Rachaduras os mitos e as verdades.

Ir em baixo

Rachaduras os mitos e as verdades. Empty Rachaduras os mitos e as verdades.

Mensagem por luizribeiro em Ter Abr 27, 2010 1:39 am

Bom, hoje fui dar uma olhada nos tópicos antigos do blog. Uma questão recorrente foi as rachaduras, que pelo que vi são mais temidas que o diabo.
Muita coisa foi dita, que instrumentos que racham são instrumentos que tem problemas, além de ver que um consenso existe quando se trata da perda de timbre por causa dos reparos nessas rachaduras.
Eu também tinha o maior medo de rachaduras, até um dia que tive meu primeiro baixo bom, meu Paulo Gomes. Cuidava dele como se fosse a coisa mais importante, deixava um humidificador sempre ligado no mesmo ambiente que ele, e usava o ar-condicionado da minha casa na temperatura indicada pelos luthiers. Advinha o que aconteceu, o diabo da madeira rachou!!! Fiquei muito bravo, liguei pro Paulo para contar da minha desg****, e ele riu muito... Ele falou que iria ver quando eu fosse pra São Paulo e queria me mostrar umas coisas.
Quando cheguei lá, ele falou que não precisava concertar a rachadura, pois não iria abrir mais, perguntei pela perda de timbre ou volume e ele me voltou com outra pergunta, "sinceramente, você notou alguma diferença?" e minha resposta foi direta, "não". Depois ele me mostrou um baixo que estava sendo restaurado e pertencia a Ana Valéria Poles, primeiro contrabaixo da osesp. O baixo tinha tantas, mas tantas rachaduras que não acreditei, e ele me mostrou por dentro, tinha mais remendos ainda.
Depois vim aqui pros estados unidos. Essa semana fui no David Gage, daí fui brincar com uns instrumentos e quem estava lá era o querido Kurt Muroki, com seu humilde contrabaixo Amati, que era o principal baixo do Domenico Dragonetti. O baixo tem a assinatura do nas placas das tarrachas. O baixo tinha zilhões de rachaduras, mesmo porque tinha 400 anos. Quando o Kurt foi embora, perguntei pro david gage quanto deveria valer aquele instrumento, ele falou que vendeu o baixo pro Kurt por 600 mil dolares...
Depois disso conversamos um pouco sobre madeiras. Ele primeiro me explicou como as melhores madeiras são as que racham com mais facilidade, ele falou que tanto o maple quanto o abeto são madeiras muito sensíveis, e mesmo no atelier dele que é super climatizado, os instrumentos racham, principalmente os melhores e mais caros. Ele me explicou que os mestres Italiano deixavam a madeira bem fina, pois com isso o instrumento vibraria com mais facilidade, e isso ajuda em timbre, e volume, ele disse que instrumentos que usam madeiras laminas muito grossa são instrumentos que vão ter o som mais preso e com menos possibilidades de terem bons timbres. Usamos o meu paulo gomes como exemplo, e realmente a madeira dele é bem fina, comparado a baixos de construção de fábrica.
outra coisa que perguntei foi sobre o uso de outros tipos de madeira para instrumento, e dei exemplo das madeiras brasileiras. Ele disse que muita experimentação tem sido feita, pois abeto e maple estão sempre mais caros e mais complicados de achar em boa qualidades. Ele disse que até hoje nunca viu um instrumento usando madeiras do Brasil soando bem, ele disse que vê muitos deles na ISB, mas nenhum agrada nem a músicos nem a luthiers. Ele diz que gosta de algumas madeiras da africa, mas normalmente precisam estar muito antigas.
Finalizando, reparos quando bem feitos nunca vão alterar em nada a qualidade sonora do instrumento. Madeira maciça racha. É preferência de todos os baixistas instrumentos antigos, principalmente italianos, e todos eles tem zilhões de rachaduras.
Nunca se preocupem em comprar um instrumento que tenha reparos, contanto que os reparos estejam bem feitos. Não existe tal coisa de instrumentos que são bem feitos e com boas madeiras não racham. Isso é lenda.
só para finalizar vou colocar umas fotos de uns instrumentos que são muuuuito caros e é o sonho de todos os baixistas.
Rachaduras os mitos e as verdades. 1894_back
Rachaduras os mitos e as verdades. Storioni
Rachaduras os mitos e as verdades. Gasparo_dasalo_double_bass

Todos esses instrumentos custam muito mais de cem mil dolares, e todos tem zilhões de rachaduras e o mesmo tanto de reparos!

Espero que agora ninguem tenha mais medo das rachaduras, que se tiverem um tratamento adequado nunca serão problemas!
luizribeiro
luizribeiro
Membro

Mensagens : 611
Localização : Nova Iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rachaduras os mitos e as verdades. Empty Re: Rachaduras os mitos e as verdades.

Mensagem por LuCaSbass em Qua Abr 28, 2010 10:04 pm

Bacana Luiz, bem esclarecedor.
Só que aqui as imagens não apareceram, vc colocou os links para as paginas e não para imagens... mas para ajudar:
Rachaduras os mitos e as verdades. Back_large
Rachaduras os mitos e as verdades. Body_frRachaduras os mitos e as verdades. Body_bkRachaduras os mitos e as verdades. Side_detail2
LuCaSbass
LuCaSbass
Membro

Mensagens : 10830

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum