Hartke Hydrive 115c Combo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Vacc em Sex Out 09, 2009 7:44 pm

Hartke 115c (entre 2.500,00 e 5.000,00 novo)

PROS: Timbre versátil e claro com bastante volume disponível; controle de shape com freq. variável; saída RCA.
CONTRAS: Ausência de alças laterais para transporte, overdrive com queda de volume, preço.

Acabamento simples e bem feito, com algumas restrições.

A alça superior é meio frágil e, para um combo desse porte (aprox. 32 kg) e deveria ser substituída por alças laterais.
Com certeza, redução de gastos da parte deles.

Não ouvi nenhum ruído de peça solta ou grade mal colocada, mesmo tocando um low B.

A grade também merece comentário: muito mais clean e resistente que as fininhas comumente usadas.

Os controles são úteis e respondem como esperado, com exceção do "bass attack overdrive" que, na minha opinião, assim como o pedal, soa magro e artificial.
Pra quem gosta, pode ser acionado com o foot.

O eq. gráfico é bacana e funcional como sempre foi peculiar nos produtos Hartke.

O shape foi uma surpresa.
Geralmente, os "pré shape" me soam mal, mas a possibilidade de escolha de frequência foi providencial.
Não acredito que seja a praia de todo mundo, mas possibilita uma grande variedade de timbres.
Também pode ser acionado por foot, o que é extremente útil para mudar a sonoridade "on the fly".

O compressor é passável, mas muito aquém de um pedal ou rack dedicado.
Vai acendendo conforme seu uso, como alguns mais tops, mas tenho minhas dúvidas se esse pisca-pisca realmente representa a passagem pelo threshold.

O ganho é o ponto forte: excelente, aguentando tranquilamente ensaios em volumes moderados.
Creio que serviria bem como retorno de palco em shows com auxílio de PA e que aguentaria lugares pequenos sozinho.

O som ficou claro e presente em todas as equalizações - principalmente flat com um pouquinho do comp - e sempre com um punch legal.
Grave muito bom, um médio bem presente (mas que pode ser irritante quando mal equalizado) e um agudo tranquilo.

Algo a se comentar é que, ao ligar o overdrive, o volume final dá uma caída.
Não acho que seja um problemão: como o drive não é lá essas coisas, vc pode ligar seu pedal preferido na frente do ampli e aproveitar o que ele tem de bom.

Os falantes realmente são interessantes.
Não acho que seja um passo a frente de nada em termos de som, mas têm uma sonoridade bem articulada.

Tem saída XLR (não testei) e entrada rca para ligar mp3 player, cd e etc.
Isso eu achei um diferencial.
Combo geralmente é set de estudo, e muita gente curte estudar com play alongs ou tocando junto com o track.
Acho que todos os combos deveriam ter esse recurso.

É um combo muito bom, bem acima do nível "legal para quebrar um galho", mas pra valer a pena tem que pesquisar o preço (percebi variações entre R$2.500,00 e R$5.000,00 novo).
avatar
Vacc
Membro

Mensagens : 552
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Eduardo Chaves em Sex Out 09, 2009 8:13 pm

Vacc,

Onde vc acho a 2.500,00? Realmente o preço dessa belezinha é salgada! rs
avatar
Eduardo Chaves
Membro

Mensagens : 5520
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://www.eduardochaves.kinghost.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Vacc em Sex Out 09, 2009 8:44 pm

Eu vi aqui ó: http://www.megadisconildo.com.br/Produtos.asp?ProdutoID=2880http://www.megadisconildo.com.br/Produtos.asp?ProdutoID=2880

E pesquisando um pouco melhor: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-110898861-amplificador-para-baixo-hartke-hydrive-115c-novo-lj-jacmusic-_JM

É loja física e, segundo diz a resposta à primeira pergunta no anúncio, rola de testar, pagar e retirar na hora.
avatar
Vacc
Membro

Mensagens : 552
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Eduardo Chaves em Sex Out 09, 2009 10:04 pm

Super em conta na Jac Music!! Nossa!
avatar
Eduardo Chaves
Membro

Mensagens : 5520
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://www.eduardochaves.kinghost.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por hofnerr em Sex Nov 06, 2009 2:23 am

O que vc me fala da hydrive 210c? já testou tb? Aqui onde moro não encontro pra testar , e fico na dúvida entre a 115c e a 210c. Quando toco, uso minha caixinha 30cb da meteoro ligada em linha em um cabeçote que manda o som pra duas caixas acústicas; cada uma com um falante de 15". fica um sonzinho legal, por isso tenho uma inclinação pela 210c, para ter uns médios melhores...o que acha?

hofnerr
Membro

Mensagens : 4
Localização : Conselheiro Lafaiete -MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por kalazah em Seg Nov 09, 2009 10:10 am

Ola amigo você poderia gravar um video mostrando um pouco das funcionalidades deste amp.
avatar
kalazah
Membro

Mensagens : 10
Localização : Fortaleza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Daniel em Seg Nov 09, 2009 10:39 am

Excelente produto, Vacc.

Esse achado por 2000 reais tá show!! Sem dúvidas é das novas importações, abaixo de 1,80.
avatar
Daniel
Membro

Mensagens : 5327
Localização : ES

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Vacc em Seg Nov 09, 2009 6:14 pm

hofnerr escreveu:O que vc me fala da hydrive 210c? já testou tb? Aqui onde moro não encontro pra testar , e fico na dúvida entre a 115c e a 210c. Quando toco, uso minha caixinha 30cb da meteoro ligada em linha em um cabeçote que manda o som pra duas caixas acústicas; cada uma com um falante de 15". fica um sonzinho legal, por isso tenho uma inclinação pela 210c, para ter uns médios melhores...o que acha?

Oi, hofnerr.

Bom, não posso te dar muitos detalhes sobre a 210, pois não passei tempo suficiente com um para conseguir ter uma impressão concisa.

Como vc mesmo disse, o 210 deve valorizar mais os médios/agudos em relação a 115.
Tem que pesar o que vai funcionar melhor na mix da tua banda.

kalazah escreveu:Ola amigo você poderia gravar um video mostrando um pouco das funcionalidades deste amp.

Fala, cara.
Poxa, infelizmente não posso mais fazer, pois o amp não está mais aqui comigo.

Dá uma procurada no youtube que deve ter algo.
avatar
Vacc
Membro

Mensagens : 552
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por SirGalahad em Seg Jan 25, 2010 2:37 pm

Show de medio porte aguenta bem?
avatar
SirGalahad
Membro

Mensagens : 92
Localização : Sorocaba, SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Geo em Dom Mar 07, 2010 1:28 pm

cacete 2.500,00 ta barato hein,.... ahh olha o GAS aí atacando.... coçou minha mão agora....

e sim aguenta show de medio porte brincando !!!
avatar
Geo
Membro

Mensagens : 33
Localização : São José dos Campos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por dumestre em Seg Mar 28, 2011 1:52 pm

To procurando loja física pra comprar esse cubo aqui em SP.

Alguém sabe quem tem?

Ou se alguém souber me falar sobre a confiabilidade da loja Megadisconildo


Abraços
avatar
dumestre
Membro

Mensagens : 28
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por dumestre em Qui Jul 14, 2011 8:55 am

Comprei, e to contente pra cacete com o bagulho.

Valeu a pena, consegui por 3 pila, mas foi a vista e chorando.
avatar
dumestre
Membro

Mensagens : 28
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por abel em Seg Set 12, 2011 3:15 pm

eu comprei ele aki em floripa, na mensageiromusical.

som dele excelente e aguenta tranquilo show de medio porte!

sonzeira..
avatar
abel
Membro

Mensagens : 10
Localização : Florianópolis - SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por ferabreu em Ter Maio 22, 2012 4:17 pm

Eu ia abrir um tópico com um review deste combo HyDrive 115c. Como achei este review mais antigo, redigirei meu texto aqui mesmo.

Esta é uma avaliação sem fotos - só texto.
MAS inclui informações que obtive com base em observações que fiz no aparelho desmontado.
(Eu desmontei o negócio todo para fazer um conserto e modificações.)

Eu sempre toquei com o baixo ligado no PC, apenas para estudo. No fim do ano passado eu estava tocando com uma banda, e começaram a dizer que faríamos pequenos shows... Portanto, fui à cata de um combo. Comprei o meu HyDrive a um ótimo preço, foi "oportunidade" mesmo.

Logo que comprei, achei o negócio incrível. Gostei.

O combo é composto de um amplificador "solid state" de 250W, um alto-falante tipo "woofer" de 15 polegadas, e um driver de titânio. A conexão dos transdutores ao amplificador é feita por meio de um cabo que sai de dentro da caixa e é conectado à traseira do chassis do amplificador por meio de um plugue P10. Não gostei disso - P10 não é uma boa conexão para caixas. A conexão externa abre a possibilidade de ligar outras caixas ao amplificador do HyDrive, mas deveriam ter usado um conector mais adequado para esse fim, como um "speakon".
A impedância mínima para conexão ao amplificador é 4ohm.

Saí da banda e aí a caixa acabou meio sem função - é meio grande demais para uso doméstico, e eu pratico com o baixo no computador - o Amplitube é prático, já inclui afinador e metrônomo...além disso, é fácil tocar junto com alguma música e registrar uma tablatura no MusEdit.

Um dia um amigo meu anunciou que ia casar. Como ele estava meio mal de grana, e o ambiente da celebração/festa seria pequeno, ofereci um "serviço amador de som ambiente" pro cara - usei meu EeePC, um 3x1 do cara, mais o HyDrive. Montei um cabo "P2 estéreo, P10 mono" para conectar o computador à entrada do combo. E dá-lhe MP3.

Pra som de festa ficou bom, mas eu percebi que, não importava o que eu fizesse, o som não ficava realmente 100%. Melhorava se eu reduzia a intensidade do sinal para o driver (através da chave "-6dB), mas, mesmo assim, não ficava "bom". É claro - é um combo pra contrabaixo, não pra "som de festa". Achei que fosse só isso.

Daí em diante, o HyDrive foi me desagradando cada vez mais. O som parecia cada vez mais "feio", meio descontrolado, reverberante demais. Com isso, o combo foi ficando cada vz mais encostado. Cheguei a pensar que tivesse estragado no casamento.
O som é forte pra caramba - acho que, no volume máximo, pode derrubar coisas da mesa e rachar vidros de janelas (nunca levantei tanto o volume para conferir isso). Mas faltava qualidade no som, e havia uma tremenda diferença entre volume baixo e alto: quando baixo, o som era legalzinho. Quando alto, ficava ruim mesmo. Além disso, a caixa vibrava bastante na parte superior.

Um dia fui tocar e não saía som. Percebi que o cabo das caixas estava com mau contato. Resolvi desmontar o negócio todo e ver o que podia fazer.

A grade frontal é muito resistente, e é bonita, bem acabada. Mas é meio chata de tirar e recolocar.
(Se for fazer isso, não seja burro como eu fui: DEITE A CAIXA PRIMEIRO. Very Happy)

A Hartke anuncia o 115c como sendo uma caixa "bass reflex" - uma caixa dutada. Eu não via duto em parte alguma.
Após tirar a grade, achei: são duas aberturas na parte inferior. Já não gostei... Os "dutos" são apenas duas aberturas retangulares de acabamento pobre. Seu formato é bem baixinho, e uma delas nem estava cortada reta (tá na cara que os cortes foram feitos por algum chinês explorado morrendo de sono). Além disso, dão de cara na borda da grade, que é alta. Ou seja: a dois centímetros das saídas dos dutos, um obstáculo à saída do ar. Má idéia.

Tirei o falante...e me chateei mais. Não há dutos! São apenas dois buracos retangulares mesmo.
Certamente é por esse motivo que o som parecia tão sem controle em volumes altos - quanto mais curto o duto, menos plana fica a resposta do conjunto. DOIS dutos sem comprimento algum devem criar um baita pico de ressonância. Má idéia MESMO - pelo menos, para mim.
Em uma caixa dutada, são os dutos que "sintonizam" o conjunto e amortecem um pouco o deslocamento do cone do alto-falante. No caso desta caixa, há duas aberturas relativamente grandes e sem dutos - isso, além do pico de ressonância, permite que o cone do falante excursione demais, e isso reduz a qualidade do som.

O alto falante tem um domo central macio - não lembro se é polímero ou celulose. A parte interna do cone é de alumínio, e a externa, de celulose. A estrutura é de alumínio.
Ele é leve, parece até um pouco frágil - estou mais acostumado a lidar com subwoofers, que, mesmo de tamanhos menores, são, em geral, mais pesados e "parrudos".
Achei o íma pequeno para o tamanho do cone. Mas, como o deslocamento deste não é muito grande, não falta magneto para controlá-lo (ou melhor: não faltaria, se não houvessem dois buracos na caixa).
Este é outro detalhe que me chamou a atenção: o excursionamento ("xmax") me parece pequeno para um transdutor deste tamanho, e para a reprodução de som de contrabaixo. Mas funciona bem - mesmo a "SI" do meu baixo de 5 cordas soa sem problemas.
O alto falante é de 4ohm, e potência nominal de 300W RMS. Não gosto de sistemas em que a potência suportada pelo falante é maior que a potência máxima do amplificador. Se o usuário passa da conta no volume, isso força o amplificador, que começa a "clipar" o som e distorcê-lo - e, pelo que sei, isso estraga mais um alto falante do que um eventual excesso de potência aplicada sem distorção (ainda mais quando há DOIS BURACOS na caixa!).

Achei a caixa pequena e mal acabada por dentro. É cheia de uma manta densa que parece lã de terceira categoria com algodão. A colagem é pobre: em vários pontos, a manta estava solta, pegando em fios. Não há vedação interna nas bordas da caixa. Claro, o negócio é um trambolho, mas, por dentro, não há muito espaço, considerando que o falante é de 15 polegadas. Eu sugeriria à Hartke que abandonasse o design "kickback" e fizesse a caixa reta mesmo. Uma caixa maior seria mais útil que a possibilidade de incliná-la.

Não entendo nada de drivers de titânio. Não posso avaliá-lo, mas apenas dizer que, com ele ativado, o som ficava mais esquisito e distorcido.

Achei o amplificador bem legal. A Hartke diz que "o transformador toroidal é 'MASSIVE'" - bem, ele é grande mesmo, mas não chega a ser "MASSIVE". Very Happy
A fiação que sai do circuito para o plugue P10 de saída é parecida com a de uma fonte ATX de computador. Como é curta, acho que a bitola é adequada. O plugue P10 é montado sobre uma plaquinha - como eu já disse, não acho que conexão P10 é adequada para saídas de amplificadores.
Gosto do equalizador, que é bem funcional. O overdrive funciona bem para dar uma reforçada no som de um baixo moderninho como um Ibanez SR - mas, infelizmente, como já foi dito no review anterior, reduz um pouco o volume do som.
Às vezes, uso o "shape", mas não o considero nem um pouco essencial. Fica legal com o som do meu Squier Bronco Bass.
Não vejo utilidade nos controles de grave e agudo - acho que o ajuste por meio do equalizador dá um resultado muito superior.

E, agora, o que acho ser o maior problema do HyDrive 115c: a divisão de frequências.

Como há apenas uma saída P10 no amplificador, e dois transdutores, tem que haver um divisor de frequências passivo.
No HyDrive 115c isso é um problema porque não há divisão de frequências. Não há um "crossover" de verdade. A saída do amplificador vai para o woofer, e, do woofer, saem dois cabos que passam por um filtro passa-alta, e, dali, para o driver de titânio.
O resultado disso é: a porção do espectro de frequências que é bloqueada pelo filtro passa alta não é reproduzida pelo driver de titânio. Dentro deste intervalo, permanece a impedância de 4ohm sobre o amplificador. Quando a frequência ultrapassa o ponto de corte do filtro, o som é reproduzido pelo driver de titânio, mas parte dele TAMBÉM PELO WOOFER. E, quando isso acontece, a impedância do conjunto fica MENOR do que 4ohm. Isso força o amplificador, que acaba distorcendo.

O pior cenário para o HyDrive 115c é o uso em volume alto, com o driver de titânio ligado sem atenuação. Neste caso, pode haver distorção em baixas frequências devido aos dois buracos na caixa, e haverá distorção em altas frequências, já que não há um crossover adequado no conjunto.
(Quando penso nisso, lembro do casamento e do quanto esse amplificador deve ter sofrido naquela ocasião...que droga.)

Diante de tudo isso, fiz o seguinte:

1) O problema de mau contato na saída eu resolvi montando um novo cabo. Ficou bom: usei um cabo semelhante aos cabos para instrumentos, mas sem blindagem e com vias de calibre maior (acho que 1,50mm2, não lembro), e conectores simples para alto-falante.

2) Cobri um dos dutos com uma parede de Durepox. Sobre ela, um pedaço de feltro com adesivo, para dar um acabamento melhor. O feltro que eu tinha era mais claro que o carpete da caixa, mas isso não aparece com a grade instalada.

3) Colei "duct tape" sobre as partes do chassis do amplificador que ficam encostadas na madeira - uma tentativa meio boba de impedir que a parte superior da caixa vibre. Melhor seria ter usado uma fita mais espessa, ou um pouco de feltro mesmo.

4) Decidi não ligar o driver de titânio nunca mais.

Para mim, o som melhorou muito. Posso levantar bem mais o volume sem precisar reduzir as baixas frequências no equalizador. Há mais definição no som em geral. O driver de titânio, até agora, não fez falta.
O som permanece forte em volumes altos, mas deve ter perdido um pouco de "SPL". Mesmo assim, aprovo - a qualidade no som é mais importante.

Se eu tivesse grana e paciência, acho que teria um resultado bem melhor com um amplificador "stand alone" e uma caixa boa - pronta ou projetada sob medida, com um bom alto falante. É uma pena, porque acho que o amplificador do 115c é bem bom, e o falante, no geral, também funciona bem - falta uma caixa melhor para o conjunto, e um crossover.
Seria melhor que a caixa não tivesse driver de titânio - em seu lugar, um único duto de verdade, bem sintonizado, já faria diferença.
avatar
ferabreu
Membro

Mensagens : 462
Localização : Porto Alegre/RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por baixodoido em Dom Jul 22, 2012 8:13 pm

ferabreu escreveu:Eu ia abrir um tópico com um review deste combo HyDrive 115c. Como achei este review mais antigo, redigirei meu texto aqui mesmo.

Esta é uma avaliação sem fotos - só texto.
MAS inclui informações que obtive com base em observações que fiz no aparelho desmontado.
(Eu desmontei o negócio todo para fazer um conserto e modificações.)

Eu sempre toquei com o baixo ligado no PC, apenas para estudo. No fim do ano passado eu estava tocando com uma banda, e começaram a dizer que faríamos pequenos shows... Portanto, fui à cata de um combo. Comprei o meu HyDrive a um ótimo preço, foi "oportunidade" mesmo.

Logo que comprei, achei o negócio incrível. Gostei.

O combo é composto de um amplificador "solid state" de 250W, um alto-falante tipo "woofer" de 15 polegadas, e um driver de titânio. A conexão dos transdutores ao amplificador é feita por meio de um cabo que sai de dentro da caixa e é conectado à traseira do chassis do amplificador por meio de um plugue P10. Não gostei disso - P10 não é uma boa conexão para caixas. A conexão externa abre a possibilidade de ligar outras caixas ao amplificador do HyDrive, mas deveriam ter usado um conector mais adequado para esse fim, como um "speakon".
A impedância mínima para conexão ao amplificador é 4ohm.

Saí da banda e aí a caixa acabou meio sem função - é meio grande demais para uso doméstico, e eu pratico com o baixo no computador - o Amplitube é prático, já inclui afinador e metrônomo...além disso, é fácil tocar junto com alguma música e registrar uma tablatura no MusEdit.

Um dia um amigo meu anunciou que ia casar. Como ele estava meio mal de grana, e o ambiente da celebração/festa seria pequeno, ofereci um "serviço amador de som ambiente" pro cara - usei meu EeePC, um 3x1 do cara, mais o HyDrive. Montei um cabo "P2 estéreo, P10 mono" para conectar o computador à entrada do combo. E dá-lhe MP3.

Pra som de festa ficou bom, mas eu percebi que, não importava o que eu fizesse, o som não ficava realmente 100%. Melhorava se eu reduzia a intensidade do sinal para o driver (através da chave "-6dB), mas, mesmo assim, não ficava "bom". É claro - é um combo pra contrabaixo, não pra "som de festa". Achei que fosse só isso.

Daí em diante, o HyDrive foi me desagradando cada vez mais. O som parecia cada vez mais "feio", meio descontrolado, reverberante demais. Com isso, o combo foi ficando cada vz mais encostado. Cheguei a pensar que tivesse estragado no casamento.
O som é forte pra caramba - acho que, no volume máximo, pode derrubar coisas da mesa e rachar vidros de janelas (nunca levantei tanto o volume para conferir isso). Mas faltava qualidade no som, e havia uma tremenda diferença entre volume baixo e alto: quando baixo, o som era legalzinho. Quando alto, ficava ruim mesmo. Além disso, a caixa vibrava bastante na parte superior.

Um dia fui tocar e não saía som. Percebi que o cabo das caixas estava com mau contato. Resolvi desmontar o negócio todo e ver o que podia fazer.

A grade frontal é muito resistente, e é bonita, bem acabada. Mas é meio chata de tirar e recolocar.
(Se for fazer isso, não seja burro como eu fui: DEITE A CAIXA PRIMEIRO. Very Happy)

A Hartke anuncia o 115c como sendo uma caixa "bass reflex" - uma caixa dutada. Eu não via duto em parte alguma.
Após tirar a grade, achei: são duas aberturas na parte inferior. Já não gostei... Os "dutos" são apenas duas aberturas retangulares de acabamento pobre. Seu formato é bem baixinho, e uma delas nem estava cortada reta (tá na cara que os cortes foram feitos por algum chinês explorado morrendo de sono). Além disso, dão de cara na borda da grade, que é alta. Ou seja: a dois centímetros das saídas dos dutos, um obstáculo à saída do ar. Má idéia.

Tirei o falante...e me chateei mais. Não há dutos! São apenas dois buracos retangulares mesmo.
Certamente é por esse motivo que o som parecia tão sem controle em volumes altos - quanto mais curto o duto, menos plana fica a resposta do conjunto. DOIS dutos sem comprimento algum devem criar um baita pico de ressonância. Má idéia MESMO - pelo menos, para mim.
Em uma caixa dutada, são os dutos que "sintonizam" o conjunto e amortecem um pouco o deslocamento do cone do alto-falante. No caso desta caixa, há duas aberturas relativamente grandes e sem dutos - isso, além do pico de ressonância, permite que o cone do falante excursione demais, e isso reduz a qualidade do som.

O alto falante tem um domo central macio - não lembro se é polímero ou celulose. A parte interna do cone é de alumínio, e a externa, de celulose. A estrutura é de alumínio.
Ele é leve, parece até um pouco frágil - estou mais acostumado a lidar com subwoofers, que, mesmo de tamanhos menores, são, em geral, mais pesados e "parrudos".
Achei o íma pequeno para o tamanho do cone. Mas, como o deslocamento deste não é muito grande, não falta magneto para controlá-lo (ou melhor: não faltaria, se não houvessem dois buracos na caixa).
Este é outro detalhe que me chamou a atenção: o excursionamento ("xmax") me parece pequeno para um transdutor deste tamanho, e para a reprodução de som de contrabaixo. Mas funciona bem - mesmo a "SI" do meu baixo de 5 cordas soa sem problemas.
O alto falante é de 4ohm, e potência nominal de 300W RMS. Não gosto de sistemas em que a potência suportada pelo falante é maior que a potência máxima do amplificador. Se o usuário passa da conta no volume, isso força o amplificador, que começa a "clipar" o som e distorcê-lo - e, pelo que sei, isso estraga mais um alto falante do que um eventual excesso de potência aplicada sem distorção (ainda mais quando há DOIS BURACOS na caixa!).

Achei a caixa pequena e mal acabada por dentro. É cheia de uma manta densa que parece lã de terceira categoria com algodão. A colagem é pobre: em vários pontos, a manta estava solta, pegando em fios. Não há vedação interna nas bordas da caixa. Claro, o negócio é um trambolho, mas, por dentro, não há muito espaço, considerando que o falante é de 15 polegadas. Eu sugeriria à Hartke que abandonasse o design "kickback" e fizesse a caixa reta mesmo. Uma caixa maior seria mais útil que a possibilidade de incliná-la.

Não entendo nada de drivers de titânio. Não posso avaliá-lo, mas apenas dizer que, com ele ativado, o som ficava mais esquisito e distorcido.

Achei o amplificador bem legal. A Hartke diz que "o transformador toroidal é 'MASSIVE'" - bem, ele é grande mesmo, mas não chega a ser "MASSIVE". Very Happy
A fiação que sai do circuito para o plugue P10 de saída é parecida com a de uma fonte ATX de computador. Como é curta, acho que a bitola é adequada. O plugue P10 é montado sobre uma plaquinha - como eu já disse, não acho que conexão P10 é adequada para saídas de amplificadores.
Gosto do equalizador, que é bem funcional. O overdrive funciona bem para dar uma reforçada no som de um baixo moderninho como um Ibanez SR - mas, infelizmente, como já foi dito no review anterior, reduz um pouco o volume do som.
Às vezes, uso o "shape", mas não o considero nem um pouco essencial. Fica legal com o som do meu Squier Bronco Bass.
Não vejo utilidade nos controles de grave e agudo - acho que o ajuste por meio do equalizador dá um resultado muito superior.

E, agora, o que acho ser o maior problema do HyDrive 115c: a divisão de frequências.

Como há apenas uma saída P10 no amplificador, e dois transdutores, tem que haver um divisor de frequências passivo.
No HyDrive 115c isso é um problema porque não há divisão de frequências. Não há um "crossover" de verdade. A saída do amplificador vai para o woofer, e, do woofer, saem dois cabos que passam por um filtro passa-alta, e, dali, para o driver de titânio.
O resultado disso é: a porção do espectro de frequências que é bloqueada pelo filtro passa alta não é reproduzida pelo driver de titânio. Dentro deste intervalo, permanece a impedância de 4ohm sobre o amplificador. Quando a frequência ultrapassa o ponto de corte do filtro, o som é reproduzido pelo driver de titânio, mas parte dele TAMBÉM PELO WOOFER. E, quando isso acontece, a impedância do conjunto fica MENOR do que 4ohm. Isso força o amplificador, que acaba distorcendo.

O pior cenário para o HyDrive 115c é o uso em volume alto, com o driver de titânio ligado sem atenuação. Neste caso, pode haver distorção em baixas frequências devido aos dois buracos na caixa, e haverá distorção em altas frequências, já que não há um crossover adequado no conjunto.
(Quando penso nisso, lembro do casamento e do quanto esse amplificador deve ter sofrido naquela ocasião...que droga.)

Diante de tudo isso, fiz o seguinte:

1) O problema de mau contato na saída eu resolvi montando um novo cabo. Ficou bom: usei um cabo semelhante aos cabos para instrumentos, mas sem blindagem e com vias de calibre maior (acho que 1,50mm2, não lembro), e conectores simples para alto-falante.

2) Cobri um dos dutos com uma parede de Durepox. Sobre ela, um pedaço de feltro com adesivo, para dar um acabamento melhor. O feltro que eu tinha era mais claro que o carpete da caixa, mas isso não aparece com a grade instalada.

3) Colei "duct tape" sobre as partes do chassis do amplificador que ficam encostadas na madeira - uma tentativa meio boba de impedir que a parte superior da caixa vibre. Melhor seria ter usado uma fita mais espessa, ou um pouco de feltro mesmo.

4) Decidi não ligar o driver de titânio nunca mais.

Para mim, o som melhorou muito. Posso levantar bem mais o volume sem precisar reduzir as baixas frequências no equalizador. Há mais definição no som em geral. O driver de titânio, até agora, não fez falta.
O som permanece forte em volumes altos, mas deve ter perdido um pouco de "SPL". Mesmo assim, aprovo - a qualidade no som é mais importante.

Se eu tivesse grana e paciência, acho que teria um resultado bem melhor com um amplificador "stand alone" e uma caixa boa - pronta ou projetada sob medida, com um bom alto falante. É uma pena, porque acho que o amplificador do 115c é bem bom, e o falante, no geral, também funciona bem - falta uma caixa melhor para o conjunto, e um crossover.
Seria melhor que a caixa não tivesse driver de titânio - em seu lugar, um único duto de verdade, bem sintonizado, já faria diferença.

brother, vc poderia colocar fotos pra poder ilustrar as melhorias que vc fez nesse cubo que me pareceu bem interessante? se não...fale de forma mais detalhada please... Exclamation
avatar
baixodoido
Membro

Mensagens : 301
Localização : rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por ferabreu em Dom Jul 22, 2012 10:31 pm

Não tenho fotos do processo...

O que, especificamente, você não entendeu? É que, pra mim, o texto está bem claro e detalhado...

avatar
ferabreu
Membro

Mensagens : 462
Localização : Porto Alegre/RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por baixodoido em Seg Jul 23, 2012 12:06 am

ferabreu escreveu:Não tenho fotos do processo...

O que, especificamente, você não entendeu? É que, pra mim, o texto está bem claro e detalhado...


é que eu fiz um rolo com um baixo meu e peguei esse cubo na última sext-feira...mas antes é claro...vi as opiniões dos amigos foristas...e ao ver sua opinião vi que o cubo era bom e que não devo colocar ele pra fazer nenhum casamento...rsrs....gostaria que vc me detalhasse o que vc fez com os dutos....vc descreveu mas como eu sou meio "QIB" não consegui visualizar...só sei que pelo q vc disse o som ficou perfeito...então eu gostaria de fazer essas mesmas melhorias com o meu, pois sexta eu toquei e não achei meu timbre...sábado eu toquei e tbm não achei meu timbre...ta certo que eu estava acostumado com a timbragem da minha saudosa ampeg(BA-115), mas não consegui achar esse tal timbre com o hartke...mexo no pot de frequncia e embola mais e mais minha cabeça oca....aí depois vou pro reforço de grave...agudo e nada....enfim...to todo enrolado com a caixa... scratch .me da um help ai irmãozinho... Pergunta
avatar
baixodoido
Membro

Mensagens : 301
Localização : rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por ferabreu em Seg Jul 23, 2012 1:15 pm

2) Cobri um dos dutos com uma parede de Durepox. Sobre ela, um pedaço de feltro com adesivo, para dar um acabamento melhor.
Tapei um dos "dutos". Só isso.
Você pode cortar um pedaço de madeira na medida certa para o buraco que pretende cobrir, ou usar durepox e moldá-lo no furo, para preenchê-lo. É só isso.

Não recomendo a você que faça modificações em seu equipamento. Tenho a impressão de que você não sabe ajustá-lo. E me parece que você não sabe exatamente o que quer.
Eu fiz o que fiz porque tinha quase certeza do resultado que obteria. Eu já tinha mudado a caixa de lugar, mexido muito em todos os ajustes do amplificador e não estava satisfeito - mas o problema não era "timbre", e sim, distorção - uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Essa história de "meu timbre", acho meio sem lógica.
Se você realmente não gostou APENAS do timbre, mas aprova a qualidade do som, então precisa é aprender a usar o equalizador, os controles de grave e agudo, o overdrive e o "shape".

Não entendo o que "embola sua cabeça". Aprender a ajustar som é fácil: mexa em um controle, toque um pouco, veja se piorou ou melhorou - e repita isso para cada controle. No fim, aplique tudo o que "melhorou", retire tudo que "piorou", e você deverá ter o "seu timbre".
MAS...eu não acredito nesse tal "timbre sagrado". Acho que cada música, ou, pelo menos, gênero musical, soará melhor com um determinado ajuste.

Ah: recomendo deixar os controles de grave e agudo na posição neutra, e usar só o equalizador, overdrive e shape. E desligue o driver - use apenas o woofer.


NÃO MODIFIQUE o equipamento.
E tenha certeza de que você sabe o que comprou. Você mencionou "pot de frequência", mas o HyDrive 115c não tem controle de tom ("TONE)", e sim, controles separados de grave e agudo, além do eq.
avatar
ferabreu
Membro

Mensagens : 462
Localização : Porto Alegre/RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por mmreis69@yahoo.com.br em Sex Jan 24, 2014 1:14 pm

Amigo...tentei tirar a grade de proteção do meu Hartke 115c e não consegui. Fiquei com medo de estragar.

O que eu fiz foi tirar o parafuso que prende a grade (é um só né?) e tentei puxar a grade mas ela começou a ceder e achei que ia estragá-la. Voce poderia me dizer como fazer? Preciso limpar ele pois caiu cerveja em um dos shows que fiz...hahahahaha
avatar
mmreis69@yahoo.com.br
Membro

Mensagens : 5
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por ferabreu em Sex Jan 24, 2014 1:29 pm

mmreis69@yahoo.com.br escreveu:Amigo...tentei tirar a grade de proteção do meu Hartke 115c e não consegui. Fiquei com medo de estragar.

O que eu fiz foi tirar o parafuso que prende a grade (é um só né?) e tentei puxar a grade mas ela começou a ceder e achei que ia estragá-la. Voce poderia me dizer como fazer? Preciso limpar ele pois caiu cerveja em um dos shows que fiz...hahahahaha

São cinco parafusos.
Você soltou o grande no meio, certo? Ele serve apenas para impedir que a grade vibre e faça barulho.

Os parafusos que seguram a grade no lugar ficam nos cantos, por trás dela.

O melhor jeito é virando a caixa, deixando a grade pra cima. Use alguma coisa que apóie embaixo, para impedir que o peso da caixa fique forçando o interruptor do driver (o "I", "II").
Localize os quatro parafusos que faltam, e tire. É mais fácil com uma chave imantada.
avatar
ferabreu
Membro

Mensagens : 462
Localização : Porto Alegre/RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por ltezza13 em Dom Abr 27, 2014 7:23 pm

Eu tenho um 115C também, sempre mantenho limpo a parte interna. Para retirar os parafusos eu uso uma chave philippis normal, porem, eu encosto um imã nela, assim o parafuso após afrouxado vem grudado na chave.

Obs. Uma vez tentei uma chave imantada de fábrica, mas sem sucesso, pois a imantação dela é fraca para o peso do parafuso, depois que tive a idéia acima, nunca mais me incomodei.
avatar
ltezza13
Membro

Mensagens : 58
Localização : SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por mmreis69@yahoo.com.br em Seg Jan 12, 2015 9:02 am

"O som permanece forte em volumes altos, mas deve ter perdido um pouco de "SPL". Mesmo assim, aprovo - a qualidade no som é mais importante."

Amigo, o que é esse SPL que vc falou? Resolvi fazer as modificações que vc falou pra ver se melhora o som do meu tb...eu abri meu ampli e olhei lá dentro, realmente a "dutagem" é tosca demais....rsrsrsrs....são 2 buracos embaixo....kkkkk....paia!!!
avatar
mmreis69@yahoo.com.br
Membro

Mensagens : 5
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por mmreis69@yahoo.com.br em Seg Jan 12, 2015 9:03 am

Ah, acho que vou comprar um crossover tb!!! O que acha? Será que melhora o som do ampli? Vou comprar um de 2 vias com corte em 2.000 hz!!!
avatar
mmreis69@yahoo.com.br
Membro

Mensagens : 5
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Paulo Penna em Seg Jan 12, 2015 10:39 am

Ouvi o review do link do anúncio a achei o som metálico e oco.
avatar
Paulo Penna
Membro

Mensagens : 1940
Localização : BH

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por turplo em Qua Jun 14, 2017 2:30 pm

Senhores, comprei um garoto desses. Porém ainda sou um pouco leigo no assunto, eu queria saber se alguém pode me explicar qual seria a função do compressor ao lado do knob de level?

turplo
Membro

Mensagens : 2
Localização : Santa Catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por SRTO em Qua Jun 14, 2017 4:01 pm

turplo escreveu:Senhores, comprei um garoto desses. Porém ainda sou um pouco leigo no assunto, eu queria saber se alguém pode me explicar qual seria a função do compressor ao lado do knob de level?

turplo, leia este tópico aqui: http://www.contrabaixobr.com/t1306-o-que-eh-um-compressor-e-como-usa-lo?highlight=compressor
avatar
SRTO
Membro

Mensagens : 364
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por turplo em Qua Jun 14, 2017 5:48 pm

Opa, tá explicado haha

Brigadão mestre!

turplo
Membro

Mensagens : 2
Localização : Santa Catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hartke Hydrive 115c Combo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum