Por que o meio-termo é tão ignorado?

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Qua Nov 04, 2015 8:16 pm

Há dois tipos de pensamentos,ambos extremos,dos quais discordo.

O primeiro grupo de pensamento é esses:

"Baixista bom tem que ter um instrumento à altura,e baixo bom tem que ter o circuito mais caro,os captadores mais caros, e de preferência construído por um dos melhores luthiers do Brasil com as madeiras mais raras.Com menos de 6 mil você nunca terá um baixo bom,só baixo mediano pra baixo."

"Baixo bom mesmo é Fender,o resto é conversa".

"Upgrade em baixo barato? Perda de tempo e dinheiro! Nunca vai ser um Fender,Um Fodera,ou o baixo que você mais sonha em comprar.E a tendência é o som ficar a mesma m... e você só se arrepender.Sempre compre um baixo pronto! Junte mais 5k e seja feliz."

O segundo grupo é:

"Faça você mesmo,aí no quintal de casa,um baixo feito da pior madeira que você encontrar,feito "nas coxa",e dê pra Victor Wooten tocar.Vai soar como um Fodera.Igualzinho!"

"Com um baixo de 300 Reais você toca com qualquer artista.O segredo ta todo no dedo.Construção,eletrônica? Madeiras? Tudo isso é bobagem! Quando o baixista é bom ele pega um baixo mais vagabundo que você já viu na sua vida e transforma em obra de arte".

Por que então os baixos têm preços diferentes? Não seria pela qualidade dos materiais contidos,implantados,gerando assim um melhor som?

Se o segredo ta todo no meu dedo,por que gastei 2k pra comprar meu baixo enquanto podia eu mesmo ter feito um baixo de madeira de caixote? Por que Victor Wooten usa um baixo que custa mais que um carro popular? Por que sidemans,freelancers e afins não estão usando Memphis,Ealgle,Golden,Michael...?

E por que um baixo de preço mediano não pode ficar bom,se já testemunhei vários casos de melhora de 100% no som,e existem vários exemplos espalhados pela internet sobre isso?
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Matheus Cid Bass em Qua Nov 04, 2015 10:02 pm

Na minha igreja, eu toco num Strinberg CAB 16... Crying or Very sad Crying or Very sad Crying or Very sad Smile Mas se eu pegasse num Fender Marcus miller, faria tudo o que faço nesse maldito Strinberg kkkk Laughing Laughing Laughing

Eu não vou ficar fera no Bass só porque eu tenho um baixo de mais de 7.000.]]
Mas, por outro lado... não reclamaria de ter ao menos um Squier... Eu não vejo problema de um iniciante ter um baixo caro, ou um Mestre ter um baixo mais em conta, o que importa é se o seu equipamento supre suas suas necessidades de gosto em relação ao timbre, tocabilidade, ETC..

avatar
Matheus Cid Bass
Membro

Mensagens : 101
Localização : Maracanaú (CE)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Qua Nov 04, 2015 10:09 pm

Matheus Cid Bass

Os Squier Deluxe Active e VM são ótimos contrabaixos Smile

Devem em nada aos Fender... notme
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Rico em Qua Nov 04, 2015 10:39 pm

^Não sei se é exatamente assim...

É fato que um bom músico conseguirá tirar um som melhor que o som de um músico mediano de quase qualquer instrumento, seja ele um baixo de 500 ou de 5000.

Muita gente usa instrumentos de marca porque o produtor exige, e não é muito bem visto no meio profissional o músico que chega para gravar ou tocar com artistas consagrados usando instrumentos de entrada... A não ser que o cara seja o Arthur Maia...

Eu tenho Fender USA final dos anos 60 e tenho Squier VM Jazz Bass. Acredite, são completamente diferentes. Ergonomia, som, sustain, afinação... Palmas pro Squier, mas um instrumento é mais que o som, e nesse conceito o Squier deixa a desejar.
avatar
Rico
Membro

Mensagens : 2214
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por allexcosta em Qua Nov 04, 2015 10:46 pm

Não existem esses grupos.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42272
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Qua Nov 04, 2015 11:45 pm

allexcosta escreveu:Não existem esses grupos.

Por que acha que não existem, Allex?
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Qua Nov 04, 2015 11:56 pm

Rico escreveu:Muita gente usa instrumentos de marca porque o produtor exige, e não é muito bem visto no meio profissional o músico que chega para gravar ou tocar com artistas consagrados usando instrumentos de entrada... A não ser que o cara seja o Arthur Maia...
Não acho que seja só por esse motivo.Acho que o músico busca sempre por um timbre superior.Tem aqueles que ligam menos,outros que se aventuram em outras praias (passa do vintage pro moderno e depois volta ao vintage...),outros que simplesmente enjoam do som do seu instrumento... Mas nunca vi ninguém com um TRB dizer "poxa,me apaixonei pelo som do Tagima Millenium",ou quem tem um RBX dizer "cara,vou comprar um Memphis TB540.Me amarrei no som!"
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Rico em Qui Nov 05, 2015 7:13 am

Tem quem enjoe realmente de seus instrumentos... Eu acho que nesse caso o upgrade não vale, pois existem outras questões. Uma velho amigo que tem um Washburn dos anos 90, ficou de saco cheio do som do baixo... Vai vendo os upgrades: Caps Bartolini, Ponte Badass, tarrachas Schaller, elétrica nova... E no fim? O mesmo braço meio torto, cujo tensor nem mexe, as mesmas rebarbas nos trastes e o mesmo shape (pra mim) desconforntável de antes, até porque não tinha muito jeito de resolver isso, né?

Não valia mais a pena ter vendido o baixo e ter comprado um Squier??
avatar
Rico
Membro

Mensagens : 2214
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por allexcosta em Qui Nov 05, 2015 7:39 am

Max Payne escreveu:Por que acha que não existem, Allex?

Simples observação. Participo de fóruns de baixo há muitos anos.

Há sim, pessoas com diferentes opiniões sobre as coisas, só isso...

Existem problemas de interpretação também. Não é que nada faça diferença, além da pegada do peão. Coloque no google "lei dos rendimentos decrescentes" e entenda o conceito.

O que muitos observam é o músico negligenciar coisas básicas, como uma boa regulagem, boas cordas, eletrônica quieta, pratica diária e outras tantas coisas que sabidamente tem influência enorme sobre o timbre e sobre a performance geral do instrumento, para ficarem impressionados com mirabolâncias, como madeiras com nome exótico, captadores com fios de ouro, ímãs do lago Toba, etc...

Por exemplo, os baixos MTD USA custam o quê? 5 ou 6 mil dólares lá fora, certo? Muitos deles são feitos com a madeira poplar que é vendida nos EUA por sei lá, 8 ou 10 dólares o "board foot".

A questão básica é: se você entende e ouve as diferenças nas nuances, gaste o quanto quiser nessas mirabolâncias, mas uma vez que a lei dos rendimentos decrescentes atua, a diferença entre um corpo feito de madeira banal e um de redwood não sei das quantas é simplesmente irrisória.

Existe uma qualidade mínima de instrumentos que é suficiente para um bom músico trabalhar sem dificuldades. E hoje em dia essa qualidade está mais acessível. Um bom músico tirará um som muito melhor em um Squier reguladinho e revisado que um músico medíocre em um Ritter.

Acho que o problema que muitos tem é interpretação ruim do que é escrito em um fórum como o nosso e o choque dessa interpretação mal feita com aqueles conceitos antigos de músico brasileiro, tipo Fender é Fender, ash é madeira dos deuses, o cara do U2 toca demais, etc...

Falta um tanto de lógica, de argumentação simples, de debate razoável, de interpretação aceitável de textos e tantas outras coisas relacionadas à comunicação em meios de discussão. Principalmente pra essa geração que mal consegue conjugar um verbo.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42272
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Felipesmh em Qui Nov 05, 2015 8:49 am

Allexcosta escreveu:Falta um tanto de lógica, de argumentação simples, de debate razoável, de interpretação aceitável de textos e tantas outras coisas relacionadas à comunicação em meios de discussão.

Percebo que as pessoas assumem verdades absolutas por se sentirem mais confortáveis, deixam de pensar o contexto e esquecem que tudo na vida "vareia"
avatar
Felipesmh
Membro

Mensagens : 95
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Jackson em Qui Nov 05, 2015 9:24 am

Pqp Allex falou tudo, excelente texto!!!
avatar
Jackson
Membro

Mensagens : 1846
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por NeyBass em Qui Nov 05, 2015 11:18 am

Procuro sempre ter o instrumento que eu possa comprar sem sacrificar minhas finanças para possuí-lo.
Claro que devemos sempre progredir e não regredir, pretendo possuir um baixo mais top, desde que não tenha que vender um rim para comprá-lo.
Sem falar que musicalmente, não sou músico que necessite de nenhum baixo top, mas quando a grana estiver ajudando, vamos lá, por que nao?

Tive um tagima millenium com caps EMG TWX e pré EMG e era um p... baixo, valeu e muito o upgrade que foi feito nele.

O baixista do Pepeu Gomes estava no Altas Horas com um eagle JB vermelho. O do Zezé di Camargo toca com um tagima millenium imbuia, o Nando do Roupa Nova, vai de strinberg, e essa semana vi na TV com um tagima PB.

Eu acho que tem musico que não liga muito pra essas ondas não, enquanto tem outros que gostam de ostentar, aparece cada um que o baixo parece uma árvore de natal.

Eu nunca deixaria de ter um baixo que eu curtisse o conjunto da obra por não ter o melhor hardware e eletrônica do mundo. Liguei o bicho curti o som, ja era, se custa 400k aí que fico mais feliz ainda...rsrs

Sei la, cada um com o que lhe convém.
avatar
NeyBass
Membro

Mensagens : 3256
Localização : MT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Fernando Zadá em Qui Nov 05, 2015 11:45 am

allexcosta escreveu:
Max Payne escreveu:Por que acha que não existem, Allex?

Simples observação. Participo de fóruns de baixo há muitos anos.

Há sim, pessoas com diferentes opiniões sobre as coisas, só isso...

Existem problemas de interpretação também. Não é que nada faça diferença, além da pegada do peão. Coloque no google "lei dos rendimentos decrescentes" e entenda o conceito.

O que muitos observam é o músico negligenciar coisas básicas, como uma boa regulagem, boas cordas, eletrônica quieta, pratica diária e outras tantas coisas que sabidamente tem influência enorme sobre o timbre e sobre a performance geral do instrumento, para ficarem impressionados com mirabolâncias, como madeiras com nome exótico, captadores com fios de ouro, ímãs do lago Toba, etc...

Por exemplo, os baixos MTD USA custam o quê? 5 ou 6 mil dólares lá fora, certo? Muitos deles são feitos com a madeira poplar que é vendida nos EUA por sei lá, 8 ou 10 dólares o "board foot".

A questão básica é: se você entende e ouve as diferenças nas nuances, gaste o quanto quiser nessas mirabolâncias, mas uma vez que a lei dos rendimentos decrescentes atua, a diferença entre um corpo feito de madeira banal e um de redwood não sei das quantas é simplesmente irrisória.

Existe uma qualidade mínima de instrumentos que é suficiente para um bom músico trabalhar sem dificuldades. E hoje em dia essa qualidade está mais acessível. Um bom músico tirará um som muito melhor em um Squier reguladinho e revisado que um músico medíocre em um Ritter.

Acho que o problema que muitos tem é interpretação ruim do que é escrito em um fórum como o nosso e o choque dessa interpretação mal feita com aqueles conceitos antigos de músico brasileiro, tipo Fender é Fender, ash é madeira dos deuses, o cara do U2 toca demais, etc...

Falta um tanto de lógica, de argumentação simples, de debate razoável, de interpretação aceitável de textos e tantas outras coisas relacionadas à comunicação em meios de discussão. Principalmente pra essa geração que mal consegue conjugar um verbo.


claps claps claps claps claps claps
avatar
Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10479

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Andremoura em Qui Nov 05, 2015 12:28 pm

Lembrei agora de um vendedor na Guitar Center de NY... Fui comprar uma telecaster Squier, baratinha, e ele queria me empurrar uma american vintage telecaster, "the real deal!" Quanto eu disse que não era músico profissional, por isso não precisava de uma guitarra cara, ele me respondeu rindo: Everybody needs an expensive guitar!
avatar
Andremoura
Membro

Mensagens : 826
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Matheus Cid Bass em Qui Nov 05, 2015 12:30 pm

Esse Allex é o cara mesmo.
avatar
Matheus Cid Bass
Membro

Mensagens : 101
Localização : Maracanaú (CE)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Guilé em Qui Nov 05, 2015 12:38 pm

Não entendo como ignorado, entendo como habitual... o meio termo é exatamente o que as pessoas utilizam regularmente e sabem que atende perfeitamente, sem paixões ou ódios...funcionalidade e praticidade apenas.

Acontece é que cada dia mais as pessoas vivem se preocupando com a opinião dos outros e isto alimenta o também crescente volume de pessoas querendo opinar na vida dos outros para saciar esta demanda.

Fora dos extremos estão as pessoas que entendem que um instrumento é apenas um instrumento, que pode ser ferramenta ou objeto de deleite dependendo das possibilidades, mas que isso somente a elas importa.

avatar
Guilé
Membro

Mensagens : 5555
Localização : GPS

https://www.facebook.com/logaritmoinstrumental

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Qui Nov 05, 2015 1:36 pm

To gostando dos comentários do pessoal,principalmente de Neybass,Guilé e Allex. Smile

Rico escreveu:Tem quem enjoe realmente de seus instrumentos... Eu acho que nesse caso o upgrade não vale, pois existem outras questões. Uma velho amigo que tem um Washburn dos anos 90, ficou de saco cheio do som do baixo... Vai vendo os upgrades: Caps Bartolini, Ponte Badass, tarrachas Schaller, elétrica nova... E no fim? O mesmo braço meio torto, cujo tensor nem mexe, as mesmas rebarbas nos trastes e o mesmo shape (pra mim) desconforntável de antes, até porque não tinha muito jeito de resolver isso, né?

Não valia mais a pena ter vendido o baixo e ter comprado um Squier??

Mas é pos isso que friso justamente o meio-termo,entende,Rico?

Não adianta fazer up em instrumento mal construído ou com problemas gerados com o tempo/uso,principalmente se for no tensor.

Deve haver o bom-senso também... Se fosse num SX todo OK,esse up ficaria bem legal,não Wink

allexcosta escreveu:Existe uma qualidade mínima de instrumentos que é suficiente para um bom músico trabalhar sem dificuldades. E hoje em dia essa qualidade está mais acessível. Um bom músico tirará um som muito melhor em um Squier reguladinho e revisado que um músico medíocre em um Ritter.

Mas então Allex,o primeiro grupo eu percebi mais em grupos de whatsapp.Era um show de ostentação de TRB's,Music mans,Baixos de Luthir famoso e afins...

O segundo grupo eu percebi mais aqui no fórum.Membros que colocam alguns Condors ou Tagimas baratos laaaaaa em cima,dizendo que o som ta todo no dedo,e o resto é só conversa.Mas quando você vai ver o set desse membro,não tem nenhum baixo relativamente barato ou se tiver,sempre tem um de preço relativamente mediano pra cima,como Yamaha,Cort,Ibanez,Squier...

Daí vejo a contradição: ora,o segredo não tava todo no dedo?
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Matheus Cid Bass em Qui Nov 05, 2015 4:17 pm

Max Payne escreveu:Matheus Cid Bass

Os Squier Deluxe Active e VM são ótimos contrabaixos Smile

Devem em nada aos Fender... notme
É vdd... vou ver se tiro um VM pra mim próximo ano... playing playing playing
avatar
Matheus Cid Bass
Membro

Mensagens : 101
Localização : Maracanaú (CE)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Guilé em Qui Nov 05, 2015 4:33 pm

O mundo das redes sociais é uma vitrine que não representa a maioria dos baixistas operários da música quem tem em seu instrumento seu ganha pão e a forma de manifestar sua arte....saindo por aí, dando um rolê em bares, igrejas e eventos onde a música é algo corriqueiro é que a gente desconstrói estes mitos.

É onde você vê aquele Washburn que nem lembrava que existia falando bonito naquela caixa Staner, e o mais engraçado é o que você ouve na maioria das vezes se vc for perguntar ao cara que te surpreendeu com aquele resultado, sobre marcas, modelos, especificações, etc....

A única coisa que todos concordam é que Fender é Fender ....kkkkkk Cool Razz
avatar
Guilé
Membro

Mensagens : 5555
Localização : GPS

https://www.facebook.com/logaritmoinstrumental

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Matheus Cid Bass em Qui Nov 05, 2015 4:55 pm

É impossível todos entrarem em um consenso sobre isso, pois todos vão falar penas das suas experiências pessoais e não tem como generalizar opiniões.
avatar
Matheus Cid Bass
Membro

Mensagens : 101
Localização : Maracanaú (CE)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por warZ em Qui Nov 05, 2015 5:29 pm

Guilé escreveu:

A única coisa que todos concordam é que Fender é Fender ....kkkkkk Cool Razz


E squier é fender...   Laughing
avatar
warZ
Membro

Mensagens : 831
Localização : Distrito Federal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Raul S. em Qui Nov 05, 2015 6:16 pm

Eu acho que o problema maior estão nas "verdades absoutas". Nosso instrumento é relativamente novo no mundo da música, e muita coisa é mal analisada e muitos mitos são propagados.

Assim como no tópico "Como pode tanta informação errada em um vídeo só?" a gente mesmo fala muita besteira aqui; pode não ser no mesmo grau por se tratar de um forum mais específico, mas por mais que tenhamos especialistas no assunto, os próprios especialistas de tempos em tempos podem também se equivocar, seja porque ouviram dizer "a vida toda" que algo era de tal modo, ou por tomar para si a opinião de outro membro de maior influência no fórum.

(...)

Saindo um pouco do assunto: De qualquer modo acho que o importante é a gente rever sempre nossos conhecimentos e contestar as informações diferentes sempre que possível, mantendo os bons costumes e a convivência, porque antes de um fórum de contrabaixo, isso aqui é um fórum de pessoas, e cada um tem um objetivo, uma experiência e uma condição de vida.

Outro ponto importante é a rever como a gente escreve algumas coisas. É difícil passar no texto as emoções, e também não dá para a gente descrever como está nosso estado de espírito quando lemos ou respondemos uma pergunta, então cuidado é sempre bom. Pense que somos todos amigos de longa data, e não nos esqueçamos de que as pessoas têm opiniões diferentes, simples assim.
avatar
Raul S.
Membro

Mensagens : 1259
Localização : -

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Normando Neto em Qui Nov 05, 2015 7:19 pm

Bravo, Raul S.!

claps claps

Leio muita bravata por aí. E muito "cala a boca! Você isso, você aquilo", vai estudar, tua opinião não interessa, etc.

Já falei coisas por aqui e depois descobri que estavam erradas. Nem editei depois, tá tudo do jeito que foi na época. Muitas vezes por postar uma resposta apressada, sem pesquisar direito, generalizando algum conhecimento que adquiri, tipo dizer algo sobre um amplificador porque os que conhecia eram de um determinado jeito e depois descobrir que aquele amplificador específico tinha peculiaridades que o faziam diferente.

Acho que todo mundo aprende o tempo todo. Já vi usuários experientes e com alto conhecimento se surpreendendo ao descobrir, por alguém que leu o manual do fabricante, algo sobre o equipamento que usava há muitos anos e que achava que sabia tudo sobre.

A sabedoria de um grupo é superior às sabedoras individuais porque é a soma e não divisão.

Deixemos todo mundo falar, e contestemos com educação e humildade, quando necessário.
avatar
Normando Neto
Membro

Mensagens : 928
Localização : Jacobina - Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por CG em Qui Nov 05, 2015 7:22 pm

Certa vez eu estava em um encontro do fórum (local onde muitos pré conceitos são derrubados) com o meu singelo SX, de repente entra um sujeito com calça xadrez e calçando uma crocs que tira um som absurdo do meu baixo. O sujeito pega um Fender e tira um som bem similar.

Até aquele dia eu acreditava que equipamento era muito importante, depois do que ví e ouvi na prática cheguei a conclusão que precisava estudar mais.
avatar
CG
Moderador

Mensagens : 11350
Localização : São Roque - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Zubrycky em Qui Nov 05, 2015 7:53 pm

Sempre que penso nas maravilhas que um instrumento simples é capaz de fazer nas mãos de um músico bom lembro deste vídeo.



CG escreveu:Certa vez eu estava em um encontro do fórum (local onde muitos  pré conceitos são derrubados) com o meu singelo SX, de repente entra um sujeito com calça xadrez e calçando uma crocs que tira um som absurdo do meu baixo. O sujeito pega um Fender e tira um som bem similar.

Até aquele dia eu acreditava que equipamento era muito importante, depois do que ví e ouvi na prática cheguei a conclusão que precisava estudar mais.

Isso me fez lembrar de uma antiga revista Guitar World que tenho aqui em casa.

Nessa edição, datada de Agosto de 1998, o Joe Holmes (Ex-aluno do Randy Rhoads e guitarrista da banda do Ozzy Osbourne naquela época) descreve a primeira aula que ele teve com o Randy (Mantenho aqui o texto original... O grifo é meu) : "The night before I took my first lesson from Randy, I went  to see him pla with Quiet Riot at the Starwood. When I walked into the studio to take my lesson, he was finishing up with another student. Even through a tiny practice amp he had the same sound he had on stage. It scared me. I almost didn't want to go in, it was so intimidating, Then he came walking out, and he was so nice that I didn't feel so intimidated".

(Ouvi a mesma coisa sendo dita sobre o Santana mas não tenho a fonte).
avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9624
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por CG em Qui Nov 05, 2015 8:03 pm

O fato do cara querer um baixo de marca se refere mais a status (no caso de músicos amadores) ou exigência do mercado ( no caso de profissionais).
avatar
CG
Moderador

Mensagens : 11350
Localização : São Roque - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Zubrycky em Qui Nov 05, 2015 8:06 pm

Me lembrei de uma outra revista (Uma Guitar World, se não me engano... Preciso procurar aqui em casa) na qual um colunista disse algo que jamais me esqueço (Uma frase que parafraseio agora): "Grandes discos da história da música foram gravados nas piores condições possíveis e com os piores instrumentos possíveis".
avatar
Zubrycky
Membro

Mensagens : 9624
Localização : São Paulo

http://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por HenriqueBessa em Qui Nov 05, 2015 8:36 pm

Zubrycky escreveu:"Grandes discos da história da música foram gravados nas piores condições possíveis e com os piores instrumentos possíveis".


Basta sempre lembrar do Machine Head... gravado como foi e acabou sendo uma das maiores obras primas do Rock.
avatar
HenriqueBessa
Membro

Mensagens : 915
Localização : Niterói - Rio de Janeiro

https://henriquebessa.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Edão em Qui Nov 05, 2015 10:34 pm

A gente tá sempre buscando uma ou novas sonoridades, na realidade, mais até do que estética física em um instrumento, à exceção dos colecionadores e aficionados pelos instrumento em si.

Vejo que a busca por uma boa sonoridade impõe a renovação num set ou upgrades em um instrumento. O captador novo, o captador do momento, etc e tal. O sistema psíquico de recompensa é ativado com isso (viajei)...

Na minha opinião um bom músico precisa de um bom instrumento, se é tunado ou original, isso é de cada um.

Se eu toco muito bem, vou usar um instrumento mediano? Provavelmente não. Vou procurar o que há de melhor.

Imagino que a esmagadora maioria dos músicos nem pensa e fala o que discutimos aqui.

Gostei também do que o Rico falou:

Rico escreveu:^Não sei se é exatamente assim...

É fato que um bom músico conseguirá tirar um som melhor que o som de um músico mediano de quase qualquer instrumento, seja ele um baixo de 500 ou de 5000.

Muita gente usa instrumentos de marca porque o produtor exige, e não é muito bem visto no meio profissional o músico que chega para gravar ou tocar com artistas consagrados usando instrumentos de entrada... A não ser que o cara seja o Arthur Maia...

Eu tenho Fender USA final dos anos 60 e tenho Squier VM Jazz Bass. Acredite, são completamente diferentes. Ergonomia, som, sustain, afinação... Palmas pro Squier, mas um instrumento é mais que o som, e nesse conceito o Squier deixa a desejar.
avatar
Edão
Membro

Mensagens : 1411
Localização : Rio Branco/AC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por CG em Qui Nov 05, 2015 10:56 pm

Só concordando com o post do Guilé, muito baixista banda que toca na noite por aqui vai com instrumento simples, já ví muito OLP, Squier, SX e até Condors.

avatar
CG
Moderador

Mensagens : 11350
Localização : São Roque - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por allexcosta em Qui Nov 05, 2015 10:56 pm

Max Payne escreveu:Mas então Allex,o primeiro grupo eu percebi mais em grupos de whatsapp.Era um show de ostentação de TRB's,Music mans,Baixos de Luthir famoso e afins...

São os "gear snobs". Em geral, são músicos com talento natural limitado que têm esse lance de equipamento como um hobby. A sua limitação também os faz ter dificuldade em perceber onde realmente está a música no ser humano. E não é na marca do baixo...

Max Payne escreveu:O segundo grupo eu percebi mais aqui no fórum.Membros que colocam alguns Condors ou Tagimas baratos laaaaaa em cima,dizendo que o som ta todo no dedo,e o resto é só conversa.Mas quando você vai ver o set desse membro,não tem nenhum baixo relativamente barato ou se tiver,sempre tem um de preço relativamente mediano pra cima,como Yamaha,Cort,Ibanez,Squier...

Daí vejo a contradição: ora,o segredo não tava todo no dedo?

Existe uma coisa específica que varia bastante segundo a qualidade de um baixo e que adiciona valor ao instrumento: tocabilidade.

Esse quesito sozinho custa caro para se conseguir, pois requer expertise e tempo empregado em áreas cruciais de um instrumento, como a escala (fretwork, nut, tolerâncias de geometrias específicas, etc.)

Além disso, um instrumento melhor e mais caro em geral possuirá madeiras mais confiáveis em termos de mecânica, hardware superior, acabamento melhor, etc...

Voltando à tocabilidade, você começa a correr e tal e aquele tênis Adidas do fundo do armário serve. Mas aí você pega gosto pelo negócio e ao invés de correr 20 minutos todo dia pra manter a forma e espairecer, começa a correr maratonas e treinar todo dia. Você procura um tênis melhor, com aquelas tecnologias de nome difícil e materiais da Nasa. Rapidamente, um hobby barato passa a exigir equipamentos de vários milhares de dólares, pois sua dedicação exige equipamento que te dê mais conforto e melhore um pouco sua performance.

É claro que você com seu tênis da Nasa vai continuar sendo você e o Usain Bolt vai continuar sendo ele, mesmo que corra com um kichute ou um tênis Montreal (ma oeeee). Mas isso também não quer dizer que o kichute é tão bom quanto o tênis da Nasa.

Zubrycky escreveu:Nessa edição, datada de Agosto de 1998, o Joe Holmes (Ex-aluno do Randy Rhoads e guitarrista da banda do Ozzy Osbourne naquela época) descreve a primeira aula que ele teve com o Randy (Mantenho aqui o texto original... O grifo é meu) : "The night before I took my first lesson from Randy, I went  to see him pla with Quiet Riot at the Starwood. When I walked into the studio to take my lesson, he was finishing up with another student. Even through a tiny practice amp he had the same sound he had on stage. It scared me. I almost didn't want to go in, it was so intimidating, Then he came walking out, and he was so nice that I didn't feel so intimidated".

(Ouvi a mesma coisa sendo dita sobre o Santana mas não tenho a fonte).

Houve um episódio similar com o Eddie Van Halen.

Alguém, talvez o Ted Nugent ou o Neil Schon, convidou o Eddie pra ir na casa dele e fazer um som. O cara estava curioso pra saber como o Eddie tirava o som dele, que tipo de equipamento usava, como regulava, etc...

Eis que eles montaram as guitarras e o anfitrião saiu do quarto/estúdio por um minuto e o Van Halen começou a tocar. O cara voltou empolgado pra aprender sobre os pedais e regulagens que o Eddie usava. Quando entrou no quarto, viu que o Eddie não estava usando o equipamento dele, mas sim, o do Ted (ou Neil). O Eddie soou como Eddie e o outro cara pegou a guitarra do Eddie e soou como o outro cara.

Sotaque é um negócio muito forte. Você escuta o Lula ou o Pelé falando, sabe quem são. Cada músico tem sua assinatura. Se bem que vez em quando a gente vê uns caras tocando bem parecidos com outros.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42272
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por NeyBass em Sex Nov 06, 2015 8:14 am

Muitos são influenciados pela onda do momento.
O baixo que está sendo mais comentado é aquele que vira o vilão do momento e o preço óóóhh ^^. kkk

É a moda néh, o que está na moda é o que a maioria corre atraz.
avatar
NeyBass
Membro

Mensagens : 3256
Localização : MT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Claudio em Sex Nov 06, 2015 8:46 am

Tópico muito interessante, concordo com a maioria das coisas que foram ditas aqui.

Na época em que comecei a tocar o Brasil vivia aquela época negra da reserva de mercado, era muito difícil pra um guri ter um baixo importado top de linha. Durante muitos anos toquei com Gianinni Arrow (formigão), Golden e Dolphin, com amplificadores da Palmer. Fui muito feliz com esses equipamentos.

Hoje continuo sem nenhum baixo de marca, e sigo feliz com o que tenho, e dando meu recado por aí. A única coisa de mais "top" que possuo é um cabeçote Eden.
avatar
Claudio
Membro

Mensagens : 15014
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Juninho Sampaio em Sex Nov 06, 2015 10:11 am

Guilé escreveu:A única coisa que todos concordam é que Fender é Fender

Amigo Guilé...essa frase me fez lembrar o meu irmão.
Estávamos tocando sábado passado black music e eu com o meu fender e meu irmão disse:
- Irmão por favor...troque de baixo...esse baixo não presta! Não adianta...fender é um lixo!

Dai peguei o 6 cordas (washburn) com um circuito que o Jacimário colocou...pense num "homi" feliz...
Daí ele olhou pra minha cara e falou:
- Que som lindo!!
- Não traga mais esse lixo pra cá!

Smile

CG escreveu:O fato do cara querer um baixo de marca se refere mais a status (no caso de músicos amadores) ou exigência do mercado ( no caso de profissionais).
Com certeza!
avatar
Juninho Sampaio
Membro

Mensagens : 6314
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 06, 2015 12:32 pm

Max Payne escreveu:Mas então Allex,o primeiro grupo eu percebi mais em grupos de whatsapp.Era um show de ostentação de TRB's,Music mans,Baixos de Luthir famoso e afins...

A propósito, isso precisa ser dito:

TRBs, Musicmans, Fenders e baixos afins estão muito longe de ser a parte de cima da pirâmide. São instrumentos comuns, fabricados por processos comuns e que possuem preços comuns.

O Brasileiro, imerso nessa imensa bolha de ignorância, impostos e protecionismo idiota, percebe os bens de mercado de maneira distorcida.

Nada disso é o "cream of the crop" dos baixos. E os preços são extremamente razoáveis. Não é algo do outro mundo um Americano entrar em uma loja e pagar 1200 dólares em um baixo, ou comprá-lo pela metade do preço usado. O Brasileiro vê o baixo por 10.000 Reais e acha que realmente há algo especial ou diferente nesses baixos. Não há...

O "cream of the crop" é composto por baixos feitos de maneira tal que onera o preço significativamente. Em um processo de produção desses, um cara velhinho entrar em uma sala com clima controlado e ficar meia hora escolhendo pedaços de madeira ou um brother còm boas habilidades manuais rever todas as medidas do seu instrumento com um paquímetro e dar uma arredondadinha ali ou acolá adiciona milhares de dólares ao preço final de um baixo.

Esses detalhes adicionarão sei lá, 3% de tocabilidade, 10% de estabilidade das madeiras, 10 anos de longevidade, 5% de silêncio da eletrônica, 40% de status, etc, etc...

Isso tudo se acumula e no final das contas você terá um instrumento que custa o quádruplo do outro. Mas talvez ele não seja 4x melhor que o outro (leia a lei dos rendimentos decrescentes mais uma vez).

Num mundo ideal, o músico iria evoluindo sua técnica, sua musicalidade e uma vez que percebesse que o instrumento que possui é um empecilho para essas coisas, procuraria outro instrumento. Na vida real, o cara quer dizer pra o maluco da outra banda que o baixo dele custou 15 mil Reais e foi feito pelo velhinho daquele site tal que fez o baixo daquele negão que toca com a Mariah Carey (ou sei lá quem...)

É a natureza humana.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42272
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Willian Casagrande em Sex Nov 06, 2015 1:29 pm

Uma das histórias mais famosas e emblemáticas nesse sentido, pra mim, é a do Brian May. Construiu uma guitarra no quintal de casa, junto de seu pai, em 1963. Gastou algo perto de 8 libras na época porque não tinha condições de comprar instrumentos top ingleses, como as Gibson da vida, e certamente foi muito seduzido por essa coisa da marca. Foi um instrumento que ele usou por um bom tempo, mesmo após o Queen virar o que virou (tem várias fotos de 79, 80 e poucos em que ele estava usando a dita cuja). Diz ele que tem o instrumento até hoje e quando ele toca ao vivo, com aquelas Red Special não-sei-o-quê que vieram depois da original de 63, malemá dá pra saber se ele está tocando com o seu instrumento dos idos dos anos 60 ou com outro. E na real isso acaba não fazendo a menor diferença, simplesmente porque o som é absurdo de qualquer jeito, mesmo ligado num Vox AC30 ou num Ciclotron multiuso.
avatar
Willian Casagrande
Membro

Mensagens : 3360
Localização : Londrina/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Sex Nov 06, 2015 1:37 pm

CG escreveu:Só concordando com o post do Guilé, muito baixista banda que toca na noite por aqui vai com instrumento simples, já ví muito OLP, Squier, SX e até Condors.

Mas CG,tem Condor que custa 3k e fala muito! Como o AG 5000 e o CJB 500. E as melhores séries da Squier pra mim passam muito perto,"tiram tinta" dos Fender... Só OLP e SX que ficam um pouquinho abaixo,mas ainda assim são ótimos.

Não é desse nível que falo quando falo de baixos "simples","baratos",entende?

Edão escreveu: gente tá sempre buscando uma ou novas sonoridades, na realidade, mais até do que estética física em um instrumento, à exceção dos colecionadores e aficionados pelos instrumento em si.

Vejo que a busca por uma boa sonoridade impõe a renovação num set ou upgrades em um instrumento. O captador novo, o captador do momento, etc e tal. O sistema psíquico de recompensa é ativado com isso (viajei)...

Na minha opinião um bom músico precisa de um bom instrumento, se é tunado ou original, isso é de cada um.

Se eu toco muito bem, vou usar um instrumento mediano? Provavelmente não. Vou procurar o que há de melhor.

Imagino que a esmagadora maioria dos músicos nem pensa e fala o que discutimos aqui.
Penso da mesma forma.

Eu não sonho alto,como ter um Conklin Bass,um Fender MM ou um MTD Bass e afins,mas eu acredito que buscamos sim um timbre melhor,independente do preço que você pague.Pelo menos a maioria...

No mercado,ha várias formas de negócio.Do nada,você acha no OLX um baixo de luthier usado com um bom circuito,bons captadores por um preço acessível ao seu bolso,que tem um timbre muito próximo de um Tobias,Um TRB,ou até mesmo de um Fender,Music Man... Resta testar,ver se curte ou não, e leva!

Ou até mesmo um baixo de preço mais acessível tunado, com um som superior ao original,que o cara fez lá o up dele e resolveu vender tunado mesmo.

Eu só não acho que o instrumento deva ficar em primeiro plano.Ele tem que fazer jus ao nome: um instrumento.

Juninho Sampaio escreveu:Dai peguei o 6 cordas (washburn) com um circuito que o Jacimário colocou...pense num "homi" feliz...
Daí ele olhou pra minha cara e falou:
- Que som lindo!!
- Não traga mais esse lixo pra cá!
Pois é... Uma "pequena" mudança e o som do instrumento quase se transforma né?

Eu também curto Ups! Não entendo muito bem o preconceito que alguns têm com isso.

allexcosta escreveu:TRBs, Musicmans, Fenders e baixos afins estão muito longe de ser a parte de cima da pirâmide. São instrumentos comuns, fabricados por processos comuns e que possuem preços comuns.

O Brasileiro, imerso nessa imensa bolha de ignorância, impostos e protecionismo idiota, percebe os bens de mercado de maneira distorcida.

Você tem razão.Mas como você mesmo disse: impostos,protecionismo idiota,tornam esses baixos artigos de luxo (e se for parar pra pensar,pra um brasileiro,infelizmente é).Mas ainda assim,acho o som deles maravilhosos.

allexcosta escreveu:Num mundo ideal, o músico iria evoluindo sua técnica, sua musicalidade e uma vez que percebesse que o instrumento que possui é um empecilho para essas coisas, procuraria outro instrumento. Na vida real, o cara quer dizer pra o maluco da outra banda que o baixo dele custou 15 mil Reais e foi feito pelo velhinho daquele site tal que fez o baixo daquele negão que toca com a Mariah Carey (ou sei lá quem...)

É a natureza humana.
Pois é, Allex.É isso mesmo que quis retratar.

Pra deixar mais claro o meu pensamento: nosso ouvido vai evoluindo ao passar do tempo e também de acordo com o quanto estudamos.

Os timbres vão ficando mais claros aos nossos ouvidos e de repente quando você ta com seu baixo relativamente barato,estudando alguma música,você vê que o baixo da música ou vídeo em questão tem um som muito mais definido que o seu,o agudo ressai muito mais,o grave é mais definido...

Pra mim,não tem como não pensar: "quero um baixo desse nível."
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Juninho Sampaio em Sex Nov 06, 2015 1:43 pm

Max Payne escreveu:Uma "pequena" mudança e o som do instrumento quase se transforma né?

E só foi o circuito!!!
avatar
Juninho Sampaio
Membro

Mensagens : 6314
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 06, 2015 1:45 pm

Max Payne escreveu:Pra mim,não tem como não pensar: "quero um baixo desse nível."

O problema é que muitas vezes o cara compra o tal baixo e não soa igual. Maioria das vezes, na verdade...

Timbre de uma gravação é dedo, pré, corda, sala (se microfonado), expertise do técnico de gravação, masterização, etc, etc, etc...

Aí o cara acha que o baixo de 10.000 também não serve. Vai comprar o de 30.000... E aí segue o bagulho.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42272
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por CG em Sex Nov 06, 2015 1:50 pm

Max Payne escreveu:

Mas CG,tem Condor que custa 3k e fala muito! Como o AG 5000 e o CJB 500.

O Condor que me refiro é o BX12. você entendeu Ri Muito
avatar
CG
Moderador

Mensagens : 11350
Localização : São Roque - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Sex Nov 06, 2015 3:36 pm

CG escreveu:O Condor que me refiro é o BX12. você entendeu Ri Muito
kkkkkkkkkkkk.... Ah ta... Beleza... scratch Laughing

Junino Sampaio escreveu:E só foi o circuito!!!
Sim,eu ouvi um Memphis falar um absurdo na luthieria Maholiver só por causa de um circuito feito por ele (o luthier) e instalado nesse baixo.Testei esse ele.Incrível! Outro baixo!

allexcosta escreveu:O problema é que muitas vezes o cara compra o tal baixo e não soa igual. Maioria das vezes, na verdade...

Timbre de uma gravação é dedo, pré, corda, sala (se microfonado), expertise do técnico de gravação, masterização, etc, etc, etc...

Aí o cara acha que o baixo de 10.000 também não serve. Vai comprar o de 30.000... E aí segue o bagulho.

Pois é,isso é verdade.

Mas também vai da cabeça do cara.De saber em qual "nível" musical ele esta situado no momento,saber sobre a sua técnica, se ta boa ou falta evoluir muito,sobre sua musicalidade... Ele deve estar antenado e ciente de tudo isso,e levar em conta o baixista que ele ta ouvindo,sobre o quanto ele é musical e técnico.

Não só isso,mas como também saber que ele pode ter uma alternativa mais barata em relação a aquele baixo que ele quer,como por exemplo querer um bom timbre de JB e não comprar necessariamente um Fender,mas um Squier ou outro baixo legal... Enfim...
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Kobeh em Sex Nov 06, 2015 5:15 pm

Que tópico sensacional, senhores. Gostando muito de ler os comentários...

Essa história toda me lembrou quando ouviram o som de video da minha banda tocando ao vivo em estúdio e perguntaram qual efeito que usei no baixo, se tinha algum pedal de distorção, etc. Respondi que era apenas um SX ligado numa Stanner velha e com o ganho intencionalmente saturado. Acharam que eu tava de sacanagem... kkkkkk....
Eu, na melhor das hipóteses, sou um músico mediano, mas sempre me atento como coisas simples podem alterar o som drasticamente, como o tipo de corda que vc esta usando, se toca de palheta ou usa pizzicato, o controle de tone dos caps, etc.
E devo esse amadurecimento com oq aprendi nesse fórum nos últimos 3 anos.
Muito obrigado a todos e continuem com a conversa de alto nível.
avatar
Kobeh
Membro

Mensagens : 858
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por fheliojr em Sex Nov 06, 2015 5:16 pm

Max Payne escreveu:...E as melhores séries da Squier pra mim passam muito perto,"tiram tinta" dos Fender...

off-topic: há um rumor de q parece q é por isso q os classic vibe começaram a ser descontinuados nos eua.
avatar
fheliojr
Membro

Mensagens : 8895
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 06, 2015 5:20 pm

Kobeh escreveu:coisas simples podem alterar o som drasticamente, como o tipo de corda que vc esta usando, se toca de palheta ou usa pizzicato, o controle de tone dos caps, etc.

Amém.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42272
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Kobeh em Sex Nov 06, 2015 5:28 pm

fheliojr escreveu:
Max Payne escreveu:...E as melhores séries da Squier pra mim passam muito perto,"tiram tinta" dos Fender...

off-topic: há um rumor de q parece q é por isso q os classic vibe começaram a ser descontinuados nos eua.

Pai Allex de Ogum já tinha profetizado isso nesse post http://www.contrabaixobr.com/t24745-squire-vintage-modified-e-squire-classic-vibe-melhores-que-fender-standard-mexicano-porque#518418
avatar
Kobeh
Membro

Mensagens : 858
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por fheliojr em Sex Nov 06, 2015 5:44 pm

^ affraid affraid

o alex é o cara a ser batido, e não o billy sheehan.
avatar
fheliojr
Membro

Mensagens : 8895
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por allexcosta em Sex Nov 06, 2015 6:16 pm


Hahaha, nem lembrava...

Ogum não, Obaluaê. Pelo menos me foi dito por outro Alex, o de Oxum, lá do bairro de São Cristóvão, em Salvador.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 42272
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Edão em Sex Nov 06, 2015 8:11 pm

^Kkkkkkkkk. Pra onde é que foi a história do meio termo mesmo hein? scratch

Ah sim! Melhorar baixos baratos ou investir em baixos mais caros.

Sei lá! A algum tempo uso baixos de luthier, mas se eu pegasse um Squier ou esse Tagima Woodstock que estamos falando no outro tópico eu aplicava uns upgrades na hora, mesmo sem achar que compensa muito. Vai entender!
Meio termo é isso? Hehehehehehe.
avatar
Edão
Membro

Mensagens : 1411
Localização : Rio Branco/AC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Max Payne em Sex Nov 06, 2015 9:54 pm

Edão escreveu:^Kkkkkkkkk. Pra onde é que foi a história do meio termo mesmo hein? scratch

Ah sim! Melhorar baixos baratos ou investir em baixos mais caros.

Sei lá! A algum tempo uso baixos de luthier, mas se eu pegasse um Squier ou esse Tagima Woodstock que estamos falando no outro tópico eu aplicava uns upgrades na hora, mesmo sem achar que compensa muito. Vai entender!
Meio termo é isso? Hehehehehehe.

KKkkk.. Isso tem muito a ver com o "meio-termo" Smile

Quis ponderar e questionar os grupos extremos de pensamentos,onde um acha que só baixo relativamente caro é bom (e inclusos nesse grupo,os que são contra upgrades em baixos medianos), e o que acha que acha que nossos dedos têm capacidade de transformar som de Golden em TRB rs... Ou seja,que temos dedos mágicos rs...

Acho que quem tem condições de comprar um baixo relativamente caro não comete nada de errado,pelo contrário.Só questiono aqueles que se endividam com esses baixos caros (ou seja,não tem condições de arcar com um baixo desses) e os transformam em objetivo final,e não um instrumento para o objeto final,que deveria ser a própria música.

Mas,ainda assim isso fica no âmbito pessoal,subjetivo...

Enfim,quis questionar sobre o exagero em relação a dois grupos opostos e extremos de ideais.

fheliojr escreveu:off-topic: há um rumor de q parece q é por isso q os classic vibe começaram a ser descontinuados nos eua.
Cara,eu vivia me perguntando sobre isso... pale
avatar
Max Payne
Membro

Mensagens : 748
Localização : Truculentos City

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Normando Neto em Sex Nov 06, 2015 10:24 pm

Willian Casagrande escreveu: mesmo ligado num Vox AC30 ou num Ciclotron multiuso.

lol!  lol!  lol!  lol!  lol!

Ciclotron multiuso já é um pouco demais né, William...

point  point  point  point
avatar
Normando Neto
Membro

Mensagens : 928
Localização : Jacobina - Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Por que o meio-termo é tão ignorado?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum