Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Tina Weymouth.

Ir em baixo

Tina Weymouth. Empty Tina Weymouth.

Mensagem por WHead Sab Jan 11, 2020 3:54 pm

Tina Weymouth. 5b92f110

Martina Michèle Weymouth nasceu em  Coronado, Califórnia, filha do um vice-almirante Ralph Weymouth e Laura Bouchage. Sua primeira experiência com música foi aos 12 anos, na Potomac English Hand Bell Ringers, quando chegou inclusive a excursionar com o grupo. Aos 14 anos começou a aprender guitarra sozinha. Conheceu Byrne e Chris Frantz, futuros colegas de banda (e Frantz, futuro marido) na Rhode Island School of Design. Quando os dois precisaram de um baixista, Frantz indicou Weymouth, com quem já estava se relacionado. Byrne precisou ser convencido em três testestes ate admitir Weymouth (que fez a sua transição da guitarra para o baixo em cinco meses, com a ajuda dos álbuns da Susi Quatro) mas rapidamente suas linhas de baixo passaram a ser o coração das composições, aliando a precisão rítmica do rock ao swing. Era ela (e Frantz) a responsável por traduzir as idéias abstratas e exóticas de Byrne em algo cativante.

Nos primeiros anos da banda Tina se destacou, também, pela sua atitude, expressa no cabelo curto, roupas despojadas e nas caretas - muitas caretas. Questionadora, sempre se posicionou sobre a imagem do artista e o controle da mídia sobre ele, mesmo recentemente, quando tem contribuído com a banda Gorillaz com backing-vocals e percussões (dando voz à personagem Noodle).

Tina nunca se fixou a um único instrumento, sempre perseguiu o som que a sua música pedia, fosse com um Fender Precision, um Mustang, um Jazz Bass, um Musicmaster, um Hofner 500/2, um a Gibson Triumph, ou qualquer um dos vários modelos custons que ela utilizou (seu favorito é um Veillette-Citron que, por segurança, só é utilizado em casa e em gravações). Enquanto alguns baixistas tocam de maneira sutil e suave Weymouth faz exatamente o oposto: em vez de apostar em notas mais longas, como um aderente ao som de uma banda, ela se apoiou na seção de rítmica, com articulação, espaço e atenção especial à duração de cada nota. Seu estilo, de notas distintas e sincopadas, atravessa a mixagem, destacando-se e criando uma identidade (que é compartilhada com a banda) - um fino produto da arte pop, punk e moderna nos anos 80.



https://reverb.com/news/you-just-do-it-talking-heads-tina-weymouth-on-the-secret-of-great-basslines-bacons-archive
https://www.notreble.com/buzz/2019/04/25/bass-players-to-know-tina-weymouth/
http://www.openculture.com/2018/07/genius-tina-weymouth-breaking-style-talking-heads-tom-tom-clubs-basslines.html
https://deliriumnerd.com/2016/02/05/musica-o-que-pode-ser-mais-divertido-do-que-tina-weymouth-critica/
https://www.papermag.com/40-years-late-talking-heads-most-valuable-member-is-still-its-most-under-recognized-1-2482571556.html
https://equipboard.com/pros/tina-weymouth
WHead
WHead
Membro

Mensagens : 1821
Localização : Jacareí-SP

https://whiskyheads.bandcamp.com/

Stormbringer gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tina Weymouth. Empty Re: Tina Weymouth.

Mensagem por WHead Dom Dez 27, 2020 12:53 am


Tina Weymouth Tribute Film
WHead
WHead
Membro

Mensagens : 1821
Localização : Jacareí-SP

https://whiskyheads.bandcamp.com/

latajacydziobak gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum