Treino de Slap com Cordas Flatwound

Ir em baixo

Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por PéDIPano em Seg Ago 06, 2018 10:47 pm

Boa noite Allex e outros colegas foristas que queiram ajudar,

Você acredita que dá para treinar slap com cordas flatwounds, ou você acha que pode ser prejudicial aos estudos de slap, devido a sonoridade da mesma?
E em cordas Half-Rounds, o que acha?

Como Slap é uma técnica que não uso muito, mas acredito ser essencial ao baixista moderno, prefiro às vezes segurar a sonoridade um pouco até ter um técnica adequada.

Minha pergunta vem do motivo que eu estou namorando baixos precision com cordas flats, uma sonoridade que toda vez que escuto me agrada muito. Atualmente tenho um SX Jazz Bass com SS rounds, o que para mim me parece uma combinação com muito brilho (é zing demais para o meu gosto, apesar de depois de algum tempo e descuido na hora de passar pano, fechou o tom um pouco) e não tenho espaço físico no apê para ficar com dois baixos (talvez eu fure uma estante, mas são só planos no momento).
avatar
PéDIPano
Membro

Mensagens : 50
Localização : Guarapuava-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por allexcosta em Seg Ago 06, 2018 11:05 pm

Não vejo nenhum problema em se usar slap com cordas flat ou half, ou até mesmo num baixo fretless ou um double bass.

Cada situação, obviamente, te fornecerá um timbre e um jeito específico de tocar.

Também não considero slap "essencial" ao baixista moderno.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 44152
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por Edão em Ter Ago 07, 2018 12:30 am

Desculpa meter o bedelho, mas existem cordas flatwounds que tem timbre semelhante às roundwound,
tipo as Brite Flats da GHS que tem justamente a proposta de serem cordas lisas com som de roundwound, entre outras marcas que tem cordas assim.
Slap não é o problema neste caso, e se quiser aquele som diferente e característico das flatwounds é só abafar na ponte e tirar os agudos.
Pau pra toda obra.

Essas estão num preço camarada demais:

https://www.stringsbymail.com/ghs-l3075-brite-flats-electric-bass-light-gauge-long-scale-45-98-18977.html
avatar
Edão
Membro

Mensagens : 1500
Localização : Rio Branco/AC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por PéDIPano em Ter Ago 07, 2018 8:53 pm

Edão escreveu:Desculpa meter o bedelho, mas existem cordas flatwounds que tem timbre semelhante às roundwound,
tipo as Brite Flats da GHS que tem justamente a proposta de serem cordas lisas com som de roundwound, entre outras marcas que tem cordas assim.
Slap não é o problema neste caso, e se quiser aquele som diferente e característico das flatwounds é só abafar na ponte e tirar os agudos.
Pau pra toda obra.

Essas estão num preço camarada demais:

https://www.stringsbymail.com/ghs-l3075-brite-flats-electric-bass-light-gauge-long-scale-45-98-18977.html

Boa Noite Edão,
Olha, o espaço é do Allex, se ele não se importar, acho que quanto mais gente, mais informações. Rsrsrs playing
Essa corda que você falou, que a GHS chama de Brite Flats, são na verdade as Half-Rounds. Ela é um meio termo, um compromisso entre as duas pelo jeito.
Na verdade eu gosto do som de flatwounds, meu medo é tentar treinar slap nelas, e depois ao tentar nas roundwounds não conseguir reproduzir um boa técnica, devido a sonoridade ser bem diferente. O que o pessoal não percebe muito, é que uma boa parte coloca flatwounds e desce o tone, tirando as frequências altas, mas mais antigamente, muito músico tocava as flatwounds com o tone no máximo, o que também tem um som muito interessante. Logicamente descer o tone, é o mais comum e traz o som mais próximo ao que esperamos das flats e próximo dos baixos acústicos.


allexcosta escreveu:Não vejo nenhum problema em se usar slap com cordas flat ou half, ou até mesmo num baixo fretless ou um double bass.

Cada situação, obviamente, te fornecerá um timbre e um jeito específico de tocar.

Também não considero slap "essencial" ao baixista moderno.

Realmente "essencial" talvez não seja a palavra correta. Deve ter muito baixista profissional que não precisou tirar um único slap do bolso para pegar ou mesmo tocar em gigs que pagassem bem. Eu não manjo quase nada de slap, mas não ter uma boa fluência da técnica, fica parecendo para mim que eu tenho uma "ferramenta" a menos no meu "kit". Se eu vou precisar de slap para tocar? Acho que em 90% dos casos em que eu posso imaginar, não. Mas, dispensar a técnica totalmente, parece que não quero aprender/aproveitar/tocar o instrumento em sua totalidade. Quase como não querer aprender a utilizar o arco no Contrabaixo Acústico.
Não acha isto?
avatar
PéDIPano
Membro

Mensagens : 50
Localização : Guarapuava-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por allexcosta em Ter Ago 07, 2018 10:07 pm

PéDIPano escreveu:o espaço é do Allex

O espaço é do fórum. Leva meu nome porque é a continuação de um Q&A que existia no Cifra Club e o Cláudio achou por bem existir aqui. E serve pra quando algum membro acha que minha opinião pode ajudar em algo ter uma atenção especial.

PéDIPano escreveu:Realmente "essencial" talvez não seja a palavra correta. Deve ter muito baixista profissional que não precisou tirar um único slap do bolso para pegar ou mesmo tocar em gigs que pagassem bem. Eu não manjo quase nada de slap, mas não ter uma boa fluência da técnica, fica parecendo para mim que eu tenho uma "ferramenta" a menos no meu "kit". Se eu vou precisar de slap para tocar? Acho que em 90% dos casos em que eu posso imaginar, não. Mas, dispensar a técnica totalmente, parece que não quero aprender/aproveitar/tocar o instrumento em sua totalidade. Quase como não querer aprender a utilizar o arco no Contrabaixo Acústico.
Não acha isto?

Esse assunto é bem complexo.

O que escreverei abaixo são opiniões e experiências pessoais:

- O baixista que eu e muita gente considera o pai do baixo elétrico moderno, Jaco Pastorius, nunca usou slap.
- O baixista que revolucionou a linguagem do nosso instrumento e que ainda é referência de uma enorme parte das linhas que tocam no rádio hoje, James Jamerson, jamais usou slap.
- O baixista mais importante vivo e que, na minha opinião e de muitos, representa o baixo moderno pós-Jaco e pós-Jamerson, Anthony Jackson, jamais usou slap.
- Eu já perdi gig porque o dono da banda me viu tocando slap. Em contrapartida, nunca vi um baixista perder gig porque não usava essa técnica.
- Já perdi gig também porque usava um baixo que não era de 4 cordas, assim como já vi baixista perder porque era.
- Se eu tocasse baixo em pé, não teria interesse em aprender arco.
- Domino o uso da palheta porque meu primeiro instrumento foi bandolim, mas não gosto de tocar baixo com palheta.

Eu sou muito contra conceitos fechados em música. Pra mim é tudo caso a caso, ninguém é igual a ninguém e cada um tira seu som... Esse lance de baixo "na sua totalidade", de instrumento com 200.000 timbres (versátil), de querer copiar o fulano, o beltrano e o cicrano estão na contra mão do que acredito em música.

Quando o Wooten apareceu todo mundo queria aprender o "double-thump". Eu nunca tive interesse e nunca aprendi. Ao mesmo tempo, uso "double-pluck" do meu jeito, porque é uma técnica que casa bem com minha mecânica e minha ergonomia.

Quanto a estudar e tocar slap em diversos baixos com diferentes tipos de cordas, você vai precisar estudar sim. Tem linguagem e jeito que fica bem numa round, mas não fica numa flat. Tem coisa que pinta numa corda de aço e não pinta numa de níquel, até as half têm sua onda.

Alguns dos baixistas que mais admiro fizeram toda sua carreira com uma só técnica, um só baixo, um só timbre e até mesmo um só jogo de cordas (talvez isso seja lenda).

Falando do AJ de novo, que é o maior baixista de todas as galáxias (desculpe, sou fã), teve praticamente dois sons e duas linguagens em sua carreira de, sei lá, 45 anos... A era Fender e a era Fodera... Mesmo assim, se você escutar seu trabalho, perceberá que muitas escolhas de notas se mantiveram intactas, mas um baixo de 6 cordas, obviamente, oferece mais combinações.

Como eu disse, complexo...
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 44152
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por Edão em Qua Ago 08, 2018 3:15 pm

Continuando então,

Eu estava só com um Precision, treinando todas as técnicas que uso, com cordas roundwound. Treinava inclusive slap sem problemas.
Comprei um Jazz Bass pois achei que o negócio podia ampliar.
Agora o Precision está com flatwounds. Por si só, o slap no Precision ou como tudo num Precision é muito característico, tenho preferência desta técnica num Jazz Bass, por isso adquiri um recentemente.
Resumo da ópera: Precision com flatwounds (GHS Precision Flats 055-105, coisa boa demais) e Jazz Bass com roundwounds (Dunlop 045-105 nickel, o melhor encordoamento que já usei até hoje).
Cada um na sua e som pra tudo.
Sinceramente, não acho que flatwounds num Precision vão te dar aquele som de slap tradicional, mesmo.
Flatwounds num Jazz Bass já não sei, só testando ou alguém tecendo opinião a respeito.
Mas nada impede de você testar e ver se seus ouvidos acostumam.
Primeiro o bolso tem que aguentar comprar flatwounds no Brasil e depois o ouvido dá o veredicto.
avatar
Edão
Membro

Mensagens : 1500
Localização : Rio Branco/AC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por allexcosta em Qua Ago 08, 2018 3:45 pm

https://www.youtube.com/watch?v=X9J9hQLB6rs
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 44152
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por PéDIPano em Qua Ago 08, 2018 9:58 pm

allexcosta escreveu:

O espaço é do fórum. Leva meu nome porque é a continuação de um Q&A que existia no Cifra Club e o Cláudio achou por bem existir aqui. E serve pra quando algum membro acha que minha opinião pode ajudar em algo ter uma atenção especial.

Bah Allex, era só uma piada. Mas não me arrependo dela, porque deu para relembrar o histórico desta seção. E eu já sabia que você não era ciumento com ela.

allexcosta escreveu:
- Se eu tocasse baixo em pé, não teria interesse em aprender arco.

Também não seria a minha preferência e meu interesse primário, mas eu acho que teria um para treinar de vez em quando.

allexcosta escreveu:
- Domino o uso da palheta porque meu primeiro instrumento foi bandolim, mas não gosto de tocar baixo com palheta.

Ainda toca? Acho bandolim muito legal. Minha principal referência do bandolim no início eram as músicas acústicas do Led Zeppelin, mas depois fui reparando que é um instrumento muito lindo, melódico e versátil (chorinho, fado, folk, etc...). Já pensei até em comprar um para bobeira, mas não queria comprar um bandolim ruim (braço de plástico, por exemplo). Anos depois comprei um ukulele (divertido até). A afinação do bandolim que deve dar um nó na cabeça...

allexcosta escreveu:
Esse assunto é bem complexo.
(...)
Como eu disse, complexo...

Tem razão, gostei da sua explanação e faz todo sentido. Apesar de achar o slap uma "ferramenta" útil e que um dia quero saber utilizar muito bem, percebi que muitas vezes ter um foco no que realmente gosto é mais útil do que tentar aprender um pouco de tudo. Acho que esta foi a deixa.  up


Edão escreveu:Continuando então,

Eu estava só com um Precision, treinando todas as técnicas que uso, com cordas roundwound. Treinava inclusive slap sem problemas.
Comprei um Jazz Bass pois achei que o negócio podia ampliar.
Agora o Precision está com flatwounds. Por si só, o slap no Precision ou como tudo num Precision é muito característico, tenho preferência desta técnica num Jazz Bass, por isso adquiri um recentemente.
Resumo da ópera: Precision com flatwounds (GHS Precision Flats 055-105, coisa boa demais) e Jazz Bass com roundwounds (Dunlop 045-105 nickel, o melhor encordoamento que já usei até hoje).
Cada um na sua e som pra tudo.
Sinceramente, não acho que flatwounds num Precision vão te dar aquele som de slap tradicional, mesmo.
Flatwounds num Jazz Bass já não sei, só testando ou alguém tecendo opinião a respeito.
Mas nada impede de você testar e ver se seus ouvidos acostumam.
Primeiro o bolso tem que aguentar comprar flatwounds no Brasil e depois o ouvido dá o veredicto.

Taí Edão, se eu tiver a oportunidade de continuar com meu SX JB, essa vai ser a configuração: PB c/ flats e JB c/ rounds.
As rounds dão um "punch", que na minha humilde opinião, é o "som" do Slap. Não que como o Allex colocou, não possam ser executados em outras configurações, mas soam "diferente".

E esse negócio de comprar Flatwounds no Brasil não existe. Laughing Laughing Laughing
Vou fazer que nem você, nem que tenha que esperar um pouco e trazer de fora. Dance 2

Outra coisa, JB com cordas Stainless Steel, não terei por algum tempo. Com a corda novinha, apesar de muito zing, no SX ele ficou até com um tipo de "overdrive" natural, alguns harmônicos muito interessantes, achei muito legal. Mas é muuuuito brilho, quase impossível de domar. Depois de perder um pouco do brilho e mesmo abafando as cordas perto da ponte (com alguns tipos de mute), ainda tenho que ficar tocando com precisão para não ouvir os dedos arrastando nas cordas. As próximas serão chrome ou nickel.
avatar
PéDIPano
Membro

Mensagens : 50
Localização : Guarapuava-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por allexcosta em Qua Ago 08, 2018 10:31 pm

PéDIPano escreveu:Bah Allex, era só uma piada. Mas não me arrependo dela, porque deu para relembrar o histórico desta seção. E eu já sabia que você não era ciumento com ela.

Ok, desculpe.

PéDIPano escreveu:Ainda toca? Acho bandolim muito legal. Minha principal referência do bandolim no início eram as músicas acústicas do Led Zeppelin, mas depois fui reparando que é um instrumento muito lindo, melódico e versátil (chorinho, fado, folk, etc...). Já pensei até em comprar um para bobeira, mas não queria comprar um bandolim ruim (braço de plástico, por exemplo). Anos depois comprei um ukulele (divertido até). A afinação do bandolim que deve dar um nó na cabeça...

Muitos anos que não toco. Tocava frevo e uns chorinhos. A afinação não dá nó algum, é MI-LA-RE-SOL. Na verdade eu costumava mais tocar cavaquinho com afinação de bandolim, obviamente, sem cordas duplas. Fica bem mais barato que um bandolim, se você não fizer questão do efeito chorus das cordas duplas.

PéDIPano escreveu:Tem razão, gostei da sua explanação e faz todo sentido. Apesar de achar o slap uma "ferramenta" útil e que um dia quero saber utilizar muito bem, percebi que muitas vezes ter um foco no que realmente gosto é mais útil do que tentar aprender um pouco de tudo. Acho que esta foi a deixa.

Sim... Quer dizer, isso é muito pessoal. Pra algumas pessoas talvez o legal seja estudar tudo. Mas afirmo com tranquilidade, que a absoluta maioria dos músicos que obtém sucesso nessa arte o fazem se especializando em uma área.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 44152
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por PéDIPano em Qua Ago 08, 2018 11:21 pm

allexcosta escreveu: Ok, desculpe.  

Não esquenta, tudo tranquilo. Eu sei que as vezes você encara com seriedade os comentários por aqui e gosta de ser claro e objetivo, algumas vezes quase literal. Se fazer entender na internet sempre é complicado, ainda mais com anos de fórum e sendo moderador, torna-se necessário saber por os pingos nos "i"s para melhor interpretação. up

allexcosta escreveu: Muitos anos que não toco. Tocava frevo e uns chorinhos. A afinação não dá nó algum, é MI-LA-RE-SOL. Na verdade eu costumava mais tocar cavaquinho com afinação de bandolim, obviamente, sem cordas duplas. Fica bem mais barato que um bandolim, se você não fizer questão do efeito chorus das cordas duplas.  

Rsrsrsrsrs. Você diz que não dá nó pois foi seu primeiro instrumento. Eu fico imaginando na minha cabeça, e a ideia que me passa é como seu eu pegasse um baixo de canhoto na mão e tentasse fazer alguma coisa. Já peguei um violão de canhoto. Foi "fail" total.  Ri Muito  Ri Muito  Ri Muito
Não consigo pensar nos desenhos e levadas, mas talvez seja questão de prática, pois ainda sim a afinação tem relação (não sei qual o termo da relação. Relação cromática? mesma relação de intervalos das cordas?) com o que já conheço. E no bandolim a afinação é ao contrário do que conheço, mas as cordas ainda sim são das mais grossas para as mais finas, não? (no caso do bandolim das finas para finíssimas...)
A ideia do cavaquinho é legal, mas acho que no momento prefiro investir o estudo no contrabaixo e violão. Até o ukulele está mais largado, pois como tudo que a gente compra por GAS, no começo é só alegria, mas depois a interesse é perdido. Se algum dia surgir tempo ou oportunidade/espaço para me dedicar, talvez compre um cavaquinho usado para ir pegando a ideia da afinação.

Estou vendo que você é músico para tudo quanto é festa Allex. Além de contrabaixo, guitarra (li em outro post que já tocou em banda) e bandolim (ou cavacolim = cavaco + afinação de bandolim), algum outro instrumento que você toca/tocou? Aqueles que você teve uma proficiência nem que seja para "brincar um pouco mais sério".
avatar
PéDIPano
Membro

Mensagens : 50
Localização : Guarapuava-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por allexcosta em Qua Ago 08, 2018 11:37 pm

PéDIPano escreveu:Não esquenta, tudo tranquilo. Eu sei que as vezes você encara com seriedade os comentários por aqui e gosta de ser claro e objetivo, algumas vezes quase literal. Se fazer entender na internet sempre é complicado, ainda mais com anos de fórum e sendo moderador, torna-se necessário saber por os pingos nos "i"s para melhor interpretação.

É que cada pessoa tem um senso de humor diferente e a gente só entende o de cada um com o tempo.

PéDIPano escreveu:Rsrsrsrsrs. Você diz que não dá nó pois foi seu primeiro instrumento. Eu fico imaginando na minha cabeça, e a ideia que me passa é como seu eu pegasse um baixo de canhoto na mão e tentasse fazer alguma coisa. Já peguei um violão de canhoto. Foi "fail" total.

Ah tá. Imaginei que você pensou ser mais difícil pelas 8 cordas. Nem todo mundo sabe que bandolim tem 4 cordas duplas.

PéDIPano escreveu:mas as cordas ainda sim são das mais grossas para as mais finas, não?

Não. Em instrumentos de corda a primeira corda sempre é a mais aguda.

PéDIPano escreveu:Estou vendo que você é músico para tudo quanto é festa Allex. Além de contrabaixo, guitarra (li em outro post que já tocou em banda) e bandolim (ou cavacolim = cavaco + afinação de bandolim), algum outro instrumento que você toca/tocou? Aqueles que você teve uma proficiência nem que seja para "brincar um pouco mais sério".

Já fui batera de banda de rock e vários shows de axé/pagode como percussionista.
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 44152
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por PéDIPano em Qui Ago 23, 2018 7:31 pm

allexcosta escreveu:

Já fui batera de banda de rock e vários shows de axé/pagode como percussionista.

Ô Allex, mas me diga, você teve aulas de percussão, ou foi na raça? Algum conhecimento de leitura de partitura foi útil?
E apreender percussão teve utilidade para você no contrabaixo? Ajudou em algum aspecto?

Outra coisa, você começou aprendendo bandolim. Diria que sua formação foi bem teórica no início, ou muito mais prática?
avatar
PéDIPano
Membro

Mensagens : 50
Localização : Guarapuava-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por allexcosta em Qui Ago 23, 2018 9:00 pm

PéDIPano escreveu:Ô Allex, mas me diga, você teve aulas de percussão, ou foi na raça? Algum conhecimento de leitura de partitura foi útil?

Foi na doida, quer dizer, sou baiano... Acho que olhei a clave escrita uma vez pra ver onde era o acento, mas diria que não.

Lá em casa tinha um quarto do lado de fora que minha mãe alugava sempre pra músico. O batera da Rumbaiana morou lá anos e era meu amigo. A gente ouvia muita salsa e ficava tocando batera e percussão junto com as músicas. Depois terminei tocando baixo na Rumbaiana. E em Salvador você vê Olodum e Timbalada na rua e toque de macumba em todo lugar. Sempre gostei muito disso. Música reta pra mim não rola.

Nos EUA tinha um colega meu que dava workshop de percussão Brasileira pra gringo e ele sempre me chamava pra ajudar. Antes ele me mostrava os ritmos e o que ia ensinar. Isso ajudou também.

PéDIPano escreveu:E apreender percussão teve utilidade para você no contrabaixo? Ajudou em algum aspecto?

Sim, muito. Sou da geração de baixistas de Salvador que viu nossa zona de frequências invadida pelos surdos quando o trio elétrico se juntou aos blocos afros nos anos 80. Entendendo onde estão os surdos você sabe onde encaixar o baixo para ter algum destaque, quando a música pede.

PéDIPano escreveu:Outra coisa, você começou aprendendo bandolim. Diria que sua formação foi bem teórica no início, ou muito mais prática?

Na época do bandolim só prática. Eu tirava música na rádio e vinil e tocava, só isso... Fui começar a mexer com teoria quando fiz violão clássico no curso livre da Universidade Católica e composição e regência na Federal. Mas eu não sei muito teoria e tampouco leio bem. Lia até OK em sol pra violão com meus 13 ou 14 anos de idade.[/quote]
avatar
allexcosta
Administrador

Mensagens : 44152
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Slap com Cordas Flatwound

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum