Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Página 2 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Seg Nov 16, 2015 5:02 pm

^ Eros E-412 MG, B&C 12CL64, podem funcionar nessa caixa se colocar duto.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por caiogas em Seg Nov 16, 2015 8:29 pm

Valeu maia uma vez, Ruds!!!
avatar
caiogas
Membro

Mensagens : 13
Localização : Botucatu-SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por bass32 em Qua Nov 18, 2015 3:37 pm

Ruds;

1 - O volume ocupado pelo revestimento interno de uma caixa tem que ser abatido na litragem da caixa?
2 - Há necessidade de colocar revestimento interno em caixa de contrabaixo? Há fabricantes que não utilizam revestimento interno, ex: Teksound.


Última edição por bass32 em Qui Nov 19, 2015 9:28 am, editado 1 vez(es)
avatar
bass32
Membro

Mensagens : 128
Localização : Sobradinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por GeTorres em Qua Nov 18, 2015 7:54 pm

Boa noite Ruds.

Tenho o UT75G o 'baguinho' da gianoca. Na real eu tenho apenas o amp.funcionando normalmente. Quero reviver o paciente fazendo um móvel novo com visual parecido com o original. Só que eu penso em fazer a caixa fechada colocar dois pequenos dutos e com falante ou falantes...
O ampli só tem 34w segundo a gianoca e em 8 ohms conforme me esclareceu o Mestre Bertola e como eu quero usar ele em testes de instrumentos não pretendo usar ele no talo.
Pensei em montar com um subwoofer de 100w que até sobra pro ampli. Entretanto, eu também pensei em fazer com 2 subwoofer de uns 50w por 4omhs de 10' cone seco.
Considerando que não será exigido uma carga de trabalho pesada e que quando um baixo for plugado será com volume moderado e que é mais demonstrativo do de prático. O que vc recomenda?
avatar
GeTorres
Membro

Mensagens : 4678
Localização : Potim SP (Serra da Mantiqueira & Vale Histórico)

http://luthieiragetorres.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Qui Nov 19, 2015 3:35 pm

bass32 escreveu:Ruds;

1 - O volume ocupado pelo revestimento interno de uma caixa tem que ser abatido na litragem da caixa?
2 - Há necessidade de colocar revestimento interno em caixa de contrabaixo? Há fabricantes que não utilizam revestimento interno, ex: Teksound.
Revestimento não desconta do volume interno. Recomendo usar, porque ajuda a diminuir as reflexões e modos de ressonância indesejadas dentro da caixa. Mas cuidado para não obstruir o duto.

GeTorres escreveu:Considerando que não será exigido uma carga de trabalho pesada e que quando um baixo for plugado será  com volume moderado e que é mais demonstrativo do de prático. O que vc recomenda?
Recomendo medir o volume interno e procurar um falante que funcione no volume disponível. Projetar a caixa focando em eficiência, sacrificando um pouco a extensão de graves. Com essa baixa potência, não precisa se preocupar muito com o Xmax do falante.

Talvez o Snake ESV610 se adeque, mas isso depende do volume interno.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por bass32 em Qui Nov 19, 2015 4:16 pm

Ruds!

Em relação a comprimento e diâmetro de dutos!

O Winsd informa o diâmetro, comprimento e a correção que geralmente é de 0,732. Como se faz para aplicar essa correção ao duto?
avatar
bass32
Membro

Mensagens : 128
Localização : Sobradinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Sab Nov 21, 2015 12:21 pm

^ Esqueça esse número. Como uma primeira aproximação, faça apenas o seguinte: multiplique o comprimento do duto circular calculado pelo WinISD por 0,8.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por bass32 em Seg Nov 23, 2015 9:13 am

Ruds!


O Comprimento do duto seria de 23,66cm.
Multiplicando por 0,8 dá 18,928.

E agora? faço o que?
avatar
bass32
Membro

Mensagens : 128
Localização : Sobradinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Ter Nov 24, 2015 5:09 pm

^ Então esse é o comprimento do duto corrigido.

O que você faz agora?
Como já dizia Aleister Crowley: "Fazei o que tu queres, há de ser o todo da lei."
Laughing
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por bass32 em Ter Nov 24, 2015 7:08 pm

Saquei

Valeu!!!!!!!!!!!!!
avatar
bass32
Membro

Mensagens : 128
Localização : Sobradinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por LuizP.Alcantara em Sex Dez 04, 2015 6:36 pm

Ola Ruds!!!

Cara seguinte...estou com um MB 800 e gostaria de montar uma caixa para falar legal com ele...algo em 400w

pensei nos selenium 10cv5? o que acha?

Qual seria a especificação para montar uma caixa com esses falantes?

LuizP.Alcantara
Membro

Mensagens : 1
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Seg Dez 07, 2015 8:51 am

Olá, Luiz.

Os 10CV5 são muito ruins.

Como você tem um amp de responsa, melhor investir em uma caixa que consiga extrair pelo menos uma parte de tudo o que ele pode oferecer. Tipo uma caixa bem projetada, com falantes de qualidade e alto Xmax. Sugiro dar uma olhada no projeto aberto das fEARful. Mas, infelizmente, como a nossa querida presidenta e sua incrível equipe não estão ajudando muito e o dólar está alto, vai sair caro usar falantes importados.

Não temos nacionais a altura, mas existem alguns que se salvam. Poderia pensar em usar um Selenium 15PW5 em uma caixa grande, ou dois 12PW5. Outra idéia é fazer uma caixa com mid-range usando um 12SWP, como fez o nosso colega lucvon. Ou duas caixas 1x12", que te dariam mais modularidade.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Paulo Penna em Dom Dez 13, 2015 4:26 pm

Ruds, a selenium esta fazendo falantes?
Não estou conseguindo acessar o site atual deles. O que abri tem linha antiga e falantes até fora de linha.
avatar
Paulo Penna
Membro

Mensagens : 1945
Localização : BH

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Seg Dez 14, 2015 11:04 am

Paulo Penna escreveu:Ruds, a selenium esta fazendo falantes?
Não estou conseguindo acessar o site atual deles. O que abri tem linha antiga e falantes até fora de linha.


opa. que bom começar já contribuindo. o site que consegui é este aqui: jblselenium.com.br/site/#/Produtos?c=1&m=0&f=0&l=0&r=0.8999657332897186

E parece que o 12pw5 sumiu. E agora Ruds, o que será de nós sem o 12PW5 ????
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds

Mensagem por Klausberg Sampaio em Seg Dez 14, 2015 1:29 pm

Klausberg Sampaio escreveu:
Paulo Penna escreveu:Ruds, a selenium esta fazendo falantes?
Não estou conseguindo acessar o site atual deles. O que abri tem linha antiga e falantes até fora de linha.


opa. que bom começar já contribuindo. o site que consegui é este aqui: jblselenium.com.br/site/#/Produtos?c=1&m=0&f=0&l=0&r=0.8999657332897186

E parece que o 12pw5 sumiu. E agora Ruds, o que será de nós sem o 12PW5 ????

Olá, me cadastrei recentemente, mas acompanho o fórum a algum tempo.
1º, Dr. RUDS (rsrs), parabéns pela iniciativa em se dispor a tirar dúvidas e orientar, realmente vc ajuda muita gente. É de pessoas como vc que o Brasil é carente. Muito obrigado mesmo.
Baseado no que tenho lido, bolei o seguinte:

SEGUEM AS PREMISSAS PARA O MEU PROJETO:

Preciso do máximo de SPL que puder alcançar (com meus 2 amplificadores Classe D de 700Wrms em 4ohm cada)

Quero uma resposta com ampla faixa de frequência, o suficiente para explorar bem o potencial do meu baixo que tem 6 cordas. Gosto daquele som bem moderno. Por isso quero usar no set (também) um falante de 15” para ter mais graves, além de driver TI para ter mais agudos.

Preciso de boa portabilidade. O tamanho pequeno (na medida do possível) é IMPORTANTÍSSIMO para mim. Como vou usar um falante de 15”, então gostaria de “travar” a largura externa total  das caixas em +/- 18”.

Também para compor o set de 2 caixas gostaria de usar uma com 2 alto-falantes para os médios e médios/graves. Daí para caber na largura total de +/- 18”, teriam que ser 2 falantes de 8” nessa 2ª caixa.

Cada caixa precisa ter a possibilidade de ser usada individualmente, ao mesmo tempo, em locais diferentes. Como terei 2 amps 700Wrms 4ohm, elas serão montadas como 

Combos, respeitando a separação das câmaras de ar livre. Montadas como Combos, não terei o volume a mais do Head. Cada caixa terá um driver TI com um L-pad variável para 8ohms de, no mínimo, 40W.

SEGUEM MINHAS PRIMEIRAS DÚVIDAS sobre a escolha dos falantes:

a.       Sobre a escolha do falante de 15” eu tinha pensado no Eros E-515 pela sua alta faixa de frequência. Também por ser 500Wrms. Ele não falaria mais alto que o Selenium 15wp5?
Especificações Eletroacústicas do Eros E-515
RESPOSTA DE FREQUÊNCIA        38 ~ 4.000  Hz
SENSIBILIDADE (@ 1 W, 1 m) - FREE-AIR                 94.6    dB/SPL
POTÊNCIA MÁXIMA (RMS)        500         W
IMPEDÂNCIA NOMINAL               4 ou 8  Ohms
RESISTÊNCIA, RE  2.7 ou 5.7        Ohms / Vcc
ÁREA DO CONE                0,085     Sq.m
FREQÜÊNCIA DE RESSONÂNCIA               51.7      Hz
VOLUME EQUIVALENTE               97.5      L
Q MECÂNICO    7.993 (Qms)
Q ELÉTRICO        0,712     (Qes)
Q TOTAL              0,653     (Qts)
PRODUTO BL     11.146   TM
NO (REFERENCIAL DE EFICIÊNCIA)          1.836     %
COMPLIÂNCIA (CMS)    93.943   uM/N
MASSA TOTAL (MMS)   100.737                g
MASSA DIAFRAGMA (MMD)     86.354   g
EXCURSÃO CONE SEM DISTORÇÃO  (X MAX)     ± 7          mm
DENSIDADE DO FLUXO NO GAP               10.200  Gauss
 
b.      Qual seria um alto falante de 15” que pode me dar o Maior SPL, numa caixa de baixa litragem, com amp de 700Wrms 4ohm? (menor custo benefício. Rsrsrsrs)

c.       Para a caixa com 2x8”. Cada falante precisa ter uma câmara de ar interna INDIVIDUAL? (Visto que serão iguais)

d.      Quais falantes de 8” vc poderia me recomendar para ter nessa caixa 2x8” que vai trabalhar em conjunto com a anterior 1x15”?

        Que tal 2 Selenium 8pw3 ?

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 8pw3
Diâmetro nominal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 205 ( 8 ) mm (in) 
Impedância nominal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 W 
Impedância mínima @ 280 Hz . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6,5 W 
Potência 1 Programa Musical . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 250 W 2 
RMS (NBR 10.303) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 125 W 3 
AES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 125 W 
Sensibilidade (2,83V@1m) média entre 100 e 6.000 Hz . . . 92 dB SPL 
Compressão de potência @ 0 dB (pot. nom.) . . . . . . . . . . . 3,9 dB 
Compressão de potência @ -3 dB (pot. nom.)/2 . . . . . . . . . 2,6 dB 
Compressão de potência @ -10 dB (pot. nom.)/10 . . . . . . . 0,3 dB 
Resposta de freqüência @ -10 dB . . . . . . . . . . . . . . 70 a 8.000 Hz 
1 Especificações para uso de programa musical e de voz, permitindo distorção harmônica máxima no amplificador de 5%, sendo a potência calculada em função da tensão na saída do amplificador e da impedância nominal do transdutor. 
2 Norma Brasileira NBR 10.303, com a aplicação de ruído rosa durante 2 horas ininterruptas. 
3 Norma AES (100 - 1.000 Hz). 
PARÂMETROS DE THIELE-SMALL 
Fs (freqüência de ressonância) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 69 Hz 
Vas (volume equivalente do falante) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32 l 
Qts (fator de qualidade total). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,66 
Qes (fator de qualidade elétrico). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,71 
Qms (fator de qualidade mecânico) . . . . . . . . . . . . . . . . . 10,68 
ho (eficiência de referência em meio espaço) . . . . . . . . . . 1,47 % 
2 Sd (área efetiva do cone) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,0250 m 3 
Vd (volume deslocado) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58,75 cm 
Xmáx (deslocamento máx. (pico) c/ 10% distorção) . . . . . 2,35 mm 
Xlim (deslocamento máx. (pico) antes do dano) . . . . . . . . . 8,0 mm 
Condições atmosféricas no local de medição dos parâmetros TS: 
Temperatura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20 °C 
Pressão atmosférica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.012 mb 
Umidade relativa do ar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50 % 
Parâmetros de Thiele-Small medidos após amaciamento de 2 horas com metade da potência NBR. É admitida uma tolerância de ± 15% nos valores especificados. 



e.      Para a caixa 1x15” o D202Ti  (60Wrms 8ohm) fica legal? Teria algum outro que ficaria melhor? (baixo custo)

f.        Para a caixa 2x8” o D202Ti  (60Wrms 8ohm) fica legal? Teria algum outro que ficaria melhor? (baixo custo)

g.    A especificação desses abaixo parece ser boa. concorda? Já viu de perto algum dessa marca SPL ?

         FALANTE 15":   splaltofalantes.com.br/15mg9.html
         FALANTE 8":    splaltofalantes.com.br/8mgar.html

SE PUDER DAR UMA OLHADA NESSES 2 ACIMA, TE AGRADEÇO. Chato é que nunca vi essa marca.


Depois que tiver definido os Falantes, vou partir pro WinISD e Boxim, visto que vou querer esse duto retangular.


Última edição por Klausberg Sampaio em Seg Dez 14, 2015 7:01 pm, editado 4 vez(es) (Razão : acréscimo de informações)
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Paulo Penna em Seg Dez 14, 2015 2:23 pm

Klausberg Sampaio escreveu:
Paulo Penna escreveu:Ruds, a selenium esta fazendo falantes?
Não estou conseguindo acessar o site atual deles. O que abri tem linha antiga e falantes até fora de linha.


opa. que bom começar já contribuindo. o site que consegui é este aqui: jblselenium.com.br/site/#/Produtos?c=1&m=0&f=0&l=0&r=0.8999657332897186

E parece que o 12pw5 sumiu. E agora Ruds, o que será de nós sem o 12PW5 ????
Este é o site velho, havia um novo no ar que sumiu....
Ai ainda tem até os falantes B e G que a tempos estão fora de linha, que eu saiba.
avatar
Paulo Penna
Membro

Mensagens : 1945
Localização : BH

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Ter Dez 15, 2015 11:52 am

Paulo Penna escreveu:Ruds, a selenium esta fazendo falantes?
Não estou conseguindo acessar o site atual deles. O que abri tem linha antiga e falantes até fora de linha.
Estou por fora do mercado nesses últimos tempos. Até onde sei, ainda tem falantes Selenium pra vender poraí, inclusive o 12PW5, que aliás já ouvi faz anos que iria sair de linha mas sempre tem nas lojas.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Ter Dez 15, 2015 11:55 am

Klausberg Sampaio escreveu:Olá, me cadastrei recentemente, mas acompanho o fórum a algum tempo. [...]

Olá, Klausberg. Seja bem vindo!

Antes das suas dúvidas, me permita algumas considerações.

Você quer som moderno, bons graves mas quer caixa pequena. Não sei se um falante de 15" é a melhor solução pra isso. Já que você tem amps potentes, acho que seria melhor pensar em uma caixa com falante de 12" de longa excursão, tipo os 3012LF ou o 12SWP, junto com mid-ranges.

Já quanto aos de 8", o problema vai ser achar falantes que respondam bem em graves, tenham uma sensibilidade aceitável e aguentem o tranco. Além disso, como você quer que ambas as caixas sejam "full range", é quase certo que o casamento delas não será ótimo nessas condições que você está predeterminando.

Digo isso, porque talvez seja o caso de estar aberto a alternativas que possam te atender melhor. O melhor é focar no resultado, e não no tamanho dos falantes ou na "estética" das caixas.

Mas agora vamos às suas dúvidas.

a) Esse Eros E-515 não é lá aquelas maravilhas. A excursão é boa, mas ele não vai responder bem em uma caixa de tamanho reduzido como você quer. Ah, e esqueça essa "resposta em frequência" do datasheet, pq é besteira. Isso depende do projeto da caixa. Apesar de ter uma excursão um pouco menor, o 15PW5 tem uma sensibilidade bem maior e vai bem em caixas de no mínimo uns 90l, bem menores do que as necessárias pro Eros falar bem.

b) WPU1509 talvez, mas a excursão dele é meio baixa, e como você quer extensão, com uma sintonia baixa ele não chegaria em altos SPL. Um falante que cabe bem nessas condições é o Eminence 3015 (não o LF). Esse é o ponto em que talvez tenham falantes de 12" que desempenhem melhor nessas condições.

c) Não tem problema ser uma câmara única pros dois.

d) Aí complica. Não conheço bons falantes de 8" pra te recomendar pra caixa full range. Outro problema, é que esse "casamento" não vai acontecer. Vão ser duas caixas bem diferentes trabalhando nas mesmas faixas de frequência. Vai rolar muito cancelamento de fase e a dispersão vai ser ruim. Mas claro que nada impede você de ligar as duas juntas, como muita gente faz e até gosta. Vai "sair som".

Os 8PW3 não vão nem falar muito grave (Fs alta) nem muito forte (Vd baixo). Além disso têm uma baixa sensibilidade. Não acho uma boa. Pra ensaios em casa talvez.

e) Fica bom. Boa qualidade e aguenta com folga. O segredo aqui é escolher uma boa corneta.

f) Fica bom. Boa qualidade e aguenta com folga. O segredo aqui é escolher uma boa corneta.

g) Pelas especificações que constam no link, o falante de 15" parece ser bom, e se prestaria bem a uma caixa com medidas reduzidas. Mas faltam algumas informações que ajudariam a dar mais confiança. Seria ótimo poder ter ele nas mãos pra fazer umas medidas e confirmar o que o datasheet está dizendo.

O falante de 8" não vai te dar graves decentes (contando que os parâmetros do datasheet sejam confiáveis).
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Ter Dez 15, 2015 1:20 pm

Bom, no caso dos falantes da SPL, eles mandaram esses preços abaixo
2 = AF8” 8MGAr R$520,00
1 = AF15" 15MG9 R$ 550,00
Total R$1.070,00

Sendo que o 15pw5 tá uns R$ 300  e o wpu1509 tá uns R$ 600. Acho que não vai valer a pena arriscar em marca desconhecida, até por que tem os Snake (mais renomados) por um preço menor. Então os falantes da marca SPL estão descartados visto que o preço não compensa a pouca confiabilidade da marca.

Sobre os amps, eles ainda NÃO estão adquiridos, mas a minha intensão é ter um set que possa ser usado em outras situações (separadas individualmente em 2 eventos diferentes, ou até como mini P.A. quebra-galho)

Então gostaria de dicas para as caixas, pensando nelas de maneira individual, não trabalhando em conjunto (daí vou optar ficar com o risco de problemas de dispersão nas frequências médio-graves). No caso dos drivers, terei a opção de “zerar” um deles quando trabalhar em conjunto. (ou seja, gostaria das dicas para um combo 1x15" trabalhando só, e também um combo 2x8" só)


(Dúvida 01). A corneta para o D202Ti, nas duas situações deverá ser a HM11-25. Concorda que é boa?

Sobre Nacional ou Importado, vou de nacional mesmo. (o bolso é a parte do corpo humano que mais dói. Rsrsrs)

Como esse WPU1509 ficou pesado pro meu bolso, devo ir de 15pw5 mesmo (irmão próximo do tão bem falado 12pw5).

(Dúvida 02). O 15pw5 deve falar mais alto e forte que o Eros E-515, certo? Apesar de o Eros ter mais RMS.

(Dúvida 03). Este aqui (Esv650) não seria melhor (falar mais alto, e com mais pressão) que o 15pw5? (tem 1 dB a menos, porém 50Wrms a mais)

Snake Esv650
Diâmetro nominal: 15” (380mm) 
Impedância nominal: 8 ohms 
Potência máxima contínua: 400W RMS 
Potência de programa musical: 800W 
Sensibilidade: 97 dB SPL (1 W/m) 
Resposta de freqüência: 30 Hz ~ 3,9 kHz 
Diâmetro da bobina móvel: 3” (76mm) 
Máxima excursão sem dano: 00 mm (00 mm p-p) 
Ressonância nominal: 38 Hz Peso: 5,4 Kg

Parâmetros Thiele-Small: Fs: 38,69 Hz Re: 4,9 ohms Qms: 5,222 Qes: 0,555 Qts: 0,502 Vas: 231,719 L Sd: 0,088 m² Xmax: 0 mm Le: 1,040 mH Bl: 13,129 T/m No: 2,3% Mms: 80,287 g



Slenium15pw5
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Diâmetro nominal . . . . . . . . 380 (15) mm (in) 
Impedância nominal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .   . . . . . 8 W 
Impedância mínima @ 180 Hz . . . . . . . . . . . .  . . . . . . 6,4 W 
Potência 1 Programa Musical . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 700 W 2 
RMS (NBR 10.303) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 350 W 3 
AES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . 350 W 
Sensibilidade (2,83V@1m) média entre 100 e 2.000 Hz . . 98 dB SPL 
Compressão de potência @ 0 dB (pot. nom.) . . . . . .. . . 3,0 dB 
Compressão de potência @ -3 dB (pot. nom.)/2 . . . .. . . 1,9 dB 
Compressão de potência @ -10 dB (pot. nom.)/10 . . . . . 0,6 dB 
Resposta de freqüência @ -10 dB . . . . . . . . . . . . . . 40 a 3.000 Hz 1 
Especificações para uso de programa musical e de voz, permitindo distorção harmônica máxima no amplificador de 5%, sendo a potência calculada em função da tensão na saída do amplificador e da impedância nominal do transdutor. 2 Norma Brasileira NBR 10.303, com a aplicação de ruído rosa durante 2 horas ininterruptas. 3 Norma AES (60 - 600 Hz). 

PARÂMETROS DE THIELE-SMALL Fs (freqüência de ressonância) . . . . 40 Hz 
Vas (volume equivalente do falante) . . . . . . . . . . . . . . . . . . 190 l 
Qts (fator de qualidade total). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,40 
Qes (fator de qualidade elétrico). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,41 
Qms (fator de qualidade mecânico) . . . . . . . . . . . . . . . . . 16,82 
ho (eficiência de referência em meio espaço) . . . . . . . . . . 2,90 % 2 
Sd (área efetiva do cone) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,08605 m 3 
Vd (volume deslocado) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 490,0 cm 
Xmáx (deslocamento máx. (pico) c/ 10% distorção) . . . . . . 5,7 mm 
Xlim (deslocamento máx. (pico) antes do dano) . . . . . . . . 12,0 mm 
Condições atmosféricas no local de medição dos parâmetros 
TS: Temperatura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 °C 
Pressão atmosférica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.016 mb 
Umidade relativa do ar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 51 % 
Parâmetros de Thiele-Small medidos após amaciamento de 2 horas com metade da potência NBR. É admitida uma tolerância de ± 15% nos valores especificados






Aos meus olhos de leigo, esse ESX415 parece ser o melhor do mercado brasileiro na faixa dos 420,00. MAS só irei nesse se ele for MUITO melhor que O MELHOR dos outros 2 acima, que são mais baratos.


Snake ESX415 (15") 

Especificações
Diâmetro nominal                                       15" (380mm)
Impedância nominal                                    8 ohms
Potência máxima contínua                           400W RMS
Potência de programa musical                              800W
Sensibilidade       cyclops cheers bounce Very Happy  101dB SPL (1W/m)
Resposta em freqüência                          35Hz a 5,5KHz
Diâmetro da bobina móvel                              3" (76mm)
Máxima excursão sem dano               12mm (24mm p-p)
Volume de caixa recomendado       •80L - sint. 49Hz
                                                      •155L - sint. 39Hz
                                                           (extended bass)
Peso líquido    6,4kg 

(Dúvida 04). será que podemos ter uma caixa relativamente compacta?

PARÂM. THIELE/SMALL:
Bl: 16,1 T / m
Fs: 40 Hz
Re: 5,0 ohms
Qms:7,213
Qes: 0,313
Qts: 0,0300
Sd: 0,088 m² (137 pol.²)
Xmax: 4 mm
Vas: 268 litros (9,5 pés cúbicos)


Máxima excursão sem dano: 12 mm (24 mm p-p)
Aplicações
Medio Grave profissional para  Caixas Ativas/Passivas, Cornetadas ou Dutadas, muito utilizado em line arrays grandes, caixas de médio grave para auditórios, etc.




(Dúvida 05). É verdade que com 3 dB a mais de sensibilidade a resposta é o dobro? Então o ESX415 (101dB) falaria +/- o dobro do 15PW5 (98dB) com a mesma potência aplicada?


(Dúvida 06). Como os amps NÃO estão comprados, tenho a opção de um amp classe D de 500Wrms em 8ohm ou de 300wRms em 8ohm (não tenho opção intermediária). Melhor escolher o de 500W para ter uma folguinha de RMS no amp, certo?

(Dúvida 07). Quais seriam os parâmetros mínimos (passáveis) para FALANTES de 8” ? Pensando numa caixa de baixo 2x8” + D202Ti. Quero “mergulhar” na busca de algum nacional, até porque várias marcas estão fazendo caixas 2x8” para baixo. study

Poderia dar sua opinião sobre esses abaixo confused Question  Suspect por favor.

Qual seria o melhorzin ?

Snake ESX 408 (8")
Bobina móvel de alta potência com diâmetro de 2”.
Carcaça em alumínio fundido e conjunto magnético totalmente usinado .
Diâmetro nominal 8” (200mm)
Impedância nominal 8 ohms
Potência máxima contínua 200W RMS
Potência de programa musical 400W
Sensibilidade 96dB SPL (1W/m) (ligando os 2 em paralelo eu tenho um ganho total de 3dB, é isso? ou são 3 + 3 = 6dB ? )
Resposta em freqüência 65Hz a 6,0KHz
Diâmetro da bobina móvel 2” (51mm)
Máxima excursão sem dano 11mm (22mm p-p)
Volume de caixa recomendado •6,3L - Selada •10,5L - sint. 93Hz (x-bass)
Peso líquido 4,0kg 
Fs: 71,65 Hz 
Re: 5,5 ohms 
Qms: 6,412
Qes: 0,332
Qts: 0,316
Vas: 16,83 litros (0,594 pés cúbicos) 
Sd: 0,0214 m² (33,22 pol.²)
Xmax: 2,0 mm 
Bl: 11,821 T / m 
no: 1,9 % 
Mms: 18,543 g


Selenium JBL 8MB4P (8")
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARÂMETROS DE THIELE-SMALL 
Diâmetro nominal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 203 ( 8 ) mm (in) 
Impedância nominal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 
Impedância mínima @ 350 Hz . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6,3 
Potência Programa musical . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 500 W 
RMS (NBR 10.303) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 250 W 
AES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 250 W 
Sensibilidade (2,83V@1m) média entre 120 e 3.500 Hz . . . 97 dB SPL
Compressão de potência @ 0 dB (pot. nom.) . . . . . . . . . . . 3,8 dB 
Compressão de potência @ -3 dB (pot. nom.)/2 . . . . . . . . . 1,9 dB 
Compressão de potência @ -10 dB (pot. nom.)/10 . . . . . . . 0,7 dB 
Resposta de freqüência @ -10 dB . . . . . . . . . . . . . . 80 a 5.000 Hz 
Fs (freqüência de ressonância) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105 Hz 
Vas (volume equivalente do falante). . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9,4 l 
Qts (fator de qualidade total). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,76 
Qes (fator de qualidade elétrico). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,82 
Qms (fator de qualidade mecânico) . . . . . . . . . . . . . . . . . 10,62 
no (eficiência de referência em meio espaço) . . . . . . . . . . . 1,4 % 
Sd (área efetiva do cone) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,025 m 
Vd (volume deslocado) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81,25 cm 
Xmáx (deslocamento máx. (pico) c/ 10% distorção) . . . . . 3,75 mm 
Xlim (deslocamento máx. (pico) antes do dano) . . . . . . . . 12,4 mm 
Condições atmosféricas no local de medição dos parâmetros 
TS: Temperatura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 °C 
Pressão atmosférica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.022 mb 
Umidade relativa do ar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50 %

W W b a25 q 1 24 W m W W W W 1 2 3 2 1 Especificações para uso de programa musical e de voz, permitindo distorção harmônica máxima no amplificador de 5%, sendo a potência calculada em função da tensão na saída do amplificador e da impedância nominal do transdutor. 2 3 Norma Brasileira NBR 10.303, com a aplicação de ruído rosa durante 2 horas ininterruptas. Norma AES (200 - 2.000 Hz). Parâmetros de Thiele-Small medidos após amaciamento de 2 horas com metade da potência NBR. É admitida uma tolerância de ± 15% nos valores especificados. h 


Eros E 208 MG (8")
RESPOSTA DE FREQUÊNCIA60 ~ 4.000Hz
SENSIBILIDADE (@ 1 W, 1 m) - FREE-AIR 92.068 dB / SPL
POTÊNCIA MÁXIMA (RMS)200W
POTÊNCIA MUSICAL400W
IMPEDÂNCIA NOMINAL4 ou 8Ohms
RESISTÊNCIA, RE3,1 ou 5,8Ohms / Vcc
ÁREA DO CONE 0,022Sq.m
FREQÜÊNCIA DE RESSONÂNCIA 90.338Hz
VOLUME EQUIVALENTE 11.633L
Q MECÂNICO 3.778 (Qms)
Q ELÉTRICO0,820(Qes)
Q TOTAL0,674(Qts)P
RODUTO BL6.575TM
NO (REFERENCIAL DE EFICIÊNCIA)1.011%
COMPLIÂNCIA (CMS)159.016uM/N
MASSA TOTAL (MMS)19.519g
MASSA DIAFRAGMA (MMD)17.553g
EXCURSÃO CONE SEM DISTORÇÃO (X MAX)± 5,5mm
DENSIDADE DO FLUXO NO GAP8.900Gauss







Assim que tiver definido os Falantes, vou partir pro WinISD e Boxim, visto que vou querer aqueles dutos retangulares.
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Qui Dez 17, 2015 8:23 am

Klausberg,

vou ainda tentar te dar mais uma sugestão antes de responder suas dúvidas.

Aprenda a simular e teste todos esses falantes que você pesquisou e mais tantos outros ANTES de decidir qual falante usar. Senão você estará escolhendo "no escuro", e isso não é uma boa estratégia. Pra simular você terá que saber qual é o volume interno de sua futura caixa. Então imagine as medidas dela e calcule o volume interno líquido (desconte tudo que ocupa volume dentro da caixa que não seja ar ou espumas de poros abertos).

Às dúvidas:

1) É aceitável. A vantagem dela é que cabe numa caixa pequena. Se você não pretende importar cornetas, vá com essa mesmo.

2) Depende da caixa. Se teu limite for o amp (potência), o Selenium fala mais alto. Se tiver potência sobrando e a sintonia for igual pros dois, o Eros pode chegar mais alto (mas vai ser mais "boomy"). Simule no WinISD e veja você mesmo.

3) SNAKE ESV650: Provavelmente não, até pq sem saber a excursão não tem como dizer. E como sempre, depende muito do projeto da caixa. Esse Snake também precisa de uma caixa bem grande pra desempenhar a contento. Tipo o Eros.

Pra saber o SPL máximo, você não pode contar com essa sensibilidade e com a potência RMS do datasheet. Tem que simular.

4?) SNAKE ESX415: Esse é +- parecido com o WPU1509. Também não tem uma excursão muito alta, mas não precisa de uma caixa muito grande. Se o que vc quer é SPL, acho que o 15PW5 ainda ganha. Mas mais uma vez, depende da caixa. Simule pra saber ao certo.
Ah, e essa sensibilidade de 101dB é a média na faixa de frequência ampla, no eixo (0°). Não representa a sensibilidade em graves do falante. Ela leva em conta um pico grande em sensibilidade nos médio-agudos que o falante deve ter, e isso joga a média lá pra cima. Então esqueça esses 101dB pra o que você busca. Simule a caixa que você terá uma noção melhor da sensibilidade em graves real do falante.

5) Não. O que isso significa é que pra chegar no mesmo SPL você precisa de 3dB a menos de potência (que é metade da potência). Isso não é equivalente a te dar a sensação do dobro de "volume". E mais uma vez, a sensibilidade em graves do Snake não é esses 101dB.
Como envolve psicoacústica e contas com logaritmos, tem que cuidar com as interpretações dessas grandezas e fenômenos.
Ligar dois falantes em paralelo te dará +3dB de sensibilidade, e um headroom 6dB maior. Então, se você aplicar o dobro da potência que aplicaria em um falante único, terá um SPL de +6dB, o que soará mais alto, mas não como se fosse o dobro da intensidade sonora de um único falante...  psicoacústica...

6) Simule a caixa e veja quanta potência você precisa pra chegar no SPL máximo. Jogue uma folga de uns 50% a 100% a mais na potência do amp que tá bom.
Provavelmente não será o limite térmico (potência RMS) do falante que irá limitar sua caixa.

7) Puts, tem que analisar os parâmetros como um todo. O jeito no seu caso é jogar seus candidatos no WinISD e ver a resposta que eles te dão. Ver quanto aguentam de SPL máximo e tal. Daí decida pelo que melhor atender suas expectativas. Faça isso com esses que você postou aqui que você vai entender o que estou dizendo.


Desligar os agudos da caixa é fácil de fazer depois, pra usar as duas em conjunto. Mas isso você pensa numa próxima etapa do projeto.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Dez 17, 2015 9:40 am

Ok Ruds. Muito obrigado pelos avanços. Se bem entendi, agora é comigo. Entender e fazer simulações no WinISD. Tão logo tenha os resultados, postarei aqui.

Só uma coisa: O que é aquele grave Boomy?

Alguém poderia me informar como se insere imagens aqui? Sad


Última edição por Klausberg Sampaio em Qui Dez 17, 2015 11:24 am, editado 1 vez(es)
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Qui Dez 17, 2015 10:17 am

^ É quando a caixa tem um ganho exagerado nos graves próximo dos 100Hz. No gráfico da resposta em frequência, aparece como um pico em graves. Isso que eu chamo de "boomy", pq vai tender a deixar o som embolado. Se for muito exagerado, vai causar o "grave de uma nota só", pq vai ter uma faixa muito estreita de frequências com ganho muito exagerado. Tipo esses subs automotivos. Daí não tem eq que resolva.

Normalmente isso acontece quando a caixa é muito pequena pro falante, ou quando a sintonia está muito alta. Ou as duas coisas juntas.

Pra evitar esse "boomy", esse ganho nos graves não deve ser maior do que uns 2dB. Um pico de 3dB eu já acho que é exagerado, mas claro que isso também depende de o que você espera da caixa. Rolling Eyes
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Dez 17, 2015 11:24 am

Alguém poderia me informar como se insere imagens aqui? Sad
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Dez 17, 2015 11:27 am

Ruds escreveu:^ É quando a caixa tem um ganho exagerado nos graves próximo dos 100Hz. No gráfico da resposta em frequência, aparece como um pico em graves. Isso que eu chamo de "boomy", pq vai tender a deixar o som embolado. Se for muito exagerado, vai causar o "grave de uma nota só", pq vai ter uma faixa muito estreita de frequências com ganho muito exagerado. Tipo esses subs automotivos. Daí não tem eq que resolva.

Normalmente isso acontece quando a caixa é muito pequena pro falante, ou quando a sintonia está muito alta. Ou as duas coisas juntas.

Pra evitar esse "boomy", esse ganho nos graves não deve ser maior do que uns 2dB. Um pico de 3dB eu já acho que é exagerado, mas claro que isso também depende de o que você espera da caixa.  Rolling Eyes

Estou buscando FLAT (ou o mais próximo possível, longe de querer 100% disso)
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Dez 17, 2015 11:30 am


Resolvi. eu estava com a versão errada. Na versão 0.50a7 perece estar tudo ok
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Dez 17, 2015 2:21 pm

Ruds,

Tudo ok até agora. Consegui cadastrar o 15pw5.

(Dúvida 1) No driver editor, preenchi os campos BASKET, OUTER, (boca do driver)  e Dvol (Driver Volume, certo?). Tem problema? Tipo, ainda terei que tirar ou adicionar os 4,3L do 15pw5 ?

Depois que gerei a primeira versão do projeto o sistema me sugeriu:

DRIVER:
Voice Coill Temp Rise: 0
Voice Coil Resistence TC: 0.003900
Added Mass to cone: 0   (mas eu não já tinha cadastrado isso lá no falante? os 4,3 L ?)

BOX:
Volume: 172,81 L
Frequencia: 40,15 Hz

VENTS:
Number: 1
Vent Diameter: 10,20 cm
Vent Lenght: 1,31 cm
End Correction: 0,732 (esse é o tal fator de correção? o 0,8? posso usar 0,732 para tentar ser mais exato? lembrando que vou querer o duto retangular.)
Cross area: 81,7 cm 2
1st port ressonance: 13119,12

(Dúvida 2) Lá tem a opção (SHAPE) de escolher a Vents QUADRADA,  e informar largura e altura para ele gerar o comprimento. Posso ir nessa? Ou o Boxim é melhor?

PLOT:
Temperature: 20
Relactive Humd: 30
Air Pressure: 1013250 Pa
Sound Velocity: 343,68 m/s
Air Densit: 1,20095 kg/m 3

SIGNAL
System Imput Power: lancei 500 w
Series Resistence: lancei 8 ohms
Distance: 1 m
Angle: 0


(Dúvida 3) TEM ALGUMA OUTRA ABA QUE SERIA RELEVANTE TE PASSAR? (Não consigo postar imágens aqui. Já tentei .jpg .gif , mas nenhuma vai  confused  Sad  )


(Dúvida 4) Pense num burro olhando para um palácio. Foi assim que fiquei  No  . O que fazer agora? Mexer na litragem? Na sintonia da caixa? (O buscado aqui, na medida do POSSÍVEL, é o mais próximo de um som FLAT, pouco volume para TRANSPORTE, maior SPL e Pressão, ahh, e extensão também  Laughing . Se esses fatores forem contraditórios, então a minha opção é o meio-termo, nem tanto um nem outro)


No PDF a selenium recomenda: 110 L affraid com 1 duto de 12,5 pol. por 2cm de comprimento.
Num post da internet encontrei que: para uma caixa "automotiva" 15pw5 75Litros com 02 dutos 4"por 9cm para cada 15pw5 (Recomendada por e-mail pela Selenium) No
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Qui Dez 17, 2015 3:32 pm

1 e 3)
No "Drive editor", pra cadastrar um falante, entre apenas com os seguintes parâmetros:

Qes, Qms, Fs, Vas, Re, Sd, Xmax e Pe.

Nada mais. E o que você não tiver, simplesmente deixe em branco. Isso é tudo o que você precisa pra simular tudo no WinISD. O resto só vai te atrapalhar. Se você entrou com outras coisas, crie um novo cadastro e salve por cima do antigo.

No projeto, não mexa em nenhum valor ou parâmetro que você não saiba bem o que é. No começo, mexa apenas na aba "box" nos itens "volume" e "Tuning freq", na aba "Vents" pra colocar o número e tamanho dos dutos, e na aba "signal" pra colocar a potência de teste.

Depois explore os diferentes gráficos, tente entender o que eles representam até você pegar o jeito.

Você terá que descontar o volume do falante antes de entrar com o volume no WinISD, sim.

O fator de correção é outra coisa. Nada a ver com esse "end correction" do WinISD. E não se aplica aos retangulares.
Você pode usar o BoxSim também pra dutos circulares que ele é mais preciso, daí não precisa usar o tal fator de correção.



2)
Você pode usar o WinISD com dutos retangulares, mas apenas pra saber a velocidade do ar no duto. O comprimento vai estar errado. Depois que você definiu a quantidade, altura e largura dos dutos quadrados, use o BoxSim pra calcular o comprimento.


4)
É isso aí. Vá experimentanto até chegar na caixa que atende tuas necessidades. Você vai ver que não existe caixa perfeita. São muitos compromissos que você terá que escolher.

Pois é, tentei te explicar que falantes de 15 ficam melhores em caixas maiores. Pro 15PW5, menos de 90l é muito pequena. 110l fica bom. 75l é pra competição de som automotivo, pq dá aquele ganho alto nos graves. Continue pesquisando e simulando pra começar a sentir como que isso funciona. Depois releia o que já postei pra ti (e pros demais se quiser, o tópico tá cheio de dicas) e veja se começa a fazer sentido pra você.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Seg Dez 21, 2015 11:31 am

Bom dia, Ruds, fiquei sem norte novamente,
Simulando os de 15”
O Esv650 não tem informado o Xmax (coloquei 2mm só para simular, pode ser? Ou é arriscado comprar e queimar ele?)
Estou simulando os 3 falantes com a mesma BOX (100L, 40Hz. Tá bom? Acredito que Litragem e Sintonia caminham em direções opostas.)  e o mesmo SIGNAL (500w), para ver quais se comportam melhor nas mesmas condições. Tá errado?
Apesar de ter 50W a menos potência, o 15pw5 parece estar se comportando muito bem (de maneira mais linear), e além do mais, é mais barato, mais leve, e tem na minha cidade. (E olha que o Esx415 tem mais sensibilidade também. Não entendo. Podia existir algum 8pw5   pale )
Como saber qual dos 3 falantes está tendo melhor desempenho (falando mais alto, tendo mais extensão de graves) Onde identifico isso?

Aqui vejo que o Esx415 cruza os -3dB numa frequência acima dos outros 2 (ponto a MENOS pro Esx415) É isso?


Aqui o vale do 15pw5 é menor. (ponto a mais para ele) É isso?


Todos excursionaram além do limite, o que fazer? Diminuir a boca do duto? Aumentar o comprimento do duto? E a sintonia?


Vale a mesma situação anterior?



Esse é um esboço inicial da parte frontal das caixas  Very Happy  Very Happy  Very Happy
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Seg Dez 21, 2015 2:02 pm

Klausberg,

100l eu considero uma caixa grande. Veja se é isso mesmo que você quer. Lembre que esse é o volume liquido, depois de descontado tudo que ocupa espaço no interior da caixa, inclusive o duto.

Sintonia em 40Hz é bem baixa. Eu acho melhor mais alto, tipo acima de 45Hz.

O SIGNAL você deve ajustar para a potência que faz o falante chegar no limite de excursão. Isso varia para cada falante, volume e sintonia da caixa.

Extensão de graves você vê na resposta em frequência. Quanto menor a frequência com que a curva começa a cair (da direita pra esquerda), mais grave a caixa alcança. Os pontos normalmente observados são os de -3dB e -10dB.

Falar mais alto você pode ver ou 1) no gráfico de SPL máximo, ou 2) no de SPL se você antes ajustar a potência de entrada de forma que o falante não exceda o limite de excursão, como comentei antes.

Sobre os gráficos/imagens:
1) É isso mesmo. Em caixas iguais esse ESX fala menos grave do que os outros. E perceba como o Snake ESV está com um ganho considerável nos graves. Ele daria uma resposta mais plana em uma caixa maior.

2) Sim. O responsável por esse "vale" é o Xmax. Nessas 3 caixas que você simulou, o máximo de potência (de graves) que poderia ser aplicada na caixa antes dela começar a distorcer por excesso de excursão seria 20W, 110W e 200W, aproximadamente. O 15PW5 tem mais excursão, por isso permite mais potência.
A sintonia tem uma influência muito grande nisso. Varie e sintonia e veja o que acontece. Veja também o gráfico "maximum SPL". Esse te dirá qual caixa está "falando mais alto". Neste último também aparecerá um vale, que indicará o limite máximo de SPL da caixa nas frequências graves.

3) O problema aqui é que você colocou 500W pra todos. Baixe essa potência até que eles estejam dentro do limite de excursão. O volume e a sintonia da caixa influenciam nisso, especialmente a sintonia.

4) Esse é o último gráfico que você deve ver, depois de colocar a potência do sistema no limite de excursão. A velocidade do ar deve estar abaixo de 20m/s. Quanto maior for a seção transversal ("boca") do duto, menor será a velocidade.

5) Então, será que cabem 100l dentro dessa caixa aí?


Última edição por Ruds em Ter Dez 22, 2015 8:27 am, editado 1 vez(es) (Razão : correções)
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Ter Dez 22, 2015 4:07 pm

Fiz a pesquisa dos Alto Falantes de 8" nacionais das marcas Selenium, Eros e Snake e gerei essa tabela comparativa.

Quais poderiamos destacar como:

1) Modelo com melhores características (ou menos piores, rsrsrs) para caixas de baixo ?
2) Modelo com a melhor relalção custo-benefício ? (amp de 500Wrms em 4 Ohms)




upload
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Ter Dez 22, 2015 5:09 pm

^ Cara, não me peça pra escolher entre esses aí pra caixa de graves. pale
Se fosse como mid-range, quem sabe...

Simule eles você mesmo e veja o resultado.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Ter Dez 22, 2015 6:34 pm

Ruds escreveu:^ Cara, não me peça pra escolher entre esses aí pra caixa de graves.  pale
Se fosse como mid-range, quem sabe...

Simule eles você mesmo e veja o resultado.


ok scratch bom
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Ter Dez 22, 2015 6:39 pm

Ruds escreveu:Klausberg,

100l eu considero uma caixa grande. Veja se é isso mesmo que você quer. Lembre que esse é o volume liquido, depois de descontado tudo que ocupa espaço no interior da caixa, inclusive o duto.

Sintonia em 40Hz é bem baixa. Eu acho melhor mais alto, tipo acima de 45Hz.

5) Então, será que cabem 100l dentro dessa caixa aí?


Ajustei a sintonia para 50Hz (tá bom? Quero o mais grave, dentro das possibilidades sem embolar) e o Volume para 80L  (Tá bom? Quero o menor possível, sem prejudicar o desempenho do 15pw5)






Para o “vale” do MAXIMUM POWER diminuir, eu posso aumentar a Sintonia e/ou diminuir o Volume. Mas aí eu perco grave. Tem outro jeito de melhorar esse gráfico diminuindo esse “vale” sem perder muito a resposta de graves?


Essa curva pode passar de 0 dB ?


Poderia ser mais grave? Ou deveria ser menos grave? Ou tá bom?  Shocked


Essa pouca quantidade a mais que o Xmáx deve ser tirada?
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Qua Dez 23, 2015 9:30 am

Klausberg,

só pra deixar mais claro, todos esses falantes de 8" que você listou são péssimos pra caixas de graves. Eu não vou te indicar um desses, porque depois corre o sério risco de você não gostar do resultado, ou de algum outro leitor desavisado achar que eu estaria recomendando como um falante bom pra caixas de contrabaixo. A essa altura, depois de tudo o que já conversamos, você mesmo tem condições de avaliar esses falantes e decidir qual deficiência está disposto a tolerar.

Não desanime. Ponha a caxola pra funcionar que você vai ver que você chega em conclusões. Eu só vou orientar, não vou fazer o projeto pra você.

Então, sobre o volume, calcule ele antes. Não fique só jogando valores aleatórios no WinISD. Você já tem o desenho da caixa. Calcule o volume interno e use ele. Pronto. Isso, claro, supondo que você já decidiu que sua caixa terá aquele tamanho e ponto final.

Pra te ajudar, vou passar mais algumas "guidelines" pra você ter uma ideia se as caixas vão ter um desempenho satisfatório.

Em termos de extensão de graves, você precisa que o ponto de -3dB esteja, no mínimo, abaixo de 61Hz pra reproduzir um Sizão satisfatoriamente. No outro extremo, nem sempre muito grave é uma boa ideia. Ir muito abaixo dos 50Hz já não traz muita vantagem pra contrabaixo, exige muita excursão do falante, e pode até deixar o som embolado em lugares pequenos sem eq. Abaixo de 40Hz é loucura.

Em termos de SPL, vou citar algumas situações e quanto SPL máximo sua caixa tem que ter. Isso é bem aproximado, e pode variar de acordo com o estilo musical e do timbre do contrabaixo, mas pelo menos você terá uma noção.

Estudo em casa: 100dB SPL

Ensaios básicos / Apresentação tipo "acústico" / Fazer bares pequenos: 115dB SPL

Ensaio "barulhentos" / Retorno para palcos grandes / Fazer ambientes menores sem PA: 120dB SPL

Lugares abertos: 125dB SPL ou mais


Se a sintonia está boa? Veja o resultado da simulação e decida você mesmo.

Sobre se a curva pode passar de 0dB? Eu já te respondi em uma postagem anterior. Continua valendo.

Sobre o Xmax, se o gráfico passar um pouco do limite não é nada preocupante, mas pq não ajustar um pouco melhor?
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Dez 24, 2015 12:07 pm

Ruds escreveu:Então, sobre o volume, calcule ele antes. Não fique só jogando valores aleatórios no WinISD. Você já tem o desenho da caixa. Calcule o volume interno e use ele. Pronto. Isso, claro, supondo que você já decidiu que sua caixa terá aquele tamanho e ponto final.
É que só travei a largura e altura da caixa, a profundidade está em aberto, exatamente para escolher a litragem que me viabilize bons graves no menor tamanho possível.
O que vc acha de 80L e 55Hz para o 15pw5 ?




Ruds escreveu:Pra te ajudar, vou passar mais algumas "guidelines" pra você ter uma ideia se as caixas vão ter um desempenho satisfatório.

Em termos de extensão de graves, você precisa que o ponto de -3dB esteja, no mínimo, abaixo de 61Hz pra reproduzir um Sizão satisfatoriamente. No outro extremo, nem sempre muito grave é uma boa ideia. Ir muito abaixo dos 50Hz já não traz muita vantagem pra contrabaixo, exige muita excursão do falante, e pode até deixar o som embolado em lugares pequenos sem eq. Abaixo de 40Hz é loucura.

Em termos de SPL, vou citar algumas situações e quanto SPL máximo sua caixa tem que ter. Isso é bem aproximado, e pode variar de acordo com o estilo musical e do timbre do contrabaixo, mas pelo menos você terá uma noção.
Estudo em casa: 100dB SPL
Ensaios básicos / Apresentação tipo "acústico" / Fazer bares pequenos: 115dB SPL
Ensaio "barulhentos" / Retorno para palcos grandes / Fazer ambientes menores sem PA: 120dB SPL
Lugares abertos: 125dB SPL ou mais
Se a sintonia está boa? Veja o resultado da simulação e decida você mesmo.
Sobre o Xmax, se o gráfico passar um pouco do limite não é nada preocupante, mas pq não ajustar um pouco melhor?
Isso aí cheers  cheers  Laughing  Laughing Ajudou muitíssimo


Ruds escreveu: Sobre se a curva pode passar de 0dB? Eu já te respondi em uma postagem anterior. Continua valendo.
Sobre essa curva, perdoe minha ignorância, mas ainda não entendi. Reli as postagens anteriores e só encontrei essa abaixo. (Seria outra que não atentei?)
Ruds escreveu: Extensão de graves você vê na resposta em frequência. Quanto menor a frequência com que a curva começa a cair (da direita pra esquerda), mais grave a caixa alcança. Os pontos normalmente observados são os de -3dB e -10dB.
Então devo IGNORAR o que passa de 0dB visto que “Os pontos normalmente observados são os de -3dB e -10dB” ??? Desculpe a insistência, mas é que realmente me incomodou a curva passar daquela linha vermelha, ainda mais porque na sugestão inicial do sistema (litragem gigante) a curva não passa esse “limite” (mesma imagem anterior).

DÚVIDA: Um vale de 45W no Máximum Power, é muito? Ou é aceitável?




DÚVIDA: Se eu tenho que diminuir o SIGNAL até o falante ficar dentro do Xmáx, então só preciso dessa potência  menor para minha caixa? (Meu Amp é de 500Wrms. Meu falante é de 350Wrms. Se o signal simulado ficar bom em 150, então uma potência de 150Wrms atende?

DÚVIDA: Existe velocidade MÍNIMA de ar no duto? (sei que a máxima é 20m/s)

De antemão agradeço a paciência.
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Qui Dez 24, 2015 4:16 pm

Klausberg Sampaio escreveu:O que vc acha de 80L e 55Hz para o 15pw5 ?
Eu acho melhor uma caixa maior pro 15pw5. No mínimo 90l, mas 110l seriam mais adequados. Diminuir o volume da caixa faz ela perder extensão e ficar com ganho exagerado perto dos 100Hz (lembra do "boomy"?). Faça a experiência. Abra dois projetos no WinISD, esse seu e outro com 110l de volume (e sintonia adequada) e compare.

Se você quer uma caixa menor, eu acho que um falante diferente, provavelmente de 12", seria mais adequado.

Mesmo assim, se você quer manter 15pw5 em uma caixa de 80l, pelo menos diminua um pouco a sintonia, pra que o ganho de graves esteja abaixo dos 2dB.

Klausberg Sampaio escreveu:Sobre essa curva, perdoe minha ignorância, mas ainda não entendi. Reli as postagens anteriores e só encontrei essa abaixo. (Seria outra que não atentei?)
O que falei sobre a curva acima da linha de 0dB (que significa ganho) foi o seguinte:

Ruds escreveu:Pra evitar esse "boomy", esse ganho nos graves não deve ser maior do que uns 2dB. Um pico de 3dB eu já acho que é exagerado, mas claro que isso também depende de o que você espera da caixa.  Rolling Eyes

E isso não deve ser ignorado.

Klausberg Sampaio escreveu:DÚVIDA: Um vale de 45W no Máximum Power, é muito? Ou é aceitável?
O problema é que essa sua pergunta não tem propósito. O que você deve perguntar é se o vale no SPL máximo é aceitável, ou seja, se a sua caixa está falando tão alto quanto você precisa que ela fale.

Klausberg Sampaio escreveu:DÚVIDA: Se eu tenho que diminuir o SIGNAL até o falante ficar dentro do Xmáx, então só preciso dessa potência  menor para minha caixa? (Meu Amp é de 500Wrms. Meu falante é de 350Wrms. Se o signal simulado ficar bom em 150, então uma potência de 150Wrms atende?
Se com 150W você atende sua necessidade de SPL, não precisa mais. Mas ter disponível um SPL maior do que o que se espera usar nunca é problema. Abaixo é que é problema.
E também lembre daquela "thumb rule" de que é interessante ter uns 3dB de headroom livres no amp, então se com 150W você alcança o SPL mínimo necessário, é bom que teu amp tenha 300W.

Klausberg Sampaio escreveu:DÚVIDA: Existe velocidade MÍNIMA de ar no duto? (sei que a máxima é 20m/s)
Não.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Seg Dez 28, 2015 7:31 pm

Ruds, vc é o cara mesmo. Sem palavras para agradecer.

Alguns fatos a considerar:

Quero insistir num falante de 15", e por tanto usarei uma caixa maior (uns 100L);
Como a caixa vai ser maior mesmo, vou aumentar a largura que estava travada em 50cm, para 55cm, o que possibilitaria o uso de 2x10" na outra caixa, em vez de 2x8.

Sendo assim, gostaria de saber de vc quais seriam alguns modelos nacionais de 10" que poderiam ser usados em caixa de baixo (preferencialmente de baixo custo) como ponto de partida, igual vc fez com o 12pw5 (assim não ficaria testando os "primos" do 10pw7  scratch )

Ps. Vi que na 1ª página desse tópico vc chega a comentar alguns, mas acho que seria o caso de atualizar a lista em virtude da data da  postagem (setembro/2013) (por exemplo, o eros e-310 NEO está descontinuado)
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Sex Jan 01, 2016 5:09 pm

Falantes nacionais de 10" também não conheço muitos que se salvem. Tem dois que posso te passar, mas te adianto que eles não chegam muito grave. Pra baixos de 4 cordas acredito que sirvam bem. Simule e veja você mesmo até onde eles chegam nos graves. Eles são:

Snake ESV-610
Eros E-510 L (ou LC)

O ESV não tem informação de Xmax. Teve uma vez que tentei obter essa info com a Snake, mas não me responderam.

Talvez tenham outros que não conheço. Acho uma boa você fazer a sua pesquisa também.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Sab Jan 02, 2016 3:26 pm

Bom Ruds, é o seguinte,

Fiz a pesquisa e encontrei os Oversound 450w10, bem falado por alguns, Incluí ele nas simulações abaixo.
Acabei descartando o Eros E-510 L/LC porque pesou pro meu bolso (também achei que 2 falantes de 500w seria muito pro meu amp de 500w)
Aproveitei para comparar com outro modelo da Eros, os 208mg.

Então simulei 3 caixas no WinSID. Sendo elas com: 2 Snake Esv610 , 2 Oversound 450w10 , e 2 Eros 208mg

Gostaria que vc pudesse verificar se minhas análises dos gráficos estão corretas:



Aqui se percebe que a caixa simulada com os 208mg responde mais grave que as outras, visto que a linha azul cruza os -3dB numa frequência menor que as outras.
Também se percebe que não deverá gerar "boomy" visto que a linha do gráfico fica sempre abaixo de 2dB.



Aqui se vê que a linha azul do gráfico apresenta maior SPL que as outras (abaixo dos 200Hz). Então essa caixa tem um "volume sonoro" maior que as outras, nessa região abaixo dos 200Hz.



Com este gráfico, eu consegui ajustar o Sinal para os 450w10 e os 208mg ficarem dentro do Xmax. Já para os Esv610, foi um tiro no escuro, visto que a Snake não disponibiliza o Xmax da linha Esv. PONTO A MENOS PARA A SNAKE.



Este gráfico é útil? Para que?


Ruds, fiquei inicialmente muito tendencioso aos Oversound 450w10, pois além de terem um "baixo" custo (caberem no meu bolso), sempre estão entre os 3 ou 4 nacionais citados nos foruns pela net.

Mas devido aos gráficos acima, gostaria que vc considerasse analisar cuidadosamente, apenas esse falante de 8", o Eros 208mg. Diferente de todos os outros NACIONAIS de 8" simulados (simulei todos de 8 da Snake, Selenium e Oversound), este parece se destacar bem nos gráficos 01 (transfer function magnitude) e 02 (máximum SPL, 120dB). Seria ele uma exceção? Já que ele apresentou um vale de 119,2dB em 85Hz, parece que ele se enquadra com folga para:
Ensaios básicos / Apresentação tipo "acústico" / Fazer bares pequenos: 115dB SPL
E, quase lá para:
Ensaio "barulhentos" / Retorno para palcos grandes / Fazer ambientes menores sem PA: 120dB SPL

Por favor, me diga se estou deixando de atentar para algo, pois me parece muito claro que este pequeno 208mg está melhor que os 450w10, e os Esv610. scratch  É isso mesmo?


SEGUEM AS ESPECIFICAÇÕES DO EROS 208MG

Em negrito, estão os dados que alimentei no WinISD.

RESPOSTA DE FREQUÊNCIA 60 ~ 4.000 Hz
SENSIBILIDADE (@ 1 W, 1 m) - FREE-AIR 92.068 dB/SPL
POTÊNCIA MÁXIMA (RMS) 200 W
POTÊNCIA MUSICAL 400 W
IMPEDÂNCIA NOMINAL 4 ou 8 Ohms
RESISTÊNCIA, RE 3,1 ou 5,8 Ohms / Vcc
ÁREA DO CONE 0,022 Sq.m
FREQÜÊNCIA DE RESSONÂNCIA 90.338 Hz
VOLUME EQUIVALENTE 11.633 L
Q MECÂNICO 3.778 (Qms)
Q ELÉTRICO 0,820 (Qes)
Q TOTAL 0,674 (Qts)
PRODUTO BL 6.575 TM
NO (REFERENCIAL DE EFICIÊNCIA) 1.011 %
COMPLIÂNCIA (CMS) 159.016 uM/N
MASSA TOTAL (MMS) 19.519 g
MASSA DIAFRAGMA (MMD) 17.553 g
EXCURSÃO CONE SEM DISTORÇÃO (X MAX) ± 5,5 mm
DENSIDADE DO FLUXO NO GAP 8.900 Gauss


Última edição por Klausberg Sampaio em Seg Jan 04, 2016 10:53 am, editado 3 vez(es) (Razão : Ajustes/Esclarecimentos)
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Dom Jan 03, 2016 5:10 pm

Ruds, o que acha desses crossovers? Os componentes parecem ser bons?

lista.mercadolivre.com.br/_CustId_76138193

avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Seg Jan 04, 2016 2:15 pm

Klausberg,

realmente o Eros está falando mais grave que o Oversound e também mais alto, por conta do Xmax que é bem maior. O Snake não dá pra saber até onde vai no SPL pq falta o Xmax.

Mas no gráfico de excursão do cone, você deve colocar a potência de forma que todos os pontos abaixo da frequência de sintonia sejam menores do que o Xmax. A excursão do Oversound não é só 2mm? No seu gráfico ela está passando dos 4mm próximo de 80Hz.

De todo modo, o gráfico de SPL máximo já mostra que o Oversound fala bem menos, por causa dessa excursão muito baixa. E isso também aparece indiretamente no gráfico de máxima potência, onde com cerca de 40W em 80Hz ele já alcança o limite. Aliás, este último gráfico serve justamente pra você ter uma ideia de qual é a potência que precisa pra alcançar o limite da caixa acústica.

Essa sua caixa com o Eros parece boa. Mas veja que você está usando o par de 8" numa caixa grande, de 90l. Com esse falante, essa é uma forma de ganhar graves. Mas você vai montar uma caixa desse tamanho mesmo? Se sim, parece que vai servir pra contrabaixo. Se não, melhor simular com o volume que você realmente pretende montar a caixa antes de escolher o falante. Mas também me pareceu que, se colocado em uma caixa adequada, esse Eros vai desempenhar melhor que o Oversound.

Quanto ao crossover, os componentes não me parecem muito bons. Ele usa capacitores eletrolíticos e em algumas placas os indutores estão mal orientados. Eu acho que os da EAM são melhores.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Jan 07, 2016 5:17 pm

Ruds escreveu:
A excursão do Oversound não é só 2mm? No seu gráfico ela está passando dos 4mm próximo de 80Hz.
Pois é, já até desisti dele. Interessante é que muita gente usa. rsrsrsrs

Ruds escreveu:
Essa sua caixa com o Eros parece boa. Mas veja que você está usando o par de 8" numa caixa grande, de 90l. Com esse falante, essa é uma forma de ganhar graves. Mas você vai montar uma caixa desse tamanho mesmo? Se sim, parece que vai servir pra contrabaixo. Se não, melhor simular com o volume que você realmente pretende montar a caixa antes de escolher o falante.
Então vou com os 2x Eros 208 mg. Diminuí um pouco, e parece ter ficado legal com 65l e 60Hz. Não me importo que ela seja grande, desde que não passe da 115.

Ruds escreveu:
Mas também me pareceu que, se colocado em uma caixa adequada, esse Eros vai desempenhar melhor que o Oversound.
E desempenhou  Very Happy  Very Happy  Very Happy  Laughing  Laughing  Laughing  Cool  Cool  Cool



Aqui percebo as caixas falando grave e sem boomy


Aqui percebo SPL médio acima de 120dB


Aqui percebo os falantes dentro do limite de Excursão. E também:
percebe-se que o 15pw5 pede um corte passa altas em +/- 50Kz
e o E-208 em +/- 60Hz
visto que abaixo disso ambos tendem a excurcionar.


Pouco menos de 240W já se alcança o limite.  bom  scratch  scratch


Última edição por Klausberg Sampaio em Qui Jan 07, 2016 5:57 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Qui Jan 07, 2016 5:34 pm

CROSOLVER, FILTRO, L-PAD VARIÁVEL

Se colocar um filtro subsônico antes da potência, eu economizo energia que seria usada para as frequencias desnecessárias (baixas). É isso? Ou pode ser depois da potência, antes dos Woofer/Driver? Tem no mercado para venda? Se puder diponibilizar algum link de de venda aqui, seria muito bom. Meu amp vem com filtro-subsônico na entrada de 25Hz, mas acho que deveria ser de 60Hz, não? Por isso queria incluir.


Como fica o divisor (corte e atenuação no falante, e corte e atenuação no driver)? (devo me guiar pela frequencia de ressonância, ou a freq. de resposta?

  NA CAIXA: 1x Selenium15wp5(8ohm) + D202Ti(8ohm), sendo o amp de 500Wrms em 8ohm
 
  NA CAIXA: 2x Eros208mg(2x8= 4ohm) + D202Ti(8ohm), sendo o amp de 500Wrms em 4ohm



Como faço o tal L-pad variável com potenciômetro para o driver?

  NA CAIXA: 1x Selenium15wp5 + D202Ti (o amp é 500Wrms em 8ohm)

  NA CAIXA: 2x Eros208mg (2x 8ohm em paralelo = 4ohm) + D202Ti (seria via de altas em 8 ohm, e a de baixas em 4ohm? O amp é 500Wrms em 4ohm, mas o drive é 8ohm,
essa atenuação deve ser menor?)
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Alambike em Qui Jan 07, 2016 6:35 pm

Boa tarde Ruds,

Tudo bem ?

Sou novo na área handmades de caixas e queria tirar umas dúvidas.

Estou com um falante de 15'' da Novik, dos anos 70 e queria recondicioná-lo.

Qual seria o melhor projeto para este falante ? Peguei um manual da Selenium e achei legal pelo tamanho, porém não sei se é para instrumentos musicais.

Qualquer projeto de 15'' daria para este falante ?


Abraço,

Alambike


avatar
Alambike
Membro

Mensagens : 118
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Sex Jan 08, 2016 10:30 am

Klausberg,

seu empenho está rendendo. Acho que agora você acertou nas caixas.

Lembre de deixar uns 3dB a mais de headroom no amp, então considere que você precisa de 500W para alcançar o limite de cada caixa.


FILTRO SUBSÔNICO:

A ideia é proteger os falantes e poder extrair um pouco mais de SPL da caixa, porque não se estaria "desperdiçando excursão" em frequências que a caixa não responde. Economia de potência não é a questão aqui.

É muito difícil projetar um filtro passivo passa altas que atue em frequências muito baixas entre o amp e a caixa. Primeiro tem a questão da alta potência, das perdas e de como manter o fator de amortecimento alto. Segundo e mais problemático, é que a impedância da caixa é uma montanha russa nessa região. O filtro seria extremamente complexo, pesado e iria alterar muito a resposta da caixa. Em resumo, impraticável.

A melhor solução é usar um filtro eletrônico colocado na cadeia de sinais antes do estágio de potência. O melhor lugar é no loop de efeitos do amp, imediatamente antes do "return". Se o amp não tiver loop, pode ser na entrada do amp como se fosse o último pedal de efeitos.

Deixe uma folga entre a frequência de corte e a sintonia da caixa. O quanto de folga depende da ordem do filtro e da resposta da caixa. O WnISD permite você incluir um filtro passa-altas antes da caixa, daí fica fácil ajustar a frequência de corte do filtro pra encontrar o melhor equilíbrio entre não afetar a resposta "útil" da caixa e a diminuição da excursão abaixo da sintonia.

No seu caso, com um filtro butterworth de 2a ordem, eu usaria os cortes um pouco abaixo do que você está pensando. Eu usaria corte próximo de 40Hz na 1x15" e de 50Hz na 2x8". Afetaria bem menos os graves da caixa e seria o suficiente pra proteger os falantes. Veja que você não precisa e nem conseguiria zerar a excursão abaixo da sintonia. O objetivo é só dar uma boa diminuída pra ela não disparar.

Filtro subsônico comercial eu só conheço o micro-thumpinator da Sfx. Mas além de caro, ele não será otimizado pras suas caixas, obviamente. No caso da sua 2x8" ele seria praticamente inútil. Recomendo você projetar/construir o seu, ou "encomendar" com alguém que manje de montagem de circuitos. Procure por "Sallen-Key topology" no google. O filtro deve ser do tipo butterworth de, no mínimo, 2a ordem.

Se não rolar, lembre que esse filtro subsônico não é necessário, pois a caixa vai funcionar sem. E pra evitar danos, é só ficar de ouvidos atentos. Se a caixa começar a distorcer, diminua os graves ou o volume.

DIVISOR (crossover):

Minha resposta já está bem longa. Então vou ser breve aqui. Se quiser mais explicações, me peça que outra hora detalho. Acho que já expliquei isso em outras ocasiões aqui no tópico também. Mas vamos lá:

1x15": corte em 2kHz. Filtro Linkwitz-Riley (o padrão de crossover) de 2a ordem. Atenuação apenas pro D202Ti de 8dB. Não se usa atenuação na via de graves.

2x8": corte entre 2,5kHz e 3kHz. Filtro Linkwitz-Riley (o padrão de crossover) de 2a ordem. Atenuação apenas pro D202Ti também de 8dB. Atenção que aqui a via de graves é 4ohms.

L-PAD VARIÁVEL:

Se usar L-PAD variável, ele será o atenuador, daí não precisa de atenuação no crossover. Ligue ele entre o driver e o crossover.

L-PAD variável você compra pronto, tipo esse aqui:
http://www.parts-express.com/speaker-l-pad-attenuator-100w-mono-1-shaft-8-ohm--260-265

Melhor usar um L-PAD com potência maior do que a do driver. Esse aí que postei o link te atenderia com alguma folga. Deve ter em lojas Brazucas também.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Sex Jan 08, 2016 10:30 am

Alambike,

eu não gastaria tempo e dinheiro pra recondicionar um falante assim antigo, projetar e construir uma caixa pra ele. Falantes novos são melhores.

Mas respondendo sua pergunta, não é qualquer projeto que serve, não. Pra projetar uma caixa você precisa dos parâmetros do falante específico que será usado. No caso do seu Novik anos 70 recondicionado, o único jeito de obter esses parâmetros é medir eles após o recondicionamento.

Pra medir os parâmetros eu uso o software gratuito Room Equalization Wizard (ou REW). Veja o help desse software pra maiores detalhes. Como ponto de partida, veja esse link: http://www.roomeqwizard.com/help/help_en-GB/html/thielesmall.html

EDIT: Ah, pra poder calcular o Xmax depois, não esqueça de medir as alturas do gap e da bobina durante o recondicionamento.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Klausberg Sampaio em Sex Jan 08, 2016 2:56 pm

Ruds escreveu:Klausberg,

seu empenho está rendendo. Acho que agora você acertou nas caixas.

Lembre de deixar uns 3dB a mais de headroom no amp, então considere que você precisa de 500W para alcançar o limite de cada caixa.
Ok. Os amps são de 500wrms cada.  Very Happy
Você poderia me confirmar o comprimento dos dutos? O BoxSim tá me tirando o sono. Não sei se estou com a versão errada.  Sad  Sad  Sad


Ruds escreveu:FILTRO SUBSÔNICO:

A ideia é proteger os falantes e poder extrair um pouco mais de SPL da caixa, porque não se estaria "desperdiçando excursão" em frequências que a caixa não responde. Economia de potência não é a questão aqui.

É muito difícil projetar um filtro passivo passa altas que atue em frequências muito baixas entre o amp e a caixa. Primeiro tem a questão da alta potência, das perdas e de como manter o fator de amortecimento alto. Segundo e mais problemático, é que a impedância da caixa é uma montanha russa nessa região. O filtro seria extremamente complexo, pesado e iria alterar muito a resposta da caixa. Em resumo, impraticável.
Eu tinha pensado em por depois da potência esse aqui: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-703087784-filtro-subsonico-p-woofer-6-8-10-12-15-18-hp-70hz-_JM
Melhor NENHUM do que esse aí, é isso?

Ruds escreveu:
A melhor solução é usar um filtro eletrônico colocado na cadeia de sinais antes do estágio de potência. O melhor lugar é no loop de efeitos do amp, imediatamente antes do "return". Se o amp não tiver loop, pode ser na entrada do amp como se fosse o último pedal de efeitos.
Não tem essa opção de loop Sad

Ruds escreveu:
Deixe uma folga entre a frequência de corte e a sintonia da caixa. O quanto de folga depende da ordem do filtro e da resposta da caixa. O WnISD permite você incluir um filtro passa-altas antes da caixa, daí fica fácil ajustar a frequência de corte do filtro pra encontrar o melhor equilíbrio entre não afetar a resposta "útil" da caixa e a diminuição da excursão abaixo da sintonia.
Aqui eu gostaria de mais detalhes. Essa folga é de distância ou de sobreposição? Qual deve ser maior entre a de corte e a de sintonia?

Ruds escreveu:
Se não rolar, lembre que esse filtro subsônico não é necessário, pois a caixa vai funcionar sem. E pra evitar danos, é só ficar de ouvidos atentos. Se a caixa começar a distorcer, diminua os graves ou o volume.
O Amp vem com Filtro Subsonico de 35Hz na entrada. Isso ameniza? (mesmo não sendo os 40 ou 50hz)


Ruds escreveu:
DIVISOR (crossover):
1x15": corte em 2kHz. Filtro Linkwitz-Riley (o padrão de crossover) de 2a ordem. Atenuação apenas pro D202Ti de 8dB. Não se usa atenuação na via de graves.
2x8": corte entre 2,5kHz e 3kHz. Filtro Linkwitz-Riley (o padrão de crossover) de 2a ordem. Atenuação apenas pro D202Ti também de 8dB. Atenção que aqui a via de graves é 4ohms.
Já estou mandei e-mail para a EAM, e também com a Nenis
MAS, no caso da caixa 2x8 em que o Amp. é 4ohm, e o drive é 8ohm, a atenuação é igual à outra caixa em que o amp é 8ohm?  scratch  scratch  scratch  

Não seriam uns 6dB visto que o amp de 500w 4ohm só deverá fornecer uns 250w ao driver de 8ohm?


RESPOSTA DA NENIS:
- Caixa 1x15 + TI
Caso você deseje aumentar as potências de seus componentes futuramente recomendamos o DF652TI. Caso contrário o divisor justo é o DF372TI
- Caixa 2x8 + TI
Neste outro caso o divisor ideal é o DF652TI

Os cortes desses dois modelos são de 1,8 kHz, filtros Linkwitz-Riley de 2ª ordem e as atenuações possíveis para o driver são 6/8 dB, no DF372TI, e 6/7,5/9, no DF652TI. Os parâmetros são próximos do que você mencionou. Para projetos customizados o valor do investimento pode variar de 300 a 600 reais por peça, portanto, recomendamos que utilize nossos de linha.

http://nenis.com.br/Dados_Tecnicos.asp?ID=DF652TI
http://nenis.com.br/Dados_Tecnicos.asp?ID=DF372TI


Ruds escreveu:
L-PAD VARIÁVEL:
Se usar L-PAD variável, ele será o atenuador, daí não precisa de atenuação no crossover. Ligue ele entre o driver e o crossover.
L-PAD variável você compra pronto, tipo esse aqui:
http://www.parts-express.com/speaker-l-pad-attenuator-100w-mono-1-shaft-8-ohm--260-265
Melhor usar um L-PAD com potência maior do que a do driver. Esse aí que postei o link te atenderia com alguma folga. Deve ter em lojas Brazucas também.
Não posso fazer com um "potenciômetro" ? Tipo usar um divisor EAM, COM ATENUAÇÃO, e colocar um Potenciômetro depois da atenuação, antes do driver? Cool  Seria ótimo pro meu bolso. Very Happy  Very Happy  Very Happy
Se não der desse jeito, tem outra maneira de FAZER sem ter que comprar um desses que vc indicou?

Só encontrei com essa especificação: L-pad 100watts 8ohms por R$ 95,00.
Poderia usar ele com um divisor sem atenuação assim? : butterworth e de 2 vias para o de 15 e o driver com cortes em 2000 hz 12 db a 8 ohms para woofer e driver ti e de 2 vias para 2 woofer 8 e 1 driver com corte em 3000 hz 12 db a 4 ohms para os woofer e 8 ohms para o driver ti.

PERGUNTA que eu tinha feito AO VENDEDOR DO L-Pad Variável:
       Me confirma só uma coisa, meu amp é de 500Wrms e o Drive é 60Wrms, e esse L-pad já é um atenuador certo? Então ele só deixa passar até os 100wrms? Ou se "abrir" o volume todo, passa os 500w?

RESPOSTA DO VENDEDOR DO L-Pad:
Conforme especificado ele é para 100Wrms e uma carga de 500 Wrms com certeza vai fritá-lo, dará um bom churrasco! Ele é um atenuador dentro dos parâmetros dele, então se exceder ele não vai aguentar o tranco por muito tempo! Abçs.!
avatar
Klausberg Sampaio
Membro

Mensagens : 30
Localização : São Luis MA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Alambike em Dom Jan 10, 2016 3:49 pm

Ruds escreveu:Alambike,

eu não gastaria tempo e dinheiro pra recondicionar um falante assim antigo, projetar e construir uma caixa pra ele. Falantes novos são melhores.

Mas respondendo sua pergunta, não é qualquer projeto que serve, não. Pra projetar uma caixa você precisa dos parâmetros do falante específico que será usado. No caso do seu Novik anos 70 recondicionado, o único jeito de obter esses parâmetros é medir eles após o recondicionamento.

Pra medir os parâmetros eu uso o software gratuito Room Equalization Wizard (ou REW). Veja o help desse software pra maiores detalhes. Como ponto de partida, veja esse link: http://www.roomeqwizard.com/help/help_en-GB/html/thielesmall.html

EDIT: Ah, pra poder calcular o Xmax depois, não esqueça de medir as alturas do gap e da bobina durante o recondicionamento.

Entendi!

No meu caso não tem jeito, um falante novo sairá pelo dobro do preço.

Você poderia indicar um projeto de caixa compacta para um falante de 15'' ?

Andei analisando o projeto da Selenium "Set para Contra baixo", modelo "MB115 BASS", com volume líquido de 54L. Apresenta um duto lateral.

Já ouviu falar deste projeto ?



Obrigado pela ajuda.

Abraço,


alambike
avatar
Alambike
Membro

Mensagens : 118
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Seg Jan 11, 2016 8:48 am

Klausberg Sampaio escreveu:Você poderia me confirmar o comprimento dos dutos? O BoxSim tá me tirando o sono. Não sei se estou com a versão errada.  Sad  Sad  Sad
No BoxSim não tem muito segredo. Abra a janela de cálculo de duto, entre com todas as dimensões da caixa, volume, etc. e com a sintonia conforme você escolheu no WinISD e pronto. Escolha a opção de revestimento interno leve.

Eu não confio no WinISD pra calcular duto retangular. Use ele apenas pra ver se a velocidade do ar está boa.

Klausberg Sampaio escreveu:Melhor NENHUM do que esse aí, é isso?
Exato. Isso aí deve causar o caos na resposta do sub, além de sair bem mais caro que o circuitinho que comentei.

Klausberg Sampaio escreveu:Aqui eu gostaria de mais detalhes. Essa folga é de distância ou de sobreposição? Qual deve ser maior entre a de corte e a de sintonia?
Veja naquela postagem que logo em seguida eu sugeri frequências abaixo da sintonia das caixas. Essa folga é para baixo da frequência de sintonia, ou seja, a frequência de corte do filtro deve estar abaixo da sintonia, de forma a afetar o mínimo possível a resposta da caixa em graves. Inclua um passa-altas desses no seu projeto do WinISD e veja o impacto dele nos gráficos de resposta em frequência e excursão ativado e desativado que você entenderá o que estou dizendo.

Klausberg Sampaio escreveu:O Amp vem com Filtro Subsonico de 35Hz na entrada. Isso ameniza? (mesmo não sendo os 40 ou 50hz)
Sim, já ajuda.

Klausberg Sampaio escreveu:MAS, no caso da caixa 2x8 em que o Amp. é 4ohm, e o drive é 8ohm, a atenuação é igual à outra caixa em que o amp é 8ohm?  scratch  scratch  scratch  

Não seriam uns 6dB visto que o amp de 500w 4ohm só deverá fornecer uns 250w ao driver de 8ohm?
-8dB Está certo. Coincidentemente a atenuação nos dois casos é igual. Veja que a sensibilidade do 8" é cerca de 6dB menor que a do 15". Mas se você vai usar L-PAD variável, não precisa de atenuação no crossover.

Klausberg Sampaio escreveu:Não posso fazer com um "potenciômetro" ? Tipo usar um divisor EAM, COM ATENUAÇÃO, e colocar um Potenciômetro depois da atenuação, antes do driver? Cool  Seria ótimo pro meu bolso. Very Happy  Very Happy  Very Happy
Se não der desse jeito, tem outra maneira de FAZER sem ter que comprar um desses que vc indicou?
Não tem como fazer com potenciômetro. Ou é esse L-PAD pronto, ou é atenuação fixa com resistores.

Klausberg Sampaio escreveu:Só encontrei com essa especificação: L-pad 100watts 8ohms por R$ 95,00.
Poderia usar ele com um divisor sem atenuação assim? : butterworth e de 2 vias para o de 15 e o driver com cortes em 2000 hz 12 db a 8 ohms para woofer e driver ti e de 2 vias para 2 woofer 8 e 1 driver com corte em 3000 hz 12 db a 4 ohms para os woofer e 8 ohms para o driver ti.
Sim, se usar L-PAD variável não precisa de atenuação no crossover. Mas pra filtro de crossover a curva Linkwitz-Riley é mais apropriada do que a butterworth, porque a soma da LR é unitária.

Klausberg Sampaio escreveu:RESPOSTA DO VENDEDOR DO L-Pad:
Conforme especificado ele é para 100Wrms e uma carga de 500 Wrms com certeza vai fritá-lo, dará um bom churrasco! Ele é um atenuador dentro dos parâmetros dele, então se exceder ele não vai aguentar o tranco por muito tempo! Abçs.!
Fique frio. Um atenuador de 100W após o crossover vai dar conta do recado tranquilo no seu caso. Com certeza, acima de 2kHz (ou 1,8kHz, que seja) você não vai mandar mais de 100W RMS de potência média na via de agudos. Não com um amp de 500W. Muito menos usando um contrabaixo.


Última edição por Ruds em Seg Jan 11, 2016 8:51 am, editado 1 vez(es)
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Ruds em Seg Jan 11, 2016 8:48 am

Alambike escreveu:Você poderia indicar um projeto de caixa compacta para um falante de 15'' ?
Por favor, leia de novo o que escrevi antes. Pra fazer um projeto, você precisa dos parâmetros do falante. Esse é o jeito certo.

Sem parâmetros, não tem projeto. Daí é só colocar o falante na caixa e você achar mais "bacana" e cruzar os dedos. Esse é o jeito fácil.
avatar
Ruds
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 1139
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Projetos de caixas "handmade" com Ruds - Parte II

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum