Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Quem introduziu o Slap no Brasil?

Ir em baixo

Quem introduziu o Slap no Brasil? Empty Quem introduziu o Slap no Brasil?

Mensagem por webercar em Sex Jun 08, 2012 1:50 pm

Amigos floristas convidado pelo idealizador Boss2K, decidi escrever sobre bandas ou músicos q de alguma forma contribuíram para revolucionar a maneira de tocar seus instrumentos ou de criar algum gênero musical. Como o nosso dia a dia é corrido e com isto, temos pouco tempo para o lazer, partes do texto são cópias de pesquisa outras de minha própria autoria. Estejam a vontade para acrescentar algo ao tema escrito.

A técnica Slap foi criada pelo baixista americano Larry Graham nos anos 70, cujo o nome mais idolatrado por esta técnica nos dias de hoje é o Marcus Miller. Mas o q talvez poucos saibam é q ela foi introduzida pelo Baixista Arnaldo Brandão nos anos 70.

Arnaldo Brandão:

Um dos precursores do rock brasileiro, Arnaldo Brandão foi membro de grupos fundamentais como A Bolha, nos 60; Brylho, nos anos 70; e Hanoi Hanoi nos anos 80; foi também o baixista que acompanhou Caetano Veloso em A Outra Banda da Terra e fez parte dos Doces Bárbaros (Gal, Gil, Caetano e Betânia); gravou e tocou com Raul Seixas, Rita Lee, Jorge Mautner, Jorge Ben e Luis Melodia.

Como instrumentista, o jovem baixista que aos 18 anos empreendeu suas primeiras aventuras musicais ao lado de nomes como Jards Macalé e Gal Costa, se tornou um nome consagrado no Brasil. Foi o introdutor do slap (maneira percussiva de tocar as cordas do baixo) no país, deixando sua marca em gravações antológicas, como as de Odara (Caetano) e Negro Gato (Luis Melodia).

Em sua faceta de compositor, Arnaldo integra a memória afetiva de gerações de brasileiros com suas composições. É co-autor de clássicos como “Rádio Blá”; “O tempo não pára”; “a noite do prazer” e “Totalmente Demais”.

Empreendedor, Arnaldo abriu em 1987 o Hanoi Studio, atualmente uma referência no cenário musical carioca, por onde passam artistas renomados e jovens talentos. O local serviu de palco para a preparação do primeiro disco solo do artista, “Brandão e o Plano D”, lançado em 2002.

Em 1997 ocorreu uma evolução decisiva na carreira de Arnaldo: ele começou a tocar guitarra na banda Power of Jimi, dedicada a covers de Jimi Hendrix.

Arnaldo também já se aventurou com sucesso no campo da produção e direção musical. Em 2004 foi o responsável pela direção e produção musical do projeto Baú do Raul, em homenagem a Raul Seixas, lançando pela gravadora Som Livre em CD e DVD, que recebeu premio de platina no mesmo ano. Em 2006 gravou e produziu o CD do grupo A Bolha com originais inéditas dos anos 70, para o filme “1972” de José Emílio Rondeau.

Em sua carreira solo, o músico confirmou sua vocação para multiartista. Em seu mais recente disco “Amnésia Programada”, lançado em 2009, o músico toca violão, guitarra, baixo, bateria, percussão e teclados, assinando todas as dez faixas, oito delas parcerias com Tavinho Paes – seu parceiro constante. Neste trabalho, Arnaldo foge dos rótulos fáceis entre o Rock e a MPB e apresenta uma obra atual, cheia de tiradas instigantes, síntese das influências musicais que ele encontrou ao longo de sua carreira.

Veja abaixo as bandas que fazem parte da história de Arnaldo Brandão.

A Bolha
A Outra Banda da Terra
Brylho
Hanoi Hanoi

Criada pelos irmãos César e Renato Ladeira, A Bolha inicialmente tocava apenas covers. Em 1966 a banda lançou seu primeiro compacto, “The Bubbles”, composto por versões de músicas das bandas The Rolling Stones (Inglaterra) e Los Shakers (Uruguai). Em 1969, Arnaldo Brandão e Pedro Lima entraram para a banda, e começaram a compor músicas próprias. Em 1970, Jards Macalé, diretor musical de Gal Costa, convidou The Bubbles para acompanhar a cantora em um show dirigido por Hélio Oiticica na Boate Sucata. O show fez grande sucesso e a banda seguiu acompanhando Gal em apresentações no Brasil e em Portugal. Já na Europa, passando pelo Festival da Ilha de Wight, Arnaldo decidiu começar a compor em português e convenceu a banda a mudar seu nome para A Bolha.

Em 1971, A Bolha lança seu compacto com as músicas “Sem Nada” e “18:30”, de Geraldo Carneiro e Eduardo Souto Neto, pelo qual a banda recebeu o prêmio de Melhor Conjunto no Festival Internacional da Canção. Em 1974, Raul Seixas convidou A Bolha para gravar seu primeiro compacto duplo, com as músicas "Como vovó já dizia"; "Não pare na pista"; O primeiro LP “Um Passo à Frente” foi lançado em 1973 e o segundo, “É Proibido Fumar”, em 1977.

A Bolha foi embrião para o surgimento de outros grupos que conquistaram notoriedade, entre eles: Hanói Hanói; A Outra Banda da Terra (que acompanhou Caetano Veloso), A Cor do Som e Herva Doce.

A banda é reconhecida no cenário alternativo ainda hoje. Em 2006 os músicos se reuniram no Hanói Studios para gravar originais inéditas dos anos 70, como parte da trilha sonora do filme “1972” de José Emílio Rondeau. A Bolha ainda tem fãs em todo mundo. O álbum “Um passo a Frente” foi relançado duas vezes, em 1990 e em 2009, na Europa e no Japão. Em 2010, o selo europeu Groovie Records, lançou em vinil uma coletânea de todos os compactos do The Bubbles e A Bolha, no LP “The Bubbles – Raw and unreleased”.

Formações de A Bolha:

• The Bubbles (1966): César e Renato Ladeira (guitarra e teclados), Lincoln Bittencourt (baixo) e Ricardo (bateria).

• A Bolha (1969): Renato Ladeira (teclados), Pedro Lima (guitarra), Arnaldo Brandão (baixo) e Gustavo Schroeter (bateria).

• A Bolha (2005): Arnaldo Brandão (baixo), Pedro Lima (guitarra), Renato Ladeira (teclados) e Gustavo Schroeter (bateria).

Videos:

Caetano Veloso - "Vera Gata" (TV Globo, 1981)
acompanhado da Outra Banda da Terra (Tomás Improta, Arnaldo Brandão, Vinícius Cantuária e Bolão), Caetano Veloso se apresentou em seu especial da série "Grandes Nomes" que foi ao ar na TV Globo em 05/06/81.



Hanoi-Hanoi - O Tempo Não Para/Nem Sansão nem Dalila (Ao vivo C&A Shop Show 89)
Arnaldo Brandão Baixo, guitarra, vocal.
Edmar Galli Bateria, Vocal
Ricardo Bacelar Teclado, vocal
Sérgio Vulcanis Guitarra, baixo, vocal



Hanoi Hanoi - Totalmente Demais



Brylho - Noites de Prazer



Arnaldo Brandão - "Água Viva"
Gravado ao vivo na Fundição Progresso, Lapa, Rio de Janeiro. Show: "O Baú do Raul" - Homenagem a Raul Seixas - 31 de agosto de 2004.



A Bolha - "Sem Nada" 1972
DVD Video Clipe gravado recentemente: "Sem Nada" - A Bôlha 1972 formação original, Renato Ladeira, Pedro Lima, Arnaldo Brandão e Gustavo Shroeter.



Quem quiser ver mais videos do Arnaldo Brandão:

https://www.youtube.com/user/arnaldobrandao
webercar
webercar
Membro

Mensagens : 3155
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quem introduziu o Slap no Brasil? Empty Re: Quem introduziu o Slap no Brasil?

Mensagem por DUDUBASS em Sex Jun 08, 2012 8:15 pm

Acho muito bacana a pesquisa e a história, pelo que sei o slap surgiu no início dos anos 60 e não 70, realmente pelas mãos de Larry Graham. Outra coisa que ouvi falar foi que quem o teria introduzido no Brasil teria sido o PC, mas essa aqui pra comprovar é muito difícil. No mais acho bacana o trabalho do Arnaldo, inclusive o slap dele é todo diferente com a mão direita em cima do captador, curto também o trabalho rock do Hanoi que me remete a minha fase rock'roll.... hehehe
DUDUBASS
DUDUBASS
Membro

Mensagens : 2471
Localização : FORTALEZA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quem introduziu o Slap no Brasil? Empty Re: Quem introduziu o Slap no Brasil?

Mensagem por Amagomes em Sex Jun 08, 2012 9:04 pm

webercar escreveu:
Arnaldo Brandão:
Um dos precursores do rock brasileiro, Arnaldo Brandão foi membro de grupos fundamentais como A Bolha, nos 60; Brylho, nos anos 70; e Hanoi Hanoi nos anos 80; foi também o baixista que acompanhou Caetano Veloso em A Outra Banda da Terra e fez parte dos Doces Bárbaros (Gal, Gil, Caetano e Betânia); gravou e tocou com Raul Seixas, Rita Lee, Jorge Mautner, Jorge Ben e Luis Melodia.
Como instrumentista, o jovem baixista que aos 18 anos empreendeu suas primeiras aventuras musicais ao lado de nomes como Jards Macalé e Gal Costa, se tornou um nome consagrado no Brasil. Foi o introdutor do slap (maneira percussiva de tocar as cordas do baixo) no país, deixando sua marca em gravações antológicas, como as de Odara (Caetano) e Negro Gato (Luis Melodia).


Vlw,Weber,

Eu pretendia um tópico falando sobre o Arnaldo inicialmente em uma obra específica, o antológico disco "Outras Palavras" do Caetano Veloso, o que tem Odara. Eu pretendia fazer isso , e postei um vídeo com a músca "Jeito de Corpo". O vídeo não teve comentários o que significa duas coisas: Ou estava muito ruim ( a imagem eu sei, a câmera é vagaba) ou o pessoal não se interessou por desconhecer a obra. A minha idéia era postar vídeo de linhas das músicas deste disco mas depois disso desanimei um pouco. Agora com a lembrança deste grande baixista talvez prossiga com a idéia.

Aqui o link do tópico pra quem quiser dar uma olhada:

https://www.contrabaixobr.com/t22826-jeito-de-corpo-caetano-veloso-videozinho-no-yt?highlight=Jeito

Amagomes
Amagomes
Membro

Mensagens : 5194
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quem introduziu o Slap no Brasil? Empty Re: Quem introduziu o Slap no Brasil?

Mensagem por Cantão em Sex Jun 08, 2012 11:14 pm

Excelente Webercar... claps
Cantão
Cantão
Moderador

Mensagens : 19261
Localização : Bauru

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quem introduziu o Slap no Brasil? Empty Re: Quem introduziu o Slap no Brasil?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum