilo que os reúne em si e os coloca em unidade uns com os outros.
53. Verás então, de acordo com a justiça, que a substância do universo é a mesma em todas as coisas. ("De acordo com a justiça", isto é, "na medida dos teus méritos". A palavra justiça, neste caso, significa a lei do carma).
54. Desse modo não desejarás o que não deves desejar, e nada nesse mundo será desconhecido de ti. A felicidade não consiste em ter o que se deseja, mas em não desejar o que não é adequado. Os desejos pessoais distorcem a realidade e mantêm o ser humano na ignorância.
55. Perceberás também que os homens lançam sobre si mesmos suas próprias desgraças, voluntariamente e por sua livre escolha.
56. Como são infelizes! Não vêem, nem compreendem que o bem deles está a seu lado.
57. Poucos sabem como libertar-se dos seus sofrimentos.
58. Esse é o peso do destino que cega a humanidade. O peso do destino é o aspecto negativo do carma humano; a carga acumulada de erros cometidos pela humanidade.
59. Como grandes cilindros, os seres humanos rolam para lá e para cá, sempre oprimidos por sofrimentos intermináveis,
60. Porque são acompanhados por uma companheira sombria, a desunião fatal entre eles, que os lança para cima e para baixo sem que percebam. (Um ensinamento central da tradição esotérica é o da unidade e da fraternidade universal de todos os seres. É o primeiro passo para perceber a realidade da vida).
61. Trata, discretamente, de nunca despertar desarmonia, mas foge dela!
(É oportuno destacar que há pelo menos dois tipos de união ou harmonia.
Existe uma harmonia aparente, mantida como fachada para evitar e reprimir a
liberdade e a independência natural dos seres; e há outra harmonia interior, de coração, que é capaz de identificar, respeitar e preservar as diferenças
naturais entre os seres).
62. Oh, Grande Zeus(4), pai dos homens, você os livraria de todos os males que os oprimem, se você mostrasse a cada um o Espírito que é seu guia.
(O Espírito que guia cada ser humano é o seu próprio eu imortal, também chamado de mônada, atma, ou atma-buddhi).
63. Porém, tu não deves ter medo, porque os homens pertencem a uma raça divina, De fato, tanto a origem como o destino da nossa humanidade são divinos.(Luz no Caminho, um clássico da literatura esotérica, afirma: "A alma humana é imortal e o seu futuro é o futuro de algo cujo crescimento e esplendor não têm limites."(5))
64. E a natureza sagrada revelará a eles os mistérios mais ocultos.
65. Se ela comunicar a ti os seus segredos, colocarás em prática facilmente todas as coisas que te recomendo. Quando a disciplina espiritual nos parece difícil, isso ocorre porque
ainda não compreendemos bem a realidade da vida. A verdade é que a ausência de disciplina traz dificuldades muito maiores.
66. E ao curar a tua alma a libertarás de todos esses males e sofrimentos.
67. Mas evita as coisas pouco recomendáveis para a purificação. E a libertação da alma; usa um claro discernimento em relação a elas, e examina bem todas as coisas,. Buscando sempre guiar-te pela compreensão divina que tudo deveria orientar.
70. Assim, quando abandonares teu corpo físico e te elevares no mais puro éter, (O éter é um dos níveis inferiores do akasha, a substância primordial ou luz astral. No contexto específico do verso 70, éter significa o mundo da luz astral, as condições da vida após a morte, que são determinadas pelo carma produzido em vida).
71. Serás divino, imortal, incorruptível, e a morte não terá mais poder sobre ti.
(Este verso final simboliza não só o momento em que se alcança a sabedoria em termos gerais, mas também a conquista da libertação espiritual – a condição de um mahatma, um buda, um arhat, um rishi ou imortal. Nesse estágio a alma conhece o nirvana e não tem mais necessidade de renascer).
Notas:
(1) Hierocles de Alexandria, filósofo neoplatônico e neopitagórico do século 5 da era cristã, foi aluno de Plutarco de Atenas antes de começar a ensinar filosofia em Alexandria.
(2) Entre as principais versões disponíveis dos Versos estão: Commentaries of Hierocles on the Golden Verses of Pythagoras, Theosophical Publishing House, Londres, 1971; e The Golden Verses of Pythagoras, de Fabre d'Olivet, Samuel Weiser, Inc., Nova York, 1975.
(3) Sócrates, coleção "Os Pensadores", Nova Cultural, Círculo do Livro,
1996, ver capítulo seis do livro II, pp. 105-108.
(4) Zeus, o deus grego que chefiava o Olimpo. No original em inglês temos Júpiter, o nome romano equivalente ao termo grego Zeus.
(5) Luz no Caminho, de Mabel Collins, Ed. Teosófica, edição de bolso, 111 pp. Ver p. 67.
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 5:13 pm

Na igreja onde frequento há um ex-maçom. Dos seus lábios ouvi que o grande segredo da maçonaria é todo este mistério (que não existe) que gira em torno dela. Disse que não existe promessas de ficar rico, pacto com o diabo, etc. Não sei o que ele fazia lá antes de ser convertido a Jesus Cristo, ou se tinha algum grau. Mas não fala mal. Diz ser uma instituição de fraternidade, onde ensinam coisas boas, só isto. Disse inclusive que era melhor que alguém fosse um maçom do que ateu (para ser maçom é necessário acreditar em Deus ou no divino de alguma forma. [creio por isto que o Bertola não o é]). Lá ensinam coisas boas sobre a vida, família e tals. Foi o que ele disse.

Obs: não fazendo apologia, tá? E antes que alguém me julgue: tenho como incompatíveis a fé evangélica misturada a maçonaria.


Última edição por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 5:19 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 5:17 pm

Moshe Bar Elohim escreveu:Na igreja onde frequento há um ex-maçom. Dos seus lábios ouvi que o grande segredo da maçonaria é todo este mistério (que não existe) que gira em torno dela. Disse que não existe promessas de ficar rico, pacto com o diabo, etc. Não sei o que ele fazia lá antes de ser convertido a Jesus Cristo, ou se tinha algum grau. Mas não fala mal. Diz ser uma instituição de fraternidade, onde ensinam coisas boas, só isto. Disse inclusive que era melhor que alguém fosse um maçom do que ateu. Lá ensinam coisas boas sobre a vida e tals.

Obs: não fazendo apologia, tá? E antes que alguém me julgue: tenho como incompatíveis a fé evangélica misturada a maçonaria.
Moshe, ser cristão (de qualquer denominação, talvez certas denominações evangélicas), muçulmano, espírita/kardecista (e outros), judeu, etc não é imcompatível com ser maçon. Aliás, é condição sine qua non acreditar em Deus (o Grande Arquiteto do Universo, como eles denominam).
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 5:25 pm

^ Aí é que mora o problema.
Sei bem disto que você falou. Há até pastores (inclusive de igrejas sérias históricas) que são maçons.
Mas o consenso geral entre os evangélicos, em sua maioria, é que é incompatível. Por algumas doutrinas bíblicas, alguns versículos e principalmente a forma como a maçonaria enxerga Jesus Cristo. O Jesus da maçonaria não é o mesmo Jesus da Bíblia Sagrada.
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 5:42 pm

O Jesus da maçonaria não é o mesmo Jesus da Bíblia Sagrada.
Nem poderia ser... Moshe, as denominações "históricas" todas tem representantes na Maçonaria. Os Pentecostais e Neo-Pentecostais que não.
Leia esse têxto aqui sobre esse assunto:

.www.altosgraus.com/content/verdade-sobre-jesus-cristo-e-sua-relação-com-maçonaria
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 5:53 pm

Então, não existem representantes evangélicos (históricos ou não) tipo um papa, como é na ICAR (graças a Deus).

Espero que tanto a moderação como os administradores não tranquem nem excluam o tópico do Zubrycky (coitado: acho que nem criou para isto). Estamos infringindo na cara dura as regras do fórum. Mas como gostaria de dar uma resposta, e estamos discutindo o assunto maçonaria como adultos, respeitando e sendo respeitado, e já que maçonaria não é considerada religião, resumo-a a este comentário do Pr. Paulo Romeiro:

https://www.facebook.com/video.php?v=1491318651139432&l=8405081555330819183


Última edição por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 5:56 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 5:55 pm

Estamos infringindo na cara dura as regras do fórum.
É mesmo...
Peço desculpas...
Estou na Universidade e aqui não abre esse site aí....
Abç
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Moshe Bar Elohim em Sex Nov 07, 2014 6:00 pm

Qualquer um pode abrir o vídeo, mesmo sem ter conta no Facebook. Basta ter flash player instalado no navegador. A menos que sejam bloqueados pelos servidores DNS, ISA server, etc.

Ouça em casa se puder.

Abraços.
avatar
Moshe Bar Elohim
Membro

Mensagens : 2182
Localização :  

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Zubrycky em Sex Nov 07, 2014 6:03 pm

A discussão está deveras interessante. Obrigado a todos.

Moshe Bar Elohim escreveu:Amigos, minha intenção ao questionar não era discorrer para o tema religiões. Mas como maçonaria (ainda que os maçons e alguns não a tenham por religião) faz parte, ou pelo menos na teoria faz, do assunto domínio, dinheiro, poder, etc. acho válido discutir sobre ela.

As discussões feitas aqui sobre esse assunto são muito interessantes (Ainda mais para mim, que não entendo patavinas sobre Maçonaria.


Moshe Bar Elohim escreveu:
Zubrycky, o filme Eles Vivem foi muito legal e, a partir dele, concordo com tudo que você disse em seu último post. Somos meio que dopados pelo sistema. Mas não tem jeito. Hoje, assim como bem retratou o filme, só os mendigos ou os que estão à margem social, que não vêem televisão, não acessam redes sociais, não tem celular, casa, família, etc. é que não fazem parte do sistema e são menos afetados por ele.
Desculpa se fui meio irônico em meu último post, mas a intenção foi esta mesmo, questionar. Não estava entendendo a coincidência dos alienígenas. Fiquei satisfeito com sua resposta. Se tiver mais filmes sobre estas coisas... curto muito filmes do estilo anos 70/80 que mostram os EUA, a cidade, os carros, a paisagem geral dos grandes centros e com histórias cativantes.


Sem problemas, meu caro. cheers

É sempre um prazer dialogar.

Sobre mais indicações de filmes, vou ver o que encontro e te deixarei a par do que descobrir. Wink

avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9710
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Nov 07, 2014 6:05 pm

Moshe Bar Elohim escreveu:Qualquer um pode abrir o vídeo, mesmo sem ter conta no Facebook. Basta ter flash player instalado no navegador. A menos que sejam bloqueados pelos servidores DNS, ISA server, etc.

Ouça em casa se puder.

Abraços.
Vou fazê-lo.
Abç
avatar
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 11910
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 07, 2014 10:25 pm

Mauricio Luiz Bertola escreveu:^ Allex, meu pai é grau 33...

O meu também.

Mauricio Luiz Bertola escreveu:E o máximo que ele é, é oficial de marinha aposentado lutando contra as agruras da 3ª idade.....

Não entendi essa parte...

Eu nunca disse que todo maçon é líder de alguma coisa, disse que a cúpula da maçonaria tem influência sobre os rumos do mundo.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Rico em Sex Nov 07, 2014 10:53 pm

Duvido que a maçonaria dite regra de alguma coisa. Influência tem que tem grana e está na alta roda. É por isso que algumas instituições ditam ou tentam ditar os rumos da política e economia do país, que inclusive tem maioria católica. Quanto a figura do cara de bode, bem cairia bem no carnaval daqui do RJ.
avatar
Rico
Membro

Mensagens : 2250
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 07, 2014 11:00 pm

Rico escreveu:que inclusive tem maioria católica.



avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42478
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Rico em Sex Nov 07, 2014 11:08 pm

Não conheço os sinais maçons, mas sinceramente eu acho que isso não passa de teoria conspiratória. Eu costumo assinar com os três pontos. Fosse eu uma figura pública importante o que não achariam da minha assinatura?
avatar
Rico
Membro

Mensagens : 2250
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sétimo Contracanto: Falando sobre coisas que nos unem.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum