Mercado Musical e a crise

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mercado Musical e a crise

Mensagem por Breno_Barnabe em Seg Dez 21, 2015 9:03 pm

E aí amigos,

Hoje estava conversando com o Zadá via Facebook sobre esse assunto.

Queria saber de vocês: como está o movimento de agenda, cachê, dos locais que vocês tocam... com essa crise financeira que estamos passando?

Breno_Barnabe
Membro

Mensagens : 3355
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Fernando Zadá em Ter Dez 22, 2015 10:47 am

Pois é pelo que sinto e tenho visto, já tinha comentado isso contigo, o geral em Sp são bares grandes baixando cachê ou mandando bandas embora para contratar opções mais em conta.
Poucos lugares decentes para tocar e muita gente querendo serviço vip pagando preço de um pingado e um pão na chapa.
Não que algum dia tenha sido muito diferente mas a coisa parece que vem numa maré bem ruim.

Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por arturbmallmann em Ter Dez 22, 2015 10:56 am

Eu só andei me ferrando, baixo não é opção com caches baixos e tudo converge em acústicos, chega a ser depressivo ¬¬

arturbmallmann
Membro

Mensagens : 829
Localização : Mondaí-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por rafacar em Ter Dez 22, 2015 11:03 am

Se setores tradicionais e centrais do mercado estão sofrendo, fico imaginando que deve estar muito difícil mesmo para quem vive da música...

Mas para os artistas que apoiam o governo e recebem da Lei Rouanet deve estar tudo as mil maravilhas...

rafacar
Membro

Mensagens : 284
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Breno_Barnabe em Seg Dez 28, 2015 11:28 am

Houveram alguns locais que haviamos fechado pra tocar por um valor e faltando alguns dias para apresentação, os responsáveis comunicaram que o valor seria 25% menor devido a crise.
Educadamente, cancelamos a apresentação.

Outros choramingaram na hora de pagar, mas pagaram o combinado.

No geral, em todas as casas as pessoas comentam "tinha que ver isso aqui ha um ano atras, ficava lotado. Hoje aparece pouca gente".

Agora os que mais tem irritado são os que aparecem com a proposta de "lista". O cara quer pagar um terço do valor da entrada, mas só dos convidados que estiverem na lista da banda, ou seja, se entrar alguém no lugar que não está na tal "lista da banda", a banda não recebe. Parece piada.

Breno_Barnabe
Membro

Mensagens : 3355
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Seg Dez 28, 2015 12:13 pm

Breno...
Vou colocar um tempero a mais....

Qto se paga de cachê em média, ai em SP?

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Breno_Barnabe em Seg Dez 28, 2015 1:47 pm

Esse assunto é polêmico..

Acho que eu não sou exatamente a pessoa certa pra falar sobre isso (pois comecei a me aprofundar mais na "arte" de negociar cachê mais esse ano) mas pelo que sei, depende muito dos lugares que se toca viu, o tipo do local, de público, e da música que se toca. Talvez o Zadá ou outros que estão tocando ha mais tempo possam dizer melhor. Esse ano a média ficou entre 100 e 200 por pessoa da banda, lembrando que toco cover de rock/pop.

No geral, tem lugares que é só bilheteria, tem lugares que fixam o cachê independente da bilheteria, tem lugar que é um fixo + uma parte da bilheteria.

E aqui tem lugares de todos os tipos, desde o butecão da esquina até umas casas mais renomadas. Sei de lugar que paga 300 conto pra banda inteira... mas soube de banda com 4 integrantes que tirava 1500 a 2000 numa noite (de 350 a 500 por cabeça).

Em uma das bandas que toco, estabelecemos um mínimo, que é pagar o custo de transporte e alimentação de todos + 100 reais por pessoa que está na GIG. Por menos disso, só se for algo que valha MUITO a pena em termos de divulgação, o que não tem ocorrido muito.

E aí por tuas bandas?

Breno_Barnabe
Membro

Mensagens : 3355
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Seg Dez 28, 2015 1:58 pm

Velho!
Achei que essa carma era somente por aqui.
Estávamos tocando numa franquia do Mariposa e lá dava isso mesmo que você falou. R$1800 conto numa noite (4 pessoas)...mas o cara criou um olho tão grande e resolveu fixar.

Tem bares aqui em salvador que paga fixo.

No meu caso, músico freela...pois não tenho mais esse pique de entrar no estúdio pra ensaiar e tal...
o cachê é R$150,00 seco. Mas, se o cara que me contrata falar: Traga seu amp, cobro R$200,00

Simples assim! Se for um amigo de 20 anos...etc...dá pra fazer R$120,00, mas não levo nada!

Mas que é uma vergonha é...me lembro que em 1998 meu cachê dava pra comprar 4 pacotes de cordas daddario. Hoje não dá.

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Fernando Zadá em Seg Dez 28, 2015 3:26 pm

Aqui em Sp anda de mal a pior até o japa que toquei 10 anos encerrou as atividades hoje. Crying or Very sad Sad

Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Seg Dez 28, 2015 3:36 pm

^Acompanhei vc falando em outro tópico.
Sacanagem!!! Pois vc já tinha o certo lá....3x por semana

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Breno_Barnabe em Seg Dez 28, 2015 3:49 pm

Juninho Sampaio escreveu:
No meu caso, músico freela...pois não tenho mais esse pique de entrar no estúdio pra ensaiar e tal...
o cachê é R$150,00 seco. Mas, se o cara que me contrata falar: Traga seu amp, cobro R$200,00

Simples assim! Se for um amigo de 20 anos...etc...dá pra fazer R$120,00, mas não levo nada!

Mas que é uma vergonha é...me lembro que em 1998 meu cachê dava pra comprar 4 pacotes de cordas daddario. Hoje não dá.

Pois é, a gente tenta entender e chegar num acordo pra ficar bom pra todo mundo.. mas tem hora que complica né e as vezes saímos com a impressão de ser mercenários.

Outro dia queriam que a gente tocasse num evento num parque Municipal por aqui, mas o cara falou que estava sem verba, que iria fazer uma "vaquinha" com os os caras que patrocinam o parque e perguntou se poderíamos aliviar no preço ou fazer "a preço de custo". Na cabeça dele, seria bom pros caras que tem quiosques no parque e seria bom pra gente pela "divulgação".
Os caras da banda (não é a que todo regularmente) queriam topar a qualquer custo.

Daí fiz as contas pra eles:

Era som na hora do almoço, no verão... parque lotado.
Ia dirigir 20 km de casa até lá, levar o som todo, inclusive PA, todo mundo teria custo pra deslocar.. o lugar que queriam colocar o "palco improvisado" era ha uns 300m de onde poderiamos estacionar. Descoberto. Daí ter que fazer trocentas viagens do carro até o "palco" com amplis, PA, mesa, cabos, tudo nosso. Montar tudo, regular o som. Nem sei se nosso PA suportaria fazer som num lugar desses, aliás.
Depois, tocar 3h debaixo de sol, desmontar tudo, carregar pro carro.. fora o perigo de chover e danificar os equipamentos, e as chuvas no verão começam praticamente sem aviso e são fortes.

Enfim, ficaram meio chateado comigo. Mas fazer tudo isso em troca de comida e gasolina? Que arrumem outros trouxas.
Pra passar calor, ter que carregar coisa, prefiro fazer faxina na minha casa kkkk

Achei bacana a atitude de querer levar uma música pra um parque, mas tem que ter uma estrutura poxa...

Breno_Barnabe
Membro

Mensagens : 3355
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Seg Dez 28, 2015 3:54 pm

Então não sou sozinho no mundo!!
Só toco por dinheiro!

Não toco pra mostrar trabalho, não tenho 15 anos, não vivo de musica e não preciso me apresentar pra parentes!

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Fernando Zadá em Seg Dez 28, 2015 4:42 pm

Juninho Sampaio escreveu:^Acompanhei vc falando em outro tópico.
Sacanagem!!! Pois vc já tinha o certo lá....3x por semana

Atualmente tocava um vez por semana fixo mas já tee periodos em que cheguei a tocar 4X por semana lá. Duas solo e duas em duo com cantores.
Não era uma super gig mas voltaria a fazer 2X por semana a partir de janeiro e já tinha uns 5 extras para fazer lá de inicio de ano quando outros estriam fora. O Zeca que toca comigo que atualmente fazia 3X por semana lá e pra ele vai ser f***.

Breno_Barnabe escreveu:
No meu caso, músico freela...
Daí fiz as contas pra eles:

Era som na hora do almoço, no verão... parque lotado.
Ia dirigir 20 km de casa até lá, levar o som todo, inclusive PA, todo mundo teria custo pra deslocar.. o lugar que queriam colocar o "palco improvisado" era ha uns 300m de onde poderiamos estacionar. Descoberto. Daí ter que fazer trocentas viagens do carro até o "palco" com amplis, PA, mesa, cabos, tudo nosso. Montar tudo, regular o som. Nem sei se nosso PA suportaria fazer som num lugar desses, aliás.
Depois, tocar 3h debaixo de sol, desmontar tudo, carregar pro carro.. fora o perigo de chover e danificar os equipamentos, e as chuvas no verão começam praticamente sem aviso e são fortes.

Enfim, ficaram meio chateado comigo. Mas fazer tudo isso em troca de comida e gasolina? Que arrumem outros trouxas.
Pra passar calor, ter que carregar coisa, prefiro fazer faxina na minha casa kkkk

Achei bacana a atitude de querer levar uma música pra um parque, mas tem que ter uma estrutura poxa...

Perfeito Breno.
Concordo contigo.[/quote]


Última edição por Fernando Zadá em Seg Dez 28, 2015 4:47 pm, editado 1 vez(es)

Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Seg Dez 28, 2015 4:45 pm

^Arruma o QUOTE

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Fernando Zadá em Seg Dez 28, 2015 4:47 pm

Acabei de fazer! Valeu bagunçou tudo aqui!!

Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Seg Dez 28, 2015 4:50 pm

Laughing

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Alexandre Correa em Seg Dez 28, 2015 5:17 pm

Infelizmente o Brasil não é país onde a livre concorrência dê certo. Se não tiver uma fiscalização da OMB, que não faz nada mesmo, a tendência é essa mesmo: cachê de fome, subemprego, música como segundo emprego etc. Deveria haver um valor mínimo para o músico receber na noite, um cachê mínimo e uma fiscalização decente. Deixando a negociação para ficar somente entre os músicos e os donos de casas, os empresários vão sempre apertar onde se pode apertar. E os músicos vão sofrer com o aperto, afinal não tem carteira assinada, não tem fiscalização e não tem sindicato forte. Ficam ao sabor da maré, playing for keeps.

Alexandre Correa
Membro

Mensagens : 32
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Fernando Zadá em Seg Dez 28, 2015 6:35 pm

Eu não acho que fiscalização seria a solução e sim a OMB fazer alguma coisa que realmente ajude o músico. Tem mil coisas que poderiam ser pleiteadas e que incentivariam de verdade música ao vivo como redução de taxas pra dono de estabelecimento que coloque música ao vivo e mais um monte de pequenas ações mas a OMB nunca mexeu uma palha de verdade para ajudar a situação do músico.
Uma vergonha.

Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Maurício_Expressão em Ter Dez 29, 2015 12:23 pm

Aqui no Vale do Paraíba (SP), apesar de ter deixado de tocar em banda em 2011, percebo que os bares estão fechando as portas de uma forma quase total e se transformando em buffet de festas... Incrível, mas casas noturnas de grande público e com divulgação nas rádios e tv local simplesmente estão fechando... Até as casas de sertanojo, que todo final de semana recebiam de 20 a 30 mil pessoas agora fazem 1 evento por mês e olhe lá... Está estranho. Ontem fui jantar com a esposa e filho/esposa mais o outro filho que acabou de se separar. Um cara com violão tocando bossa nova. Cerca de 20% das mesas ocupadas. E o cardápio que a 2 anos era bem popular, mudou radicalmente. Agora só comida mais chique o valor dos pratos triplicou. Os poucos bares que sobraram estão agora com outro público, mais velho (famílias) e com maior poder aquisitivo e está voltando os caras de banquinho, violão e bossa nova. Aliás, fazia uns 10 anos que não ouvia mais bossa nova nos restaurantes... Em conversa com meus filhos, concluímos que na região as bandas estão acabando e os bares de música ao vivo também.

Maurício_Expressão
Moderador

Mensagens : 5902
Localização : Jacareí - SP (Brazil)

http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/expressao

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por gsfteodoro em Ter Dez 29, 2015 12:52 pm

Banda com bar? Banda ao vivo tocando, fazendo shows? O que que é isso???

Essa é a minha resposta para as cidades de Guarujá, São Lourenço da Serra e Porto Feliz.

gsfteodoro
Membro

Mensagens : 4386
Localização : Brezil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por fheliojr em Ter Dez 29, 2015 3:40 pm

vixi, por aqui, o mercado não parece ter sido afetado... pensei q o nordeste estava assim, em contraponto ao sudeste, mas, pelo relato do juninho...

$@#!$ foi isto q aconteceu com o zadá. :/

fheliojr
Membro

Mensagens : 8230
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por joabi em Ter Dez 29, 2015 3:50 pm


Consigo fazer um histórico de valores trabalhando com banda aqui na minha região:

1998 - média de R$100,00
2008 - média de R$160,00
2015 - média de R$250,00

Isso em bares. Eventos e casamentos rola mais ou menos o dobro.


joabi
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 4676
Localização : Campinas - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Ter Dez 29, 2015 4:04 pm

Não ta ruim não! Melhor que aqui!

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por arturbmallmann em Ter Dez 29, 2015 5:30 pm

Alexandre Correa escreveu:Infelizmente o Brasil não é país onde a livre concorrência dê certo. Se não tiver uma fiscalização da OMB, que não faz nada mesmo, a tendência é essa mesmo: cachê de fome, subemprego, música como segundo emprego etc. Deveria haver um valor mínimo para o músico receber na noite, um cachê mínimo e uma fiscalização decente. Deixando a negociação para ficar somente entre os músicos e os donos de casas, os empresários vão sempre apertar onde se pode apertar. E os músicos vão sofrer com o aperto, afinal não tem carteira assinada, não tem fiscalização e não tem sindicato forte. Ficam ao sabor da maré, playing for keeps.

Respeito outros pontos de vista, mas na minha concepção Livre concorrência e fiscalização/regulamentação não combinam em nada!

arturbmallmann
Membro

Mensagens : 829
Localização : Mondaí-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Ter Dez 29, 2015 5:34 pm

^Não né!!
OFF TOPIC

Quem fez faculdade de música, é musico profissional, etc...e tal...concorre com um carra que nem eu...que não vivo de música, toco esporadicamente, mas tiro a oportunidade deles ganharem melhor, ter um cachê mínimo, etc...

Caímos no mesmo dilema já discutido em outro lugar aqui neste fórum, apenas mudando as peças do tabuleiro.
Taxis vs Ubber, ou seja Livre concorrência e fiscalização/regulamentação

OFF TOPIC END

Smile



Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por arturbmallmann em Ter Dez 29, 2015 5:36 pm

Fernando Zadá escreveu:Eu não acho que fiscalização seria a solução e sim a OMB fazer alguma coisa que realmente ajude o músico. Tem mil coisas que poderiam ser pleiteadas e que incentivariam de verdade música ao vivo como redução de taxas pra dono de estabelecimento que coloque música ao vivo e mais um monte de pequenas ações mas a OMB nunca mexeu uma palha de verdade para ajudar a situação do músico.
Uma vergonha.
exato
Sem contar algumas cidades q saem com cada lei municipal... que quase inviabilizam os bares de tentar promover algo

arturbmallmann
Membro

Mensagens : 829
Localização : Mondaí-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por arturbmallmann em Ter Dez 29, 2015 5:41 pm

Juninho Sampaio escreveu:
Quem fez faculdade de música, é musico profissional, etc...e tal...concorre com um carra que nem eu...que não vivo de música, toco esporadicamente, mas tiro a oportunidade deles ganharem melhor, ter um cachê mínimo, etc...

Caímos no mesmo dilema já discutido em outro lugar aqui neste fórum, apenas mudando as peças do tabuleiro.
Taxis vs Ubber, ou seja Livre concorrência e fiscalização/regulamentação

[OFF REPLICA]
por exemplo, sou programador, na ciencia da computacao estou buscando o meu diploma, mas não quero o estado interferindo nesta área através de parametros que não levam em consideração a criatividade e valores nao mensuraveis em diplomas.
[/OFF]

arturbmallmann
Membro

Mensagens : 829
Localização : Mondaí-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Ter Dez 29, 2015 5:43 pm

^Dê exemplos...
Ah! Sou analista de sistemas tb irmão!

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por arturbmallmann em Ter Dez 29, 2015 5:44 pm

Juro que tentarei passar longe de assuntos polêmicos hauahuahuah, mas eles me chamam!! ouço vozes: "Artur vem cá!!! muuuuhhaahhhhhhaaaaa, Vamoos falar de livre mercado, estado, feminismo etccc...."

arturbmallmann
Membro

Mensagens : 829
Localização : Mondaí-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Claudio em Qua Dez 30, 2015 9:15 am

joabi escreveu:
Consigo fazer um histórico de valores trabalhando com banda aqui na minha região:

1998 - média de R$100,00
2008 - média de R$160,00
2015 - média de R$250,00

Isso em bares. Eventos e casamentos rola mais ou menos o dobro.


É por isso que parei há bastante tempo de trabalhar com barzinhos aqui no Rio. Não tenho mais estômago pra passar uma noite/madrugada inteira tocando pra no final ter que ficar disputando couvert artístico de 5 ou 10 Reais, e sair do bar com aquela sensação de total desgaste por nada!

Desde 2011 tenho trabalhado *APENAS* com eventos particulares (casamentos, bôdas, festas e cerimônias em geral), e também com shows fechados de no máximo 2h de duração, em casas voltadas para o público de Bossa-Nova e Jazz. Todos esses trabalhos com valores pré acertados, partimos pra gig já sabendo o retorno que teremos. Prefiro fazer 1 trabalho desse por mês, do que tocar toda semana em barzinho pra ganhar só aborrecimento. Se eu fizer uma gig por mês em casas como o Vinícius Piano Bar, ganho mais do que quem toca o mês todo em barzinho.

Claudio
Administrador

Mensagens : 14814
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://www.claudiocuoco.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Qua Dez 30, 2015 9:58 am

E com esse baixão aí é muito chique tocar num casamento!
É isso ai!!

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por LuCaSbass em Qua Dez 30, 2015 10:06 am

Aqui em Brasília além da crise está horrível por conta da "lei do silêncio". Poucas casas que tem música ao vivo tem algum tratamento e, como ficam perto de residências, está acontecendo um movimento muito forte dos órgãos de fiscalização para multar os locais que passarem do limite estabelecido (que aliás, é ridículo).
De qualquer forma, por conta desses dois fatores diversos bares estão fechando e os músicos ficando simplesmente sem trabalho. Ontem um bar super tradicional, com mais de 20 anos de funcionamento e que sempre foi um reduto da música instrumental daqui fechou as portas.

E os poucos lugares que sobraram também estão cortando a música: Um restaurante de uma rede renomada até poucos meses atrás tinha música quinta e sexta à noite, sábado na hora do almoço e a noite e domingo na hora do almoço, e por conta disso sempre tinha muita rotatividade de músicos e etc. Agora só tem sexta e sábado a noite, e então os músicos mais antigos que já tocavam lá faz tempo não largam e por isso acabou a rotatividade, pois o cachê é "bom".

Enfim... Aqui tá terrível e ano que vem deve ser pior ainda!

LuCaSbass
Membro

Mensagens : 10826

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Coder em Qua Dez 30, 2015 11:24 am

Essa lei do silêncio veio com tudo...

Aqui o que mais se vê é bateristas tocando cajon com aquela cara de pão... Ou melhor, em muitos lugares daqui é praticamente proibido passar com uma bateria na porta do bar... rs

O resultado disso, é que muitas das bandas estão indo pro lado acústico, que nada mais é que voz, violão e um cajon... Até baixistas estão perdendo gigs!

Quanto ao cachê, pelo menos aqui na Baixada Santista sempre foi uma vergonha, em muitos casos nem compensa sair de casa... No final é sempre a mesma coisa: O Dono do bar choramingando porquê não teve tanto movimento como ele esperava e bla bla bla... O pior é quando cancela com a banda por causa da chuva, alegando que não irá ter publico suficiente.

O melhor esquema é o que o Claudio faz, tocar em eventos fechados (casamentos, festas, etc). Pelo menos o cachê costuma ser melhor, em horários melhores, publico melhor, etc...

Coder
Membro

Mensagens : 1923
Localização : 37.235, -115.811111

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por arturbmallmann em Qua Dez 30, 2015 12:54 pm

exato /\ converge para acustico o baixista se ferra :/

arturbmallmann
Membro

Mensagens : 829
Localização : Mondaí-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Claudio em Qua Dez 30, 2015 1:55 pm

Aqui no Rio não tem essa lei do silêncio, inclusive a galera tem tocado cada vez mais em locais públicos abertos. A única "M" agora é que a prefeitura baixou uma portaria onde proíbe todas as manifestações artísticas de rua até o final das olimpíadas. Quem for pego tocando nas ruas terá o instrumento apreendido e pagará multa. Essa portaria é total sem noção, ainda mais numa cidade como o Rio que tem um enorme número de artistas de rua.

Claudio
Administrador

Mensagens : 14814
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://www.claudiocuoco.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Fernando Zadá em Qua Dez 30, 2015 2:05 pm

ClaudioBass escreveu:

É por isso que parei há bastante tempo de trabalhar com barzinhos aqui no Rio. Não tenho mais estômago pra passar uma noite/madrugada inteira tocando pra no final ter que ficar disputando couvert artístico de 5 ou 10 Reais, e sair do bar com aquela sensação de total desgaste por nada!

Desde 2011 tenho trabalhado *APENAS* com eventos particulares (casamentos, bôdas, festas e cerimônias em geral), e também com shows fechados de no máximo 2h de duração, em casas voltadas para o público de Bossa-Nova e Jazz. Todos esses trabalhos com valores pré acertados, partimos pra gig já sabendo o retorno que teremos. Prefiro fazer 1 trabalho desse por mês, do que tocar toda semana em barzinho pra ganhar só aborrecimento. Se eu fizer uma gig por mês em casas como o Vinícius Piano Bar, ganho mais do que quem toca o mês todo em barzinho.

Sabia decisão eu mesmo também to parando de fazer bares de uma forma geral.

Fernando Zadá
Moderador

Mensagens : 10194

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Qua Dez 30, 2015 2:53 pm

Claudio. Nunca imaginei ler isso que vc escreveu sobre confisco da arte de rua!

Meu Deus! Não tenho palavras pra dizer nada sobre isso!

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por arturbmallmann em Qua Dez 30, 2015 2:58 pm

Claudio. Eu sempre tive vontade de formar um grupo para formaturas, casamentos e outros eventos, a possibilidade de um repertório eclético me atrai demais! Mas oq complica nestes casos é conseguir dinheiro para investir em estrutura, é um negócio muito caro.

arturbmallmann
Membro

Mensagens : 829
Localização : Mondaí-SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por edumoraes em Qua Dez 30, 2015 3:42 pm

arturbmallmann escreveu:Claudio. Eu sempre tive vontade de formar um grupo para formaturas, casamentos e outros eventos, a possibilidade de um repertório eclético me atrai demais! Mas oq complica nestes casos é conseguir dinheiro para investir em estrutura, é um negócio muito caro.

Para fazer esse tipo de "trampo" não necessariamente a banda precisa ter seu próprio P.A., iluminação, etc.. Isso pode ser contratado à parte.

edumoraes
Membro

Mensagens : 3829
Localização : Província de Campinas-SP

http://emtechinformatica.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por leandrosf89 em Qui Dez 31, 2015 4:22 pm

Em outubro abriu um bar na Vila Madalena que chamou minha banda para fazer aquele famoso "teste" de tocar por quase nada pra ver se agrada. Fomos em formato acústico porque já sabiamos que está muito difícil fazer barulho por estas bandas. Resumindo a história: Fomos três vezes em formato banda (Violão, baixolão e cajon) desde então e o restante dos finais de semana deixamos o vocal fazer somente violão e voz por lá. Não valeu a pena ter trabalho com deslocamento, tirar músicas, tocar 4h por noite e ganhar 100 reais. Ficou combinado que se o bar quisesse a mesma vibe (lotamos o bar nas três vezes) teria que pagar melhor por isso.

leandrosf89
Membro

Mensagens : 3546
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Claudio em Qui Dez 31, 2015 6:08 pm

arturbmallmann escreveu:Claudio. Eu sempre tive vontade de formar um grupo para formaturas, casamentos e outros eventos, a possibilidade de um repertório eclético me atrai demais! Mas oq complica nestes casos é conseguir dinheiro para investir em estrutura, é um negócio muito caro.

Como o Edu disse, existem empresas que fazem a locação de equipamentos para esses eventos. Em geral quando você vai tocar em casamentos e aniversários, essa deve ser uma preocupação de quem está contratando a festa, a banda não é obrigada a fornecer PA.

Por uma questão de preocupação com a qualidade de som, acabei investindo em um P.A. e Iluminação pra minha banda. Com o material que tenho consigo montar um show pra um público de até 300 pessoas. Dessa forma quando contratam a banda pra fazer um evento, forneço o valor com e sem P.A.

Claudio
Administrador

Mensagens : 14814
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://www.claudiocuoco.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por fheliojr em Sex Jan 01, 2016 4:25 pm

leandrosf89 escreveu:...Não valeu a pena ter trabalho com deslocamento, tirar músicas, tocar 4h por noite e ganhar 100 reais...

isso é um insulto mesmo.

fheliojr
Membro

Mensagens : 8230
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por leandrosf89 em Sex Jan 01, 2016 7:54 pm

^Pois é amigo! O pior é que fizemos reunião com o dono do bar, ele gosta muito da gente mas foi uma choradeira pra arrancar um pouco mais, super desgastante. Disse que tá difícil e tudo mais, porém o bar é um sem a banda e quando começamos a tocar o pico lota, o povo bebe pra caramba, come pra caramba, e a gente fica nessa sensação de que está dando lucro pro local né... Dai preferimos ir só uma vez por mês com banda completa só pra manter o ritmo de jogo mesmo rs

leandrosf89
Membro

Mensagens : 3546
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Eliezer (Zé) em Qua Jan 06, 2016 12:41 pm

Por aqui pra quem não toca sertanejo ou forró tá complicado, principalmente pelas poucas opções de casas abertas a outros estilos fora os mencionados. Outras casas estão preferindo investir em contratação de DJ`s pra cortar custos. Fora que rolou uma diminuição bruta de quantidade de shows de novembro pra cá - e olha que estou em 3 bandas. Pra janeiro, só 2 shows marcados até o momento com uma das 3.
O movimento nos bares onde costumo tocar também tem caído bastante.

Eliezer (Zé)
Membro

Mensagens : 221
Localização : Rio Grande do Norte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Qua Jan 06, 2016 1:29 pm

Cachê aqui ta isso ai mesmo R$150,00 no máximo.

Outro dia o cara me ligou pra ganhar R$90,00 e eu ainda tinha que levar minha VX3500 (50KG)
Disse a ele assim: "Quero não valeu!"

Reveillon pedi R$600,00 pra tocar 2h e 30m e o cara nem reclamou. Acho que se pedisse mais ele pagava!
Enfim...fiz 1 ensaio, pagou minha gasolina pelo menos e o cachê (Cagou limpou)

Toquei e recebi a grana!

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Coder em Qua Jan 06, 2016 2:00 pm

^ E o Carnaval aí? Deve ter bastante trabalho, né?

Coder
Membro

Mensagens : 1923
Localização : 37.235, -115.811111

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Qua Jan 06, 2016 2:11 pm

Eu não sei se vou tocar...
Como vc sabe somos colegas de profissão e aqui onde trabalho é pico exatamente no mês de janeiro (no mês que deveria está ensaiando).

Aqui vai ocorrer as Matrículas dos Alunos(trabalho da sec. de educação do estado) e eu sou o único da empresa no Estado da Bahia que dá suporte Nível 2 e não posso me ausentar.

Tem oras que o bicho pega no oracle e aí só tem eu e eu...

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Coder em Qua Jan 06, 2016 2:25 pm

Também não sei se vou fazer. Acabei saindo da banda e quero descansar um pouco no feriado... Mas pelo menos aqui em SP é a semana toda de muito trabalho, dando pra tirar uma graninha boa!

Tá, eu confesso: Tenho trauma da ultima vez que toquei no carnaval onde meus dedos ficaram quase em carne viva! :[

Coder
Membro

Mensagens : 1923
Localização : 37.235, -115.811111

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Willian Casagrande em Qua Jan 06, 2016 2:40 pm

Eliezer (Zé) escreveu:Por aqui pra quem não toca sertanejo ou forró tá complicado, principalmente pelas poucas opções de casas abertas a outros estilos fora os mencionados. Outras casas estão preferindo investir em contratação de DJ`s pra cortar custos. Fora que rolou uma diminuição bruta de quantidade de shows de novembro pra cá - e olha que estou em 3 bandas. Pra janeiro, só 2 shows marcados até o momento com uma das 3.
O movimento nos bares onde costumo tocar também tem caído bastante.

Cara, aqui em Londrina tem meia dúzia de bares que contratam bandas de rock, que é o que toco e sempre toquei. Como o Juninho falou, não vivo de música, então se fizer meia dúzia de shows num ano, não passo necessidade (posso até passar, mas não por isso rs). No entanto, mesmo para quem toca sons mais populares, fáceis de encontrar na noite, como pop rock, reggae, covers variados, que é o que mais tem aqui - em uma cidade que por sinal até o nome é um cover, dá pra entender - já é difícil encontrar casas para tocar sempre.
Soma-se a isso a explosão de duplas sertanejas e de casas que tocam ou isso ou música eletrônica - aqui é a cidade do Sorocaba, e ele agencia metade das quase 200 duplas que há em Londrina, contando por baixo. Para se ter uma ideia, moro em frente a um estúdio que só grava sertanejo universitário e, em conversa com um dos proprietários, o cara contou que passam por lá cerca de 20 duplas por mês! Para uma cidade de porte médio, de 500 e poucos mil hab, é bastante!

Willian Casagrande
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 1804
Localização : Londrina/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Juninho Sampaio em Qua Jan 06, 2016 3:21 pm

"Tá, eu confesso: Tenho trauma da ultima vez que toquei no carnaval onde meus dedos ficaram quase em carne viva! :[" - CODER

Superbonde no dedo resolve!

Juninho Sampaio
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 4635
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mercado Musical e a crise

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:38 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum