Brincando de ser luthier

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Brincando de ser luthier

Mensagem por Motta.Salazar em Qua Jan 06, 2010 7:45 pm

Esses dias eu tava meio sen nada pra fazer entao comeceia pegar historias, tutoriais e outras coisas sobre fazer um baixo de forma artesanal.
O braço eu arranjei de um baixo antigo de um amigo meu mas eu ia fazer um corpo, trocar as tarrachas botar uns captadores jazz bass.
Ai vem as perguntas se alguem souber responder eu agradeço:

1-E verdade que e impossivel trabalhar de forma artesanal com madeira maciça?Tava vendo um tutorial e falava que tinha que ser feito em compençado.
(A quatro gerações alguem entre os filhos vira marceneiro na minha familia por isso teria meu tio para me ajudar, porem nao teria as ferramentas especializadas como prensa essas coisas.)

2-Esses captadores mais baratos sao muito ruins, porque eu vi esse dias uns captadores jazz bass de 40, 50 reais a unidade e ate 60 reais o par e queria saber?

3-Vcs sabem onde se encontra captadores jazz bass da Kent Armstrong ou Black Bug, pois um amigo me falou que eles sao mais baratos que a maioria, mas nao sao tao ruins quanto os que eu citei acima?

4-Vcs tem algum projeto ou blue print de um jazz bass completo?

5-Um amigo me falou que levou a guitarra dele para pintar para pintar numa oficina de carros,mas ainda nao voltou por isso eu nao sei se ficou bom ou nao, alguem ja olviu algo sobre isso?

6- e verdade que a basswood(madeira balsa) puxa para os timbres graves? Qual outra madeira tambem puxa para os graves?

A proposito não estou tentando fazer nenhum baixo profissional, so um hobby, mas que de para tocar, e sair som.
avatar
Motta.Salazar
Membro

Mensagens : 187
Localização : Espirito Santo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Motta.Salazar em Qua Jan 06, 2010 9:37 pm

Lembrei de uma coisa

7-Qual e o tempo minimo que se deve deixar secando a madeira?

8-A madeira pode ser deixada secando ja cordata, no formato do baixo?
avatar
Motta.Salazar
Membro

Mensagens : 187
Localização : Espirito Santo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por guerra_luthier em Qui Jan 07, 2010 8:06 am

Olá Motta.Salazar, parabéns pela iniciativa! Irá descobrir uma grande terapia se tiver paciência.

1-E verdade que e impossivel trabalhar de forma artesanal com madeira maciça?Tava vendo um tutorial e falava que tinha que ser feito em compençado.
MENTIRA, é possível trabalhar com madeira maciça e o tutorial que você leu está errado. Na verdade, todo luthier que se preze, tem que saber fazer instrumentos somente com ferramentas manuais: grosas, lixas, formões, etc. As elétricas servem para facilitar nosso trabalho mais nunca são determinantes.

2-Esses captadores mais baratos sao muito ruins, porque eu vi esse dias uns captadores jazz bass de 40, 50 reais a unidade e ate 60 reais o par e queria saber?
Se comparados aos de boutique são ruins, mas pense bem, 90% dos instrumentos chineses vem equipados com eles e estes instrumentos nem sempre são ruins.

3-Vcs sabem onde se encontra captadores jazz bass da Kent Armstrong ou Black Bug, pois um amigo me falou que eles sao mais baratos que a maioria, mas nao sao tao ruins quanto os que eu citei acima?
O melhor preço dos Kent Armstrong está no Mercado Livre. Black Bug nunca testei.

4-Vcs tem algum projeto ou blue print de um jazz bass completo?
Um bom ponto de partida: http://wimseegers.googlepages.com/JazzBass-1.jpg/JazzBass-1-full;init:.jpg

5-Um amigo me falou que levou a guitarra dele para pintar para pintar numa oficina de carros,mas ainda nao voltou por isso eu nao sei se ficou bom ou nao, alguem ja olviu algo sobre isso?
Sim, e é muito comum. O problema é que funileiro adora molhar lixa com mangueira enquanto pinta, o que é comum para carros mas péssimo para instrumentos.

6- e verdade que a basswood(madeira balsa) puxa para os timbres graves? Qual outra madeira tambem puxa para os graves?
Basswood é diferente de balsa, são madeiras distintas. Sim, ela transmite bem os graves. O que importa mais neste caso não é a madeira a ser utilizada, mas a qualidade da mesma. Não fuja do freijó, cedro, mogno e afins.

7-Qual e o tempo minimo que se deve deixar secando a madeira?
Se você retirar uma peça de um tronco esqueça, não vai estar vivo para vê-la seca a menos que tenha estufa. Existem madeireiras especializadas em suprir oficinas de luthieria, ou seja, a madeira já é seca.

8-A madeira pode ser deixada secando ja cordata, no formato do baixo?
Não recomendo pois o fato do instrumento ser assimétrico faria com que algumas partes secassem antes de outras e você fatalmente perderia a referência de onde está mais seco. Isso já acontece em pranchas; em blocos já cortados então nem se fale.

[ ]'s
avatar
guerra_luthier
Membro

Mensagens : 1473
Localização : São paulo - SP

http://guerraguitars.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por toninho_666 em Qui Jan 07, 2010 10:33 am

Melhor do essa explicação só mandando o Guerra fazer o seu instrumento!!!!!
Parabéns, Guerra pela boa vontade e paciência!!!!!!!!!!!!!!!!

toninho_666
Membro

Mensagens : 126
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por heitor_pg em Qui Jan 07, 2010 12:47 pm

5-Um amigo me falou que levou a guitarra dele para pintar para pintar numa oficina de carros,mas ainda nao voltou por isso eu nao sei se ficou bom ou nao, alguem ja olviu algo sobre isso?

Eu não mandaria... já mandei 3x e me arrependi em 2x. Na aplicação do verniz eles gostam de deixar o efeito "casca de laranja" como na pintura de fábrica dos carros, diferente do acabamento liso que usamos em instrumentos.
avatar
heitor_pg
Membro

Mensagens : 656
Localização : Natal/RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por HOTA em Qui Jan 07, 2010 12:48 pm

toninho_666 escreveu:Melhor do essa explicação só mandando o Guerra fazer o seu instrumento!!!!!
Parabéns, Guerra pela boa vontade e paciência!!!!!!!!!!!!!!!!
[2] claps
avatar
HOTA
Membro

Mensagens : 369
Localização : Nova Mutum - MT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Renato em Qui Jan 07, 2010 1:04 pm

HOTA escreveu:
toninho_666 escreveu:Melhor do essa explicação só mandando o Guerra fazer o seu instrumento!!!!!
Parabéns, Guerra pela boa vontade e paciência!!!!!!!!!!!!!!!!
[2] claps
[3]
avatar
Renato
Membro

Mensagens : 6066
Localização : Mogi Mirim SP (Made in Recife PE)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Motta.Salazar em Qui Jan 07, 2010 1:15 pm

Valeu Guerra
otima explicaçao
so mais uns detalhes

e qual e o preço em media do metro dessas madeiras?
(uma chapa com grossura suficiente para fazer o corpo do baixo)

e qual delas na sua opiniao tem o melhor custo beneficio, na quastao da qualidade?

Vc sabe de alguma desses madeireiraas especializadas no espirito santo?
avatar
Motta.Salazar
Membro

Mensagens : 187
Localização : Espirito Santo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por guerra_luthier em Qui Jan 07, 2010 3:37 pm

Obrigado turma! É um prazer poder ajudar vocês. Todo mundo aqui é muito interessado e este Fórum é democrático, bem diferente de outros por aí. Razz

Voltando...

Olha Motta, madeiras específicas para luthieria, raramente compramos por metro. Elas geralmente tem a medida 500x400x45mm(corpo) e 500X180X10mm(top). Salvo ressalvas que são para modelos específicos e etc.

Hoje, pago R$ 65 no Cedro e R$ 125 no Mogno. Estes são os valores médios. Dependerá muito do local que você comprar, se eles tem permissão para comercializar estas madeiras, bem como a qualidade da madeira dada pelo corte (se é longitudinal, por exemplo), se possue nós, secagem e por aí vai.

Falando de custo benefício prefiro o Cedro. Ele é facilmente encontrado em praticamente todo o Brasil, inclusive no ES.

O que mais diferencia as madeiras, na minha opinião, é a região do Brasil que estão; Norte, Sudeste, Sul e por aí vai. Aproveitando que você falou da Balsa, aqui em SP por exemplo é difícil de encontrá-la com qualidade. Já na Bahia, tem até na rua What a Face . Eu comprei 3 peças de lá a preço de Cedro aqui.

Enfim, pesquise bastante e vá aos poucos criando sua própria opinião.

[ ]'s
avatar
guerra_luthier
Membro

Mensagens : 1473
Localização : São paulo - SP

http://guerraguitars.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Cantão em Qui Jan 07, 2010 8:55 pm

Muito bem explanado Guerra...parabéns brother... up
avatar
Cantão
Moderador

Mensagens : 17877
Localização : Bauru

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Andrezinho em Qui Jan 07, 2010 9:49 pm

heitor_pg escreveu:5-Um amigo me falou que levou a guitarra dele para pintar para pintar numa oficina de carros,mas ainda nao voltou por isso eu nao sei se ficou bom ou nao, alguem ja olviu algo sobre isso?

Eu não mandaria... já mandei 3x e me arrependi em 2x. Na aplicação do verniz eles gostam de deixar o efeito "casca de laranja" como na pintura de fábrica dos carros, diferente do acabamento liso que usamos em instrumentos.

Tem alguma coisa errada nessa informação!
Eu sou meio ligado no mundo automotivo e já tive oficina de Tuning.
E não sei o que seria esse efeito casca de laranja a que você se refere no trabalho de pintura.
A qualidade da pintura fica a cargo da textura ser o mais lisa possível, para poder aderir bem à superfície selada e posteriormente receber o verniz.
Depois de aplicado e seco, o verniz deve ser polido e avaliado para ver se precisa de outra camada.
Normalmente são de 3 a 4 demãos de verniz pra pintura automotiva ficar perfeita, semelhante à de fábrica.
A grande diferença na minha opinião, é que em automóveis, se pinta sobre METAL e não sobre MADEIRA.
Por isso o tipo de selagem pra receber a tinta é um pouco diferente.
Se usar o mesmo tipo de selagem do metal, acredito que a tinta não aderirá corretamente à madeira, mas não posso afirmar isso com certeza absoluta, porque nunca pintei instrumentos lá!
avatar
Andrezinho
Membro

Mensagens : 3330
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por heitor_pg em Sex Jan 08, 2010 1:08 am

Andrezinho, como vc deve saber, as fabricas hj optam por usar verniz alto sólidos, ou seja, que contém um grande número de particulas sólidas de tamanho razoável. E para dar mais resistência a essa pintura, a diluição é pequena (alta viscosidade), causando esse efeito referido acima. Os carros da FIAT (principalmente o Doblô) possuem muito esse tipo de verniz.

Esse efeito pode ser diminuido com lixas finas e polimento.

Exemplo de produto para tirar esse efeito: Polidor Extra Forte - Lincoln - "Remove marcas de lixa 1200, P2500 acima, casca de laranja moderada, escorrimento leve e pequenas imperfeições, usar com boinas dupla face normal e macia, a politriz deve estar regulada em 1.800".

E sobre a preparação para a pintura... as bases são realmente diferentes... para o metal são usados primers.
avatar
heitor_pg
Membro

Mensagens : 656
Localização : Natal/RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Andrezinho em Sex Jan 08, 2010 9:45 am

As tintas automotivas de fábrica, como são usadas em quantidades enoooooooormes, usam um sistema eletrostático para aderência: a peça (o monobloco do carro inteiro sem as partes móveis) é mergulhado num poço de tinta e recebe uma carga elétrica que faz com que as partículas da tinta grudem no metal. Essa aplicação fica bem mais homogênea do que a aplicação por pulverização (spray).
O verniz alto-sólidos normalmente é bi-componente e só pode ser aplicado via spray mesmo, só que isso é feito por robôs na fábrica.

Lá na oficina, como o nosso trabalho era praticamente artesanal, realmente usávamos verniz alto-sólidos PU (porém com uma diluição um pouco maior) e tintas especiais para Tuning, já que não precisávamos pintar grandes quantidades como nas fábricas...
Essas tintas normalmente tem cristais de pigmentos bem menores e não fica a aparência tão rugosa sob o verniz (que deve ser o tal de efeito casca-de-laranja).

Por isso, o polimento era manual, com acompanhamento extremamente rigoroso.
Um dos testes de qualidade que fazíamos era soprar a flanela: colocar um pedaço de flanela sobre a pintura do teto e do capô, soprá-la e medir o quanto ela deslizava. Se deslizasse pouco, voltava para o polimento pra ficar o mais liso possível!
Ahhh! Por isso não compro carros da FIAT (Fui Iludido, Agora é Tarde)...
hehehehehhehehehe
avatar
Andrezinho
Membro

Mensagens : 3330
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Eömer em Sex Jan 15, 2010 12:27 pm

fugindo um tiquinho do topico : Andrezinho, pensava exatamente igual a vc sobre os carros da Fiat, até comprar uma pick-up Strada e ver ela passando na estrada de terra melhor do que a Hilux do tio da minha namorada.

agora, guerra, vc ta de parabens pels informações
avatar
Eömer
Membro

Mensagens : 862
Localização : Belo Horizonte - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por caiohernane em Qua Fev 24, 2010 6:15 pm

Guerra... Você é o cara, tem muita paciencia conosco que brinacamos de luthier, valeu irmão pela paciencia....
Abraços!
avatar
caiohernane
Membro

Mensagens : 27
Localização : Divinopolis MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Brincando de ser luthier

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum