Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Seg Jun 15, 2020 4:04 pm

Não consegui pensar em outro título, mas aqui vai um coisa que tem me incomodado há algum tempo.

Eu sou roleiro, de natureza, não importa o país cidade que eu estou vivendo, sempre estou trocando baixo, comprando etc. O que eu percebi é normal em todos os lugares e cidades que eu já passei e aqui lhes explico.

Questão: Quase nunca alguém que está vendendo um instrumento nas redes sociais o tem regulado ou com cordas em bom estado. QUASE NUNCA, 41 baixos depois, em 95% dos casos eu tive que trocar corda e regular, e não porque "meu estilo de regulagem é diferente do dono anterior" e sim porque não dava pra tocar ou as cordas estava um lixo.

Não estou falando dos participantes desse fórum, mas sim desses anúncios de OLX, mercado livre, Facebook market place. Eu sei que normalmente esses instrumentos são de oportunidade e o que conta é o PREÇO, o estado do instrumento determina o achado.

Entretanto, esses instrumentos "guardados" por anos, com cordas velhas, estão ficando mais raros, hoje existem vários revendedores desses achados, porém quase todos que EU NEGOCIEI os vendem sem regular ou pelo menos trocar as cordas, pelo valor de mercado correto porém em estado duvidoso.

Meu caso específico, TODOS meus instrumentos, assim que chegam em casa, passam por uma limpeza, cordas novas, regulagem e checagem se tudo está bem. Se eu não consigo fazer uma regulagem simples ou os frets precisam de retífica, no dia seguinte eu deixo no luthier e peço para ele verificar tudo, se baixo faz ruído, já deixo aprovado blindagem etc.

Loucura fazer isso em um baixo que vc vai vender alguns vão dizer, mas na minha "justificativa mental" eu faço primeiramente pelo instrumento e segundo pelo próximo dono. Eu tenho na cabeça que todo instrumento, não importa o preço, pode te trazer um prazer de tocar incrível. E quando eu vendo um instrumento eu quero que o novo dono desapareça que não volte pra reclamar do baixo e se ele não voltar quando quiser um novo, ele vai lembrar que eu vendi um instrumento para ele a preço justo e que sabe que se comprar/trocar comigo não vai levar com corda velha e desregulado

Lógico que isso por vezes diminui o lucro, as vezes dá prejuízo, as vezes empata no zero a zero. Eu entendo que existem pessoas que vivem disso e o lucro é necessário em cada transação e eu respeito isso. Mas o que eu tenho notado e tem me incomodado DEMAIS e vc procurar um instrumento usados mais caros, com o valor correto dentro da média da marca, totalmente desregulado, braço arqueado, cordas nojentas ou muito velhas, tem me deixado muito desanimado. Exemplo, quando peguei o Rickenbacker, um baixo de 7k no México, o braço estava desregulado, cordas velhas, poxa tive que levar direto ao luthier. O que que custa você que está vendendo um baixo caro, levar num luthier de sua confiança e gastar uns 150 reais na regulagem ou mesmo se vc tem conhecimento de regulagem, regular e colocar umas cordas se as atuais estão em estado lastimável? Não precisar ser  cordas caras, no meu tempo no Brasil eu tinha jogo de cordas Hartke novas para os baixos de menos de 1000 reais, não vão durar muito, mas estão novas e não estão nojentas. Aqui no México consigo jogos de cordas daddario por 100 reais, originais, então eu coloco addario em todos os baixos que eu compro/troco por aqui. Novamente não quero corda nova em todos o baixos que eu faço negócio, mas em baixos mais caros pelo menos que as cordas não estejam em estado lastimável o que já indica que regulagem foi feita há muito tempo, as vezes um jogo de corda usada em melhor estado ajuda na impressão que vc dar ao instrumento.

Um exemplo atual: peguei o Peavey Foundation S, o baixo custou 500 reais, em estado de "achados e perdidos", sujo, cordas enferrujadas, knobs diferentes, braço arqueado, não preciso nem comentar sobre regulagem certo? Neste caso específico, eu sabia que o baixo estaria nessa situação pelo próprio preço que estavam pedindo. Eu peguei o baixo, desmontei inteiro e fiz uma limpeza gigante e um polimento, comprei potenciômetros novos, knobs novos, cordas novas, montei e regulei. O baixo ficou bom para tocar, porém o nut estava muito desgastado na corda LA, e com a troca dos potenciômetros o ruído aumentou. Como superava minhas habilidades e ferramentas, levei em um luthier e mandei fazer tudo. O baixo voltou ótimo, blindagem acabou com o ruído e maravilha. O baixo me custou 500, na primeira leva gastei 200 em peças e mais 350 reais no luthier, preço final 1050 reais, o baixo no México custa uns 1.000 reais, se fosse no Brasil ainda teria lucro. Mas vejam, eu nao conseguiria ter consciência limpa de vender algo que eu anuncio como em "bom estado" sabendo dos problemas dele.

Meu ponto é esse, eu entendo que todo mundo quer ter lucro, que quer trocar de instrumento, mas é muito mais fácil ver carro usado com pneu novo sendo vendido do que baixo usado com cordas e regulagem descente.

Toda regra tem exceção eu sei, mas minha experiência com isso tem me dado menos paciência com isso. Agora mesmo estou buscando um baixo de 5 cordas entre 4.5 e 5k (que no México de coloca num belo patamar de intrumentos) e só encontro "mugrero" como eles dizem aqui.
vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por allexcosta em Seg Jun 15, 2020 4:10 pm

Já vendi carro que, com pneu velho ou novo, valia mais ou menos o preço dos pneus. E na época eu não tinha tempo pra nada, portanto é mais lógico vender do jeito que está.
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 48839
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Seg Jun 15, 2020 4:21 pm

allexcosta escreveu:Já vendi carro que, com pneu velho ou novo, valia mais ou menos o preço dos pneus. E na época eu não tinha tempo pra nada, portanto é mais lógico vender do jeito que está.

O meu ponto é que vc não é vendedor de carro usado. Nesse caso vender no estado atual, entra no caso "oportunidade".

O caso em questão é específico dos que fazem a troca/venda, seja por hobby ou por profissão, não manterem o instrumento em bom estado.
vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Breno_Barnabe em Seg Jun 15, 2020 4:48 pm

Acho que a maioria desses são instrumentos "largados", por isso não tão bem cuidados.
Breno_Barnabe
Breno_Barnabe
Membro

Mensagens : 4559
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Maurício_Expressão em Ter Jun 16, 2020 10:45 am

Acho isso normal. Muitas pessoas só vendem o instrumento quando já não ligam mais para ele. Como já ligaram no passado, querem manter o preco de quando estava bonito e regulado, mas na realidade o baixo está largado.
Isso acontece com carros diferenciados como Karmann Ghia, SP2, por exemplo: ou você acha restaurado, lindo, por um preco caríssimo ou você acha largado por um preco caro.
Dificilmente você vai achar um baixo largado por um preco de baixo largado.
Daí você compra, dá um trato no baixo e ele passa a ser um instrumento melhor, mas com o preco de um baixo largado...

É muito raro você comprar um baixo largado por preco de um baixo largado...
Como é raro você comprar um Karmann Ghia ou SP2 largado por um preco que valha a pena restaurá-lo.
Maurício_Expressão
Maurício_Expressão
Moderador

Mensagens : 7056
Localização : São José dos Campos - SP (Brazil)

http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/expressao

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por fheliojr em Sex Jun 19, 2020 5:03 pm

VC é um cara decente, vcrz, o que é raro, por isso evito comprar equipamentos usados.
fheliojr
fheliojr
Membro

Mensagens : 10514
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Juninho Sampaio em Sex Jun 19, 2020 5:29 pm

Eu sempre vendo com cordas novas, pq sempre estão novas!
Juninho Sampaio
Juninho Sampaio
Membro

Mensagens : 9158
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Sex Jun 19, 2020 7:09 pm

Exemplo de hoje... Peguei um Music Man 5 cordas, 2004, . ótimo estado, o dono disse que tinha posto cordas em fevereiro, exilir, pensei 4 meses, quarentena desde março, pow cordas boas aleluia... Pow um baixo caro em qq padrão.


Quando peguei o instrumento vi as cordas, já coloquei no gps a loja de música pra trocar imediatamente. Tava bem reguladinho, tudo bem, mas as cordas tavam tristes.

As exilir estava descascando inteiras.

Mas nesse caso, entra o fator, o baixo estava mais barato o que dá margem pra por cordas novas.

Agora o cara que vem com preço cheio com cordas maltratadas e desregulado dá vontade de chamar a polícia.
vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Juninho Sampaio em Sex Jun 19, 2020 7:21 pm

A minha corda Elixir do meu TRB estão neles há 1 ano e 6 meses. E estão em perfeito estados e ele é um baixo que levo pra gig.

O fender tem 8 meses e boas tb. 

Music Man perfeitas (toquei apenas 6x) 

Tudo Elixir. Provavelmente essas elixir deles eram falsas. Elixir duram mais de 1 ano
Juninho Sampaio
Juninho Sampaio
Membro

Mensagens : 9158
Localização : Salvador-Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Henri-Q em Sex Jun 19, 2020 7:54 pm

Maurício_Expressão escreveu:Acho isso normal. Muitas pessoas só vendem o instrumento quando já não ligam mais para ele.
Li o post inicial e ia tecer meu comentário. Mas concordo tanto com o Maurício que prefiro partir daqui...

Eu largo de mão instrumento que quero vender. No fim acabo vendendo em bom estado porque mantenho meus instrumentos regulados e com corda nova. Então, um instrumento meu largado pode até sair com corda velha, mas vai estar reguladinho e zero de elétrica.

Agora falo por mim. Não ligo de comprar instrumento com corda velha ou desregulado, até porque sempre faço manutenção quando pego. Claro... o vendedor tem que estar ciente do risco... já desisti de negócio por broxar de testar um baixo com cordas enferrujadas. Faz parte!
Henri-Q
Henri-Q
Membro

Mensagens : 2133
Localização : Sampa City

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Sex Jun 19, 2020 8:01 pm

Juninho Sampaio escreveu:A minha corda Elixir do meu TRB estão neles há 1 ano e 6 meses. E estão em perfeito estados e ele é um baixo que levo pra gig.

O fender tem 8 meses e boas tb. 

Music Man perfeitas (toquei apenas 6x) 

Tudo Elixir. Provavelmente essas elixir deles eram falsas. Elixir duram mais de 1 ano

Na real eu acho que ele não trocou em fevereiro... Tipo papo de vendedor. Nunca vi exilir com 4 meses nesse estado.
vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Sex Jun 19, 2020 8:11 pm

Henri-Q escreveu:

Eu largo de mão instrumento que quero vender. No fim acabo vendendo em bom estado porque mantenho meus instrumentos regulados e com corda nova. Então, um instrumento meu largado pode até sair com corda velha, mas vai estar reguladinho e zero de elétrica.

Agora falo por mim. Não ligo de comprar instrumento com corda velha ou desregulado, até porque sempre faço manutenção quando pego. Claro... o vendedor tem que estar ciente do risco... já desisti de negócio por broxar de testar um baixo com cordas enferrujadas. Faz parte!

Então, o seu instrumento, seria um que eu não me importaria de corda velhas, o caso é quando o cara vende além do "velho" dizendo que o instrumento está em "ótimo estado", pode até estar, mas as cordas as vezes entregam o cuidado.

Por exemplo, meu Warwick fortress, comprei em 2016, troquei de corda quando chegou, me mudei pro México e só troquei as cordas em 2019 (não estava tocando 5 cordas). As cordas estavam visualmente em bom estado, nenhuma oxidação, sem nenhuma sujeira aparente, reflete o cuidado com o baixo.

Entendo que a gente vende o menos usa, mas eu gostaria de comprar instrumento só do pessoal que frequenta o fórum, a gente tem toneladas de informação e discussões qie nos fazem cuidar sempre mais de nossos instrumentos.

Mas a realidade é que a glr lá fora, que ta fazendo os rolos, não estão bem ai se vc pega um instrumento com o tensor no máximo, se acordas parecem arame farpado e visualmente lutou no Vietnã.

vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Henri-Q em Sex Jun 19, 2020 8:48 pm

^
Mas a casa cai...

Lembro de toda a trataiva desse caso que desisti da compra. O cara passou fotos bacanas do instrumento, alguns vídeos tocando (que não sei se eram recentes) e negociamos o valor. Quando fui testar, peguei o baixo já meio reticente... sabe quando dá nojo de encostar a mão? Seboso, corda oxidada a ponto de dar sinais de ferrugem, parafuso enferrujando...

Esbocei "Who cares a lot" do  Faith no More e o som veio tipo... Poc poc poc rsrsrs... sai fora maluco! Dei várias desculpas, disse que o baixo não "vestia bem" em mim e como dizemos aqui em SP, dei linha na pipa kkkk
Henri-Q
Henri-Q
Membro

Mensagens : 2133
Localização : Sampa City

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Zubrycky em Sex Jun 19, 2020 9:16 pm

Boa parte dos instrumentos que comprei ao longo dos anos precisaram de restauros e alguns foram comprados com esse intuito. Nada como fazer um instrumento voltar à vida.
Zubrycky
Zubrycky
Membro

Mensagens : 14283
Localização : São Paulo

https://www.youtube.com/zubrycky

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Mauricio Luiz Bertola em Sex Jun 19, 2020 9:42 pm

Zubrycky escreveu:Boa parte dos instrumentos que comprei ao longo dos anos precisaram de restauros e alguns foram comprados com esse intuito. Nada como fazer um instrumento voltar à vida.
Já fiz MUITO isso...
Mauricio Luiz Bertola
Mauricio Luiz Bertola
FCBR-CT
FCBR-CT

Mensagens : 15973
Localização : Niterói, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por JAZZigo em Sab Jun 20, 2020 2:31 am

vcrz escreveu:Não consegui pensar em outro título, mas aqui vai um coisa que tem me incomodado há algum tempo.

Eu sou roleiro, de natureza, não importa o país cidade que eu estou vivendo, sempre estou trocando baixo, comprando etc. O que eu percebi é normal em todos os lugares e cidades que eu já passei e aqui lhes explico.

Questão: Quase nunca alguém que está vendendo um instrumento nas redes sociais o tem regulado ou com cordas em bom estado. QUASE NUNCA, 41 baixos depois, em 95% dos casos eu tive que trocar corda e regular, e não porque "meu estilo de regulagem é diferente do dono anterior" e sim porque não dava pra tocar ou as cordas estava um lixo.

Não estou falando dos participantes desse fórum, mas sim desses anúncios de OLX, mercado livre, Facebook market place. Eu sei que normalmente esses instrumentos são de oportunidade e o que conta é o PREÇO, o estado do instrumento determina o achado.

Entretanto, esses instrumentos "guardados" por anos, com cordas velhas, estão ficando mais raros, hoje existem vários revendedores desses achados, porém quase todos que EU NEGOCIEI os vendem sem regular ou pelo menos trocar as cordas, pelo valor de mercado correto porém em estado duvidoso.

Meu caso específico, TODOS meus instrumentos, assim que chegam em casa, passam por uma limpeza, cordas novas, regulagem e checagem se tudo está bem. Se eu não consigo fazer uma regulagem simples ou os frets precisam de retífica, no dia seguinte eu deixo no luthier e peço para ele verificar tudo, se baixo faz ruído, já deixo aprovado blindagem etc.

Loucura fazer isso em um baixo que vc vai vender alguns vão dizer, mas na minha "justificativa mental" eu faço primeiramente pelo instrumento e segundo pelo próximo dono. Eu tenho na cabeça que todo instrumento, não importa o preço, pode te trazer um prazer de tocar incrível. E quando eu vendo um instrumento eu quero que o novo dono desapareça que não volte pra reclamar do baixo e se ele não voltar quando quiser um novo, ele vai lembrar que eu vendi um instrumento para ele a preço justo e que sabe que se comprar/trocar comigo não vai levar com corda velha e desregulado

Lógico que isso por vezes diminui o lucro, as vezes dá prejuízo, as vezes empata no zero a zero. Eu entendo que existem pessoas que vivem disso e o lucro é necessário em cada transação e eu respeito isso. Mas o que eu tenho notado e tem me incomodado DEMAIS e vc procurar um instrumento usados mais caros, com o valor correto dentro da média da marca, totalmente desregulado, braço arqueado, cordas nojentas ou muito velhas, tem me deixado muito desanimado. Exemplo, quando peguei o Rickenbacker, um baixo de 7k no México, o braço estava desregulado, cordas velhas, poxa tive que levar direto ao luthier. O que que custa você que está vendendo um baixo caro, levar num luthier de sua confiança e gastar uns 150 reais na regulagem ou mesmo se vc tem conhecimento de regulagem, regular e colocar umas cordas se as atuais estão em estado lastimável? Não precisar ser  cordas caras, no meu tempo no Brasil eu tinha jogo de cordas Hartke novas para os baixos de menos de 1000 reais, não vão durar muito, mas estão novas e não estão nojentas. Aqui no México consigo jogos de cordas daddario por 100 reais, originais, então eu coloco addario em todos os baixos que eu compro/troco por aqui. Novamente não quero corda nova em todos o baixos que eu faço negócio, mas em baixos mais caros pelo menos que as cordas não estejam em estado lastimável o que já indica que regulagem foi feita há muito tempo, as vezes um jogo de corda usada em melhor estado ajuda na impressão que vc dar ao instrumento.

Um exemplo atual: peguei o Peavey Foundation S, o baixo custou 500 reais, em estado de "achados e perdidos", sujo, cordas enferrujadas, knobs diferentes, braço arqueado, não preciso nem comentar sobre regulagem certo? Neste caso específico, eu sabia que o baixo estaria nessa situação pelo próprio preço que estavam pedindo. Eu peguei o baixo, desmontei inteiro e fiz uma limpeza gigante e um polimento, comprei potenciômetros novos, knobs novos, cordas novas, montei e regulei. O baixo ficou bom para tocar, porém o nut estava muito desgastado na corda LA, e com a troca dos potenciômetros o ruído aumentou. Como superava minhas habilidades e ferramentas, levei em um luthier e mandei fazer tudo. O baixo voltou ótimo, blindagem acabou com o ruído e maravilha. O baixo me custou 500, na primeira leva gastei 200 em peças e mais 350 reais no luthier, preço final 1050 reais, o baixo no México custa uns 1.000 reais, se fosse no Brasil ainda teria lucro. Mas vejam, eu nao conseguiria ter consciência limpa de vender algo que eu anuncio como em "bom estado" sabendo dos problemas dele.

Meu ponto é esse, eu entendo que todo mundo quer ter lucro, que quer trocar de instrumento, mas é muito mais fácil ver carro usado com pneu novo sendo vendido do que baixo usado com cordas e regulagem descente.

Toda regra tem exceção eu sei, mas minha experiência com isso tem me dado menos paciência com isso. Agora mesmo estou buscando um baixo de 5 cordas entre 4.5 e 5k (que no México de coloca num belo patamar de intrumentos) e só encontro "mugrero" como eles dizem aqui.
:hmm:
T.O.C.
JAZZigo
JAZZigo
Membro

Mensagens : 13715
Localização : Asa Norte, Brasília-DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Sab Jun 20, 2020 10:26 am

^^^
Jazzigo, pode até ser toc, mas semana passada tava chateado com esses vendedores que te cobram preço alto dizendo que está "novo" é o intrumentos tá nojento.


Zubrycky escreveu:Boa parte dos instrumentos que comprei ao longo dos anos precisaram de restauros e alguns foram comprados com esse intuito. Nada como fazer um instrumento voltar à vida.
.

Uma boa parte de intrumentos que comprei foram com esse intuito.

Agora tenho notado no México até os que não são com esse intuito tem vindo assim hahahaha
vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por allexcosta em Sab Jun 20, 2020 10:42 am

vcrz escreveu:O meu ponto é que vc não é vendedor de carro usado. Nesse caso vender no estado atual, entra no caso "oportunidade".

O caso em questão é específico dos que fazem a troca/venda, seja por hobby ou por profissão, não manterem o instrumento em bom estado.

Não enxergo assim.

Bens usados são vendidos em diferentes estados de manutenção e conservação.

Errado é mentir sobre a situação real de um bem, mas não é obrigação de quem vende mantê-lo de determinada forma. O mercado se ajusta quanto a isso e um instrumento em excelente estado terá mais valor que um mal tratado.

Já tive o hobby de comprar/vender instrumentos, até mesmo pra ganhar uma ponta em cada um e nunca me senti obrigado a fazer grandes trabalhos de manutenção neles. Mas sempre fui 100% sincero quanto às possíveis marcas de tempo, estado das cordas e coisas assim...

Muitas dessas manutenções poderiam ser realizadas por mim mesmo, mas aí envolve meu tempo e o quanto eu quero gastar com esse instrumento. Meu tempo, assim como o de qualquer pessoa aqui, vale dinheiro. Um instrumento que custou 1000 e levou 5 horas da minha vida pra ficar em perfeito estado não custa mais 1000. E se eu só consigo vendê-lo por 1200, não vale a pena fazer nada.

Sempre avisei a compradores de instrumentos que vendi que troca de cordas era necessária, como acontece com qualquer instrumento que você compra. Nunca nenhum deles teve problema com isso.

Cordas e regulagem são coisas pessoais. Se você tem uma loja venderá mais se seus instrumentos tiverem boas cordas e regulagem razoável, mas isso não é regra para todos, especialmente pra quem vende online.

Esperar instrumento chegando pelo correio em situação 100% ideal é utopia.
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 48839
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Henri-Q em Sab Jun 20, 2020 11:11 am

allexcosta escreveu:Cordas e regulagem são coisas pessoais. Se você tem uma loja venderá mais se seus instrumentos tiverem boas cordas e regulagem razoável, mas isso não é regra para todos, especialmente pra quem vende online.

Esperar instrumento chegando pelo correio em situação 100% ideal é utopia.

Teve uma época em que eu achava isso uma baita sacanagem e dizia coisas como: Como pode... imagina você comprar um carro novo e ter que levá-lo a mecânica para que possa utiliza-lo em estado 100%... Hoje, encaro isso com muita naturalidade. De fato regulagem é muito pessoal, tem cara que cola as cordas no braço e adora, outros acham que trasteja e mata o som do instrumento. Meu luthier é guitarrista e insiste em regular meus baixos como se fossem uma rsrsrs... sempre que vou buscá-los acabo tomando um café enquanto ele levanta a ação das cordas (kkkk). Para mim, não funciona, por mais que o instrumento fique confortável de tocar, não me agrada.

De fato, não haveria uma maneira de equacionar isso no mercado de instrumentos, até porque, se houvesse alguém já teria feito.
Henri-Q
Henri-Q
Membro

Mensagens : 2133
Localização : Sampa City

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Sab Jun 20, 2020 1:29 pm

Seria muita ingenuidade eu pensar que depois de 43 baixos eu iria receber baixos regulados e com cordas novas pq esse é o padrão EU vendo meus instrumentos.

A questão de regular ou trocar cordas logo que compra um instrumento não é o problema de questão, isso eu já vou fazer de qq maneira. Ali em cima eu disse que regulagem é muito pessoal, mas o fato de o braço vir um berimbau e as cordas um arame farpado não DEVE ser padrão em nenhum lugar vindo de vendedores "conhecidos" no meio.

Vc não perder algumas horas "regulando" um instrumento, não significa vender-lo sem checar pelo menos a ação do braço, ou como disseram, deixar isso as claras no anúncio, cordas velhas, braço torto, sujo e o que mais tenha que deixar aclarado

O fato de vc querer vender um instrumento, e ao apresentar o mesmo nessas condições é o meu ponto. Qualquer pessoa que esta vendendo um carro, pelo menos lava para mostrar ao interessado.

Não compro instrumento online por esse motivo, pessoalmente já é difícil encontrar "mínimo" estado, imagina online vindo por correios

Como vender um rickenbacker de 11k com o braço visivelmente empenado e não aclarar isso nas conversas.
vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por allexcosta em Sab Jun 20, 2020 4:16 pm

vcrz escreveu:Qualquer pessoa que esta vendendo um carro, pelo menos lava para mostrar ao interessado.

Problema do seu raciocínio tá aí, em assumir coisas assim...

Já vendi carros sem lavar, assim como já me dei o trabalho de levar na esquina de casa e pagar 10 conto por uma ducha e eu mesmo passar aspirador.

Tudo depende de quanto a pessoa quer investir antes de vender e da perda esperada.

Se eu espero perder 100 reais num instrumento por ele estar meio desregulado e sujo e acho que esses 100 reais não valem meu tempo, vendo assim mesmo.

Às vezes o tensor regula com chave imperial ou métrica e é meio difícil de achar, dependendo de onde você esteja, e o cara não tem tempo... Já aconteceu comigo.

Mas todos os instrumentos ou carros que vendi com algo a fazer foram muito bem descritos nos anúncios, acompanhados de fotos devidas. Mas não sei se já anunciei instrumento com braço tipo berimbau. Aliás, um braço assim pode não voltar à saúde plena e eu avisaria isso no anúncio.
allexcosta
allexcosta
Administrador

Mensagens : 48839
Localização : Terra

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Ivanov_br em Sab Jun 20, 2020 4:16 pm

Creio ser uma distorção dos novos tempos com as vendas on-line.

Se vc tem uma loja ou ponto de venda qualquer, vc conta com a experiência do comprador quando vai testar um instrumento. É a mesma coisa com carro de revenda: tá sempre um brinco.

Quem não vive disso ou vende apenas esporadicamente, só pensa em passar o instrumento para frente.

Um colega que vende baixos usados profissionalmente aqui de Teutônia, RS, leva para regulagem e geralmente coloca cordas novas em praticamente todos os baixos que vende. Em casa, ele tem um amplificador Genz Benz e uma caixa Aguilar para que os compradores testem os instrumentos. É definitivamente um vendedor sério.

Mas é longe de ser o típico vendedor de OLX e ML.
Ivanov_br
Ivanov_br
Moderador

Mensagens : 6241
Localização : Rio Grande do Sul

http://www.myspace.com/bustamanteivan

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por vcrz em Sab Jun 20, 2020 7:30 pm

^ Rodrigo é referência, dele eu compraria de olhos fechados e o baixos dele sempre estão "no preço", nem absurdo nem muito barato, a precificação dele é muito correta, se falando em Brasil.
vcrz
vcrz
Membro

Mensagens : 768
Localização : San Pedro Garza Garcia, Nuevo Leon, México

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Sonikado em Dom Jun 21, 2020 12:17 pm

vcrz escreveu:O fato de vc querer vender um instrumento, e ao apresentar o mesmo nessas condições é o meu ponto. Qualquer pessoa que esta vendendo um carro, pelo menos lava para mostrar ao interessado.
Primeiro erro é assumir que o carro vai ser lavado sem ter isso descrito no anuncio.
Porém recomendo abrir o olx e ver a quantidade de carros em estado deplorável a mais de 100 mil reais. Nem lojista escapa dessa.

Se tem quem pague no estado deploravel, custa menos não lavá-lo.

Mercado é assim.

Como pode... imagina você comprar um carro novo e ter que levá-lo a mecânica para que possa utiliza-lo em estado 100%...
A gente só não faz isso hoje porque a garantia de automoveis é um pé no saco, mas não se esqueça que há alguns anos os Uno saiam de fabrica com peças faltando e os Ford 0km eram todos desalinhados What a Face Tanto que ate virou meme por um período ir nas concessionarias tirar foto e medir os buraco entre os paineis e as peças tortas.

Sonikado
Membro

Mensagens : 1251
Localização : Estado de SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas Empty Re: A arte de vender instrumento usados sem regulagem e com cordas velhas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum